História Gângster - Part I - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hiruzen Sarutobi, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Itachi, Naruto, Policial, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 28
Palavras 1.575
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Luta, Mistério, Policial, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Cap V - Gângster


Fanfic / Fanfiction Gângster - Part I - Capítulo 5 - Cap V - Gângster

Autora On:

- Então meu palpite me diz que isso pertence a você... Noctis. - Disse a rosada jogando a bala de Ouro  no copo vazio do Moreno. 

- É minha cara parece que você descobriu tudo, bom trabalho. - Disse Noctis num tom irônico, como se não fizesse diferença nenhuma. - Outro!- Pediu. 

- Isso foi fácil, você é descuidado. - Falou a detetive num tom desafiador. 

Noctis olhou-a pelo canto dos olhos, com seriedade. 

- Pelo que eu tô vendo, você que está sendo descuidada,  entra aqui procurando por mim sozinha, não trouxe ninguém pra dar reforço; isso sim é descuido. - Disse o mesmo. 

- Aqui está o meu reforço. - Falou a rosada pegando sua arma, e colocando-a em cima do balcão, com um pequeno sorriso convicto. 

- Hehe, é uma arma boa. - Disse Noctis. - Quer ver a minha?! - Falou logo em seguida pegando ligeiramente sua arma e apontando para a cabeça de Lightning. 

- Como você quer que eu possa ver a sua arma se você a pôs contra o lado da minha cabeça? - Perguntou ironicamente a detetive, cautelosa para não fazer movimentos bruscos. 

Noctis levantou sua arma lentamente para cima com um sorriso de canto. Logo em seguida colocou-a ao lado da arma de Lightning. 

- Nada mau, mas a minha é maior. - Disse Lightning. 

- Agora, faça a conta. - Falou Noctis colocando sobre a mesa a gêmea de sua arma. 

- Por que está atrás do Hiruzen? - Perguntou a detetive ignorando o que o mesmo acabará de fazer. 

- Isto é para eu saber e você não saber.- Disse Noctis. 

- Bem eu sei que não posso ter um justiceiro maluco por aí matando pessoas.Mas você não é um justiceiro, é? Parece que há pessoas investindo em você, e tenho certeza que não estão contentes com a repercussão na mídia, é onde eu posso ajuda-lo. -Discursou a detetive. 

- Eu não preciso de ajuda! - Afirmou Noctis. 

A detetive o fitou por um breve segundo, bebericou a água ardente que estava em seu copo. 

- Bem,  veja eu estou ligada a lei e eu venho trabalhando no caso do Hiruzen a mais de um ano, toda vez que achamos que temos alguma coisa que o incrimine, seus advogados vem e o liberam. Eu queria ser como você, queria poder chegar até ele e atirar, mas eu não posso; isso é muito ruim, porque eu sei onde o armazém Central dele fica. - Disse a detetive pegando um papel  do bolso e arrastando com os dedos para perto de Noctis. - Não armazéns abandonados como aquele lá fora, porque você não o visita?- Discursou a Detetive. 

- Você escolheu o homem errado, eu não sou assassino de aluguel. - Falou Noctis. 

- E quem disse que eu quero contratar você? Você já tem um chefe, não tem? Aposto que ele nao está gostando de toda atenção que você está conseguindo na mídia. Eu posso acabar com isso, eu controlo às provas , e as provas dizem que pode ter sido uma quadrilha rival que matou todos os empregados do Hiruzen ontem a noite  ou pode ser você, e eu tenho muitas provas que dizem isso. - Falou a Detetive Lightning tentando negociar. 

- Hahahahaha, você vai me prender? - Disse num tom convencido e debochado. 

- Talvez eu possa, elimina-lo. - Disse a detetive pondo sua mão delicadamente sobre sua arma. 

- Oh, eu adoraria ver você tentar isso. - O mesmo assim também fez. 

- Parados! -Gritou o dono do bar com uma metralhadora nas mãos, fazendo os dois pegarem agilmente suas armas e apontarem um para o outro. - Saíam do meu bar vagabundos! - Disse o mesmo apontado-a para os dois. 

- Ei, Ei, Ei, calma, calma, espera ai eu sou uma policial, larga essa arma ai. - Falou a detetive ordenado. 

- Eu não confio em vocês, larguei as armas, os dois. - Disse o homem. 

- Deslcupa vovô, não funciona assim. - Pronunciou-se Noctis. 

Os três ficaram se encarando por um breve tempo com as armas apontadas uns para os outros.

- Tudo bem, tudo bem, eu vou baixar a minha arma bem devagar e vou embora, certo? Entenderam? Isso vai ser muito fácil. - Disse a rosada por fim levantando os braços para cima, com a arma na mão, com os dois homens apontando suas armas para a mesma. - Estão vendo? É  facil. - E foi saindo do local lentamente. - Noctis, lembre-se do que eu te falei, podemos ajudar um ao outro. - Disse  a mesma antes de deixar o local. 

- Se ajuda dando o fora daqui, agora! - Falou Noctis ignorando o que a mesma havia proposto. 

A detetive não teve nenhuma expressão facial, apenas abandonou o local. 

