História Garotas A Prova De Balas - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Fic Adolescente, Ficção Adolescente, Grils, Romance
Exibições 96
Palavras 2.677
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Fantasia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLÁ AMORES
Desculpem pela demora
Motivos: Estava sem ânimo pra escrever mas já passou! Kkkk'
Enfim, boa leitura amores.
Sorry amores, nao tive tempo para revisar :c

Obs: (Perdoem qualquer erro de digitação e ignorem)

SIGAM NOSSA PÁGINA NO TWITTER --> @bangtanilusao_

Capítulo 25 - O idiota perfeito


Fanfic / Fanfiction Garotas A Prova De Balas - Capítulo 25 - O idiota perfeito

POV Maru

Mandei mensagem pras meninas que queria ficar sozinha... Não achei que elas fossem dizer para o Suga aonde eu estava! Vou mata-las.

Não sei porque estou agindo assim. Nós não temos nada, mas mesmo assim, meu coração se partiu quando eu vi ele beijar aquela vadia. E eu não conseguia parar de chorar... Mesmo ele estando sentado bem do meu lado agora e provavelmente achando que eu sou louca, eu não conseguia parar de chorar.

– Marcela... – ele começou falando baixo.

– Suga eu quero ficar sozinha agora, se você não se importa! – respondi olhando para o lado e fungando. Minha voz saiu estranha e eu escondi o rosto. Suga suspirou e chegou mais perto de mim.

– Pode chorar eu vou ficar aqui! – ele disse tranquilo. Eu o olhei com cara de interrogação e ele sorriu fraco para mim. – E a propósito...

– Você não tem que me explicar nada Suga, não temos esse tipo de relação! – eu o interrompi quase gritando e ele arregalou os olhos.

– Porquê está com raiva então? – ele questionou.

– Eu não sei... – respondi me levantando e andando de um lado pro outro. – Também não sei porque estou chorando, isso é muito frustante AHGR! Porque você tá aqui? Eu disse que queria ficar sozinha! – falei ficando de costas pra ele.

– Deve ser porque eu me importo... – ele disse com a voz fraca ao contrário da minha que já estava ficando alta demais. – E o fato de você está assim... Deve ser porque você também se importa, não?! – eu me virei para encara-lo e ele se levantou ficando na minha frente. As lágrimas não paravam de escorrer por mais que eu tentasse para-las.

– Não me importo! – respondi fungando.

– Então porque está chorando? – ele questionou sorrindo. Isso quase me fez sorri também mas eu segurei. Tinha que manter a minha raiva.

Eu queria contar pra ele... Mas eu não acho que esse seja o momento. Até porque eu devo estar com a cara toda borrada da maquiagem e provavelmente deve ser esse o motivo dele está rindo. Mas olhando pra ele agora... Eu queria contar.

Limpei o resto das lagrimas e o olhei fundo nos olhos.

– Porquê um idiota me fez chorar! – eu disse séria e o sorriso dele sumiu.

– Um... idiota? – ele perguntou assustado.

– Sim! – disse firme. – Um idiota que eu admiro e por mais que agora eu queira dar um soco na cara dele... Eu não consigo deixar de sentir essas coisas! Eu não sei como eu fui me apaixonar por ele... Deve ser porque eu vi algo à mais nele, sabe?! Alguma coisa que lá no fundo se parecia comigo! – dei uma pausa porque as lágrimas estavam querendo voltar e também porque eu esperava que falasse alguma coisa, mas ele só ficou lá, parado, me olhando com cara de espanto. – Mas eu devo ter imaginado essas coisas... Porquê ele acabou de demonstrar que não sente nada por mim! – as lágrimas voltavam com tudo e eu olhei para chão, para deixa-las escorrer.

Suga continuava sem falar nada e isso já estava me deixando louca. E também estava extremamente quente ali, eu só queria sair correndo. Mas assim que eu dei o primeiro passo para sair ao lado dele, ele me segurou e me fez ficar no lugar.

Eu ia xingar ele de alguma forma, mas não deu tempo de nem pensar em fazer isso... Porque ele me beijou. Aquilo me assustou, eu arregalei os olhos e pensei em empurra-lo, mas se eu fizesse isso iria me arrepender para sempre.

