História Garotas A Prova De Balas - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Fic Adolescente, Ficção Adolescente, Grils, Romance
Visualizações 103
Palavras 1.985
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Fantasia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 31 - *CAPÍTULOS FINAIS*


Fanfic / Fanfiction Garotas A Prova De Balas - Capítulo 31 - *CAPÍTULOS FINAIS*


POV Jungkook

Achei que não Ana tinha encerrado a ligação.. mas aí ouvi alguém falar do outro lado da linha, uma voz masculina.

"Você gosta mesmo desse cara né?!"

Uma voz masculina perguntou para Ana, e ouvi ela sorri meio sem jeito quando respondia.

"Ahr, nossa... Você me assustou! A quanto tempo tá aí?"

Ela disse meio receosa... Eu deveria ter desligado o telefone mas, eu queria saber quem era. Pelo que eu saiba Ana não tem amigos homens aqui na Coréia, tirando os meninos. Por isso achei esquisito... Ela teria me contado se tivesse outro amigo não é?!

"Cheguei no finalzinho da conversa. Vocês estão namorando agora?"

"É, estamos..."

"O que você vê nesse cara"

"Como"

"Quer dizer... E-Ele é um pouco diferente de você. Só achei que não fosse seu tipo."

"Ah tá. Nós não somos tão diferentes assim se você for prestar atenção... Sabe, nós dois gostamos das mesma coisas e..."

"Você parecia tímida, não querendo chamar atenção.. Mas aí você começou a namorar um idol pop. Pensei que você fosse diferente..."

"Como assim?"

"Ana, não vê que eu estou diferente? Porque você acha que eu fiz isso? ... Eu era um nerd que só sabia ficar olhando você de longe na aula de coreano, porque não tinha coragem de me aproximar. Mas agora eu mudei! Nem eu sabia que poderia mudar assim, mas, eu mudei por você!"

"J-Johs?"

"Eu vou provar que gosto mais de você do que ele!"

De repente eles ficaram em silêncio e eu só escuto o barulho de grunhidos de Ana. Começo a ficar preocupado.

– ANA? ANA! - grito por ela pelo telefone mas ninguém responde.

"O QUE PENSA QUE ESTA FAZENDO?"

Quando escuto a voz dela alterada eu percebo que tinha acontecido alguma coisa...

"Beijando você..."

Meu mundo girou por um segundo... Ele disse que beijou ela?

– ANA? VOCÊ TA ME OUVINDO? – eu continuava a chamar por ela mas ela não respondia, eu estava começando a ficar com raiva.

"ME LARGA!"

Agora eu tinha total certeza de que estava acontecendo alguma coisa como ela. Principalmente porque escuto o barulho de um grito grosso, provavelmente do imbecil que vai perder a vida por ter beijado ela...
Eu andava de um lado pro outro impaciente.
Escuto o barulho de vários passos e a ligação começa a falhar. Quando eu já estou ora desligar e ligar pra ela de novo alguém fala...

Jungkook? – não era a voz da Ana.

– MARU? Maru o que aconteceu?! cadê a Ana? – perguntei já aflito.

Perai... – ela disse e deve ter tampado o fone do celular. – Jungkook? – agora sim era voz de Ana, a voz assustada dela.

– Ana o que tá acontecendo? Quem é esse tal de Josh? – perguntei levantando um pouco o tom se voz. Eu conseguia ouvir a respiração dela pesada do outro lado da linha.

Ele... Ele é um garoto que estuda comigo... – ela disse arfando forte.

– E vocês são tão íntimos assim? Pra ele te beijar? – falei ironicamente. Meu sangue estava fervendo.

Não, Kook... Não foi isso o que aconteceu! – ela tentou se explicar nervosa.

– Eu ouvi tudo o que aconteceu! – falei frio e seco. Só de imaginar a cena na minha cabeça eu sinto meus olhos encheram de lágrimas.

Jungkook, deixa eu explicar... – ela pediu com uma voz de choro. Chutei forte a primeira coisa que vi na minha frente, ou seja... Um cesto de lixo. Vi que Jimin apareceu correndo de uma canto qualquer e ficou olhando preocupado pra mim.

