História Garotos Malvados (Lemon) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroko no Basuke
Personagens Aomine Daiki, Kagami Taiga, Kise Ryouta
Exibições 148
Palavras 1.058
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aqui esta o cap extra prometido.
Esse realmente ficou bem grande, bom que tenho duas imagens boas para esse cap hehehe 😍

Espero que gostem. Comenta ai se estao curtindo e nao esqueçam de recomendar aos amiguinhos em :3

Boa leitura meus amores 😘😘

[1/2]

Capítulo 17 - Em meio as árvores


Fanfic / Fanfiction Garotos Malvados (Lemon) - Capítulo 17 - Em meio as árvores

Acho que os dois esqueceram a tretinha idiota a uma hora atras e juro que estou estranhando, estao rindo e bebendo juntos. 

~Santa bebida! 

Mesmo nenhum dos dois se mostrando alterado eu ja andava meio aos tropeços, estava tudo turvo. Acho que bebi demais. Ao menos demais para mim...

 Fico parado olhando os dois conversarem entre si, pareciam dois jogadores de basquete com aquelas arregatas que imitavam uniformes. 

Os observava enquanto riam de piadas e conversavam sobre a moto do Kise. Me deu um grande alivio ver os dois se dando bem. 

_Ei Aom - fala Kaio - Você esta bem? 

_Ick*, opa, estou sim... - falo com a voz extremamente mole, me jogando em seu ombro. Ele me segura. 

_Chega de bebida para você! - Fala ele fibgindo estar bravo, me ajudando a ficar em pé. - Mesmo que eu goste de ve-lo assim... 

Coro no mesmo instante. 

_Cala a, Ick* boca... Você nao é minha Ka-san! 

_Relaxa... Ele so esta se divertindo. - Fala Kise me puxando para seus braços. Me jogo em cima dele, estava tao quentinho ali. 

_Aiii ! - Kaio fala comessando a ficar irritado, ao ve-lo beijar meu pescoço. kise ri e me solta. 

Cambaleio mais um pouco e sento em uma cadeira ao meu lado. Vi um sorriso estranho em seu rosto, como se tivesse tramando algo. 

Kaio sossega ja que Kise havia me soltado, mas a cara mal humorada permanecia. Mais algumas bebidas rolaram e quando alguem distrai Kise por alguns instantes, levanto e me jogo aos braços de Kaio, laçando sua nuca e o dando um breve selar nos labios. 

_A-Aom? - Fala ele surpreso com minha atitude.

 _Desculpe nao resisti. - Falo molenga e manhoso - Você, Ick*, esta tao bonito. Ick*

 _N-Nao fala isso. - Ele cora e olha para o chão. - por favor... V-Você bebeu de mais.

_Mas você ta gatao, as ga- Ick* garotas nao param de te olhar... Ick* e-estou fi-ficando com ciu- Ick*, ciumes. 

_Aham, a bebida esta com ciumes tambem. Venha, vamos sentar antes que você caia. 

Assim que nos sentamos descanso a cabeça no ombro do Kaio enquanto via o moreno conversando com outro garoto, o vi entregar algo para ele, e nao sei por que acho que é dinheiro. O rapaz da uma risada e balançando a cabeça se afastando. Kise olha em minha direçao e sorri, certamente estava tramando algo. Caminha até nós, trazendo mais tres garrafas fechadas e bem geladas. 

_Pega ai Kaio. - Ele joga ainda um pouco longe e Kaio a pega com facilidade. Se aproxima e entrega a outra para mim. - Aqui Aom. 

_Obriga- Ick*-do. Kise-senpai. Vejo um sorriso pervertido e o retribuo com uma piscada, como ainda estava com a cabeça no ombro do Kaio, ele nao conseguiu ver, que bom! Senao teria outro ataque.

 Bebemos mais um pouco e conversamos sobre a formatura deles, sobre o que eu faria quando terminar, coisa que realmente nao sabia, e sobre bebidas e jogos. 

