História Galhos da Sanidade - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Taehyung, Violencia
Visualizações 69
Palavras 1.084
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drabble, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieeeee
Voltei
Espero que gostem deste capítulo
Desculpem qualquer erro

Capítulo 3 - ⛩ Capítulo 3 ⛩


Fanfic / Fanfiction Galhos da Sanidade - Capítulo 3 - ⛩ Capítulo 3 ⛩

Kim Taehyung On

Depois de jantar na casa da (S/N), agradeci pela comida e me despedi dela, e sai de sua casa ela me ofereceu uma carona que o seu motorista me levasse para casa mais recusei e fui sozinho, eu gosto de ficar sozinho são quando meus pensamentos mais perversos aparecem em minha mente, podem até dizer que sou um doente mental, mais o que tem de mal sentir prazer em matar?Ver aquele sangue escorrendo, a vítima agonizando de dor, sinto-me bem ao pensar nisso,hoje irei sair pelas ruas de Seul mais uma vez para uma nova vítima, preciso aliviar meus músculos com algo,acabei ficando estressado após a (S/N) pedir de minha família, provavelmente ela já deve ter ouvido aqueles boatos, eu não podia dizer "Eu matei minha família inteira e daí?",ela conserteza iria me denunciar as autoridades mais próximas não posso correr este perigo e se ela descobrir terei que calar ela, eu terei que matar ela, todos que descobrem meu segredo, não retornam para conta-lo,sim eu sou um louco psicopata, poso ser tudo o que você pensar de mal ao pior, me faço de bom garoto, mais sou um demônio com pele de cordeiro. Um demônio que esconde suas asas. Cheguei em meu apartamento, subi para meu quarto tirei minha roupa e entrei no banheiro, liguei o chuveiro e deixei as gotas caírem sobre meu corpo, terminei meu banho e vesti uma calça jins é um moletom preto por cima pequeguei meu celular e fone, e minha carteira e sai de casa e liguei meus fones, era uma música calma uma das minhas favoritas, Let Me Know.

 

{...}....

Garota, me deixe saber

Eu já sei que tudo acabou mas não vamos ter nenhum arrependimento

Tudo um dia acaba assim como o amor é arrependimentos....

Garota, me deixe saber

  Diga alguma coisa

Eu só quero saber

Os sentimentos que restaram ainda permanecem desde este dia

Como mentiras que insistem em permanecer....

Então eu não me importo o que seja, apenas me diga alguma coisa

Garota, me deixe saber

Me deixe saber o por que de tudo isso....

Onde as promessas que fizemos foram parar?

Elas desapareceram com o tempo, assim com o que sinto sobre você...

{...}...

Parei no meio da rua e dei meia volta indo em direção oposta indo em direção ao cemitério adentrei no local e fui a procura do túmulo de meus pais, não demorou muito para que eu encontra-se, me sentei no canto do túmulo e olhei pare ele, e comecei a cantar....

{...}

Eu ainda me lembro de suas promessas

Tão falsas como você....

Promessas na qual você não compriu.

Você prometeu me proteger.

Mais quando pode, acabou com isso.


Em uma noite estrelada eu lembro das minhas lágrimas.

Que um dia jurei não deramar por você.

A dor, como pode ser a minha única amiga?.

Qual foi o propósito de me destruir?.

Se não me queriam... Porque me trouxeram a este mundo?...


Cante agora.

Me faça dormir novamente.

As canções de ninar, são seus gritos.

Vamos grite e me faça dormir.

Venha e me faça sonhar com Demônios.

Você sempre fez isso.

O que custa repetir?

Cante agora.

Me faça descansar em paz....


Vocês não me enscinaram a amar.

Me enscinaram a odiar.

Por que colocaram sua culpa em mim?

Um dia eu gostaria de saber.

Antes da minha morte me levar.

Me conte a verdade, me tire desta mentira.....


{...}

Suspirei pesado e enxuguei meu olhos que estavam mareados, levantei e fui até a sepultura de minha irmã, arrumei as Flores que haviam ali, limpei sua fotografia com a manga de minha blusa, naquela foto, na quele dia ainda me lembro o quão feliz ela estava, a mesma não parava de sorrir não importava como, sinto falta dela, da minha irmã mais velha, seu abraço, seu carinho,seu aroma, eu sinto falta de ter um motivo para lutar, mais eu a prometi, prometi que iria seguir em frente, mais como dói tentar ser forte... De qualquer forma estou sozinho neste mundo.Saio do cemitério, e vou até uma loja de conveniência, comprei alguns alimentos e sai de lá voltei para minha casa quardei o que comprei na geladeira, subi para meu quarto carreguei minha arma e peguei minha faca, coloquei meu capuz e sai de casa, comecei a andar pelos becos de Seul a procura de uma vítima, me encostei em um canto escuro de um beco, e fiquei esperando. Um homem estava passando por ali então o puxei e coloquei minha faca em seu pescoço, o mesmo entrou em desespero, a esse olhar de medo, dor, e medo, uma bela combinação.

Homem- P-Por Favor não me mate... Eu tenho mulher e filhos por favor-Disse ele emplorando.

- O que eu tenho haver com isso? Não me interessa se você tem família, você irá morrer-Sorri sínico.

Homem- Você não tem remorso? Por favor me deixe ir eu não contarei a ninguém por favor-Disse ele em um tom de desespero, passei de leve a vaca em seu pescoço.

Prefiro matar você mesmo...-Enfiei a faca em seu peito e a desci ragando-o por inteiro,peguei sua tripa e enrolei em seu pescoço o sufoquei, não demorou muito para que ele morre-se, o peguei e joguei dentro de uma lata de lixo e sai da li, voltei para minha casa.

Quando cheguei em casa tirei a minha roupa que estava coberta do sangue do homem, subi para o banheiro tomei um banho, coloquei uma calça de moletom e uma blusa comprida branca, fui na cozinha preparei uma tigela pequena com cereal e leite, fui até na sala e me sentei no sofá olhei no relógio e marcava 23:45, liguei a televisão para ver quais eram as principais notícias.

Jornalista- A esses dia foi tratado de assunto do assassino sem rosto, as autoridades estão investigando os casos, este assanino sem coração está assustando a população coreana, os assassinatos estão acontecendo em becos escuros e.... Oh acabamos de receber uma notícia de que o Secret killer atacou novamente, desta vez a vítima foi o senhor Lee Go Pion de 35 anos de idade, ele deixou duas filhas e uma esposa com câncer, até onde sabemos a vítima foi brutalmente esfaqueada tendo seus órgãos para fora... Agora devemos ficar mais alerta,e se você tiver qualquer suspeita informe as autoridades....

Desliguei a televisão, realmente o homem não estava mentido sobre ter filhos e uma esposa, mais bem, a mulher vai ganhar dinheiro pelo perda de seu marido,e poderá fazer tratamento e as garotas vão seguir a vida delas, neste mundo as pessoas ainda não aprenderam a jogar.



"Entrar neste jogo será somente para vencer, mais se você perder, tenha certeza de que foi um bom jogador, assim como na vida, tudo é um jogo, evoluímos de fazer, mais sempre haverá um “Game Over” "........












Continua.......


Notas Finais


Obrigada por ler
Até o próximo capítulo
안녕하세요😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...