História BTS Game Over - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 8
Palavras 773
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Longe


-Já disse que não importa mais -Falei jogando o cigarro no chão

-Você é uma vagabunda mesmo, tinha que fazer o que eu mandei-Sua voz já estava alterada e já via a hora que receber um tapa

-Para que? Me jogar na cadeia e tirar todas as pista sobre você?-Estava me controlado para não sair e deixar ele falando sozinho, mas eu sabia que estava sendo abusada de mais respondendo ele

-Não importa o que eu iria fazer com você Sarah, se acha importante agora que tem amiguinhos?-Eu não tinha medo dele, e sim das suas atitudes-Você vai aprender a obedecer

Miguel puxava meu braço com força e eu já sabia onde passaria a tarde

-Por favor não faça isso-gritei tentando me soltar dos seus braços

-Espero que você aprenda a quem deve obedecer e não se incomode de gritar, seus amigos não vão ouvir você, estão todos mortos

-O QUE EU FIZ, QUE DROGA EU FIZ PARA VOCÊ ME TRATAR ASSIM?

-NÃO GRITE COMIGO SUA PUTA, VOCÊ É UM DESGOSTO PARA MINHA VIDA-Sua voz mostrava que ele estava medindo suas palavras-Mas isso não importa, amanhã você não estará aqui

Não consegui sentir mais nada, minha vida era uma merda. Nunca me importei com o que meu pai me obrigava a fazer por dinheiro mas meus amigos? Mortos?

As lágrimas já se faziam presente e por mais que odiasse chorar, era a minha única companhia no momento

-Por que? O que eu fiz?-Me perguntava várias e várias vezes tentando colocar na minha cabeça que não tinha feito nada

O porão vazio me fez tremer, sempre era assim. Não importa o que eu faça, eu sempre iria parar aqui, só

A única coisa que eu queria era dormir, dormi e nunca mais acordar

--------

Estava a um bom tempo na van velha, era lixo jogado para todo canto me fazendo ter desgosto de estar nesse lugar com pessoas que eu não conhecia. 

De primeira não acreditei que o meu pai tinha realmente me vendido para pessoas tão nojentas mas quando me lembrei tudo que já tinha passado nas mãos dele, não duvidei mais de nada. Ele não era mais nada para mim, nunca foi e nunca será

-Você é uma gracinha-O homem que estava dormindo ao meu lado, havia acordado. Não queria perturbação então só ignorei-Esta se fazendo de difícil? Sei exatamente o que você fazia para ganhar dinheiro boneca, vamos se divertir com ela Yoongi

-Pelo o que Miguel falou, achei que ela seria um problema, deixa a garota em paz-O cara que estava dirigindo nos olhou pelo retrovisor

O homem ao meu lado não disse nada, apenas voltou a dormi e eu agradeci muito por isso

Chegamos em uma casa que eu jurava ser abandonada, era extremamente na floresta, o que me deixou horas e horas olhando para as grandes árvores

Desci da van seguindo os dois homens, não queria ter problemas logo de cara mas sabia que fugir não seria uma boa opção no momento, só nesse momento. 

-Essa aqui é a Sarah senhor-O cara que estava dirigindo falou me empurrando para frente

-Seu pai disse que você sabe usar arco e é bem ágio-Ele me analisou dos pés a cabeça

-Não sei atirar muito bem, não tinha tempo para isso-falei olhando para os meu pés

-Eu sei com o que você gastava seu tempo, falam que você é boa, vou querer tirar a prova-Suas mãos levantaram meu rosto-Já vai começar chorar? Amanhã iremos passar por uns testes gracinha. Yoongi, leve-a para o quarto 

O homem segurou o meu braço e fomos para um corredor cheio de portas

-Quanto quarto-Comentei baixinho sentindo que minhas lágrimas ainda escorriam-Para de chorar Sarah

-Recomendo ficar bem longe de todos esses quarto-O homem ao meu lado disse abrindo uma porta-Pode se banhar e dormi e não reclame muito aqui

Ele chegou perto, muito perto, mas eu não consegui sentir medo. Passou a mão pelo meu rosto enxugando minhas lágrimas mas não queria que ninguém fosse gentil comigo, não precisava disso, até por que no fim eram todos iguais 

-Não chore, chorar é fraqueza e ser fraca agora só vai gerar sua morte

-Ser legal comigo não adiantar nada garoto, não vamos acabar na cama- Disse tirando suas mãos do meu rosto-Não se preocupe comigo, morrer agora não esta nos planos 

-Não estou preocupado, é só um alerta- virou e caminhou para a saída-Não são todos que querem seus corpinho nu Sarah, cuidado para quem você oferece ele, faz pareceu muito fácil

Passou pela porta sem dar a chance de virar minha mão na sua cara, ele não sabia com quem estava falando, na verdade... com quem ele estava falando? Um menina que foi vendida pelo próprio pai e que não tem nada, exatamente nada.  

-Parabéns Sarah, você não passa de uma fácil 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...