História Garotas Perigosas - Capítulo 42


Escrita por: ~ e ~chickensgirl

Postado
Categorias Ashley Benson, Camila Cabello, Fifth Harmony, Selena Gomez, Vanessa Hudgens
Personagens Ally Brooke, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Camren G!p, Lauren G!p
Visualizações 1.862
Palavras 5.626
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Chegamos ao último capítulo da segunda temporada e eu espero que gostem.
Boa leitura ♡

Capítulo 42 - Eles são lindos - The End


Fanfic / Fanfiction Garotas Perigosas - Capítulo 42 - Eles são lindos - The End



MESES DEPOIS
   P.O.V.  LAUREN
 
Se passou longos meses desde que ajudamos o FBI a prender Shawn e toda a sua gangue.Agora estamos aproveitando a nossa liberdade, e eu cheguei a conclusão de que eu não preciso ser mal, eu não preciso de dinheiro para ser feliz. Eu sou feliz assim, eu sou feliz com o que eu tenho hoje.
 
Simon nos chamou inúmeras vezes para trabalharmos no FBI junto com eles,alegando que fizemos um ótimo trabalho e é claro que eu não aceitei.Chega a ser irônico isso,ele passou anos e anos atrás de mim querendo me prender,e agora quer trabalhar comigo?
 
Deixa eu falar para vocês o que aconteceu, bom...Selena e Nick nesse tempo começaram a namorar, agora os dois moram na casa que era de Camila,Demi foi embora para Londres começar uma nova vida junto com Liz.
 
 Dove, Mat e Zayn ficaram na minha casa já que decidimos nos mudar para uma maior, e eles estão tomando conta de minha boate junto com Shay.
 
Falando em boate, vamos expandir o negócio, vamos abrir mais algumas por ai a fora...
 
Bom...depois de descobrir que Camila estava grávida, Sinu choramingou tanto em nosso ouvido, e decidiu se mudar pra Miami, para ficar mais próxima de Camila e dos netos.
 
Meus carrapatos Vero,Dinah, Justin e Ariana se mudaram também, moramos tudo na mesma rua,apenas algumas casas longe um dos outros.
 
O que é muito bom,não só para nos como para nossa Alycia e Malu que são um grude uma com a outra.
 
Ash e Shay estão nos últimos preparativos para o casamento.
 
A barriga de Ari está enorme, mas não se compara com a barriga de Camila.
 
Camila está esperando um casal e Ariana vai ter uma menininha.O Justin está todo bobão,eu não posso nem falar nada,estou igual à ele.Elas estão no sexto mês de gestação. 
 
Agora nesse exato momento,estão as duas junto com Ally e Normani, paradas na porta de minha casa, esperando com que eu, Vero, Dinah e Justin terminássemos de pegar as coisas dentro do porta malas de nossos carros.Hoje iriamos começar a montar o quarto dos nossos pequenos. 
 
Ontem montamos o quarto da princesinha de Justin, era tudo rosinha,uma coisa linda.
 
Retirei as duas caixas que tinha em meu porta malas,e coloquei no chão, fechando o mesmo.
 
- Essa merda está pesada – Vero reclamou com uma caixa em mãos.
 
Olhei para ela e dei risada...
 
- Larga de ser fracote Verônica – Provoquei.
 
- Cala boca – Resmungou e eu dei risada.
 
Dei dois passos para trás quando vi três carros padrão do FBI virando a esquina feito um foguete, os barulhos de pneus arrastando no asfalto, fez com que eu corresse até  Camila por puro instinto de proteção.
 
Os carros fizeram cavalo de pau e pararam no meio da rua em frente a nossa casa.
 
- Lauren Jauregui? – Um homem desceu do carro e eu me soltei de Camila, indo até a frente, parando ao lado de minha irmã
 
- Sou eu – Respondi encarando o homem em minha frente.

- Justin – Escutei o grito de Ariana, e desviei o olhar para o lado, e vi que um homem estava algemando Justin, e o outro jogava Dinah contra o carro também algemando ela.
 
- Opa, perai oque está acontecendo? – Perguntei já deixando o desespero tomar conta do meu corpo.
 
O homem em minha frente sorriu e puxou o distintivo de seu bolso e me mostrou.
 
- FBI, as senhoras estão presas – Assim que ele terminou de falar, um homem chegou por atrás de Vero, algemando ela e o outro veio pegando as minhas mãos colocando atrás de meu corpo.
 
