História Games - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 7
Palavras 523
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção Científica, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Depois da demora aqui está, fora do horário pq não sei quando vou ter Internet boa pra enviar depois

Capítulo do Jackson, espero que gostem ♡

*E sim, resolvi colocar imagem só no 13 capítulo pq... sei não

Capítulo 13 - Gotas


Fanfic / Fanfiction Games - Capítulo 13 - Gotas

Continuava a deixar meus dedos se moverem sem permissão, um costume tão comum que já parecia sem importância, mesmo tendo sido por culpa desse costume que ela quis se afastar.

XVocê ouviu eles, se ela acha que tudo não passa de um jogo então você também é só mais uma parte dele, quem sabe ela não cansou?

-Não... ~ quase não chego a pronunciar a palavra, sai como um sussurro inaudível aos outros.

Levanto um pouco o olhar e encaro a janela de vidro fosco, mesmo já estando trancando aqui prefiro não dar mais motivos pra eles me drogarem.

Ouço um som alto, como gotas pingando em algum lugar muito próximo e levanto deixando o caderno de lado. Piso no chão gelado e deixo meus dedos se alongarem enquanto absorvem a temperatura, ando até a pequena pia e encaro a torneira vazando, o barulho agora parecia ecoar tão alto que interrompia meus pensamentos.

Um, dois, três, quatro...

XEla não vem.

Pisco várias vezes e me levanto confuso, em algum ponto no monótono som das gotas tinha me sentado no chão e encarado a torneira débilmente. Volto até o quarto e olho para a porta, sempre sabia quando ela estava atrasada, era como ter linhas se entrelaçando e apertando meu coração.

XE lá se foi mais uma peça....

-CADÊ ELA?! ~ vou até a janela e começo a esmurrar e bater no vidro escurecido.

Continuo a bater por tanto tempo que novamente perdo a noção das coisas, quando volto ao "normal" estou prestes a dilacerar meu rosto sentado na cama.

XOuça... ~ o barulho das gotas surge novamente, mas dessa vez é abafado por outro som, a porta sendo aberta.

-Realmente não quero te medicar sem necessidade, deixe ela cuidar de seus ferimentos e vou explicar tudo ~ a mulher de preto entra na sala.

-Certo ~ deixo que outra mulher, dessa vez vestida de branco, se aproxime e limpe as poucas feridas que criei.

XNós criamos.

Mecho no cabelo em uma tentativa de esconder os apertos no couro cabeludo, olho novamente e somente  a mulher de preto está na sala, seu rosto continuava embaçado.

-Consegue me ver? ~ deixo a pergunta sem resposta e procuro pela caneta preta no lençol bagunçado.

-Porque ela não veio? ~ começo um novo rabisco de seu rosto, dessa vez movendo os dedos por vontade própria.

Um longo silêncio se estabelece, sei que a mulher procura por palavras que não me irritem, mas sua presença aqui já me irrita. Mas a raiva é substituída por medo conforme o desenho passa de rabiscos aleatórios a traços delicados e calculados, tenho medo de esquecer Susan, e de esquecer Moonlight.

X A que vai te esquecer e a que já te esqueceu.

-Susan... está passando por um momento difícil com sua família, por isso ela não pode vir hoje.

Às palavra tomam peso no ar e tento me acostumar ao som delas ecoando junto com as gotas, tem algo errado, algo por trás delas.

-Não é só isso, continua, antes que eu faça seu rosto ficar tão confuso pros outros quanto é pra mim.

-Susan está vindo pra cá, vai ficar aqui até que os acontecimentos com sua família se resolvam.

E como uma rolha sendo puxada, todos os sons desaparecem.


Notas Finais


Por gentileza, compreender a falta de habilidade com personagens masculinos que eu tenho ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...