História Galáxia - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel, Sting Eucliffe
Tags Gale, Gruvia, Jerza, Stincy
Visualizações 24
Palavras 2.666
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gruviaaaaaaa ♥
Adivinha auem voltou com o shipp da nação?!
Eeeeeu mesmo :v
Eu gosto muito de galáxias huahsusausjsusjhshua
:v boa leitura ♡

Capítulo 1 - Galáxia


- Juvia-chan você não vem? - Levy perguntou ajeitando o cabelo azulado. - Vai perder a partida de Left 4 Dead.


- Não, desculpe. A Juvia brigou com o papai ontem e está de castigo. Se desculpe com Lucy por mim, a Juvia realmente queria poder ir. - sorriu triste acenando para a amiga.


- Então tá, mas tarde a gente te chama no skype, vê se nos atende! Tchau! - sorriu patinando e indo embora.


Juvia suspirou se vendo sozinha no colégio. Tinha de estar em casa antes das cinco da tarde, e como ainda tem um tempinho antes de voltar iria ficar na biblioteca. Entrou no prédio novamente, chegando a sala grande e cheia - muito cheia - de livros. Juvia gostava de não ter nenhum amigo popular. Lucy e Levy eram e sempre seriam suas bff's, e até parece meio bobo o pensamento da menor, mas é o que a azulada crê com todo seu coração. Não percebeu quando uma pessoa se sentou ao seu lado.


- Concentrada?


Olhou para o lado, se assustando ao ver um garoto de cabelo preto e olhos castanhos. O desconhecido sorriu, e Juvia corou envergonhada. Estranhou ainda mais quando viu que o maior não estava de farda. Ele tem tatuagens?, pensou surpresa.


- Gray Fullbuster.


- Hã? - Juvia murmurou o olhando.


- O meu nome, Gray Fullbuster. Você é...?


Juvia abaixou o olhar verificando a hora no relógio em seu pulso. Teve de puxar a manga do suéter que chegava a metade de seus dedos de tão grande. O ato foi fofo aos olhos de Gray.


- Não vai me dizer o seu nome?


- A-Ah...Juvia Lockser. - sussurrou com vergonha. Timidez sempre foi uma coisa fofa na menor de cabelo azul. Levy e Lucy sempre dizem que a amiga é a pessoa mais cute do universo, e acredite, estão certas.


- Oh, você fala! - riu a fazendo corar ainda mais. - O que faz aqui a essa hora?


- Lei...tura? - respondeu incerta.


- E o que o livro fala?


- R-Romance...proibido.


- Então a pequena gosta de coisas proibidas?


- D-Desculpe a intromissão...mas...o que você faz aqui?


- Uhn...vendo o colégio! E acho que vou gostar daqui.


- S-Sério? Por que? 


- Tem pessoas interessantes. - respondeu a encarando, sorrindo de lado.


Juvia verificou a hora de novo, não chega nem perto das cinco da tarde, mas a vergonha de ficar a sós com um estranho é imensa. Se levantou apressada, segurando o caderno nos braços. Andou com dificuldade, intercalando entre segurar o material de estudo e ajeitar os óculos redondos. Gray riu da vergonha alheia, se levantando e pegando o caderno com a maior facilidade. Juvia abriu a boca surpresa, recebendo um sorriso do maior.


- Você já vai? - Gray perguntou, a voz grossa causa arrepios em todo o corpo pequeno da Lockser. Apenas assentiu respondendo em silêncio. - Eu te dou uma carona.


- N-Não precisa...


- Eu insisto. 


Juvia sorriu tímida, seguindo o estranho. Parece loucura seguir alguém que você nem conhece, mas a garota sentiu que podia confiar no maior de tatuagens. Chegaram ao lado de fora do campus, a Lockser olhou pro lado e pro outro, não achando nenhuma bicicleta. Já que só anda com esse meio de locomoção.


- Juvia? Aqui. - olhou para Gray - Nós vamos de moto.


- M-Moto? Isso é seguro? - recuou um passo com medo.


- Claro que é, eu sou cuidadoso. - sorriu chamando a menor para irem embora. Juvia corou abraçando o corpo malhado do maior. - Onde você mora?


- Rua XXXX-XXXX, número XXX.


- Okay, não me solte, tá?