- O que? – Praticamente gritei 
 
- Lauren, o que está acontecendo? – Camila perguntou e eu pude perceber que ela estava chorando, olhei por cima dos ombros e as quatros estavam paradas nos olhando com os olhos banhados em lágrimas.
 
O homem me empurrou em direção ao carro.
 
- NÃO, POR FAVOR, ELA NÃO FEZ NADA, DINAH – Ally saiu correndo tentando impedi que colocassem Dinah dentro do carro.
 
- Lauren? – Percebi que Camila queria correr também.
 
- Vai ficar tudo bem amor, vai atrás da Alycia, não deixa ela ver isso. – Falei alto enquanto entrava dentro do carro da policia, e Camila saiu praticamente correndo pra dentro de casa.
 
Vero estava no mesmo carro que eu, olhei para ela e ela olhava para fora do carro, com um olhar perdido.Eu queria acreditar que tudo ficaria bem, mas eu nem mesmo sei o que está acontecendo.

[...]

Assim que chegamos na sede do FBI,eu praticamente fui arrancada de dentro do carro.Eu estava calada,eu não havia feito absolutamente nada e segundo Simon nossa ficha estava limpa.
 
Fomos levados até a sala de Simon e assim que a porta abriu vi Trina apoiada na mesa e Simon com os olhos fixos no computador.
 
- Só pode ser brincadeira – Falei assim que eu entrei na sala.
 
Trina que estava distraída olhando o que Simon fazia no computador,deu um pulinho de susto. Já Simon levantou a cabeça e quando nos olhou abriu um largo sorriso.
 
- Vejam só, se não são meus agentes. – Disse animado o que me fez revirar os olhos.
 
- Não vem com essa de meus agentes não Simon, que palhaçada foi essa? – Perguntei irritada.
 
Ele afastou a cadeira da mesa e se levantou,o sorriso ainda se fazia presente em seu rosto.
 
- Eu queria falar com vocês - Simon disse e eu olhei para Trina que começou a rir.
 
- Desculpa - Ela disse rindo e eu e Justin bufamos. - Eu falei que eles não iriam gostar dessa brincadeira, Simon.
 
- Brincadeira de mal gosto porra, Minha mulher e a mulher do Justin estão grávidas,vocês são sem noção e se elas passarem mal ? - Perguntei irritada. 
 
- Calma Lauren - Ele disse ainda rindo.
 
Olhei para Trina que também dava risada e arqueei as sombrancelhas e ela ficou séria na mesmo hora.

- Desculpa - Disse ajeitando a postura.
 
- Pra que tudo isso ? - Justin perguntou e Simon fez sinal para os policiais nos soltarem.
 
- Eu quero vocês comigo, quero vocês na minha equipe - Simon disse e eu passei as mãos em meus pulsos assim que retiraram minhas algemas.
 
- Sem chance - Digo me sentando na cadeira de frente para a mesa de Simon. - Eu quero um café - Digo olhando para o policial que havia me algemado.
 
O Policial não se moveu....
 
Olhei para ele e arquei a minha sobrancelha e em seguida olhei para Simon com as sobrancelhas ainda arqueadas.
 
- Não ouviu? – Simon perguntou para o policial que sorriu sem graça.
 
- Desculpe senhor – Ele disse se retirando da sala.
 
- Vocês também podem sair, obrigado por trazê-las  – Simon disse para os outros postes que estavam parados lá na sala.
 
Eles rapidamente se retiraram da sala...
 
- Sente-se – Simon disse e minha irmã já se jogou no grande sofá que tinha ali junto com Dinah.
 
- Eu prefiro ficar aqui – Justin disse com os braços cruzados.
 
- Tudo bem – Simon disse com um sorriso de lado e em seguida se sentou em sua cadeira em minha frente – Me desculpem pela a brincadeira, eu havia me esquecido da senhorita Cabello, e a senhorita Grande – Se desculpou .
 
- Eu avisei – Trina disse em meio a uma tosse forçada.
 
- Você não me lembrou delas  – Simon rebateu emburrado e Trina revirou os olhos. 
 
Escutei uma risada e olhei por cima de meus ombros, encontrando minha irmã com a mão sobre  a boca, e Dinah mordendo o lábio inferior, era perceptível que ambas estavam tentando ao máximo prender a risada.
 
- Você viu a cara da Normani? – Vero falou e em seguida explodiu em uma gargalhada escandalosa junto com a Dinah.
 
Olhei para Simon e ele tinha um sorrisinho divertido nos lábios assim como Trina, que já estava entrando em sua crise de riso novamente.Olhei para Justin, e ele ainda estava com os seus braços cruzados e as sobrancelhas arqueadas.
 