Fechei os olhos e senti seu toque... O beijo estava calmo, como se ele estivesse inseguro com alguma coisa e quisesse se desculpar. Depois que eu também passei a retribuir, ele passou a mão pela minha nuca e foi me puxando pela cintura para mais perto, a aprofundando ainda mais o beijo. Até ele afastar nossas bocas para lamber delicadamente o meu lábio... E eu soltar um gemido abafado, enquanto ele voltava a explorar a minha boca, passando a língua por vários lugares.

"Meu Deus que beijo é esse..."

Eu já estava ficando sem ar e ele também, então nós nos afastamos lentamente e encostamos as testas. Suga arfava fortemente enquanto eu fazia o mesmo.

Me afastei um pouco dele e o olhei nos olhos. Um meio sorriso brotou em seu rosto e eu mordi o lábio para não sorri também, mas não deu certo.

– S-Se tá achando q-que pode resolver as coisas d-desse jeito pode ir tirar o cavalinho da chuva... – eu disse com a voz trêmula e ele riu.

– Desculpe! – ele disse e segurou na minha mão, me olhando fundo nos olhos. – Eu não esperava que essa noite terminasse assim... Eu pretendia fazer as coisas direito e falar pra você o que eu sinto apropriadamente, mas aconteceu imprevistos! – ele dívida o olhar entre mim e chão, como se estivesse envergonhado. – Aquilo de antes não significou nada! Eu não sinto nada por aquela garota. E Ela achou que poderia despertar alguma coisa me beijando a força mas, eu já tinha alguém que havia me despertado, então... Foi um beijo inútil! – ele terminou de falar e eu comecei a chorar de novo. Suga se assustou e se inclinou na minha altura. – E agora porque você está chorando? – ele perguntou rindo.

– Se-Seu idiota... – eu disse fungando. – Porque você deixou ela te beijar então? – eu disse e soltei um soluço. Suga riu.

– Eu empurrei ela, você não viu? – ele disse se divertindo.

– N-Não... – eu disse e ele passou a mão pelo meu rosto para secar as lágrimas.

– Foi porque você saiu correndo sem escutar as coisas primeiro! – ele disse limpando a última lágrima do meu rosto.

– E você queria que eu fizesse o que? – disse o empurrando e ele riu mais ainda. – Idiota!

– Já e a quarta vez que você me chama de idiota... – ele disse e me abraçou. – Estou começando a ficar ofendido!

– É porque você é um! – eu disse é ri. Em vez dele reclamar, ele só me apertou mais forte. Ficamos assim por algum tempo, até ele se afastar um pouco de mim e me erguer do chão, ainda me abraçando. – O que ta fazendo? – perguntei assustada tentando abaixar minha roupa que havia subido com o ato.

– Te abraçando! – ele disse se divertindo e começou a me rodar no ar.

– Suga... – eu comecei falando enquanto batia no ombro dele e ele parou, me colocando no chão.

– Yoongi! – ele disse com uma carinha triste. – Porque você não me chama de Yoongi?

– Porque você não me chama de Maru? – eu rebati e ele riu.

– Porque eu gosto de Mah! É muito mais fofo, e ninguém vai te chamar assim além de mim! – ele exclamou sorridente.

– Tá... – eu não conseguia parar de sorrir. Não estava sendo muito real esse momento. – Então Yoongi, o que vamos fazer agora?

– Podemos ficar aqui namorando ou você pode ir lá ganhar o seu prêmio... – ele disse pensativo.

– A segunda opção é desnecessária... O que eu iria fazer com um prêmio? – disse passando minha mão pelo pescoço dele que o mesmo riu.

– Você mereceu ele, todas vocês... As meninas devem está preocupadas com voc... – ele parou de falar como se tivesse se lembrado de uma coisa muito importante. – Ah não, as meninas! – ele disse arregalando os olhos.

– O que aconteceu com as meninas? – perguntei assustada me afastando dele.

– Elas disseram que vão bater na Laika! – Suga disse preocupado.