Juvia assentiu, e parecia que era só isso que sabia fazer. Estranhamente a menor estava gostando da presença do desconhecido, Gray não parecia alguém ruim, muito pelo contrário. Chegaram logo em casa, já que a Lockser morava perto do colégio. Desceu da moto, olhando o Fullbuster tirar o capacete. Provavelmente o cabelo rebelde era a coisa mais bela que Juvia já havia visto.


- Então você mora aqui.


- Sim...porque?


- Somos vizinhos. Moro ao seu lado.


A boca da menor se abriu em um perfeto O, a surpresa não podia ser maior. Então era Gray o alfa que se mudou para a casa ao lado. Juvia agora se encolheu, corando. A Lockser sempre foi uma ômega muito tímida.


- Você mora sozinha?


- N-Não, a Juvia mora com o papai.


- Acho que ele não vai gostar de ver a doce filha com um cara todo tatuado.


- Como você tem certeza?


- Vejamos...a cara do seu coroa diz exatamente isso. - sorriu olhando para uma outra direção, Juvia também olhou para onde o alfa estava encarando.


- O papai, a Juvia está de castigo...ele disse que a Juvia não podia ver seus amigos por duas semanas.


- Oh, causei problemas. Foi mal, não era a intenção.


- O que...v-você está fazendo? - perguntou vendo o maior caminhar até a porta de sua casa, batendo para poder entrar.


- Eu vou me desculpar com o seu coroa, oras.


Juvia ia falar mas se calou quando o homem mais velho apareceu, com uma cara de poucos amigos. Gray pirragueou, ganhando a atenção do pai da mais nova.


- Sr.Lockser, não brigue com a Juvia. Ela me disse que estava de castigo, mas eu insisti em trazê-la até em casa.


- Eu disse que ela não podia, você não pode ultrapassar minhas ordens como se eu não fosse nada. Entre, Juvia.


- Obrigada pela carona. - a menor sorriu triste. Gray devolveu o sorriso, tendo a porta fechando na sua cara.


Juvia se desculpava com o pai pelo ocorrido, sabe que não fez nada de errado, mas o homem é muito rígido em relação a único filha.


- Tudo bem, mas que isso não aconteça novamente.


- Sim, papai. - sorriu subindo as escadas e indo para o quarto. 


Juvia sempre foi aquela garota que se senta na última cadeira da fila e se esconde nos livros. Os óculos redondos e bem maiores que seu rosto lhe traziam um ar fofo e amável. Amigos? Isso é algo desconhecido para a pequena ômega, tirando Levy e Lucy, não tinha nenhum amigo. É até bom ter só dois amigos, já que sempre os professores passam trabalhos de trio. Ouviu um barulho na janela, e se virou imediatamente para ver o que era. Arregalou os olhos encontrando Gray sorrindo do lado de fora. Andou até a janela, a abrindo.


- O q-que você está fazendo? Se o papai ver você ele vai matar a Juvia e matar você depois!


- Não vai me ver, sou bom em brincar de esconde esconde! - sorriu fazendo a menor sorrir também. - Posso entrar?


A ômega sorriu assentindo, dando passagem para o Fullbuster. Gray observava o quarto maravilhado, o teto de galáxia com um sistema solar gigante era uma coisa bem chamativa.


- Então a pequena gosta de galáxias?


- Gosto...você também gosta?


- Aaah...mais ou menos...não sou muito ligado nessas coisas.


- Olha, aqui é mercúrio. - apontou para o planeta que pairava no ar. - O planeta mais próximo do sol.


- Existe vida aí nesse planeta?


- A Juvia acha que não...calor demais derreteria os humanos em poucos segundos...olha, esse é o nosso planeta terra.


- Parece tão pequeno...


- É...mas abriga mais de 6 bilhões de pessoas! O nosso planeta é incrível...!


- Você gosta mesmo disso, não é?


Juvia abaixou a cabeça com vergonha, brincando com os próprios dedos. Gray não sabia o que era mais fofo, seus óculos caindo ou as mangas longas demais para seu corpo tão pequeno. Se sentou no chão, que tinha um tapete de via láctea. Juvia se sentou também, encarando o tatuado a sua frente.


- Você vai estudar no mesmo colégio que eu? - a Lockser perguntou deixando a timidez um pouquinho de lado.


- Sim, mas não mesma sala. Isso não é bom? Vou poder ver você todo intervalo! - sorriu mostrando os dentes.


- A-Ah...sim...eu acho...


- Você tem amigos? - Juvia se ofendeu com a pegunta. - Calma aí, não tô te chamando de anti social.