Ouvimos batidas na porta e Simon logo liberou a entrada.
 
- Com Licença senhor Cowell - Bella disse entrando na sala e franziu o cenho assim que nos viu.
 
- O que deseja senhorita Thorne? - Simon perguntou e ela ainda me  encarava.
 
Ela despertou e olhou em volta...
 
- Ah... É ... 
 
- Travou querida ? - Vero perguntou e deu risada.
 
- Trouxe o que o senhor pediu – Bella disse ignorando a minha irmã, foi ai que percebi que ela segurava um envelope amarelo em mãos.
 
- Ah sim – Simon disse sorrindo e esticou a mão, e Bella logo lhe entregou o envelope – Obrigada – Agradeceu assim que pegou o envelope e deixou sobre a mesa.

- Precisa de mais alguma coisa? – Bella perguntou e eu arquei a sobrancelha.
 
- Ela é a sua secretaria? – Perguntei para Simon com uma voz provocativa e eu escutei a risadinha de Trina.

- Não senhorita Thorne, pode ir – Simon disse em meio a uma risadinha e ela rapidamente se apressou para sair da sala e quando ela estava chegando na porta Simon a impediu – Ou melhor, fique aqui – Ela olhou por cima dos ombros e assentiu parando ali ao lado da porta.
 
- E o meu café? – Perguntei olhando para Simon.
 
- Cadê aquelas rosquinhas maravilhosas que eu comi aqui outro dia? Estou precisando delas – Dinah disse e eu olhei para ela piscando um de meus olhos em sua direção.
 
- Eu posso ligar para Ariana? – Justin falou do nada e eu soltei um pulo da cadeira ao me lembrar de Camila.
 
- Meu deus a Camila – Digo enfiando a mão em meu bolso procurando o meu celular.
 
Puxei o celular do meu bolso e já fui desbloquando o mesmo e discando o número de Camila.
 
Nem dois toques e ela já atendeu....
 
   LIGAÇÃO ON
 
- Amor ? - Ela disse com a voz chorosa.
 
- Oi meu amor.
 
- O que houve ? - Ela perguntou soluçando.
 
- Não chora meu amor, foi tudo um mal entendido - Digo e olho para Simon que me olhava atentamente. - Quando eu chegar em casa eu te conto.
 
- Então ... - Ela fungou - Você não vai ficar presa ? 
 
- Não meu amor, daqui a pouco estou chegando em casa, nossos anjinhos estão bem ? - Perguntei e vi Simon sorrir. 
 
- Estão sim, agitados... Mas estão bem - Ela disse e eu sorri.
 
- E nossa princesa,viu alguma coisa ? 

- Não, ela estava fazendo trança no cabelo da Malu,estava distraída... Elas não viram nada. - Camila disse e eu suspirei aliviada.
 
- Então tá bom meu amor,daqui a pouco eu tô chegando. 
 
- Vem logo, eu te amo - Ela disse e eu senti meu coração acelerar.
 
- Também te amo,beijo.
 
  LIGAÇÃO OF
 
- Família é tudo - Simon disse e eu concordei com a cabeça.

- Com Licença - O policial que havia saido para pegar meu café entrou na sala com uma bandeja e eu senti vontade de rir.
 
Assim que eu peguei meu café,ele saiu da sala e esperamos Justin terminar de falar com Ariana.
 
 Olhei dentro do copo por alguns segundos e tomei um gole, colocando a xícara em cima da mesa em minha frente  e Simon começou a falar.
 
- A alguns meses, chegou um caso em minhas mãos – Simon disse e eu assenti em um pedido mudo para que ele continuasse – É uma espécie de gangue, assaltantes,eles são conhecidos como Os Mafiosos, eu não sei se vocês já ouviram falar disso – Neguei com a cabeça.
 
- Nunca ouvi – Digo em uma careta e ele assente em um suspiro.
 
- Eles se denominam como os mafiosos, não sabemos nada sobre eles, tudo o que temos são essas fotos – Simon empurrou um envelope amarelo que estava na mesa em minha direção.
 
Puxei o envelope,e quando eu abri, senti que Justin se aproximou de mim.
 
Puxei as fotos de dentro do envelope e franzi o cenho, e comecei a passar fotos por fotos.
 
Todas elas eram pichadas em preto e branco, com o mesmo desenho.
 
Três homens de ternos com a mão no bolso, e encima dele escrito “ OS MAFIOSOS” em uma letra grande e visivel com um chapelzinho cobrindo a letra "O"e uma bengala substituindo a letra "i" .Era um desenho bonito até.
 