– Eu não tô com cabeça pra ouvir agora... – falei respirando pesado. Ouvi ela fungando do outro lado como se já estivesse chorando.

Jungkook, por favor...

– Eu preciso ir! – falei desligando o celular. Me sentei no chão e ali mesmo as lágrimas começaram a escorrer.
Jimin se aproximou de mim e se sentou do meu lado.

– O que aconteceu? – ele perguntou me olhando preocupado. Eu sentia uma raiva que nunca tinha sentido em toda a minha vida.

– A-Ana... – eu falei suspirando pesado e me pôs a chorar baixo no ombro dele. Que o mesmo me acalentava sem me perguntar mais nada.

(...)

Depois que já tinha passado a minha raiva e eu já tinha contado tudo pro Jimin. Ele foi me dar os seus conselhos...

– Porque você não ouviu o que ela tinha pra dizer? – ele peguntou.

– Porque? Porque eu tinha acabado de ouvir que um cara, que eu já desprezo a existência, estava beijando a minha namorada...

– Mas ela disse que não foi bem assim que aconteceu não é?! Então... Liga pra ela e deixa ela se explicar. - Jimin disse me entregando o celular.

– Não vou ligar pra ela agora! – me recusei.

– Ela deve tá chorando, Jungkook!

– Se você não percebeu, eu não estou muito melhor do que ela! – falei sendo irônico. Jimin bufou.

– Se você não resolver as coisas agora pode ser tarde demais... – fiquei em silêncio, tentando não manter contato visual com ele, mas ele percebeu. – Você não contou pra ela não é?

– Não consegui contar... – falei e Jimin se Levantou meio nervoso.

– Não acredito nisso! – ele falou um pouco indignado. – Você vai deixar a menina pensar que você está de boas em lugar, quando na verdade você vai estar em turnê por dois anos?

– EU NÃO CONSEGUI! – acabei falando um pouco mais alto do que deveria.
Vi que os outros vinheram saber o motivo dos meus gritos.

– O que tá acontecendo aqui? – Suga perguntou chegando perto de nós.

– Jungkook não contou pra Ana que vamos sair em turnê! – Jimin falou resumindo muita coisa.

– Você não contou pra ela? – Suga perguntou arregalando os olhos espantado.

– Eu vou contar...

– Quando? Quando já estivermos no avião? – Namjoon perguntou cruzando os braços.

– Vocês não entendem... Ela vai ficar furiosa comigo, e.. eu Não posso perder a Ana! – falei me lamentando.

– Meio que você já está perto se perder ela agora não é? – Jimin questionou.

– Como assim? O que você fez? – Suga perguntou um pouco com raiva.

– Ele ligou pra Ana e eles namoraram pelo celular, mas quando foi na hora de desligar, nenhum dos dois desligou. Aí apareceu um "amigo" da Ana e beijou ela provavelmente a força... E o Jungkook ouviu tudo. E quando a Ana foi se explicar ele não deixou! – Jimin disse mais uma vez resumindo tudo!
Suga se sentou na minha frente.

– Você é idiota? – ele peguntou como se eu fosse um mesmo.

– Hyung, o que você faria na minha situação? E se outro cara tivesse beijado a Marcela a força, o que você faria? – perguntei já meio alterado.

– Primeiro, eu quebraria a cara dele... E segundo... Quando ele estivesse sangrando no chão, eu beijaria minha namorada na frente dele! Porque ela é minha! E se um cara a beijou a força é porque ele não tinha noção do perigo ainda. Então, por isso eu daria o soco pra avisar e o beijo pra mostra a quem ela pertence! – Suga disse convencido de suas palavras. – Mas em nenhum momento eu iria deixar de ouvir o que ela tem pra me dizer... Porque ela me mataria, você conhece a Marcela!

– É... – falei rindo do comentário dele. – Ana também não ficaria feliz com isso! Ela deve tá morrendo de raiva agora.

– Ou pior... ela pode estar chorando! – Suga disse meio impassível. Essa era a cara que ele fazia quando tinha certeza de algo.