A ômega sorriu desfazendo a cara de bravo.


- A Juvia tem duas amigas...Levy e Lucy. A Juvia não gosta de fazer amizade com alfas.


- Mas porque? Eu sou um alfa lúpus.


L-Lúpus...?


- Ah...é que os alfas do colégio não...gostam da Juvia...


- Não entendi.


- Bem...eles gostam, mas só como objeto...não gostam da Juvia pelo o que é...entende?


- Você quer alguém que goste de você pela sua personalidade, e não pelo seu corpo.


- É, isso! Obrigado por entender, Gray-sama!


- Gray-sama - sorriu de lado fazendo a pequena corar.


- E você...tem amigos?


- Não muitos...os ômega tem medo de se aproximar de mim. Tenho um melhor amigo chamado Gajeel, a gente mora junto.


- Só vocês? - perguntou tímida.


- Sim, por que? - Juvia não respondeu, apenas sorriu corada. Batidas foram ouvidas, o pai da pequena estava a chamando.


- Se esconde! - Gray assentiu se pondo dentro do closet da Lockser. Viu a ômega abrir a porta e falar com o pai, sorriu vendo a garota gaguejando e corando de nervoso. Passou um tempo conversando com o mais velho, que logo saiu do quarto indo trabalhar. Juvia suspirou aliviada indo até o armário e deixando o tatuado sair. Gray não perdeu tempo e fez o queria fazer desde que entrou no quarto, a abraçou por trás. - O q-que v-você está f-fazendo?!


- Estou te abraçando ué. - sorriu não deixando a menor sair do abraço. Sentiu o aroma que o corpo da garota exalava. - Você tem cheiro de leite.


- Tenho?


- Tem...é um cheiro agradável.


- Você...acha? Os alfas sempre disseram que é estranho...


- Estranho? Não, claro que não. Você é fofa, o seu cheiro te deixa ainda mais fofa.


- Obrigada... - sorriu parecendo um pimentão de tão vermelha. - A Juvia acha...que é melhor você ir embora. - se virou para o maior, ficando muito perto um do outro. Gray sorriu o encarando, Juvia desviou o olhar com muita vergonha para falar algo. - Para com isso...


- Isso o que? - perguntou rouco.


- Isso de...ficar encarando...


- E por que eu deveria? - sorriu descendo as mãos para a cintura da menor, a segurando possessivo. Juvia ficou meio assustada com o ato do alfa.


- P-Por que...ah, bem...por que... - se enrolou toda morrendo de vergonha. Gray se aproximou o suficiente para dar um beijo na testa da pequena, a soltando logo depois. Juvia levou os dedos até o local onde foi beijada, sorrindo tímida. Viu o alfa ir embora, andou para o ver descendo a janela.


- Te vejo amanhã, Juvia. - sorriu indo embora.


[ . . . ]


O amanhã chegou, e Juvia até pensou que tinha sonhado todos os acontecimentos do outro dia. Mas percebeu que foi tudo real quando Gray apareceu novamente em sua janela. Conversaram, sorriram, e novamente a pequena ômega recebeu um beijo na testa. Não sabia por que o alfa fazia isso, mas cada vez que acontecia ficava toda boba e sorria envergonhada. Estranhamente, gostou da vinda do Fullbuster para a casa ao lado. Era incrível como Gray é diferente da maioria, o mundo em si parecia pouco para as coisas que o alfa fazia. O normal para Gray é aproveitar cada segundo do que para os outros é um absurdo. E Juvia era a primeira da lista de suas preferências.


- Te vejo no intervalo? - Gray perguntou, Juvia sentia o olhar de todos por estar acompanhado de um alfa na porta da sala de aula.


- Sim...até o intervalo! - sorriu boba por ter ganhado o seu beijo na testa. Gray saiu indo para sua sala, deixando a pequena para trás, envergonhada e feliz. Ouviu alguém a chamar, se virou para trás e viu Levy a encarando sorridente. Andou até a amiga, se setando na cadeira ao lado do mesmo. - O que foi? 


- Quem era aquele alfa? Seu namorado? - Juvia se engasgou com a própria saliva, corando demais. Levy riu da vergonha da amiga azulada. - Calma, foi só uma pergunta.


- Não faça isso de novo, a Juvia quase morreu! - resmungou fingindo irritação. - É um amigo...a Juvia acha.


- Por que não tem certeza?