Quando passei a última foto, levantei o rosto encarando o Simon, com as sobrancelhas arqueadas em confusão.
 
- São todas as mesmas coisas – Digo confusa.
 
- Ai é que está Lauren, eles vem assaltando bancos, joalherias, carros fortes e tudo que temos são essas malditas pichação que eles deixam como uma marca, é como se eles estivessem jogando com a nossa cara, e estamos perdendo feio.
 
Comecei a olhar as fotos novamente ...
 
- Vocês só tem isso? – Escutei a voz de Justin.
 
- Deixa eu ver – Escutei a voz de minha irmã, e em seguida ela e Dinah estavam em minha volta, olhando as fotos juntos comigo.
 
- Só temos isso, não temos mais nada sobre eles – Simon disse.
 
- Eles são bem espertos – Dinah comentou.
 
Entreguei as fotos na mão de minha irmã, que continuou olhando junto com Dinah e olhei para Simon.
 
- Tá, mas o que temos a ver com isso? – Perguntei, entrelaçando os meus dedos por cima da mesa. 
 
Simon me olhou e suspirou, passando a mão em seus cabelos grisalhos.
 
- Quando esse caso chegou em minhas mãos – Começou a falar e minha irmã colocou o envelope encima da mesa – Eu fiquei dias, semanas e até meses pensando em qual dos meus agentes colocaria na frente desse caso, e quando eu começava a juntar uma equipe, eu sempre vi que faltava algo, até que eu falei com Trina – Olhou para a morena ao seu lado rapidamente e em seguida olhou para mim – E foi ai que e percebi que não tinha equipe melhor para esse caso, a não ser essa que está aqui em minha sala – Ele completou com um sorriso e se encostou na cadeira.
 
Soltei um suspiro e me encostei na cadeira também, fazendo questão de pegar a minha xícara de café e tomar o último gole que restava ali.
 
- Você está dizendo que precisa da gente mais uma vez? – Perguntei colocando a xicara em cima da mesa.
 
- Qual é Lauren, quem melhor do que vocês para resolverem isso? Vocês são tão esperto quanto eles, habilidosos e...
 
- Somos os melhores, já entendemos – Minha irmã falou cortando a fala de Simon, soltei uma risadinha fraca.
 
Puxei o envelope de cima da mesa novamente, e comecei a olhar as fotos.
 
Quem eu estava querendo enganar? Eu não conseguiria ficar longe dessas coisas... E além do mais, eu sou muito mais esperta que eles, e eu vou pega-los, questão de honra para mim.
 
Coloquei as fotos sobre a mesa novamente e olhei para Trina que me encarava com um sorrisinho de lado no rosto, em seguida olhei para Justin que deu de ombros, olhei para Dinah que tinha um sorrisinho nos lábios, olhei para minha irmã que piscou um de seus olhos para mim, olhei para Be... opa pera.
 
- A Bella? Nem fodendo – Falei ao olhar para Simon.
 
- Lauren,você não acha que essa fase... – Interrompi

- Sem chances com a Bella junto – Digo convicta.
 
- Qual é Lauren, vocês trabalharam juntas por anos, e... – Interrompi mais uma vez.
 
- Eu não preciso da Bella – Disse pausadamente – Eu não confio nela, e eu não trabalho com gente na qual eu não confio – Digo de maneira mais calma que consegui, fazendo com que ele entendesse.

Olhei para Bella novamente e ela abaixou a cabeça.Voltei a olhar Simon...
 
- Isso quer dizer, que vocês aceitam? – Simon perguntou com um sorriso no rosto me ignorando completamente.
 
Suspirei e olhei para Dinah, Justin e Vero mais uma vez e em seguida olhei para Simon.
 
A Camila vai me matar! 
 
- Ok, Simon, você venceu, estamos dentro. – Digo rendida e ele da um gritinho em comemoração enquanto erguia os braços para cima.

Depois de conversar mais algumas coisas com Simon, ele nos entregou os distentivos do FBI, ja tinha as nossas fotos e nossos nomes. O miserável já tinha mandado providenciar, porque segundo ele, ele tinha certeza que aceitariamos.
 
Agora somos oficialmente, agentes do FBI.
 
Ele nos entregou também chaves de dois carros. E pediu para que voltassemos mais tarde,ele queria nos apresentar formalmente para todos os outros agentes.
 
Peguei uma das chaves e o Justin ficou com a outra...
 
Entrei no carro com a minha irmã e fomos para casa.
 