Noctis olhou para o dono do bar que ainda continha sua metralhadora apontada para ele, guardou suas armas. 

- Isso é pelas bebidas, as minhas e as dela, agora se importa de eu ir ao banheiro antes de ir embora?  - Perguntou o mesmo ignorando o que acabará de acontecer. 

- Seja rápido! Sua vida depende disso. - Disse o dono do bar ameaçando-o. 

- Que dramático... - Falou Noctis num tom entediado. 

A detetive se encontrava no outro lado da rua já  com a intenção de ir embora. A mesma olhou para o chão, havia um bilhete. 

            "Gavião Fantasma 

      você está muito atrasado "

O mesmo deixou-a pensativa.Fazendo- a olhar para o bar. 

O dono do bar esperava a saída de Noctis ancioso, bebericando um whisky. 

- Desculpa, pelas duas descargas. - Disse moreno saindo do banheiro. 

- Mas você só deu uma descarga. - Falou o homem confuso. 

Noctis apenas deu de ombros e abandonou o local. Ao sair Noctis foi surpreendido com uma arma apontada para sua cabeça. 

- Ei, eu não te conheço de algum lugar? - Perguntou para a rosada ironicamente. 

- Quem é o Gavião Fantasma? - Perguntou a mesma. 

- Hahahaha, você tá se metendo num assunto perigoso. - Afirmou o Moreno. 

- Quem é o Gavião Fantasma? - Perguntou novamente a detetive com  mais rigidez. 

- Não precisa gritar eu tô do seu lado!  - Disse Noctis tentando se defender. 

- Quero que responda! Vocês são dois? - Perguntou a rosada ordenado. 

- Você não vai atirar se precisar das respostas. - Falou Noctis convencido. 

A rosada engatilhou a arma. 

- E além disso eu não teria como responder, então em vez disso...Terei que fazer isso! - Disse o Moreno dando agilmente uma rasteira na mulher, pegando sua arma e jogando-a para o lado. 

- Acho bom você ficar abaixada. - Avisou Noctis preparado para sacar sua arma. 

- Ainda resolveremos isso. - Disse Lightning ajoelhada. 

- Você não é tão burra o quanto parece. - Falou Noctis antes de entrar no carro, sair e virar na primeira esquina. 

A detetive levantou-se, entrou no carro e pegou seu telefone. 

- Alô? - Perguntou um homem do outro lado da linha. 

- Kakashi? É a Lightning. - Disse a detetive. 

- Oi? - Perguntou novamente. 

- Meu palpite estava certo, Noctis estava no armazém do Hiruzen do lado Leste, na verdade ele ainda estava lá quando cheguei aqui. - Contou a rosada. 

- Ah, e como foi? - Perguntou curioso. 

- Não tão bem quanto eu gostaria, ei escuta eu tenho uma informação nova escuta, eu achei um bilhete na frente do armazém do Hiruzen, dizia "Gavião Fantasma você está muito atrasado",  isso significa alguma coisa pra você? - Discursou a rosada. -Kakashi você ainda está aí? - Perguntou a detetive. 

- Eu não sabia que eles ainda estavam em operação. - Disse Kakashi preocupado com voz falha. 

- Quem? - Perguntou a detetive. 

- Os animais fantasmas. -  Respondeu Kakashi.

- Kakashi o que está acontecendo? -Perguntou a rosada confusa. 

- Eles são um tipo de gansgsters altamente treinados, de uma organização chamada "Agência Fantasma". - Respondeu o homem. 

- Uma agência fantasma? O que é uma agência do Governo? Por que nunca ouvir falar deles? - Perguntou Lightning. 

- Eu acho que era uma organização particular, tem algumas coisas que o Governo faz que jamais  vem  a público, a colaboração deles com a agência também foi uma delas, quando as táticas diplomaticas militares fracassaram, nosso governo contratou a Agência Fantasma para eliminar as ameaças a segurança Nacional, era mais dispendioso do que treinar e manter nossos próprios assassinos de elite, e os Animais Fantasmas eram melhor do que qualquer coisa que nós  tínhamos. - Explicou Kakashi. 

- Ótimo, mas o que eles estão fazendo  em New York, e o que será que eles querem com Hiruzen? - Disse Lightning pensativa. 

- Eu não sei, eu pensei que a Agência Fantasma tinha dispersado, eu sei que o nosso Governo parou de usá-la a quase uma década, nunca mais ouvi falar deles desde então. - Comentou Kakashi. 

- Então você acha que Noctis é da Agência Fantasma? - Perguntou a rosada. 

- Ele me parece bom o suficiente para ser. - Afirmou. 

- E o que eu devo fazer para impedi-lo? - Perguntou a detetive. 

- Eu não sei se você pode impedi-lo, mas você pode começar colocando seus policiais em turnos duplos.   - Respondeu o homem. 

- Tá certo, até logo Kakashi. - Despediu-se. 

- Até. - Disse o mesmo por fim encerrando a ligação. 

"Gavião Fantasma... "Pensou a rosada antes de ligar o carro e ir embora. 

Autora Off. 












Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...