História Garotas Perigosas - Capítulo 43


Escrita por: ~ e ~chickensgirl

Postado
Categorias Ashley Benson, Camila Cabello, Fifth Harmony, Selena Gomez, Vanessa Hudgens
Personagens Ally Brooke, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Camren G!p, Lauren G!p
Visualizações 2.095
Palavras 3.840
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Terceira temporada chegou...espero que gostem.
Boa leitura ♡

Capítulo 43 - Terceira temporada


Fanfic / Fanfiction Garotas Perigosas - Capítulo 43 - Terceira temporada


ANOS DEPOIS
                 P.O.V.  LAUREN
- O motivo dessa reunião é que chegou um caso novo em minhas mãos – Simon começou a falar e eu afundei na cadeira, apoiando o meu pé na cadeira vazia que estava em minha frente e cruzei os meus braços.
 
Estávamos em um auditório, no qual sempre nos reunimos em momentos como esse.Eu estava morta de cansaço, eu só queria ir embora.
E quando eu achei que iria fazer isso, Simon me resolve marcar uma reunião com urgência de última hora, estragando todos os meus planos de chegar em casa, me jogar na cama e dormir por horas.
 
Simon apertou o botão do controle que ele tinha em mãos e a imagem de vários carros posicionados um ao lado do outro apareceu no tela,chamando a minha atenção.Ajeitei a minha postura na cadeira e foquei os meus olhos no telão que havia ali atrás de Simon.
 
Aquelas maquinas eram incríveis...
 
- Bom, a alguns anos atrás, acabamos com uma "gangue" de corridas ilegais. Acontece é que de uns anos pra cá, foram se formando algo muito maior – Apertou o botãozinho mais uma vez e apareceu a foto de um homem – Esse é Drew Chadwick, ele é o poderoso chefão, ele é o que organiza tudo e ao que tudo indica ele não meche só com corridas,mas também com tráficos de drogas, porte de armas, mas tudo isso são apenas suspeitas, e é por isso que eu chamei vocês aqui – Simon apertou o botão e o telão apagou – Eu preciso dos meus melhores agentes nesse caso, por isso eu quero a agente Jauregui e sua equipe a frente disso – Simon disse e eu assenti.
 
Burburinhos foram ouvido na sala, e Simon voltou a falar.
 
- Claro que não dá para infiltrá-las no meio deles, e isso é o motivo de vocês estarem aqui – Falou para os outros agentes que estavam na sala – A agente Jauregui vai precisar de uma equipe de apoio para ela,e por fim...a agente infiltrada, Agente juvenil senhorita Hill,eu peço para que venha até a minha sala assim que encerramos aqui – Simon disse olhando para Erin que assentiu brevemente. – Bom, aos demais que estão aqui,eu peço que estejam a disposição da Agente Jauregui, e qualquer um da equipe dela a qualquer hora que elas precisarem de algum de vocês, estamos entendidos? – Simon disse e os agentes assentiram. 
 
Soltei uma risada baixa quando eu percebi o sorrisinho animado de Dinah diante a essa ordem. 

– Bom, então encerramos por aqui. Jauregui, quero você em minha sala amanhã pela manhã – Avisou e eu assenti -  Tenham uma Boa noite – Dito isto ele saiu do auditório nos deixando ali.
 
Erin Hill,foi a primeira a se retirar da sala,logo me levantei da cadeira que estava sentada e cumprimentei alguns agentes que vieram apertar a minha mão e logo fui me retirando da sala.
 
- Esse caso vai ser bem... interessante – Vero falou caminhando no corredor ao meu lado.

- Eu queria mesmo é me infiltrar, correr... – Dinah disse aparecendo do meu outro lado.
 
- Tem as perseguições, com certeza vamos correr – Justin apareceu animado atrás e me abraçou pelo os ombros se enfiando entre mim e minha irmã.
 
- Querem calar a boca, vocês três – Vero resmungou.
 
- Está irritadinha porque? Você vai pra casa, vai transar – Dinah disse e eu revirei os olhos.
 
- Vejo vocês amanhã – Trina disse com o seu sorriso habitual de sempre passando por nós.
 