- Ele deu uma carona pra casa ontem e é vizinho da Juvia, o nome dele é Gray Fullbuster.


- Você não respondeu a minha pergunta. - riu sarcástica.


- Bom...somos amigos. Gray-sama é bem legal e diferente dos outros.


- Diferente como?


- Caramba, tirou o dia pra virar detetive?! - questionou rindo.


- Hahaha, engraçadinha. Ah, esqueci de te falar que a Lu-chan não vai vir essa semana.


- Por que?


- Natsu a levou para passar uma semana em sua casa de praia.


- Sério isso? A gente aqui estudando e ela na maior tranquilidade descansando em uma casa de frente para o mar?


- Pra você ver os efeitos de namorar um homem rico.


- A Juvia vê. - sorriu se ajeitando na cadeira. O professor entrou na sala e deu início a aula.


Juvia jura, de verdade, que tentou prestar atenção na aula do professor de química. Mas realmente não deu, Gray parecia um chiclete que grudou em si e não dá mais pra descolar. Não que quisesse, pensar no amigo tatuado era divertido. Levy até estranhou a Lockser por estar com a mão na testa a aula toda. Juvia estava sorrindo tímida, e parecia até que tinha ganhado um livro sobre galáxias de tão feliz que estava. Talvez, Gray era a sua nova galáxia, ou o seu planeta favorito, um novo e lindo planeta. É quase cliché como se apegou ao alfa, aquelas histórias de filme de romance, sabe? Pois é, se aplica direitinho a Juvia. Não prestou atenção na aula nem por um segundo, mas sorriu animada quando a aula acabou e Gray apareceu na porta da sala. Levy e Lucy que não o leve a mal, mas o alfa era a nova galáxia de Juvia.


[ . . . ]


Intervalo acabado, aula de educação física. Pois é, até a pior das aulas se tornou divertida ao lado de Gray. Juvia conversava animadamente com o maior, pelo menos enquanto o professor não chegava.


- Gray-sama, você é um bobão! - Juvia riu da tentativa de piada do mais velho. - Piada HdeusO, sério?


- Ya, eu sou apenas um...como se diz mesmo?


- Péssimo piadista?! - completou rindo mais ainda.


- Obrigado pela consideração! - falou irônico. Gray sorriu falso quando viu quem passou pela porta do ginásio. - Você vai participar da aula?


- Não sei...a Juvia nunca foi muito de fazer exercício, principalmente em grupo.


- Relaxa, eu estou aqui, certo?! Sou seu grupo!


- Um grupo é no mínimo sete pessoas, Gray-sama.


- Oras, eu sou o suficiente sendo apenas um! - sorriu se levantando junto da menor. - Além disso, temos Gajeel e a seu amiga Levy, certo?


- Levy é um bicho preguiça igual a Juvia, não espere muito dela! - avisou tirando os óculos, piscando tendo a vista um pouco ruim. - A Juvia fica péssima sem os óculos...


- Não é verdade, você está ótima.


- Fala isso por que não é você que vê tudo em 8bits


Ficaram parados quando o professor anunciou que faria um jogo de carimbo. Juvia praguejou baixinho, logo isso, o jogo do capiroto? Gray riu da frustração da ômega. O professor deixou que o alfa escolhesse seu time, acabou por ser Levy, Gajeel, Juvia e Gray contra uma outra equipe, essa adversária só de alfas. O som chato do apito soou pelo ginásio, e pela primeira vez os ômegas preguiçosos correram com medo de levarem uma bolada no meio da barriga, ou das costas...o que seria pior, a cara?


- Levy, cuidado! - Juvia gritou fazendo a baixinha olhar para o lado e fechar os olhos assustada.


Mas a bolada foi impedida por Gajeel. Foi um ato heróico até, coisa que deixou Levy caidinha pelo alfa lúpus de cabelo preto. O Redfox devolveu a bola, acertando com força a barriga de um garoto chamado Sting Eucliffe. O adversário se levantou irritado se sentando no banco da reserva. Gajeel sorriu bagunçando o cabelo de Levy, se posicionando de volta para jogar. Juvia sorriu vendo que a amiga estava corada, e ao mesmo tempo, Gray sorria vendo a ômega. Era como se o tempo parasse quando os dois se encaravam, o mundo se tornava lento e um novo planeta surgia, este que só tinha Juvia e Gray. Uma galáxia só para os dois.


Notas Finais


Até o próximo :v
<3~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...