[...]

Parei o carro em frente a casa de minha irmã, que ficava de frente para minha.

- Eu vou te chamar lá depois - Avisou e eu assenti - Se a Mani estiver lá, avisa ela que estou aqui - Pediu e eu ri assentindo.
 
- Sai logo..
 
- Cala boca - Desceu do carro
 
Ela mal fechou a porta e eu já estava acelerando em direção a minha casa, estacionando ali ao lado de meu carro.
 
Desci e tranquei o carro,fui cantarolando até a entrada de casa.Abri a porta e encontrei Camila sentada no sofa, como se estivesse me esperando.
 
Assim que ela me viu, ela levantou um pouco desajeitada, com uma certa pressa.
 
- Amor - Falou vindo até mim e eu só tive tempo de fechar a porta e em seguida o seu corpo se chocou contra o meu.
 
- Eu estou aqui - Sussurrei enquanto retribuia o abraço apertado que ela me dava.
 
- Eu fiquei com medo.... eu... eu achei que.... -  A sua voz embargarda apertou meu coração, e eu senti vontade de matar o Simon por isso...
 
- Está tudo bem meu amor - Sussurro acariciando os seus cabelos - Não foi nada, eu estou aqui.... Olha pra mim - Me afastei um pouco e segurei o seu rosto com as duas mãos fazendo com que ela me olhasse - Eu estou aqui - Digo baixo e deslizo o meu dedo por debaixo de seus olhos secando as suas lágrimas - Cadê a Alycia? - Mudei de assunto.
 
- Ela... ela está na Ariana com a Malu - Disse com a voz ainda embargada e eu assenti sorrindo.

- Vem cá - A abracei novamente.
 
Ficamos ali abraçada por longos minutos, só soltei quando percebi que Camila estava calma.
 
- O que aconteceu ? - Ela perguntou quando nos afastamos.
 
- Eu vou te explicar... - Olhei para os lados - Cadê as caixas? - Perguntei.
 
- A Ally e Mani colocaram no quarto - Falou e eu assenti.
 
- Você comeu alguma coisa? - Perguntei preocupada e ela negou com a cabeça - Camila... - repreendi.
 
- Vamos fazer assim... porque você não vai tomar um banho enquanto eu preparo algo pra gente comer - Sugeriu e eu olhei para ela por alguns segundos .
 
- Tudo bem - Digo em um suspiro - Eu estou precisando de um banho mesmo - Ela sorriu e selou nossos lábios rapidamente.
 
- Eu te amo - Disse assim que se afastou e foi impossivel não sorrir.
 
- Eu te amo mais - Respondi 
 
Retirei as coisas que eu tinha no bolso e coloquei em cima da mesinha de Alycia que ficava alí perto da porta.
 
- Eu vou tomar meu banho - Selei os nossos lábios mais uma vez e segui em direção as escadas.
 
Eu subi a escada tranquilamente e quando estava chegando no topo eu travei...
 
- O que é isso? - Olhei por cima dos ombros e lancei um sorrisinho amarelo quando vi que Camila me olhava, segurando o meu distintivo em mãos.
 
- Então... - Digo coçando a nuca.
 
- Distintivo do FBI ? - Ela pergunta me encarando.
 
Desci as escadas novamente e fui até ela e a abracei por trás, acariciando sua barriga em seguida.
 
- Tenho que te contar uma coisa - Digo e beijo o ombro dela. - Mas é melhor você sentar. - Digo e ela me olha com o cenho franzido.
 
Me afastei dela e segurei sua mão à levando até o sofá, onde ela se sentou e eu me abaixei na sua frente.
 
- Então amor, eu ...
 
- Fala logo, Lauren - Ela pediu e eu respirei fundo.
 
- Eu meio que ...
 
- Meio o que ? 
 
- Meio que to trabalhando com o FBI - Digo e ela arqueia as sombrancelhas.
 
- Outro caso ? 
 
- Então, eu meio que trabalho com eles agora e depois desse caso virá outros.
 
- Não acredito nisso Lauren, Você quase morreu e ...
 
- Amor,foi de raspão aquele tiro. - Digo tentando acalmá-la.
 
- Lauren... Você não tem medo de morrer ? - Ela perguntou e acertou um tapa em mim. - Você pensou nos seus filhos antes de aceitar isso ? Pensou em mim ? Em como eu vou ficar todos os dias quando você sair pra esse maldito trabalho... Você não precisa disso amor, você tem a boate, vocês vão abrir outras lembra ? Você não precisa desse trabalho. - Ela diz com seus olhos cheios de lágrimas e eu abaixei a cabeça.