- Ei Trina – Vero disse sorrindo e eu apenas bati continência para ela soltando uma risadinha divertida em seguida.

Entramos no elevador e foi a mesma baboseira de sempre, os anos passa e os meus amigos não mudam.

[...]
 
Mal percebi e já estava estacionando o meu carro na garagem de casa.Coloquei meu distintivo que estava pendurado no pescoço pra dentro da blusa e peguei minha mochila que estava no banco de trás.
 
Minha vida não poderia está melhor...
 
Meu casamento com Camila vai muito bem e meus filhos estão lindos e saudáveis.
 
Os gêmeos não aparentam ter doze anos, meus bebês parecem ser mais velhos o que está me deixando careca já, eles chamam muita atenção.
 
Jade tem todo o jeitinho da Camila, porém tem os meus olhos, assim como Ian.
 
Jade é toda estudiosa, as notas dela são as melhores e minha bebê ganha todas as feiras de ciências da escola.
 
Ian,meu homenzinho é nosso jogador. Ele joga futebol.Desde pequeno eu e ele ficávamos jogando dentro de casa,o que rendeu muitas broncas de Camila e vidros quebrados.
 
Alycia, está com seus dezessete anos,final do mês ela completa dezoito o que me deixa nervosa, ela desenha um quadro mais lindo que o outro,eu e Camila já ficamos congelados na mesma posição por uma hora para ela fazer um quadro nosso, quadro esse que está na sala como muitos outros que ela pintou.

É uma pena que ela tenha deixado isso de lado, agora o que ela mais gosta de fazer é sair com os amigos.
 
Malu está com seus vinte anos,ela está na universidade e é fotografa assim como Camila e Ariana e continua o mesmo grude de sempre com Alycia.
 
Amber,a princesa de Justin está com doze anos também e é só ela chegar aqui em casa que Ian fica todo atrapalhado.
 
O resto do pessoal estam todos bem e muito bem casados, Vero foi a última do grupo a casar e quando casou chorou feito um bebê quando viu Normani vestida de noiva.Eu não posso falar nada, fiquei boba igual à Vero quando Camila apareceu vestida de noiva.
 
Abri a porta de casa de logo avistei Ian no sofá jogando vídeo game.
 
- Boa noite Campeão - Digo assim que entrei e ele pausou o jogo e veio até mim me abraçando.
 
- Boa noite papa - Disse sorrindo.
 
- Amor ? - Camila apareceu linda como sempre. - Você demorou. - Ela diz se aproximando de mim e beijando meus lábios com carinho.
 
- Estava em reunião - Digo colocando minhas coisas sobre o móvel perto da porta.
 
- Tudo bem, estou terminando nosso jantar. - Ela diz sorrindo.
 
- Cadê a Jade e a Alycia ? - Perguntei olhando em volta notando aquela casa vazia e silenciosa.
 
- Alycia saiu e a Jade está no porão. - Ela disse voltando para a cozinha.

- Alycia disse onde foi ou que horas voltaria? - Perguntei. 

- Não, só disse que ia sair - Camila falou da cozinha - Pensei que ela tinha falado com você.

- É...ela falou comigo sim,eu que estou cansada - Digo parando na entrada da cozinha.

Na verdade Alycia não me falou nada,mas não quero Camila preocupada. 
 
Fui até o porão e dei duas batidinhas chamando a atenção de Jade, que estava concentrada no que fazia.O porão de casa,era o laboratório de Jade,essa garota é um gênio.
 
- Boa noite papa - Ela diz tirando seus óculos.
 
- Boa noite meu amor - Digo a abraçando. - O que você está fazendo ?
 
- Um robô - Ela disse e eu arqueei as sobrancelhas. - Vou ganhar o primeiro lugar outra vez. - Ela diz sorridente voltando a colocar seus óculos.
 
Fiquei um tempinho com ela vendo sua nova invenção e depois subi e fiquei jogando com Ian.Assim que o jantar ficou pronto,Camila nos chamou.
 
O jantar foi tranquilo, Jade e Ian contaram como foi na escola,e depois do jantar eu fui tomar um banho junto com Camila.

[...]
 
