História Garoto ama Híbrido - Capítulo 24


Escrita por: ~ e ~KingOfToddynhos

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Got7
Personagens Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, Taeyang, V, Yugyeom
Tags Alfa, Bangtan Boys, Bottom!jimin, Bts, Fluffy, Híbrido, Hibridos, Hybrid, Jikook, Jimin, Jimin!bottom, Jungkook, Jungkook!top, Namjin, Ômega, Shotacon, Taeyoonseok, Top!jungkook
Visualizações 2.810
Palavras 1.540
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Notas finais!
SOU UMA BOA PESSOA E NÃO VOLTEI DE MADRUGADA, ME AMEM!

Capítulo 24 - Descanse agora meu bolinho


Fanfic / Fanfiction Garoto ama Híbrido - Capítulo 24 - Descanse agora meu bolinho

JUNGKOOK POV.

Quinta (13:30 Horas)

-Jungkookie... -Sinto beijinhos em meu pescoço. -Jungkookie-ah acorda... -Assim que sua língua macia passa por meu pescoço seguro com força sua cintura e abro os olhos vendo seu sorriso.

-O que você quer my Mochi? -Pergunto e mudo nossas posições, ficando por cima enquanto espalho mordidas em seu pescoço ouvindo-o gemer/miar.

-O Jung-Jungkookie... Hm... O Jungkookie sa-sabe... -Olho para seu rostinho o vendo todo corado.

Sorrio malicioso e me aproximo de seu rosto ficando cara a cara com o mesmo, beijo seu nariz e desvio até sua orelha chupando o lóbulo, eu sorrio ainda mais ao sentir seu corpo tremer por baixo do meu.

-Eu não sei o que você quer amor... Você poderia me falar bebê? -digo de forma carinhosa o incentivando a dizer algo.

-O Jimin... O Jimin quer... Aish. -Coloca as suas mãozinhas sobre o rosto o escondendo.

-Tudo bem então, já que não pode falar... -Paro para pensar, mas logo minha mente se ilumina. Me jogo para o lado saindo de cima de Jimin. -Então bebê, já que não pode falar, me mostre. -Mando.

Fecho meus olhos e espero sem me mover, logo sinto um corpinho sobre o meu e dedinhos em meu peito nu, já que, depois do café da manhã -e de uma longa troca de gemidos, mas conhecido sexo/amor/transa, dormimos apenas de boxer.

-Jungkookie... A-apenas não olhe... -pede e eu assinto.

Jimin desliza seus dedos até chegar na barra de minha boxer e a puxa para baixo deixando o meu membro quase ereto -esse quase que durou bem pouco- descoberto e desprotegido. Jimin envolveu minha extensão com suas duas mãozinhas, me fazendo morder os lábios evitando de gemer alto.

-Yah Jungkookie! O Ji-Jimin... O Jimin quer ouvir... -Suas frases não eram completas, e mesmo que o gatinho estivesse no "controle" ele ainda sentia vergonha de dizer coisas obscenas. Eu já imaginava suas bochechas vermelhinhas. Tão fofo.

Soltei meus lábios e permiti os sons saírem por meus lábios.

Jimin subia e descia suas mãozinhas e quando eu pensei que não podia ser melhor, sua língua envolveu a glande e logo ele chupou com força ali. Gemi alto.

Jimin se focava em lamber toda a extensão, engolir meu membro e masturbar o que não cabia em sua boca.

Parece que quando seus olhos se fecham em uma hora como essa todo seu corpo fica ainda mais alerta tornando tudo mais gostoso, e foi por isso que meu corpo começou a tremer e a dar espasmos, eu sabia que já estava chegando. Segurei os fios de Jimin entre suas orelhas e puxei, não com muita força para não machucá-lo, mas o suficiente para que ele se afastasse.

Abri meus olhos e sorri para meu pequeno o chamando com o dedo indicador e em um rápido movimento ele já estava com uma perna para cada lado do meu corpo enquanto rebolava em meu membro soltando gemidos deliciosos de se ouvir.

Jimin está como na primeira vez, necessitado, porém não totalmente entregue ao cio. Nas vezes que meu gatinho deixava sua parte "irracional" controlar ele virava um gato bem safado, fofo, porém safado.