- Amor,não é por causa de dinheiro... Até porque com a boate já conseguimos viver muito bem,eu gosto disso dessa adrenalina sabe ? - Perguntei e a olhei,encontrando ela com o olhar fixo em algum ponto da sala.
 
- Adrenalina ? Claro... - Ela diz secando o rosto e se ajeitando pra se levantar do sofá com certa dificuldade por conta da barriga e eu logo a ajudei.
 
Assim que ela se levantou parou ao lado da mesinha que tinha ao lado do sofá, onde ficava o telefone,alguns enfeites e porta retratos.
 
Me sentei na mesinha de centro e fiquei olhando pra ela,até que ...
 
Vi ela pegando os enfeites de cima da mesinha e ela virou e começou a tacar em mim...
 
- ADRENALINA LAUREN ? É DISSO QUE VOCÊ GOSTA ? - Ela gritava e jogava os enfeites em mim. 
 
- Amor... - Digo tentando me esquivar.
 
Ela pegou um jarro de vidro que estava com as flores que eu havia dado para ela no dia anterior e eu corri até ela,impedindo que ela jogasse o jarro em mim.
 
- Amor, para - Pedi tentando pegar o jarro de sua mão.
 
- PARAR? PARAR PORQUE? EU ESTOU TE DANDO ADRENALINA, VOCÊ NÃO GOSTA ? - Gritou tacando o jarro no chão, me fazendo da dois passos para trás assustada.
 
- Camz... - Comecei, mas logo fui interrompida.
 
- CALA A BOCA LAUREN, VAI TOMAR A PORCARIA DO SEU BANHO E ME DEIXA EM PAZ - Passou a mão pelo o rosto.
 
- Amor, você não pode... - Me interrompeu mais uma vez.
 
- VAI LOGO LAUREN, SOME DA MINHA FRENTE - Ela se encostou nas costas do sofá e suspirou uma duas, tres vezes...
 
Eu estava preocupada, eu queria me aproximar mas ao mesmo tempo eu sabia que se ficasse ali eu irritaria ainda mais ela, então fui em direção as escadas.
 
- Lauren ? - Ela me chamou e eu virei à olhando.
 
- Oi amor.

- Eu vou buscar a Alycia e você limpa isso. - Ela diz apontando para os vidros no chão e eu assenti.
 
Ela saiu da sala indo em direção a cozinha e eu voltei a subir as escadas. Entrei no quarto e fui direto para o banheiro e tomei un banho rápido.
 
Sai já vestida com uma cueca limpa que tinha ali no banheiro e fui até o closet.
 
Vesti uma calça jeans preta,um top,uma blusa social também preta e os meus coturnos, já que eu voltaria pra sede, então fiquei arrumada.
 
Desci as escadas e não encontrei as minhas princesas em casa.Fui até a dispensa e peguei as coisas para poder limpar a sala.
 
 E parece que Camila estava esperando porque assim que eu terminei de limpar ela chegou com Alycia.
 
Eu e Alycia ficamos no quarto dos pequenos começando a arrumar as coisinhas simples ali, enquanto Camila foi fazer algo para comermos.
 
O dia foi tranquilo, Camila estava mais calma, ou pelo menos fingiu bem na frente da nossa filha. 
 
Eu fui pra Sede, e fomos devidamente apresentadas,  todos nos aceitaram lá muito bem.
Quando eu voltei pra casa ja era tarde,Camila e Alycia já estavam dormindo.
 
Depois que eu passei no quarto de Alycia e deixei um beijinho em sua testa, fui para o meu quarto.
 
Eu tomei um banho,coloquei uma cueca,uma camiseta e com todo cuidado do mundo me deitei ao lado de Camila, que se aconchegou perto de mim, porém nao acordou.
 
Senti o perfume de seus cabelos e sorri, levando minha mão cuidadosamente para a barriga dela.


MESES DEPOIS
   
 
O barulho irritante do meu celular soou mais uma vez por todo o quarto, me fazendo puxar o meu travesseiro e cobri o meu rosto enquanto eu soltava um resmungo.
 
Mas quem caralho está me ligando uma hora dessas?
 
- Lauren, eu juro por Deus que se você não pegar a porcaria desse celular agora, eu vou pegar ele e enfiar em um lugar que você nunca mais vai conseguir atender – A voz de Camila soou rouca e extremamente irritada ao meu lado, me fazendo saltar da cama mais do que de pressa e pegar o celular no criado mudo ao meu lado.
 