Já se passava da uma da manhã, Camila e as crianças estavam dormindo e eu estava sentada na sala esperando Alycia chegar.Eu estava no escuro,estava quase dormindo quando Alycia entrou pela porta e acendeu a luz,tomando um susto comigo.
 
- Ai papa, que susto - Ela diz com a mão sobre o peito.
 
Olhei as horas no meu relógio e olhei para minha filha que agora tirava a jaqueta que vestia.
 
- São uma e quarenta da manhã, onde a senhorita estava ? - Perguntei e ela deu um sorrisinho sugestivo me fazendo arquear as sobrancelhas.
 
- Mentira - Ela diz rindo e eu neguei com a cabeça. - Estava com a Luna - Ela diz dando de ombros.
 
- E você e essa Luna estão... - Digo fazendo gestos e ela faz cara de nojo.
 
- Não,credo ...  Ela é tipo a Malu e a Deb pra mim papa.
 
- Hum... - Murmurei e ela veio até mim praticamente se jogando em cima de mim.
 
- Desculpa chegar agora - Ela diz e beija minha bochecha. - E não avisar nada.
 
- Tudo bem,agora vai jantar e já pra cama - Digo e ela levanta de cima de mim.
 
- Sim senhora - Ela diz e sai da sala indo em direção à cozinha.
 
Minha garotinha mudou tanto, mas ainda sim continua minha princesa e nada vai mudar isso.



  P.O.V.  ALYCIA
      HORAS ANTES...
 
Acabei de ganhar mais uma corrida,eu não poderia estar mais feliz.
 
- Minha garota - Drew falou se aproximando. - Parabéns pela vitória.
 
- Valeu - Digo e ele abre um sorriso.
 
- Bora comemorar  - Ele diz e eu nego com a cabeça rindo.
 
- Deixa pra mais tarde. - Digo puxando o celular do bolso, constando que já se passavam da meia noite. - Preciso ir, mas daqui a pouco to aqui - Digo e fazemos nosso cumprimento.
 
- Tô te esperando olhos verdes. - Ele diz e eu assinto.
 
Olhei para o lado e Luna estava praticamente engolindo uma ruivinha.Neguei com a cabeça rindo e segui para o meu carro
 
Carro que eu havia corrido,o desgraçado amassou minha lataria...
 
Entrei no meu carro e senti meu celular vibrar.
 
Loirinha: 00:56, com certeza você já ganhou aquela corrida.
 
Sorri e logo respondi.
 
Eu: Adivinhou foi ? 
 
Bloqueio meu celular e jogo ele no banco do lado.Segui para o galpão onde ficava os meus carros, todos que eu ganhei nas corridas, eu gosto de apostar os carros porque sei que vou vencer e os idiotas ainda aceitam.

Raramente eu aposto dinheiro,mas carros são minha paixão. 

[...]
 
Estacionei em frente ao galpão/garagem/oficina e peguei o controle no porta luvas abrindo os portões.Entrei com o carro e o estacionei, pegando meu celular em seguida.
 
Loirinha: Eu acredito no seu potencial.
 
Eu: Comemoração mais tarde, você vem né ? 
 
Peguei minha jaqueta e sai do carro batendo a porta.
 
Olhei para o lado e sorri ao ver que o carro que eu havia ganhado essa noite já estava alí.Eu havia pedido para um parceiro meu trazer.
 
Fui até a moto da minha papa que estava ali ao lado e coloquei minha jaqueta, desbloqueando meu celular em seguida.
 
Loirinha:  Vai me abandonar de novo ? 
 
Eu: Não, prometo.
 
Coloquei meu celular na cintura e coloquei o capacete.
 
Sai do galpão e fui diretamente pra casa e quase morri de susto quando acendi a luz e dei de cara com minha papa sentada no sofá.
 
- Ai papa, que susto - Digo colocando a mão sobre o peito.
 
Ela olhou as horas no relógio em seu pulso e eu comecei a tirar minha jaqueta que usava.
 
- São uma e quarenta da manhã, onde a senhorita estava ? - Papa me perguntou e eu dei um sorrisinho, apenas de palhaçada.
 
- Mentira - Digo rindo e ela negou com a cabeça. - Estava com a Luna - Digo dando de ombros.
 