– Ah, é isso... Deixa elas baterem, aquela vadia merece! – falei me acalmando e Yoongi me olhou com espanto.

– Isso seria ótimo mas, vocês vão ser desclassificadas se se meterem em brigas! – ele disse preocupado e eu me toquei da gravidade do problema.

– É isso é ruim! – eu disse pegando na mão dele e o puxando para longe das escadas. – Não posso passar por isso de novo! – eu disse enquanto saia puxando Yoongi pelos corredores.

Andamos por vários corredores até acharmos elas junto com o resto dos meninos. E felizmente ainda não tinha começado a se bater.

POV Ana / [minutos antes]

Estávamos em frente ao camarim das vadias. Tifany como era a mais delicada bateu na porta.

– ENTREGA DE CALCINHA EXTRA G! – Tifany exclamou enquanto dava vários socos na porta. Eu e a meninas rimos. Jungkook que até então estava assustado sem entender veio se agarrar ao meu braço.

– Ani-ah, você não vai brigar né? – ele me perguntou preocupado.

– Não se preocupe Jungkookie, não vamos brigar! – eu disse apertando forte a mão dele. Tifany continuava a bater na porta fortemente.

– SENHORA, SEU PEDIDO DE SUTIÃS PP INFANTIL FOI ATRASADO POR FALTA DE FABRICAÇÃO, A SENHORA TEM QUE ASSINAR UM FORMULÁRIO! – assim que Tifany terminou de gritar a porta foi aberta bruscamente e de lá uma Laika enfurecida apareceu. Nós ainda estávamos rindo do lado de fora, então isso fez ela nos olhar com raiva. Nessa hora os outros meninos apareceram correndo no corredor e assim que nos viram foram ficar do nosso lado.

– O QUE PENSA QUE TA FAZENDO? – Laika peguntou irritada gritando com sua voz fina. O que fez Tifany ri alto.

Coloquei a mão na boca para me segurar, mas quando olhei pra Jungkook vi ele rindo que nem uma hiena, não consegui me segurar.

– Pode poulpar nossos ouvidos com essa voz de cadela no sil... Eu só vim aqui pra deixar bem claro uma coisa! – Tifany deu uma pausa e olhou seria para Laika, que a mesma cruzou os braços e se apoio em um pé. As outras loiras vinheram para fora para vê a confusão também.

– Fale logo e desapareça... Sua presença está atrapalhando meu descanso da beleza! – Laika disse sem paciência.

– Descanso não é milagre, você tem que nascer de novo! – Beca rebateu séria e isso fez Tifany dar um sorriso debochado na direção de Laika. Ela se enfureceu e foi para cima de Tifany.

– Vamos passar por isso de novo? Não foi o suficiente quase ser desclassificada no Brasil... Você quer passar a vergonha na Coréia também? – ela disse bem perto do rosto de Tifany que a mesma só riu.

– Não fui eu que fui desclassificada aqui... E pode ficar tranquila, que bater em você é a última coisa que eu penso em fazer hoje! – Tifany falava firme. Ela estava tão confiante e tão sexi, mostrando superioridade. – Eu só vim pra avisar... Gosto de alertar pessoas retardadas do perigo que elas sofrem quando se metem comigo ou quem eu amo.

– DO QUE VOCÊ ME CHAMOU? – Laika perguntou gritando em cima de Tifany que a mesma só ficou parada lá.

– CALE A BOCA E ESCUTE! – Tifany rebateu mais alto o que fez Laika dar um pulo e as loiras atrás dela também. – Se você mexer com a minha família de novo ou qualquer uma das suas loiras submissas... Eu vou arrancar esse seu cabelo falso de salão com as minhas próprias mãos, e vou fazer questão de deixar marcas no seu rosto dessa vez! – Tifany disse em tom de ameaça.

Laika e as loiras estavam com o olhar arregalado. Elas não se moviam, nem se quer piscavam. Sinto alguém passar por mim e quando olho na direção da pessoa vejo Maru e Yoongi, que vinham arfando.

Maru passou por nós e foi até Tifany, colocou a mão no ombro dela que a mesma a olhou preocupada e depois sorriu tranquila. Maru olhou na direção das loiras e riu da reação que estava no rosto delas.