Suas bochechas tinham um tom vermelho lindo e seus dentinhos prendiam seu lábio inferior o deixando sexy e fofo ao mesmo tempo. Esse conjunto que descobri ser totalmente apaixonado.

Segurei com força sua cintura o forçando para baixo enquanto aumentava ainda mais o contato de seu bumbum com meu membro. Jimin gemia e rebolava me levando a loucura, e foi quando ele começou a se cansar que eu novamente o coloquei por baixo, arranquei com pressa sua boxer e deixei beijos por todo o seu peitoral e barriga, quando cheguei em seu membro durinho o coloquei todo na boca enquanto rodeava sua entrada com meu dedo. Jimin gemia e gritava por mais.

Me afastei de seu corpo e o virei de costas, separei suas nádegas e levei minha boca para seu buraquinho lubrificado. Lambi em volta e logo penetrei minha língua a tirando, colocando e rodando, logo repetindo os movimentos. Pela primeira vez Jimin colocou sua mãozinha em meu cabelo e o apertou, forçando ainda mais minha cabeça contra sua bunda. Apertei suas nádegas o ouvindo gemer manhoso. Meu membro latejava e pingava pré-gozo.

Depois de mais algumas idas e vindas com minha língua em seu buraquinho quente, Jimin gozou enquanto ainda puxava os fios de meu cabelo.

Me afastei e sentei sobre suas coxas deixando uma perna de cada lado e roçando meu membro em sua entrada.

-JUNGKOOKIEEE. -grita manhoso e necessitado.

Sorrio malicioso e penetro apenas a glande o ouvindo pedir por mais.

-Você pode me aguentar dentro de você bebê? Pode aguentar meu pau sem preparo algum? -pergunto enquanto tiro e coloco apenas minha glande de dentro dele.

Jimin assente freneticamente e empina o bumbum em minha direção, deixando seu buraquinho rosado e um pouco maltratado exposto para mim.

Mesmo depois de um dia e meio Jimin continuava extremamente apertado e eu me perguntava como aquilo era possível.

-Posso entrar então neném? -Jimin continuava a assentir e a choramingar. Segurei sua cintura e fui entrando lentamente até estar todo dentro dele, e quando isso aconteceu não me movi recebendo gemidos insatisfeitos em troca. -E agora bebê? O que eu faço? -pergunto me mexendo devagarinho. -Quer assim? Bem lentinho? -Sorri malicioso ao vê-lo negar desesperadamente. -Como então?

-Ra-rápido Jung-Jungkookie... -Pede empinando ainda mais e rebolando. -O Jimin quer mais rá-NYAH. -Geme assim que me jogo para frente apoiando as mãos ao lado de seu corpo e passo a penetrá-lo com força indo rápido e forte como ele gostava, mas eu sabia que aquela não era a melhor posição, por isso fui diminuindo os movimentos até parar. -Y-Yah...  Jung-Jungkookie... Não torture o Jimin... -Pede desesperado. Rio e o viro para mim.

Abro suas pernas e fico entre as mesmas, posiciono meu membro em sua entrada e penetro tudo de uma vez, começando a ir fundo, forte e rápido dentro dele. Jimin gemia loucamente e eu não ficava para trás. Ganhava gemidos manhosos e em troca lhe dava os meus, totalmente roucos.

Debrucei-me sobre Jimin e alcancei seus lábios logo sentindo suas mãos em minhas costas. O beijo era rápido e necessitado. Totalmente sexy e gostoso. Nossas línguas de vez ou outra se encontravam fora de nossas bocas. Quando o ar faltou desci para seu pescoço e chupei ali, logo depois mordi forte para que ficasse marcado. Jimin miou alto e arrastou suas unhas em minhas costas, as mesmas já estavam bem mais finas que o normal e quando deslizaram por minha pele senti arder, acabei gemendo em um tom dolorido, porém logo sorri. Aquela era a dor mais gostosa que eu já havia sentido.

Estocava Jimin com força e sem que eu esperasse, o mesmo puxou meu rosto e alcançou minha orelha sussurrando algo que fez todos os meus pelos se arrepiarem.

-O Jimin quer sentar no Jungkookie. -essa frase foi ao mesmo tempo tão inocente e tão suja que senti que poderia gozar apenas de ouvi-la.

