História Garota Dos Pulsos Cortados - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Descobertas, Drama, Escolar, Multilação, Perdas, Romance, Suspense
Exibições 40
Palavras 2.040
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oiie
Bem aqui esta mais um capitulo para vcs meus amores ... só que eu não sei se ficou muito bom pois eu tó beeem sem criatividade e com uma enorme preguiça para escrever kkkk
espero que gostem

Boa leitura!

Capítulo 12 - Eu ... te amo!


Fanfic / Fanfiction Garota Dos Pulsos Cortados - Capítulo 12 - Eu ... te amo!

- Pov´s Carol On -

_ O que você esta fazendo no meu quarto? anda fala logo! 

_ ... Vim falar com você ... - o encaro friamente e me sento na cama encostando na cabeceira - Me perdoa Carol, eu sei que vacilei feio com você e sei também que eu quebrei a promessa que te fiz e é esse o motivo principal de você esta puta comigo mas essa foi a primeira vez que aconteceu pois tudo o que eu te promete nesses longos 11 anos eu cumprir sempre fiz tudo para te ver bem, sempre fiz tudo para te animar e sempre cuidei de você  a protegi quando precisou e sempre que precisava de mim eu estava lá para te ajudar, mais uma coisa bem simples que eu te pedi que era " me prometa nunca mais se cortar" você nunca cumpriu! então estamos de certa forma empatados e se eu fui capaz de te perdoar todas as vezes por que você não pode me perdoar uma unica vez nessa vida?- abro a boca para responder mais ele continua - Eu sempre me perguntei o motivo deu querer sempre o seu bem e de eu sempre querer te fazer feliz e quando eu descobrir fiquei em estado de choque mas mesmo assim tive coragem naquele dia para te dizer mas você não acreditou ... eu ... eu te amo Caroline e mesmo que você não acredite em mim e nem me perdoe pelo que aconteceu eu vou continuar te amando como eu tenho feito nesses 11 anos que estamos um ao lado do outro , mesmo que você diga que é uma brincadeira e ache que eu estou te zoando EU sei que não é verdade e sei também que por mais que você tente negar ou tente se "afastar" de mim você sabe muito bem que também sente algo por mim ... - ele se aproxima e fica a centimetros de distância de mim - Eu ... te amo! amo o seu jeito fofo quando quer ficar brava, amo o seu jeito bipolar, amo o seu jeito rockeira, amo o seu jeito quietinha mas amo mais ainda quando esta dormindo rsrs ou seja eu te amo de todos os jeitos ... não tem nada que eu posso falar e nem um modo que eu possa explicar eu só te amo ...

_Vih você não ... - ele segura em meu rosto e me dá um selinho demorado que logo se intensifica para um beijo cheio de desejo e paixão sua língua invade a minha boca e se entrelaça perfeitamente com a minha ele mordisca o meu lábio de leve e eu passo os braços em volta de seu pescoço enquanto sinto seus braços em volta de minha cintura o beijo começa a ficar como uma suplica e um consolo por todo esse tempo longe um do outro é como se fosse o unio jeito de saber que estamos bem um com o outro puxo de leve seu cabelo que estava entrelaçado nos meus dedos e ele solta um gemido baixo entre o beijo o que me faz sorri nos afastamos um pouco pela falta de ar ( Ar pq tinha que faltar agora? ) o olho corada e ele sorri quando abro a boca para falar alguém bate na porta Vih se levanta em um sobre salto da cama e eu olho rapidamente na direção da porta.

_ Caroline!

_ ... - olho ara o Vih que anda ate a janela e sorri o olho sorrindo feito boba - Tchau ... - sussurro e me levanto da cama dando um selinho nele antes que ele desça 

_ Diga para mim ... 

_ O que? - ele me olha nos olhos um pouco serio mas logo sorri

_ Que você me ama ... 

_ Eu ... te amo! - falo um pouco alto e meu irmão me chama outra vez - Estou indo Nicholas!

_ Caroline! 

_ O que foi? - abro a porta e dou de cara com o meu irmão me olhando com a cara fechada viro para olhar mais uma vez na direção da janela e o Vih não esta lá mais.

_ Porque você ficou daquele jeito com o nosso pai?

_ "Nosso pai"? eu já disse O MEU PAI MORREU!!! 

_ Pare de escândalo e pare de agir como uma criança! 

_ Me obrigue! - ficamos nos encarando por alguns segundos ate que eu fecho a porta e volto a me deitar enquanto penso em tudo o que já aconteceu só hoje ... ( As vezes eu penso que sou a pessoa mais sortuda e ao mesmo tempo a mais azarada do mundo! ) fecho os olhos e acabo pegando no sono...

----

No dia seguinte eu acordei totalmente perdida no tempo já era umas 10h e eu não estava nem ai com nada hoje era sábado então andei feito uma lesma ate o banheiro e lavei o meu rosto, escovei os meus dentes e soltei o meu cabelo o bagunçando um pouco, andei ate o meu quarto e peguei um short jeans e um cropped preto e uma camisa xadrez e um biquini, me troquei rapidamente e desce dando de cara com o Adam bem no meio do corredor ele sorri para mim e eu o ignoro pego uma xícara de café preto e começo a beber enquanto mexo no meu celular mamãe e Nicky aparecem logo em seguida e se sentam me olhando dou um leve sorriso e volto a mexer no meu celular.

_ Filha ...?

_ Hmm ... - olho para minha mãe 

_ Seu aniversário é daqui dois dias o que você ira querer?