Eu odeio mentir pra ela, mas...é o jeito.
 
- E você e essa Luna estão... - Ela diz e eu faço cara de nojo.
 
- Não, credo ...  Ela é tipo a Malu e a Deb pra mim papa. 
 
- Hum... - Ela murmurou e eu segui até ela,me jogando em cima dela.
 
- Desculpa chegar agora - Digo e beijo sua bochecha. - E não avisar nada.
 
- Tudo bem, agora vai jantar e já pra cama .
 
- Sim senhora - Digo me levantando e vou para a cozinha.
 
Estava abrindo a geladeira quando lembro que estava falando com Malu.
 
Peguei meu celular ...
 
- Sem barulho Alycia - Minha papa disse da entrada da cozinha e eu rapidamente assenti. 
 
Loirinha: Então tá, eu vou ... 
Loirinha: Lyci ? 
Loirinha: ALYCIA ? 
Loirinha: Já vi que está ocupada,que droga Alycia.
 
Mordi o lábio segurando a risada.
 
Eu: Tá legal...O que foi ? 
 
Loirinha: Nossa,foi rápida dessa vez.
 
Franzi o cenho e dei risada ao entender o que ela estava querendo dizer.
 
Eu: Nossa,essa morena é uma delicia Malu... Acho que apaixonei.
 
Loirinha: Você é ridícula Alycia.
 
Eu: Você que começou... 
 
Deixei o celular sobre a bancada e fui jantar.Mandei milhares de mensagem e nada Malu me responder.
 
Depois que eu comi, tomei um banho eu fui dormir, quer dizer...Deitei na cama e esperei que papa viesse no meu quarto conferir se eu estava dormindo. 
 
Papa é muito protetora, e ela só relaxa dentro se casa, quando ela tem a certeza que eu e os meus irmãos estamos bem e seguros.
 
Fechei os meus olhos fingindo dormir assim que eu percebi a porta de meu quarto se abrindo.
 
Eu podia sentir os olhos da minha papa queimando sob mim, em seguida senti os seus lábios tocando em minha testa em um beijo carinhoso,me fazendo sorrir discretamente.
 
Escutei o barulho da porta se fechando e eu me levantei...
 
Eu ainda tinha uma comemoração para ir....
 
[...]

- Acorda ... - Ouvi aquela voz doce conhecida por mim e virei para o outro lado. - Filha,acorda...Já passou do meio dia meu amor.
 
- Só mais cinco minutos mãe - Digo e ouço a risadinha dela.
 
- Eu sei que hoje é sábado mas já está tarde, vamos filha.... Levanta.

Me sentei na cama e minha mãe se sentou na beirada.
 
- Ah eu estou com sono - Digo me jogando na cama. 
 
Eu havia chegado ia dar sete da manhã, por pouco papa descobre que eu havia saído novamente.
 
- Alycia ... - Ela disse puxando meu edredom.
 
- Tá bom - Digo me sentando novamente.
 
Minha mãe se levantou caminhou até a porta e antes de sair olhou pra mim.
 
- Se eu voltar aqui e você estiver dormindo, eu vou te acordar igual a sua papa te acorda,vou te pegar e te jogar na piscina. - Ela diz e eu começo a rir,mas parei ao perceber que ela estava falando sério.
 
- Você não teria coragem, não é mama? 
 
Ela me olhou e deu de ombros com um sorrisinho desafiador no rosto.
 
- Mãããe - Resmunguei com a voz sofrida me jogando na cama novamente.
 
Eu só queria dormir...
 
Peguei o travesseiro e cobri o meu rosto, enquando fechava os olhos.

- Malu está lá embaixo -  Escutei a voz de minha mãe e rapidamente me sentei na cama e olhei para minha mãe que soltou uma risadinha divertida.
 
- A Malu? - Perguntei apenas para ter certeza de que tinha ouvido certo e minha mãe assentiu - E porque ela não subiu? - Perguntei confusa.
 
Ela sempre sobe pra me acordar...
 
- Ela não quis - Deu de ombros - Eu não sei meu amor - Mamãe balançou as mãos no ar e em seguida saiu do quarto.
 
Me joguei na cama mais uma vez e cobri o meu rosto com as minhas mãos.
 
