História Gangsta - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias 24K, 2PM, 4Minute, Ailee, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Block B, CL (Chaelin Lee), Crush, EXO, Jay Park, Monsta X, Zico, Zion.T
Personagens Hyung Won, I'M, Jay Park, Joo Heon, Ki Hyun, Lay, Lee Chaelin "CL", Min Hyuk, Personagens Originais, Show Nu, Won Ho
Tags Arlequina, Coringa, Gangsta, Harley Quinn, Jay Park, Joheoon, Joker, Kihyun, Minhyuk, Monsta X, Shownu, Suicide Square, Wonho
Exibições 61
Palavras 2.007
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Luta, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Primeira fic do Monsta X, tendo um pouquinho de dificuldades pq meu Bias deles é o Shownu (gostoso da minha vida), mas o personagem principal é uma dica da minha dongsaeng amorzinho Caticornio ♥

Postando logo porque eu realmente não me aguentava mais, espero que gostem, e desculpem qualquer erro hahaha

Capítulo 1 - Who is the boy?


Fanfic / Fanfiction Gangsta - Capítulo 1 - Who is the boy?

Acordei tarde aquela manhã, era sábado e não teria aula, além disso, eu precisava do que minha criada chamava de sono de beleza, rolei pra fora da cama e fiz minha higiene matinal colocando um roupão rosa bebê que havia sido deixado no meu banheiro, sai do meu quarto e fui em direção a sala de refeições da mansão, havia uma mesa gigante posta com diversas frutas e doces, sentei e esperei para que mais alguém se juntasse a mim, Woozi meu irmãozinho logo desceu a escada e correu para a mesa. 

- Bom dia, Noona. - ele fez uma reverência sorrindo e logo se sentou a minha frente. 

 - Bom dia pequeno. - falei sorrindo de volta, ele era apenas dois anos, quase três, mais novo que eu, mas ainda era como um bebê para mim, já que ele acabara de fazer 18 anos e eu o protejo desde que nossa mãe morreu. - Você dormiu bem? Tem que estar disposto para a festa de hoje à noite. 

- Dormi sim, eu estou tão animado, nunca fui a um baile do papai. - Ele disse sorridente, era a primeira festa que do nosso pai que ele era permitido a ir, por ser muito novo segundo meu Appa, na verdade Appa protegia muito Woozi, não me incomodava tanto com isso, pois assim eu me via livre levemente para viver um pouco. – Você já escolheu um vestido adequado Noona? 

- Sim eu já possuía um vestido para essa ocasião faz um tempo, e você? É a primeira vez que o vou ver usando um terno festivo maninho. 

- Eu já tenho um, papai mandou fazer um a altura da ocasião. - É bom ver que esta crescendo tão rápido, a festa de hoje é merecida. – A festa em questão era uma espécie de baile para apresentar Woozi aos sócios do appa. Também passei por uma dessas quando completei meus 18 anos, agora esperava a de 21 que indicaria que logo eu estaria apta para cuidar e ajudar nos assuntos da empresa. 

Não, eu não estava nem ai para os assuntos da empresa de meu pai, mas depois que minha mãe morreu seu testamento deixou como herança a fortuna dividida entre meu irmão e eu, eu possuía 50% da herança e seus 45% das ações da empresa que por enquanto eram administradas por meu pai, eu poderia administrar tudo segundo o testamento quando tivesse 18 anos, mas meu pai recorreu e eu apenas posso fazer isso aos meus 21 que eram daqui cinco meses. Estava preocupada, pois isso aumentava minhas responsabilidades e sempre que falávamos sobre a empresa appa agia de forma estranha e rude. 

 Tomamos café calmamente e fomos informados que nosso pai não viria em casa durante o dia devido os preparativos para a festa, o veríamos então apenas no baile, fomos mandados a nossos quartos para nos prepararmos, nosso appa era extremamente adorador de uma boa aparência, boas maneiras e boa postura, o que se era esperado do segundo homem mais poderoso de Seul, assim eu tinha um batalhão ao meu dispor e era tratada como uma princesa. 

Era quase noite e eu já estava 90% pronta, estava andando pelo quarto apenas com minhas roupas de baixo checando as noticias e meu celular antes de vestir meu vestido e sair. 