_ Slá ... tenho nada em mente esse ano - pego minha bolsa e meu skate e saio indo em direção ao parque, começo a andar e pensar em tudo o que tinha feito ontem ( Me vinguei ashushus foi legal ... mas será que fiz certo? hmm eu briguei com o Vih isso eu fiz certo sim! mas depois ele me beijou ... e eu retribui ... i-isso foi certo? ) andei ate a praça e me sentei em um dos bancos e fico olhando para o 'nada' por um bom tempo ate que sinto alguém tocar de leve em meu braço viro um pouco o rosto e sorrio igual besta ao ver que era o Vih ele me olha por alguns segundo e me abraça forte fazendo carinho nos meus cabelos.

_ O que foi?

_ Hãm? - o olho assustada pela pergunta e ele ri

_ Você esta um pouco estranha ... o que aconteceu?

_ Nada ... 

_ Pare com isso ... eu te conheço! 

_ Meu pai voltou ...

_ O QUE?

_ Sim ... ele voltou e diz que vai "cuidar" da minha mãe, sendo que ela esta daquele jeito por culpa dele ... serio se ele fizer ela sofrer de novo ...  - Vih me interrompe com um beijo e eu o olho corada 

_ Não se preocupe com isso ... vem vamos ate a praia - ele me puxa fazendo eu levantar e eu paro o olhando 

_ Eu não quero ir ... - ele sorri e se aproxima me olhando nos olhos fixamente 

_ Vai vim com suas próprias pernas ou eu vou ter que te carregar ate lá? - fico o olhando seria e antes que eu responda ele me pega e me joga em seus ombros fazendo com que eu fique de cabeça para baixo jogando o meu cabelo todo no meu rosto começo a dar socos em suas costas ele apenas pega o meu skate e começa a caminhar sem se importar com os socos que estava levando - É melhor você parar se não a unica coisa que vai conseguir fazer é machucar suas próprias mãos ... - ele diz calmamente e continua caminhando comigo ate que sinto olhares sobre nos dois ( Droga ninguém merece só isso que me faltava agora ser o centro das atenções por culpa desse idiota gigante aqui! ) respiro fundo e depois de uns 30 minutos ele me coloca no chão o fuzilo com os olhos e ele ri se sentando na beira do mar sorrio e me sento ao seu lado o olhando ( Parece uma criança ... quem olha assim nem acredita que já passou por tantos problemas e tantas confusões ... garoto bobo ) ele se vira e me olha também o que me faz sorri e corar de leve ele faz língua para mim e pega uma mexa do meu cabelo e faz um bigode em mim e nele começo a rir igual idiota e ele também - Nossa você seria um menino feio Carol kkkkkk

_ Ae? não acho eu seria um menino muito gostoso isso sim kkkk você que seria uma menina muito feia! - faço língua para ele e ele ri 

_ Tá me chamando de feio é?

_ Não imagina se eu seria capaz de dizer isso ... - ele sorri e me olha fixamente - Nem pense nisso! - antes que eu consiga perceber ele me derruba na areia e fica por cima de mim me fazendo cocegas, eu começo a me debater e rir feito louca pedindo para que ele pare mais ele continua e quando eu começo a chorar de rir ele para e me da um selinho se deitando do meu lado enquanto eu continuo rindo feito besta ele começa a rir da minha cara e eu bato nele de leve ele me puxa fazendo com que eu deite em seu braço e ficamos conversando e zoando a cara um do outro

_ Seu aniversário esta chegando né? - ele me olha 

_ Sim ... grande acontecimento '-' - dou de ombros e ele me olha

_ Vai fazer 17 anos mais continua baixinha kkkkkkk - bato nele e mesmo assim ele continua rindo feito uma hiena 

_ Affs para que você quer saber sobre meu aniversário?

_ A toa '-' 

_ Aham sei ... - o encaro e ele da de ombros se sentando e olhando para o mar, reviro os olhos e pego o meu celular e tiro uma foto dele - Irei postar kkkkk Vih no seu momento infantil kkkk 

_ Nem pense nisso Caroline! 

_ Ue por que não? rsrs tá uma gracinha todo sujo de areia kkkk

_ Me dá isso aqui! - ele tenta pegar meu celular mas eu o guardo ele segura os meus pulsos e me prensa na areia de novo me olhando com os olhos brilhando realmente como uma criança sorri hipnotizada pelo seu olhar ele se aproxima do meu rosto lentamente e deixa nossos lábios a centimetros de distância ele olha para minha boca e eu para a sua aos poucos nos quebramos a minuscula distância que tinha entre nos com um beijo calmo que logo começou a se intensificar ( Ar nem invente ... ) entrelaçamos nossas línguas e aos poucos o ar começa a nos fazer falta novamente, ficamos nos olhando por alguns segundos totalmente ofegantes ate que o silencio entre nos é quebrado - Eu ... te amo!

_ Eu também te amo - sorrio e ele sai de cima de mim e eu me sento o abraçando ficamos olhando o mar e as pessoas que passavam por ali, ele começa a mexer no meu cabelo de novo e depois o jogava na minha cara reviro os olhos e grito mandando ele parar ( mas adianta por acaso? se você disse "não" acertou! ) quanto mais eu mandava ele parar mais ele continuava ele me rouba um selinho e tira sua camisa a jogando no chão e corre para a água ( eu vou me trocar antes que ele invente de me molhar '-' ) tiro o meu short e meu cropped ficando apenas de biquini tomara que caia preto ( nem me pergunte o pq deu estar de biquini e ter feito pirraça para não vim ate a praia ... desde o inicio todos deveriam saber que eu sou do contra ) me sento na areia e fico o observando ate que ele corre ate mim após seu mergulho bem longo e tem a ideia absurda de ... 

 


Notas Finais


Iai o que acharam desse capitulo meus amores?
O shippe de muitas pessoas esta começando a acontecer ashuhsuhus

espero que tenham gostado e ate o próximo ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...