– Vou ligar pra ela! – falei me levantando e indo atras do meu celular. Disquei rápido o número de Ana e fiquei esperando ela atender. Chamou até cair na caixa postal... "Porque ela não está atendendo?" Perguntei pra mim mesmo desconfiando de alguma coisa.
Tentei ligar de novo e ela não atendeu também.

– Ela não atendeu? – Namjoon perguntou ficando ao meu lado.

– Não, que estranho... Ela sempre atende! – falei meio preocupado. – Será que ela está com raiva?

– Eu acho que sim! – Taehyung confirmou e eu olhei cerrado.

– Vai, fica tentando... – Jimin me incentivou.
O celular de Suga tocou e ele se afastou pra atender nos deixando sozinhos.
Quando ele voltou sua expressão era de angústia.

– O que aconteceu? – Namjoon peguntou vendo que Suga não falava nada, só olhava meio tonto na minha direção.

– Era a Marcela... – ele disse com uma voz fraca. – Eu contei pra ela que nós íamos fazer uma turnê e... Ela contou pra Ana!
Meus olhos se arregalaram.

– Não... – falei discando mais uma vez o número dela. – Ela não vai me perdoar! – eu disse nervoso.

– Calma Jk! – Jin disse passando a mão pela minhas costas, tentando me conforta.

– Ela não vai atender, Jungkook! – Suga disse num tom triste. – A Mah disse que ela tá muito chateada.

– É por isso que eu preciso falar com ela! – falei mais uma vez tentando ligar pra ela. Caiu na caixa postal. – Ana, por favor me atende... A gente precisa conversar! – deixei o recado.

– E agora? A gente vai viajar amanhã... – Hope falou num tom triste.

– Agora é você ficar tentando falar com ela... Até ela atender! – Namjoon disse conformado.

– Ela nunca vai me atender... Eu preciso falar com ela pessoalmente! – falei andando de um lado pro outro procurando pelo Sejin.

– Jungkook, o Sejin não vai deixar você ir pra Seul agora. Além de ser tarde é uma hora de viajem daqui, e a gente vai entrar em turnê amanhã de manhã! – Jimin disse me seguindo.

– Eu preciso tentar! – falei procurando por ele. E o achei! Explique toda história o mais rápido possível com a ajuda de Jimin e Sejin apenas ouvia atentamente sem piscar. Mas no final...

– Sinto muito, Jungkook... Mas é impossível você sair agora, principalmente para ir pra Seul. – ele disse lamentando. – Tente falar com ele pelo celular! – ele disse dando tapinhas nas minhas costas e saindo.

– É, já era Jungkook... – Jimin disse triste e conformado.

– Eu vou perder ela não vou? – perguntei encarando o chão. Sentindo as lágrimas chegarem. Jimin colocou a mão no meu ombro como se estivesse me consolando.
Enquanto eu deixava tudo sair.

(...)

Eu já estava confirmado que Ana poderia ter terminado mentalmente comigo. Estava pensando nisso enquanto aguardava na sala de espera. Por mais que eu esteja prestes a dar uma entrevista ao vivo agora, eu não conseguia melhorar a minha cara.

– Aigoo... Sua cara está me deixando pra baixo! – Suga Hyung disse se sentando do meu lado.

– Eu preciso mesmo participar disso?

– Precisa! Você também é o Bangtan, esqueceu? – Suga disse sorrindo.

– Eu não tenho mais vontade de fazer nada... Só quero dormir pra sempre e acorda com ela ao meu lado! – falei voltando a me lamentar. Ouvi Suga rir do meu lado. "Ele tava se divertindo com a minha tristeza?"

– Ahr... Como você é dramático! – uma voz familiar me interrompeu dos meus devaneios e quando eu olhei pra dona dela, me levantei assustado.
Eu não conseguia falar nada, só a olhava assustado como se ela fosse a miragem mais linda que eu tinha vista na minha vida.

– Eu vou... Deixar vocês dois à sós! – Suga disse rindo enquanto saia de fininho Dalí. Estávamos só eu e ela alí, naquela sala de espera onde segundos atras eu estava me lamentando por te-la perdido.

– Como você pode mentir pra mim desse jeito? – Ana perguntou com raiva.




~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...