Recuperei o ar e saí de dentro dele, sentei na cama e me encostei na cabeceira da mesma. Jimin se virou na cama e começou a engatinhar em minha direção. Eu sentia meu membro latejar só de olhar para seu rosto, corado e malicioso. Suas feições misturadas me deixavam louco e duro, muito duro.

Assim que seu corpo chegou ao meu, Jimin passou uma perna para cada lado de minhas coxas, posicionou meu membro em sua entrada e sentou de uma só vez, levando nós dois a gemer alto.

Jimin subia e descia quicando em meu membro e quando cansava apenas rebolava enquanto beijava meu pescoço.

Agarrei sua cintura o ajudando.

Depois de algumas estocadas Jimin gemeu tão alto e tão manhoso que eu soube que levaria bronca dos vizinhos. Mas eu estava pouco me fodendo. Comecei a estocar me empenhando em acertar aquele ponto que o fez gritar.

Não demorou muito e com mais algumas estocadas Jimin gozou sujando nosso abdómen.

Mas eu ainda não havia chegado lá.

-Ainda consegue se mexer bebê? -pergunto e ele nega já começando a ficar molinho. -Se importa do Jungkookie usar um pouco do seu corpo neném? -e novamente ele negou.

Segurei sua cintura e comecei a subir e a descer seu corpo.

Jimin afundou o rosto em meu pescoço e me deixou guia-lo.

Com mais algumas estocadas cheguei ao meu orgasmo gozando forte dentro do meu gatinho.

-Descanse agora meu bolinho. -Digo acariciando seus cabelos.

Jimin assente fraquinho e logo cai no sono.

YOONGI POV.

O cio do Jimin veio em hora certa para eles, mas para mim não! Eu ainda não conversei com os idiotas, vulgo Taehyung e Hoseok e contava com Jungkook para me ajudar a pensar no que fazer, mas obviamente ele não vai deixar de ficar com Jimin para me ajudar, até porque, se fosse eu, também não o faria. "Amizade acima de namoro", essa frase definitivamente não se aplica quando o tal "namorado" se chama Park Jimin e é um híbrido, afinal, quem é o idiota que rejeitaria um garoto daqueles?

Ah é, lembrei, Jeon Jungkook rejeitava.

Coço a nuca e nego com a cabeça rindo enquanto ando em direção a minha casa.

Jeon Jungkook definitivamente era um idiota.


Notas Finais


Hey!
PRIMEIRAMENTE: Gente... A FIC ESTÁ PERTO DOS 3K, PUTA QUE PARIU EU AMO VOCÊS!
ASSIM QUE GAH BATER 3K EU IREI POSTAR UMA NOVA FIC POR ISSO DIVULGUEM GAH ATÉ PARA AS PAREDES DA TUA CASA!!!!

SEGUNDAMENTE: Para não perder o costume... VOU DEIXAR UMA FIC MARAVILINDA PARA VOCÊS LEREM ASSIM QUE TERMINAREM ESSE CAP AQUI SEUS LINDOS ARMIIHKINGS (nome da família de leitores) DO MEU CORAÇÃO (e do coração do oppa que não compareceu as notas finais de hoje)
Vamos lá, para não perder o costume vou deixar uma fic maravilinda para vocês lerem :3

I Want Your Bite
SINOPSE:
Aquele cinza das paredes rochosas tornava sua vida cada vez mais monótona... todo dia acordar e ver a mesma coisa... celas... vidro... doutor louco... seus próprios fios ruivos caindo sobre seus olhos...

A mesma coisa todos os dias.

Jimin se perguntava o que fez de errado para estar ali.

Ele não era louco. Não era como todos pensavam. Apenas tinha uma culinária... exótica, pode-se dizer.

Que mal fazia para a humanidade comer alguns fígados como se fosse carne animal? Que mal faria à humanidade comer um coração com arroz e feijão?

Que mal faria à sociedade todas aquelas pessoas insignificantes mortas para saciar sua fome?

Jimin sempre se perguntava a mesma coisa todos os dias.

Isso só tornava sua vida cada vez mais monótona.

Porém... um dia...

Um investigador resolveu lhe fazer uma visita.

E o sorriso radiante daquele investigador tornou seus dias interessantes.

Ele se tornou sua esperança.

LINK: https://spiritfanfics.com/historia/i-want-your-bite-5291092

LINK DO GP: https://chat.whatsapp.com/DtS4bVkGQ826uY1SXIGzRG


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...