História Game of Survivel - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Visualizações 5
Palavras 1.082
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Luta, Mistério, Romance e Novela, Survival, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Significado dos títulos dos jogadores:

Tueurs: assassinos
Plan: hackers, primeiros socorros, estrategistas
Innocent: alvo de Tueurs, podem jogar como Plan ou como Tueurs
Garder: guardas do jogo
Leader: a parte da inteligência do jogo.

Capítulo 1 - Bem-vindos ao purgatório.


O som alto ecoou em cada canto daquela cidade e num piscar de olhos Jongin sai de dentro da casa onde estava a quase dois dias, seu corpo aclamava por descanso e alimento pois desde o dia que foi jogado naquele lugar seus olhos não haviam visto comida alguma.

-Sejam bem-vindos ao Survie- uma voz robótica ecoou pelas ruas e Jongin direcionou seu olhar para os auto falantes presos nos postes- Daqui quinze minutos uma sirene tocará indicando que o jogo começou- Jongin respirou fundo começando a correr pelas ruas molhadas pela chuva- Existem armas escondidas pela cidade, vocês devem encontrar pois irão precisar- Jongin sentia o olhar dos Gardes sobre si mas não tinha tempo para se preocupar com isso agora- Lembrando que se algum Tueurs matar um Plan será eliminado do jogo e creio que vocês saibam qual é o nosso método de eliminação.

Jongin sentiu um frio percorrer sua espinha ao se lembrar das informações que havia recebido a dois dias atrás e por mais que achasse tudo aquilo uma loucura aceitou participar ou jamais se perdoaria se fizessem algo contra sua família por causa de seu erro. Seus pés pararam lentamente quando ouviu a sirene que logo foi substituída pela voz robótica. 

-Que o massacre comece- Jongin jurou ter ouvido um riso baixo sair pelo alto falante- Bem-vindos ao purgatório.

Sem nem pensar duas vezes o garoto voltou a correr ainda mais rápido na esperança de encontrar um lugar "seguro", seus pés começavam a doer mas nem isso seria capaz de lhe parar muito menos os sons de tiros que era capaz de ouvir. Enquanto seus pés se moviam com agilidade Jongin se permitiu rir daquela situação pois nunca imaginou que pararia em um jogo de sobrevivência por ter roubado algumad carteiras para ajudar a sua mãe a colocar comida na mesa, se culpava por um dia ter roubado e por estar ali mas faria tudo outra vez se precisasse ajudar sua mãe novamente.

Seus pensamentos se voltaram para a situação em que se encontra e principalmente em como os Leader eram imprevisíveis pois nunca passou pela sua cabeça que existia uma cidade apenas para realizar o jogo, ao menos assim não corria o risco de um verdadeiro inocente se ferir em meio a essa guerra de sobrevivência e liberdade.

O Kim voltou a si quando ouviu um disparo extremamente perto do local onde se encontrava no momento, parou no meio da rua olhando para todos os lados procurando o local exato de onde o tiro foi disparado e logo seu olhar parou em um beco onde jurou ver alguém conhecido entrar naquele lugar mal iluminado. Em passos lentos se aproximou da entrada pouco iluminada do beco de onde  saiam alguns murmúrios quase inaudíveis que se tornaram mais compreensíveis na medida que se aproximava, parou enfrente ao beco onde viu um homem ajoelhado que implorava piedade enquanto o outro tinha o revólver apontado o centro da testa do homem.

-Eu estou implorando por piedade- o homem de meia idade ajoelhado tinha uma expressão de dar pena que por um lado incomodava Jongin.

-Você não teve piedade quando tentou atirar em minha cabeça- uma luz se ascendeu na mente de Jongin assim que ouviu aquela voz que lhe fez vagar em memórias mas logo voltou a si quando o disparo foi ouvido pelos quatro cantos enquanto o corpo do mais recente falecido caia estático no chão molhado.

Jongin olhou seus tênis ganhar uma colocação avermelhada devido ao sangue que fazia um percurso para fora do beco, seu olhar subiu encontrando seu antigo amigo parado com o olhar fixo no corpo caído em seus pés.

-Jogador Lee eliminado por Yeol- a voz que todos já conheciam saiu pelos auto falantes e Jongin começou a rir baixo.

-Sei apelido de infância não é nada assustador- Chanyoel se virou encarando Jongin sério mas logo deu um sorriso movendo a cabeça em negação.

-Quem diria que eu encontraria Kim Jongin nesse hospício que chamam de jogo- Chanyeol empurrou o Kim sutilmente para fora do beco- Você é um Tueurs?- Chanyoel começou a andar em passos largos sendo seguido pelo outro.

-Sim- Chanyeol parou de repente se virando para encarar Jongin.

-Eu deveria te matar mas eu não posso e também não conseguiria- Chanyeol resmungou mais algumas palavras mas Jongin não as compreendeu- Vamos fazer o seguinte- Chanyeol voltou a andar deixando Jongin um tanto confuso- Vamos jogar juntos e com sorte disputamos a final.

-Por mim tudo bem pois assim sei que não irei morrer logo no primeiro dia- Chanyeol se limitou a rir do outro enquanto andavam cada vez mais rápido.

-Temos que encontrar armas- Chanyeol murmurou para si mesmo mas logo voltou a encarar Jongin que já andava a sua frente- O que foi?- perguntou acelerando o passo para alcançar o outro

-Acho que ouvi um choro- Jongin começou a andar ainda mais rápido na medida em que o choro se tornava mais audível.

Jongin parou enfrente a uma espécie de entrada onde havia um garoto no chão sangrando e com um casaco sobre si, ao lado do garoto um Garder com o uniforme incompleto e com os olhos extremamente vermelhos. Chanyeol parou ao lado do amigo e olhou para a cena que ali ocorria, os dois se aproximaram em passos lentos podendo ver o quão machucado estava o garoto.

-O que aconteceu com você?- Jongin se ajoelhou ao lado do garoto que se assustou com a presença do outro.

-Jongin- Chanyeol chamou atenção do Jin- Ele é um Innocent- uma expressão confusa tomou conta do rosto do Jongin- Ele foi jogado no jogo para servir de alvo para os Tueurs usem ele como uma espécie de preparação para conseguir matar os outros.

-Nós temos que ajudar ele- Jongin segurou o garoto pelos ombros fazendo ele se sentar.

-Por favor tirem o garoto daqui- o Garder se pronunciou- Ele está muito machucado por isso vocês devem encontrar um Plan para ajudar o garoto- o Garder esfregou as mãos sobre os olhos na intenção de limpar qualquer indício de lágrimas.

-Ele está muito fraco e perdeu muito sangue- Jongin tentou levantar o garoto mas ele estava sem forças nas pernas e quase caiu no chão porém o Kim segurou seu corpo fraco.

-Me coloca no jogo- o Garder se pronunciou apertando um botão no comunicador que carregava consigo.

-Isso é suicídio- uma voz grossa saiu através do comunicador.

-Isso é humanidade- o Garder tirou o comunicador jogando o objeto no chão que acabou quebrando.

-Novo jogador- a voz robótica voltou a sair pelos alto falantes- Jin, plan- Jongin encarou o Garder que tentava pegar o garoto no colo.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...