– Você não deixou nem um pouco pra mim? – Maru perguntou para Tifany que a mesma riu. – Obrigada... – ela agradeceu sorrindo.

– Você tá bem? – Tifany perguntou. Maru olhou na direção de Suga e o mesmo lançou um olhar e um Sorriso na direção dela.

– É... Eu acho que sim! – Maru exclamou sorrindo.

Ouvimos palmas e risadas vindo da direção de Laika e das outras loiras.

– Que cena linda... Quase vômitei! – Laika exclamou em deboche e isso fez Tifany suspirar. – Vocês são patéticas, eu sentiria pena de vocês mas... Não tenho tempo para isso! – ela disse e as loiras atrás dela riram. – Agora temos que ir... Sabe como é, eu queria ficar aqui e conversar mais com você, é sempre divertido mas, temos um prêmio para ganhar! – ela exclamou saindo e quando passou pelos meninos, lançou beijos na direção deles.

Isso fez Tifany ficar com raiva e dar um passo na direção dela, mas Maru a segurou antes e ela parou.

– Vejo vocês no palco! – a amiga de Laika, a que supostamente tinha beijado o Suga falou na direção da Maru.

– Aishi essa vadia... – Maru exclamou indo pra cima da menina, mas Tifany a segurou antes que ela desse mais um passo. E elas já tinham sumido pelos corredores.

– Ah... O que aconteceu aqui? – Hope perguntou se aproximando da gente. Vi que os outros meninos estavam com cara de interrogação e isso me fez ri.

Fui até as meninas e me meti no meio delas a abraçando.

– Ohhh to tão orgulhosa... Minhas meninas cresceram! – eu disse apertando elas e as mesma riram.

As outras vinheram nos abraçar também e ficamos assim.

– Ah também quero abraço! – Jin exclamou e veio para nosso abraço também, até as que estavam no meio, no caso eu e Maru, começamos a ficar sem ar e tivéssemos que nos afastar.

Maru foi para o lado de Suga e ele passou a mão pelo ombro a puxando para mais perto. Começamos a gritar.

– AÊ QUE NOVO CASAL MAIS LINDO É ESSE?! – Tifany exclamou e começou a pular enquanto batia palmas.

Jimin se aproximou dela e a mesma parou de pular feito doida e ficou meio tímida. Jimin não fez nada, só ficou parado perto dela rindo da reação que ela havia feito de surpresa. O que realmente era, pelo fato de que Jimin só fugia dela.

– Aí gente, não sabem como estou feliz por vocês... Que bom que não deixaram aquela vadia estragar tudo! – Eu disse empolgada para eles.

– Obrigado Ani-ah! – Suga me agradeceu e na mesma hora Jungkook brotou do meu lado.

– Opa que é isso? Só eu posso chamar ela assim... – ele disse sério e Suga riu.

– Ani-ah é minha cunhada agora, eu  chamo ela como eu quiser! – Suga disse e Maru deu um pequeno pulo ao lado dela.

– Owwwnnn! Ouviu Ani-ah... – Maru disse debochando do meu apelido e rindo feito uma louca.

– Tá, tá! – eu exclamei rindo e abracei o Jungkook. – Temos que ir pro palco... Já deve estar chamando os participantes!

– Tem razão... Vocês têm que ganhar o prêmio! – Suga disse confiante pegando na mão de Maru. – Vamos Mah, quero ficar bem na frente! – e saiu puxando ela pelo corredor sem esperar a gente.

– Eles são fofos! – Jungkook exclamou no meu ouvido e eu sorri pra ele.

– Nós também somos! – eu disse passando os braços pelo pescoço dele.

– Oh casalzinho... Vamos logo, vocês namoram depois! – Namjoon disse se divertindo e Jungkook lançou uma cara de cu na direção dele o que o fez ri.

Chegamos atrasados e o apresentador já tinha anunciado os vencedores.

Seguimos na direção do palco e ainda bem que eu estava segurando na mão de Jungkook, porque se não teria caído alí mesmo... Quando vimos a classificação dos vencedores, nossos sorriso desapareceram.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...