História Gaara e Ino - Um futuro para nós! - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Visualizações 31
Palavras 1.099
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Então galera, mais um saindo aqui pra vcs... Espero que gostem :)
Hj temos a participação da MonikUchiha mais uma vez, ela arrasa nas histórias e estamos fazendo está juntas 😍❤
Boa leitura! :)

Capítulo 8 - Capítulo Oito


Fanfic / Fanfiction Gaara e Ino - Um futuro para nós! - Capítulo 8 - Capítulo Oito

"O destino costuma brincar, ferir e enganar, mas ele nunca erra. No momento decisivo ele vai te colocar a prova mais um vez e você nunca se cansará de ficar surpreso por isso." - Mônica Santos

~bbrunalova e ~MonikUchiha


-Ino... Acorde! – ouvi ao longe uma voz me chamar. Abri meus olhos lentamente, e sentindo o doce cheiro emanar de minha mãe.

-Já está na hora? -perguntei baixinho.

Senti sua mão apertar a minha firmemente.

-Sim. – respondeu simplória.

Logo estava sentada em uma cadeira de rodas, completamente vestida e talvez pronta, para o enterro de Kiba.

-Fique calma querida!- disse minha mãe assim que chegamos ao local.

Respirei fundo e repeti novamente como um mantra para mim mesma “tenha coragem!”.

-Ah, olá! – disse uma voz grossa que ao que pude perceber, carregava uma tristeza imensa.

-Sou Ino, a garota que o Kiba ajudou.

-Sim, sabemos quem é você. Sou o irmão dele, Kaleb Inuzuka.

-Desculpe, não sabia que ele tinha um irmão.

-Tudo bem... Sei que não eram íntimos também! -disse isso com certa amargura.

Entrelacei minhas mãos e antes que eu dissesse algo, o restante se sua família chegou próximo a mim.

-Sinto muito pela perda de vocês! Eu sinto muito mesmo. – falei com voz chorosa -Eu ... Não quis que nada tivesse acontecido. Na verdade... Nem ao menos sei o que realmente aconteceu...

-Ei... – a mãe de Kiba interveio, senti mãos delicadas em meus ombros – Você não teve culpa. O Kiba com certeza sabia o que estava fazendo!

-Mesmo assim... me desculpe! – pedi entre lágrimas.

-Está tudo bem, está tudo bem... – sua mãe me disse. Mas a verdade era que não estava. Ela estava tentando me consolar e se consolar, mas eu sabia que ela queria desmoronar e pedir a kami pelo seu filho, sua voz tremula me dizia tudo.

-Senhora, se não se importar, gostaria de pedir um favor!

Eu precisava daquilo. Para eu sempre me lembrar desse jovem herói e para que sua família soubesse o sacrifício que ele fez por mim.

-Qual favor?

-Gostaria que me desse uma foto do Kiba.

A sua resposta silenciosa me deixou nervosa, segundos se passaram, até que ouvi seu soluço, e logo, seus braços ao redor do meu corpo.

-Claro, criança. – respondeu chorosa, me fazendo chorar também.

Depois de horas, que pareceram eternidade, o corpo de Kiba foi enterrado. Sua mãe me deixou um quadro com o retrato do Kiba.

-O que vai fazer com este retrato? – Deidara perguntou enquanto me levava para casa.

-Quando eu voltar a enxergar, quero olhar pra pessoa que me salvou, e agradecer a ele!

Assim, fomos para casa, mamãe arrumou minhas coisas e me despedi de meus pais com coração apertado, tanto de magoa, culpa, tristeza e saudades. Entrei no carro com Deidara e Sasori, assim, partimos para Suna.

***

Acordei ao sentir o carro parando pela milésima vez.

-Você vai no banheiro de novo Sasori? Coloca uma rolha nesse frouxo! – reclamei.

-Querida cunhadinha, não tenho culpa se comi tantas batatas fritas com queijo. E não é uma parada no banheiro, estamos em Suna!

-Sério? – quase saltei para o banco da frente com tamanha alegria de saber que estava finalmente em Suna e que minha bunda iria parar de doer.