- Alycia Cabello Jauregui,não me faça voltar ai - Escutei a voz de minha mãe e saltei da cama apressada.
 
- Levantei,levantei - Falei alto em meio a uma risada e corri para o banheiro.
 
Fiz minha higiene matinal e tomei um banho...
 
Depois de me vestir eu sai do meu quarto e dei de cara com Jade no corredor.
 
- Bom dia minha cientista favorita. - Digo e ela sorri.
 
- Boa tarde - Ela diz passando.
 
- Acabei de acordar, pra mim é bom dia. - Digo e ela me olha e dá de ombros indo em direção ao seu quarto.
 
Desci as escadas e encontrei Ian sem camisa,todo suado entrando em casa.
 
- Cadê a mamãe ? MAMÃE ...- Gritou 
 
- MAMÃE - Gritei por ela também apenas de palhaçada e ela apareceu olhando em volta.
 
- Tá todo mundo bem ? 
 
Dei risada e segui pra cozinha, encontrando Malu sentada na cadeira com um patro de bolo sobre a bancada.
 
- Olha só quem resolveu aparecer - Digo passando por ela e indo até a geladeira. - O que aconteceu ?
 
- O quê ? 
 
- Você parou de responder - Digo e ela dá de ombros. 
 
- Desculpa,Eu dormi. - Ela diz e volta a comer o bolo.
 
- Você perdeu ontem - Digo pegando minha geléia.
 
- Hum ... Legal...
 
- Eu acabei ficando com uma menina lá  - Digo e Malu me olha.
 
- O que ?
 
- Eu acabei ficando com uma menina. - Repeti. 

Malu abaixou a cabeça, mas logo me olhou novamente.
 
- E a Andy ? 
 
- Eu nem falei com ela ainda - Digo dando de ombros. - E eu não estou me sentindo culpada por ter feito o que eu fiz entende ?Eu ...sei lá...
 
- Hum... E você gostou ? 
 
- Gostei, Safada pra caramba - Digo rindo. - Isso vai...chupa - Brinquei afinando a voz imitando a garota. 
 
- Então vocês... Você... Vocês transaram ? - Malu perguntou e eu ri.
 
- Uhum ...  - Murmurei indo até a cafeteira.
 
Quando eu virei o olhei para ela,percebi seu narizinho vermelho e ela virou o rosto tentando disfarçar.

- Ei... - Digo indo até ela. - Que foi ? Você tá chorando ? 
 
 - Você já comeu esse bolo que a Tia Mila fez? Está uma delícia – Enfiou um pedaço de bolo na boca, me fazendo arquear a sobrancelha.
 
- Não – Puxei uma cadeira e me sentei de frente para a loirinha – Eu nem sabia que tinha bo... espera ai – Olhei para Malu e como se fosse possível as minhas sobrancelhas se arquearam ainda mais – Você está mudando de assunto – Acusei.
 
Ela me olhou dando de ombros, com um sorriso de lado nos lábios, antes de enfiar mais um pedaço na boca.
 
- Malu...
 
- Quer? – Ofereceu um pedaço do bolo e eu rapidamente abri a boca aceitando.
 
Os bolos de mamãe são uma delicia...
 
Ela levou o garfo até a minha boca e eu soltei um gemido em satisfação quando senti o gosto do chocolate invadindo a minha boca.
 
- Está uma delicia – Falei saboreando o bolo e ela riu.
 
- Eu disse...melhor do que o da mamãe, que a dona Ariana não escute isso nunca – Falou brincalhona e eu ri negando com a cabeça.
 
- Eu ouvi e eu vou falar pra ela – Escutei uma outra voz na cozinha e dei um pulinho da cadeira assim como Malu.
 
- Ai que susto pirralha – Malu disse com a mão sobre o peito e eu comecei a rir sozinha.
 
- A tia Mila mandou eu vim comer bolo – Amber se aproximou da irmã e puxou o prato de minha loira e pegou o último pedaço de bolo que restava ali no prato,deixando Malu com uma cara indignada, o que fez o meu riso aumentar ainda mais ao olhar a cara dela – Concordo com você – Amber disse depois de engolir o pedaço de bolo e em seguida foi até a geladeira pegar mais.
 