 Kakao On - 

Hoshi: Disseram que há um novo grande empreendedor que ira festa *-* 

Eu: E porque isso é importante? --‘ 

Hoshi: Porque ele supostamente tem nossa idade e é maravilhosamente bonito <3 e precisamos de coisas bonitas para animar as festas do seu appa >.< 

Eu: “Maravilhosamente bonito”... quem descreve alguém assim? Hahaha certo... vamos checar isso na festa .< 

Kakao off - 

Soltei o celular sobre a cama e coloquei meu vestido, sapatos, joias e perfume, chequei no espelho como estava a maquiagem que havia sido feito para a festa e o cabelo, saiu do quarto seguindo uma das empregadas até a sala onde meu irmão estava sendo ajustado por alguém desconhecido. 

- Noona, você está maravilhosa. – Woozi me cumprimentou sorridente com seus cabelos loiros totalmente alinhados, ele parecia um desses desenhos japoneses, tão bem arrumado. 

- Devo dizer o mesmo de você, Dongsaeng. – Falei ameaçando passar a mão por seus cabelos, mas ele esquivou rindo. – Vamos? – Ele e o empregado que estava com ele fizeram que sim com a cabeça e caminhamos até a limusine de nossa família e fomos levados para o local da festa, uma das muitas mansões que appa gosta de ostentar, Woozi estava eufórico o caminho todo, e eu via seus olhinhos brilharem ao chegar a entrada do local, havia centenas de pessoas, empresários, famosos, políticos e atletas. 

- Woooooo. – Ele exaltou assim que saiu do carro e viu aquilo tudo, eu apenas sorri vendo sua reação, eu já estava acostumada com aquelas festas, na verdade elas já começavam a ser chatas para mim. – Vamos entrar? – Woozi perguntou me dando o braço para que eu pegasse, coloquei minha mão sobre seu braço pequeno sorrindo para ele, ele me conduziu a entrada do local, assim que entramos nosso pai estava subindo a um pequeno palco para cumprimentar os demais convidados. 

- Sejam todos bem vindos a esta celebração, por estas portas estão entrando nesse momento os motivos pelo qual estamos aqui. – Appa estendeu sua mão para nós, caminhamos ate ele fazendo reverencias as pessoas que nos cumprimentavam, Woozi subiu o palco primeiro e me estendeu a mão para que fizesse o mesmo, reverenciamos nosso pai que me beijou o rosto e apertou o ombro de Woozi. - Estes senhores são meus tesouros, e herdeiros que cuido com orgulho desde que minha amada esposa se foi. – E lá vai ele, eu odeio quando ele age como se se importasse com omma tanto assim. – Minha filha Jang Min Rae que assumirá o lugar de sua mãe em breve em nossa empresa, e o meu querido filho Woozi, que está sendo apresentado a vocês nesta noite. – Fizemos reverencias sorridentes juntos, e permanecemos ali enquanto o discurso de nosso appa continuava, não muito importante para mim... mas Woozi estava maravilhado. 

Quando appa acabou nos cumprimentou novamente e voltou sua atenção para Woozi, escapei de fininho pois sabia que ele iria fazer a tortura de conhecer seus sócios e todos os demais homens importantes daquela festa, que infelizmente eu já conhecia e felizmente já não me interessavam mais, caminhei a procura de Hoshi minha melhor amiga e a avistei de longe envolta de rapazes. Hoshi era uma garota popular entre os homens, seu pai tentava ser o mais conservador possível, mas digamos que para Hoshi, o que a movia eram os rapazes e ser desejada por eles. 

 - Hoshi. – Me aproximei fazendo uma reverencia para todos. Ela sorriu e dispensou os homens a sua volta, vindo ate mim. 

 - Você está linda. – falou me abraçando. – Hoje provavelmente terei que concorrer com você mais que o habitual. – Ela piscou para mim. Hoshi era filha de um empresário japonês que possuía filial na coreia, ela como a única herdeira vivia aqui para cuidar de seus negócios de perto, era mais velha do que eu e meu pai não era muito fã dela, mas como seu pai era um amigo intimo e um dos investidores mais fortes, appa aceitava Hoshi ser minha melhor amiga, mesmo a achando um pouco inadequada. – Então, agora que você chegou pode me ajudar a achar o novo investidor que estavam falando, quero comprovar se ele é tudo isso mesmo. – Falou sorrindo e me puxando com ela. 

Hoshi inspecionou quase toda a festa sem nenhum resultado para achar o Investidor Misterioso, eu já estava cansada e meus pés doíam por causa do salto, aproveitei que ela se divertia com algum outro cara e me dirigi ao bar, precisava sentar. 

- Uma agua, por favor. – Pedi sorrindo e ele assentiu. 

- Dois champanhes, por favor. – Uma voz masculina disse ao meu lado, e ele se apoiou de costas para o balcão ate que o garçom nos trouxe o que pedimos. As mãos deles tocaram as duas taças e colocou uma a minha frente. – Por favor, uma para a moça mais interessante da festa. – Ele falou com uma voz sedutora. 