Uma musica que eu conhecia começa a tocar, entao começo a cantar junto. Vejo Kise cantando tambem e me animo mais, balançando os pés e desencostando de Kaio. Ele estende a mao. 

_Vem dançar comigo, Baby. 

Seguro sua mao e me levanto. Danço junto com ele ao ritimo da musica animada, mesmo quase caindo aos cambaleios. Olho para tras para chamar o Kaio para dançar tambem, mas nao o encontro, me desanimo um pouco, ele tambem gostava da musica. Será que fugiu denovo?

_Ei Aom, -Fala Kise me abraçando. - Vem comigo... Ele me puxa pela mão, nao faço a menor ideia para onde estava me levando. 

A musica diminui um pouco, acho que nos afastamos bastante do quiosque, entramos em uma parte da chacara cheia de arvores. Kise tomava cuidado para eu nao tropessar enquanto caminhavamos entre elas. 

 Assim que adentramos um pouco naquele meio, ele para se rescostando em uma arvore. Eu o olho sem intender. 

Esticando as maos em minha direçao faz sinal para eu ir até ele, obedeço. Chego mais perto e ele me abraça, retribuo. O sinto arrastar as maos até meu rosto, o segura e ao puxar de leve sela meus labios com um beijo. Meus braços ja estavam envolvendo sua sintura. Uma das maos escorrega até a minha sintura enquanto a outra adentra os fios de meu cebelo. Sinto seus labios quentes e um pouco mais carnudos que os meus, abrirem e abraçarem meu labio inferior, me deu mais alguns selinhos rapidos e em seguida pedindo passagem com a lingua, roçando-a em meus labios. 

Era simplesmente irresistivel, entao o dei o espaço necessario e nossas linguas de entrelaçaram, me causando arrepios e uma sensaçao quente no peito.

Sinto-o me apertar contra seu corpo, me fazendo soltar um baixo gemido inusitado. Ele sorri e arrasta a mao da sintura para dentro de minha camisa, acariciando minhas costas passando pela sintura, que provavelmente estava cheia de bolinhas pelo arrepio em minha pele.

 Kise provavelmente as sentiu, pois o beijo começou a se intensificar, ficando mais quente e sedutor. Eu nao conseguia pensar em nada, apenas em nos dois.

_Ah, Aom... que cheiro bom... - Fala se afastando um pouco. Em seguida desce os labios para meu pescoço me fazendo gemer um pouco sentindo-o inalar o meu perfume. - O que você faz comigo... Nao consigo entender. Aah...

Ouço seu gemido perto de meu ouvido, aquilo me excitou bastante, fazendo-me gemer mais.

_Aaah, Senpai... - falo manhoso e completamente inundado pelo tesao.

Ele me aperta e fecha as maos, me agarrando, com minha camiseta e meus cabelos em meio aos seus dedos.

_Aaah, Baby, me chama de Sempai denovo... - ele estava ofegante e me apertava cada vez mais, sentia que estava se segurando para nao tirar a minha roupa. Obedeço.

_Senpai... Aah. - fala de uma forma sexy, que nem mesmo eu sabia que conseguia fazer. Sinto-o desder até minha bunda a apertando com força. - Sen-pai...

_Aaah, Baby, nao estou conseguindo segurar... - Ele me beija intensamente, passando sua mao para minha parte da frente e apalpando meu membro coberto. Gemo mais alto ao sentir seus dedos em minha prostata, ele sorri pervetidamente. - Seja meu, Baby... 

_Senpai... - Ele me puxa para mais perto intensificando a caricia sobre o jeans. - aaaah... isso é maldade.

Abre um botao de minha calsa e desce o ziper bem devagar, me fazendo sentir a exitaçao almentar. 

[Continua...]


Notas Finais


Jaja sai a continuaçao hehehe.
Espero que esteja curtindo. Obg pelos 60+ coris ♡ voces sao demais
😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘

2.000 visualizaçoes MEU DEUS
🎉🎉🎉🎉🎉🎉🎉
To surtando ♡ kkkkkkkkkkkkkk

Até a proxima parte :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...