História Galerinha de Taubaté - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 6
Palavras 310
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 17 - ILYSM


Fanfic / Fanfiction Galerinha de Taubaté - Capítulo 17 - ILYSM


Assassino ON
- O que você quer com tudo isso? - Elx perguntou tentando entender se era eu mesmo 
- Liberdade... Desejo! - sussurrei.
•••
Luana ON
- Você tá vindo? Minha mãe acabou de ir embora, se quiser acelerar aí... - perguntei, mas a ligação acabou caindo.
*ding dong*
- LUANAAAA!!! - ele gritou.
O recebi com um selinho demorado e já pude perceber nos seus olhos o que queria.
- Que foi? - ele riu maliciosamente.
- Eu que pergunto!!! Tonto!!! - ele estava lindo, seu perfume exalava por toda casa.
Ele me deu um beijo longo passando a mão pela minha coxa e dando umas puxadas de cabelo de vez em quando.
Tirei sua camisa e ele a minha. Depois disso percebi que o Júnior já estava duro, o peguei e comecei a massagear.
Alexandre ON
- Você está me deixando loucaa - Ela gemia enquanto eu a dedava. - Não para, não para!!!
Eu adorava ver ela daquele jeito... principalmente quando a gente nem tinha começado.
•••
Igor ON
Era um Sábado à noite e tava geral derretendo de calor, mas tava top de linha a social na casa da Isa.
- Tá top esse arzinho no calor ein!!! - zoei a Julia que tava reclamando do ar.
- Só porque você acha, cowboy!!!
- A Luana e o Xande tão fazendo falta, tô mó de vela com o Rafinha e Contin aqui... - Lucas disse chateado.
Rafinha ON
Quando Lucas disse aquilo me deu uma vontade de rir enorme, mas fiz isso internamente, quase ninguém sabia. "Brinquei" com o Contin:
- Então vem aqui, amor, vamos fazer um trio! 
Troquei olhares com o Contin que fazia um gesto de aceitação, como diriam "real oficial". De repente veio uma voz pedindo socorro...
- AAAAAAHHHHH NÃO ACREDITO, SOCORRO, O PLUTTO... MORREUU... - Copy gritou de fora chorando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...