- Ai Malu -  Resmunguei, sentindo um leve ardência em meu braço.
 
Ela havia me dado um tapa...
 
- Do que você está rindo? – Perguntou com a sobrancelha arqueada.
 
- De nada – Me defendi rapidamente.
 
- Ela está rindo de você – Amber disse e eu olhei para ela colocando a mão sobra o peito fingindo um falso drama.
 
- Eu estou rindo dela? Eu nunca fiz isso – Digo me ajeitando na cadeira com a maior cara de inocente do mundo.
 
- Deixa de ser ridícula Alycia – Me esquivei do possível tapa que levaria de Malu novamente – Amber pega mais um pedaço pra mim – Falou com a irmã, que ainda estava com a geladeira aberta, retirando um pedaço do bolo.
 
- Vocês vão acabar com o bolo da minha casa – Escutei a voz de Jade, e foi como se ela estivesse lendo os meus pensamentos.
 
Levantei a minha mão para a minha irmã e ela revirou os olhos batendo em minha mão em um hi-five.
 
- Você anda muito abusada pequena – Malu disse para minha irmã, e a mesma soltou uma risadinha enquanto dava de ombros e puxou a cadeira se sentando ao meu lado.
 
Amber voltou para a mesa com dois pratos com os pedaços de bolo,e colocou um na frente de Malu,que rapidamente voltou a comer.
 
- A mamãe mandou a  gente se virar que ela não vai fazer almoço hoje – Ian apareceu na cozinha diferente de antes,  agora com uma bermuda, uma camiseta regata, os cabelos húmidos.
 
- Tomou banhozinho foi? – Provoquei e ele ficou vermelho feito um pimentão, o que causou risadas entre eu e Jade.
 
Ele estava cheiroso, cheiroso até demais ...
 
- Maninho, vem aqui rapidinho – Chamei o meu irmão que se aproximou de mim.
 
Me estiquei um pouco de onde eu estava sentada, apenas para alcançar o ouvido de meu irmão e então sussurrei...
 
- Você passou muito perfume – Disse o mais baixo possível, apenas para ele ouvir.
 
Assim que eu falei ele me olhou com os olhos levemente arregalados e eu balancei a cabeça positivamente apenas para confirmar o que eu havia acabado de falar.
 
- Gente eu... eu... eu já volto – Ian disse e saiu apressado da cozinha.
 
- O que você falou pra ele? – Jade perguntou rindo e eu comecei a rir.
 
- Que tal vocês irem almoçar lá em casa? – Amber perguntou e eu olhei para ela com um sorrisinho sugestivo nos lábios.
 
- O Ian? Ele vai sim – Provoquei deixando a baixinha envergonhada e Malu deu risada acertando um tapa em meu braço novamente – Porra – Resmunguei.
 
- Para – Pediu e eu ri
 
- Fiz nada – Me defendi e puxei o prato dela e peguei um pedaço do bolo.
 
Demorou alguns minutos e Ian apareceu com roupas diferente,o que me fez rir ao perceber que ele havia tomado outro banho. Jade foi avisar a mamãe que iriamos na casa das meninas, e fomos.
 
Estávamos andando pela calçada Jade, Amber e Ian estavam um pouco mais a frente, e eu aproveitei e segurei a mão de Malu impedindo que ela continuasse andando,ela olhou por cima dos ombros e em seguida olhou para nossas mãos e eu soltei rapidamente.
 
- A gente vai conversar depois – Avisei quando me lembrei dela chorando na cozinha.
 
Ela revirou os olhos e continuou andando,passei meu braço por cima de seus ombros e sorri.

- Você é mais velha que eu e parece um ... 

- Olha lá o que você vai falar de mim - Ela disse me fazendo rir.

- Só ia te chamar de baixinha - Menti e ela riu.

- Sei... - Murmurou e eu beijei sua bochecha. 

Ela se afastou de mim e mostrou a língua, já entrando em sua casa.Dei risada e corri,pulando em suas costas o que me rendeu algumas reclamações, que logo cessaram quando enchi sua bochecha de beijos.
 


Notas Finais


Até o próximo ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...