Vi que era a minha irmã ligando, e quando eu fui deslizar o dedo sobre a tela para atender a ligação encerrou.
 
Desbloquei a tela e vi que tinha mais ligações perdidas,três de Justin, três de Dinah e as outras quatro de minha irmã.Bufei já imaginando ser alguma coisa do FBI, e quando fui ligar para minha irmã de volta, a foto de Ally apareceu na tela me atrapalhando.
 
- Laureeeeeeen – Camila ralhou irritada e eu rapidamente atendi a ligação.

 LIGAÇÃO ON
- Oi...
 
- Ai,finalmente – A voz da baixinha soou do outro lado.
 
- Ela atendeu? – Escutei a voz de minha irmã e franzi o cenho.
 
- Lauren a Ariana, ela entrou em trabalho de parto... - Pulei da cama e acendi a luz. - Estamos aqui no hospital e ...
 
- Qual ? - Perguntei e a baixinha falou . - Daqui a pouco eu chego ai. - Digo encerrando a ligação.
 
LIGAÇÃO OF
 
- O que aconteceu ? - Camila perguntou se sentando na cama com dificuldade.
 
A barriga dela estava enorme...
 
- A Ariana foi pro hospital - Digo entrando no closet e pegando uma calça qualquer. - Ally disse que ela entrou em trabalho de parto, eu estou indo pra lá... - Digo saindo do Closet e vejo Camila levantando da cama.
 
- Eu vou com você - Ela disse e eu neguei com a cabeça.
 
- Amor é melhor não e outra...quem vai ficar com a Lyci?
 
- Minha mãe fica - Ela disse seguindo para o closet. - Me ajuda aqui,Lauren.
 
- Amor, agora são.... – Fui até aonde havia deixado meu celular, enquanto abotoava a calça, peguei o celular e constatei as horas – Quarto e quinze da manhã amor, você não vai acordar sua mãe uma hora dessa – Digo deixando o celular sobre o criado mudo e indo pro closet.
 
- Lauren, eu vou com você – Ralhou com os dentes cerrados em um tom irritado me fazendo arregalar os olhos e assentir, já não tinha muita escolha mesmo.
 
- Ok, vamos – Digo puxando um de seus vestidos ali do closet.
 
Ajudei ela a se vestir e logo em seguida coloquei minha camisa.
 
Depois de deixar Alycia com minha sogra seguimos para o hospital e assim que chegamos na sala de espera encontramos Justin com os olhos vermelhos e com um enorme sorriso no rosto.
 
- Lauren - Ele disse vindo em minha direção. - Ela é tão linda - Disse me abraçando.
 
- Parabéns papai - Digo sorrindo.
 
Saímos do abraço e ele secou seu rosto com a palma da mão.

- Ela é tão linda - Repetiu Todo bobo e eu sorri ainda mais. 
 
- Como a Ari está? – Camila perguntou  e eu rapidamente olhei para ela.
 
- Amor, senta aqui – Segurei a mão dela e fui levando ela até uma cadeira macia, colocando ela sentada ao lado de Normani.
 
- Ela está bem, eles já vão levá-la para o quarto – Justin respondeu minha noiva que assentiu.
 
- Ela tem cara de joelho? – Minha irmã perguntou do nada e só então percebi a presença dela na sala e eu acertei um tapa em sua cabeça.
 
- Ela é tão linda – Justin disse abobado e eu ri baixo, por ser a terceira vez que ele repete isso desde que cheguei.
 
- Eu vou lá ver ela – Dinah disse e Ally já pulou da cadeira que estava indo atrás da namorada.
 
- Espera ai poste – Vero praticamente gritou e saiu correndo atrás dela.
 
- Gente... Acho que - Justin disse e as meninas sumiram pelo corredor. - Ainda não pode - Terminou de falar e eu dei risada.
 
Camila se levantou da cadeira e eu já estava me preparando para ir atrás delas, mas travei assim que olhei para Camila e vi ela com a mão sobre a barriga e uma careta de dor no seu rosto.
 
- Amor... – Digo preocupada.
 
- Eu estou bem Lauren, eu estou bem – Disse impaciente e eu ergui as mãos em sinal de rendição.
 
- Eu vou... eu vou... – O gemido agoniado de Camila cortou a minha fala – Amor... – Arregalo os olhos quando vejo um liquido escorrendo pela suas pernas – Amor, você... amor...
 
- Lauren ... - Ela diz com uma cara de dor e eu segurei ela e Justin saiu correndo em busca de ajuda.
 