 O encarei finalmente, e o rapaz a minha frente era impressionante, tinha um rosto fino, mas marcado, cabelos negros não tão bem arrumados o que davam a ele um charme em especial, os olhos eram escuros que contrastavam com sua pele extremamente pálida e lábios avermelhados, os lábios mais bonitos que já vi. Ele sorriu um sorriso branco que me deixou estática, era tão bonito sorrindo com seus dentes pontiagudos. 

- Eu ainda não tenho idade para beber.* – Falei declinando. 

- Bem, é uma festa acho que ninguém vai ligar se você quebrar uma regra. - ele falou piscando para mim. 

- Acredite, meu pai ligaria. – falei rindo. – E acho que me mataria caso eu saísse da linha. 

- A menos que seu pai seja o dono dessa festa... acho que ele não vai poder me impedir de te oferecer a taça... e minha companhia. 

- Sim ele é o dono. Como adivinhou? – Falei sorrindo de lado. 

- Uau... Você é filha de meu novo sócio? O segundo homem mais poderoso da coreia, estou surpreso. 

- Na verdade sim, e sou eu que estou, achei que todos os sócios de meu pai me conheciam e eu os conhecia. – Falei levando a taça a boca, me dando por vencida, appa não estava ali para me repreender e eu já estava enjoada da festa de qualquer forma, o rapaz a minha frente sorriu vitorioso. 

- Eu sou um membro novo, na verdade é a primeira vez que venho a uma festa de seu pai, e acabei de conhecer seu irmão. 

- Então você é o investidor novo que todos falam? 

- Talvez sim, se você diz. – Ele sorriu, um belo sorriso. – E me desculpe por minha pouca educação, Meu nome é Shin Hoseok. – Ele falou fazendo uma reverencia. 

- É um prazer conhece-lo, eu sou Jang Min Rae. 

 - É um belo nome como a dona dele. – Falou sorrindo sedutor. – Acho que posso repeti-lo muitas vezes, parece delicioso. - Eu corei ferozmente quando ele disse aquilo com uma voz sexy.

- Então é a sua primeira vez em uma festa do grande Jang Beak Young. – Falei com desdém a parte do meu pai. 

- Sim... como vou dizer... é grande. – Falou passando a mão na nuca eu gargalhei. – Mas não muito divertida. 

- Bem vindo ao clube. – Falei rindo e ele me encarou surpreso. – Eu participo dessas festas a três anos, elas já estão chatas para mim. – Sorri e ele assentiu. – Na verdade é ate bom ter alguém novo, é tudo muito igual e sem graça. – Ele sorriu concordando comigo, olhou ao redor desconfiado e aproximou seu rosto do meu, migrou sua boca para perto da minha orelha e quando sua respiração bateu ali eu me arrepiei. 

 - Meu sócio me odiaria muito se eu convencesse você a fugir daqui um pouco. 

 - F...fugir? – Gaguejei, com sua voz sedutora, ele era louco? Eu o conheci a menos de dez minutos. 

- Eu sei, precipitado, mas eu já estou entediado desde o começo da festa e não gosto desse ambiente requintado ao ponto do mesquinho... Você parece divertida... E como quer algo novo. – Ele falou dando seu melhor sorriso, me pergunto por que Deus dá a alguém um sorriso tão perfeito como esse, eu sou incapaz de resistir e assinto sorrindo. – Ótimo. – Ele sorri mais ainda e se inclina pelo balcão para pegar um dos baldes de champanhe que havia depois dele, pegou nossas taças agora já vazias e colocou sobre o gelo do balde pegou minha mão e saiu me puxando sorridente. 

Eu estava me questionando que tipo de problema mental eu tinha, eu estava fugindo da festa do meu próprio pai com um desconhecido, o desconhecido mais bonito que já vi, que eu conheci há poucos minutos. Ele me puxou pelo caminho de serviço e fugimos de todas aquelas pessoas tentando chamar o mínimo de atenção possível.


Notas Finais


*Segundo eu me lembre na Coréia os jovens só podiam beber na Coréia a partir dos 21 anos, mas agora eu não me lembro se ainda é assim pq eu tenho amigos lá com menos que bebem kkkk

Eai oq acharam??? Comentem pleeaaase, desde já agradeço.

E se ela é louca por fugir com ele a que acabou de conhecer??? Siiim, mas é o Wonho então eu também seria kkkk

Caticornio sua linda obrigada pela ajuda e apoio te sarango muito ♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...