-Aaah sim. Estamos em Suna, finalmente! – Deidara suspirou.

-INOOOOOOOOOOOO.

Esse grito não me enganava. Era ela, a rosada que eu tanto sentia falta. Ah, como eu estava com saudades dessa maluca.

As postas do carro se abriram como quem as arrombavam. Imediatamente senti meu braço ser puxado e meu corpo inteiro foi junto para o ar fresco da cidade. Mas um perfume incomum e incrivelmente doce e bastante conhecido penetrou minhas narinas.

-INOOOOOO, INOOOOO INOOOOOO VOCÊ ESTÁ AQUIIIII – gritou me abraçando com força, abraço esse que foi retribuído na mesma intensidade.

- AAAAHHHH, QUE SAUDADES! – gritei com ela.

- EU NEM ACREDITO! Me deixe olhar pra você! Ah, como você está linda! – falou acariciando meu rosto.

-Vai com calma aê rosinha! Ela tá com o pé torcido, mais um pouco e vai cair! – Deidara reclamou brincalhão.

-Como é bom estar com você. Nem de perto o telefone é igual a isso. – disse feliz.

-Sei bem com é! Aaaaun... – nos abraçamos apertado de novo.

-Vem, eu vou te ajudar a entrar em casa! – Sakura disse me puxando.

-Vamos morar com você? -perguntei curiosa, afinal ninguém me disse onde íamos morar.

-Só você vai morar comigo! O Dei e o Sasori estão morando na casa ao lado. – me explicou enquanto me arrastava para dentro de um ambiente totalmente perfumado com o seu cheiro.

-Somos vizinhos estão? Que legal que vamos ser nós duas! – falei sincera. Afinal, Sakura e eu éramos confidentes.

-Bem... – Sakura hesitou.

-O que foi?

-Temos a Hinata aqui com a gente também! – falou com a voz acanhada.

Processei na memória tentando lembrar quando ela me avisou isso, até que me dei conta que ela me disse isso, agora.

- Okay. – Falei por fim. – Então onde ela está para que eu possa conhece-la?

- Ela foi para a escola, sabe, onde hoje ainda é sexta... Mais daqui a pouco ela volta! – Senti alegria em sua voz. – Você vai gostar dela, Ino. Sei que vai.

Sorri, eu iria gostar mesmo dessa tal de Hinata. Sakura me conhece bem e sei que ela não erraria no palpite.

Ficamos a tarde inteira conversando, o Deidara e o Sasori nos ajudaram a arrumar as coisas e a limpar o quarto que seria meu, ficava entre o quarto da rosada e da Hinata, no terceiro andar.

Gostei muito dessa casa, tinha um cheiro maravilhoso de flores junta a mistura do perfume da rosada.

Um pouco mais tarde, meu irmão e meu cunhado foram embora, fiquei a sós com Sakura fazendo bolo de chocolate, o nosso favorito... Colocando os assuntos em dia. Vinte minutos depois, Hinata chegou, nos ajudou com o bolo e não me tratou com diferença só por que sou cega! Ela parecia muito tímida, mais era legal. Tinha uma voz mansa e um jeitinho todo fofo, e o seu cheiro de flores era bem peculiar, mas era leve e marcante.

Fomos todas dormi depois de comer o bolo, eu estava realmente cansada depois da viagem.

Sakura não tocou no assunto do Gaara e nem do Kiba, agradeci mentalmente por isso, ela sabia que eu não estava preparada para contar agora.

Na minha mala, peguei o retrato do Kiba, coloquei na cabeceira da cama e fechei os olhos. Essa era uma nova vida, uma nova historia. Eu vou esquecer o Gaara e seguir em frente... Mesmo que meu coração esteja despedaçado agora, eu vou ficar bem. Sei que vou.


Notas Finais


Então pessoal o próximo vai sair ainda esta semana :) obrigada pela participação @MonikUchiha, ela é demais, leiam as fics dela!
XOXOXO
saran'hae ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...