Dessa vez eu tive a oportunidade de estar presente em um dos momentos mais importantes da minha vida,O nascimento dos meus filhos.
 
Eu fiquei ao lado de Camila, pude segurar sua mão, pude ouvir o chorinho dos meus anjinhos após o nascimento e fui as lágrimas quando trouxeram meus pequenos para que eu e Camila tivéssemos o primeiro contato com eles.
 
Eu não poderia estar mais feliz...
 
[...]

- Olha os olhos dessa menina – Vero disse com a cara praticamente grudada no vidro – Olha Lauren, ela está me olhando – Minha irmã estava toda emocionada olhando para minha filha dentro do berçário.
 
- Cadê o ratinho número dois? – Dinah perguntou.
 
- Está com a enfermeira ainda – Vero disse.
 
Eu estava tão emocionada olhando a minha filha que nem me importei com o fato de Dinah ter chamado o meu filho de ratinho, mas parece que outra pessoa se importou já que eu escutei o barulho de um tapa estralado atrás de mim.
 
- Ai Ally – Dinah resmungou.
 
- Para de ficar chamando eles de ratinhos – A baixinha ralhou irritada e eu ri baixo só de imaginar a cara que minha amiga fez.
 
Me aproximei do vidro que nos separava das crianças quando eu vi que a enfermeira vinha andando entre os berços, com o meu filho em seu colo.
 
Bati a pontinha de meus dedos no vidro chamando a atenção da enfermeira que logo se aproximou do vidro e tirou o paninho que cobria o rosto do meu filho.
 
- Oi pequeno, é a titia – Vero disse toda boba enquanto dava tchauzinho.
 
Senti a minha garganta queimar quando percebi que os olhos do meu filho encaravam Vero com atenção e um pequeno sorriso se formou em seu rosto, nos deixando ainda mais boba.
 
- Lauren, ele sorriu – Vero me olhou extasiada e eu senti vontade de rir – Nãooooo – Resmungou quando a enfermeira se afastou e colocou o mesmo deitado ao lado de minha princesinha, a filha de Justin já havia ido para o quarto de Ariana.
 
[...]

Dei duas batidinhas na porta e abri à mesma.Camila estava deitada na cama e o cansaço era visível em seu rosto.
 
Ela sorriu fraco e eu fechei a porta me aproximando dela.
 
- O Ian sorriu pra Vero amor, dá pra acreditar ? - Pergunto e  Camila sorri.
 
- Eles são lindos - Ela disse e eu vejo seus olhos brilhando. - E a Jade com aqueles olhos arregalados ? nem parece que acabou de nascer.
 
- Ela é curiosa - Digo e Camila solta uma risadinha baixa. - Tá cansada ?
 
- Muito, pronta pra noites em claro ? - Ela perguntou e eu assenti.
 
- Super pronta.
 
Toquei o rosto dela com delicadeza e ela fechou os olhos aproveitando o carinho.
 
- Obrigado amor - Digo e ela abre os olhos. - Obrigado por tudo...por ter entrado na minha vida, por me dar filhos lindos, por ser a mulher incrível que você é. - Aproximei meu rosto do dela e colei nossos lábios em um selinho demorado. - Obrigado por mostrar a verdadeira felicidade. - Olhei pra ela e minha noiva tinha os olhos marejados. - Obrigado por me amar.
 
Ela passou seu dedo polegar por minha bochecha e secou minhas lágrimas.
 
- Eu te amo tanto - Digo e colo nossas testas.
 
- Eu te amo,Eu te amo muito - Ela disse e eu sorri colando nossos lábios em seguida.

Eu não tinha uma razão pra viver,agora eu tenho...

Eu estive infeliz por muitos anos achando que aquilo que eu vivia era a verdadeira felicidade e eu estava enganada,muito enganada.
 
Felicidade é você dormir e acordar ao lado de quem você ama, felicidade é poder ver seus filhos crescendo e poder dar um lar para eles.
 
E o melhor de tudo é que agora eu entro na minha casa e vejo minha filha brincando,agora eu posso participar do crescimento dos meus bebês,posso vê-los aprendendo a andar,posso ir nas apresentações da escola de Alycia e tenho o amor da minha vida junto comigo.
 
Diferente de anos atrás,eu agora estou em paz.Eu encontrei a verdadeira felicidade,pois eu tenho minha família comigo e eu tenho muito orgulho da pessoa que eu me tornei.
 


Notas Finais


Acabooou, obrigada por terem acompanhado e até breve,voltaremos com a terceira temporada. ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...