História Garota perversa - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 12
Palavras 572
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Ficção, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


To ansiosa com esse capitulo, tomara que gostem

Capítulo 2 - Inferno nosso de cada dia


Fanfic / Fanfiction Garota perversa - Capítulo 2 - Inferno nosso de cada dia

Novembro de 1992

Ela acordou meio tonta e ainda atordoada da noite anterior, olhou pra o lado esquerdo e revirou os olhos olhando pro homem que dormia ao seu lado, ele devia ter pouco mais de 56 anos e ela apenas 15:

- Merda!- balbuciou se levantando da cama sem fazer barulho.

Andou até a carteira do homem e tirou 2000 US$ da carteira dele, “meu dia de sorte”, pensou. Pegou seu vestido vermelho e sua jaqueta de couro preta e foi até a porta da suíte sem fazer um ruído sequer. Assim que fechou a porta se vestiu e colocou os sapatos que estavam do lado de fora, desceu de escada os 16 andares do prédio e caminhou até o ponto de ônibus:

-licença senhor, que horas são agora?- perguntou há um homem velho e gordo que estava sentado no ponto.

- São 15:25, garota.

-Obrigada.

O ônibus dela chegou, subiu depressa e foi pra casa. Assim que bateu atrás de si, a velha porta de madeira que descascava, a garota se jogou em um sofá de cor azul bem desbotado:

-Porra de ressaca!

Um silêncio se instalou por alguns segundos até que a campainha tocou:

- QUE INFERNO!

Levantando-se foi até a porta e a abriu, um homem musculoso e alto estava do outro lado, vestia um visual gangster e tinha cabelos loiros, era um rosto conhecido:

- Temi, como vai minha vadiasinha levada favorita? - Disse ele entrando na casa sem muitos rodeios. – O que você tem pra mim?-Ele a olhou com o olhar sádico e ganancioso que ela conhecia.

- US$ 2000.- disse tirando o dinheiro do sutiã e entregando ao homem.

-Essa é a minha garota. - Ele se jogou no sofá. – Onde estão seus modos? Não vai me oferecer nada pra beber?

-Vai se ferrar. – Artemísia resmungou.

-COMO?- a voz do homem ecoou ameaçadora.

-Você já tem o dinheiro, não pode me deixar em paz?

- Temi, meu anjo. – o homem se levantou do sofá e com um súbito movimento agarrou com uma mão o pescoço da garota que arregalou os olhos, minimamente assustada. – Você esqueceu de como falar comigo? Por acaso esqueceu que você é minha? – ele a empurro contra a parede – Esqueceu que você ainda é minha.

-Não me lembro de ter vendido minha alma ao diabo... – Disse a garota em tom provocante.

Ele a soltou e com passos firmes e largos caminhou até a porta:

-MAS QUE INFERNO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! - Artemísia urrou quando o homem saiu.

O inferno de um ciclo que se repetia diariamente até que ela morresse e sua alma fosse levada para algum lugar diferente...

 

***

 

...Já havia anoitecido e ela estava em outra festa, a procura de outro cara rico que pudesse alugar ela, até porque como Jack já tinha deixado claro, ela era dele. Um homem de uns 25 anos olhava para ela, sorrindo. Artemísia o olhou, parecia ter dinheiro e ser bom de cama, seria minimamente divertido. Ela se aproximou com passos calculados, abrindo o zíper de seu casaco de pele que ia até os joelhos, ela o abriu até abaixo do quadril, cortando a metade de suas coxas, por baixo vestia um top curto vermelho e um mini-short de cintura alta. O homem a olhou de cima a baixo:

-Quer uma bebida garota?

-Se puder quero mais que isso. – Artemísia mordeu o lábio inferior enquanto um sorriso perverso se formava em seus lábios.

-Então assim vai ser.


Notas Finais


jaja tem mais <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...