História Gatas noturnas - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias 21 Emon
Tags Fairy Tail
Exibições 4
Palavras 2.301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Capítulo 3 (Fairy tail)


Voltamos para casa  morrendo de rir da cara deles, sinceramente era verdade, não os matamos ainda por que eles nos divertem como cachorrinhos correndo atrás do rabo. É bem divertido. Nos jogamos no sofá e ficamos rindo até a Erza falar.

-Eles gelaram quando falamos isso- Rimos com o comentário. 

-Nem precisamos disso de qualquer forma.- Digo jogando a bolsa com o dinheiro.- Devolvemos quando?

-Daqui a pouco, antes vamos descansar, to cansada.- Mira diz.

-Mira a Lisanna é sua irmã?- Juvi pergunta.

-É sim, mas é uma puta.- Ela diz normal e rimos.

-Realmente...- Digo em concordância.

Depois de uma meia hora voltamos ao banco e devolvemos o dinheiro intacto como estava, as vezes só nos divertimos mesmo e outras é realmente missão, ou seja, os confundimos sem querer haha. Voltamos para casa e fomos dormir.

Acordei com uma vaca me chacoalhando, Levy pelo amor deu deus me deixa dormir caralho!!!!

-QUE FOI DESGRAÇA????- Grito.

-Escola- Ela diz sonolenta, parece que acordou agora também.

-Já vou....- Ela sai do quarto e capoto na cama. Depois de um tempo me levanto e vou tomar um banho rápido, peguei uma saia curta rodada preta, uma blusa de manga longa vinho até o cotovelo com um V deixando uma parte dos seios a mostra. uma bolsa preta, uma blusa xadrezinho vermelha  e preta que amarrei na cintura e botas de cano curto pretas, peguei um boné preto com detalhes rosas com um L bordado em rosa. Desso e vejo as meninas já tomando café, antes que eu perguntasse Mira joga meu pote de sorvete que pego por reflexo.

-Valeu.

Depois de comermos fomos para a escola e ficamos esperando na sala mesmo, até o professor Gildarts entrar, adoro ele, professor de educação física. Meu favorito, ele não é chato e sempre que participo o jogo é queimada por que ele sabe que adoro queimada. Eu e as meninas fomos até o vestiário e trocamos as roupas por shorts curtos takitel uma blusa branca com detalhes azuis nas mangas e tênis brancos específicos. Saímos de lá e os jogadores  Depois de um tempo jogando, Gil de um lado e eu do outro sobrou só nós dois, foi uma troca de arremessos e ninguém era queimado. Até as bolas do time dele acabarem e eu acertar em seu pé.

-ISSO!!!- Grito.- Venci, vai. Paga meu sorvete.- Digo fazendo um gesto com a mão para ele me dar. Ele me da o dinheiro e fica emburrado.

Depois que a aula terminou, ficamos a toa em casa assistindo filmes com pipoca, eu coloquei o meu brigadeiro na minha pipoca por que acho bom, NÃO ME JULGUEM!!! Depois de sustos por causa do filme, que era de terror, decidimos ir ao shopping já que não tinha nada pra fazer. Após comprarmos várias roupas, fomos para a base depois de passar em casa, o mestre disse que tinha algo bem importante a tratar. Quando chegamos na sala, ele começou a falar.

-Temos algo muito importante agora, é bem perigoso. Minerva está s solta, e a Sabertooth não vai esperar muito tempo para atacar a prefeitura. Precisamos pegar Minerva mas tem mais pessoas ao seu lado. Sting, Yukino, Michelle, Flare, Cheila, Rogue, Jura, Lyon e Bareon. Eu sei que vocês não vão gostar, mas teremos que pedir ajuda aqueles 5 espiões.

-O QUE????- Gritamos.-Impossível, eles não vão aceitar.- Digo.

-Acredite, esses 10 são tão procurados que eles irão aceitar. Por isso deixarei claro a eles um lugar que vocês irão "assaltar" agora as 10 da noite, vão.

-Saco.- Reclamo.

Nos aprontamos e colocamos máscaras e roupas pretas e vinho e luvas. Fomos até o shopping e conseguimos entrar enquanto ele estava trancado. Não tinha ninguém por lá, então ficamos passeando por ele até vermos os cinco que queríamos encontrar, eles estavam de mascaras como nós. Nos escondemos, vamos dar um sustinho. Eles andavam com armas nas mãos pronto para atirar, e nós bem atrás deles. Até nos aproximarmos de cada um e cochichar juntas.

-Como vão?- Eles dão um pulo de susto e começam a atirar.- Vcê são horríveis de mira. Mirajane depois mostra pra eles como se faz.- Digo rindo. Eles realmente erraram todos os tiros e caímos na gargalhada.

-Vocês gostam de nos assustar.- Eles dizem.

-É divertido- Respondo por que as outras não paravam de rir.- Então, não viemos roubar nada ou matar alguém se é o que pensam.

-Não???

-Infelizmente.- Damos de ombros.

-Nosso chefe disse que precisa encontrar a máfia da sabertooth por que eles pretendem destruir o governo e a nossa gangue não é assim, só fazemos missões e ponto. E ele praticamente nos obrigou a falar com vocês.- Respondo.

-E por que confiaríamos em vocês?- O rosado diz e eles todos estavam com armas de fogo pesadas.

-Primeiro: Se não fosse verdade eu já teria sacado minha arma e te matado. -Ele gela o que me fez sorrir-Segundo: Posso ser da máfia mais procurada, mas não significa que eu não tenha caráter ou honra. E terceiro: Por que meu  chefe mandou e apesar de eu não gostar devo obedecer. Agora se querem ou não encontrar a Saber, estamos aqui se não, até....- Digo fria.

Eles se observam por um tempo pensando nos prós e nos contras.

-Certo.-Eles dizem juntos.- Mas não quer dizer que confiamos em vocês.- Ele oferece á mão para eu apertar.

-Que ótimo que acha isso, não devem mesmo.- Aperto a mão sorrindo.- Mas acredite, não vamos fazer nada. Nosso chefe proibiu.- Digo com tédio.

Levamos eles até a base e entramos colocando nossos olhos na frente do scaner, deu positivo e entramos, eles se surpreenderam com a "altas" tecnologia mas não falaram nada, os levamos até a sala do chefe e chuto a porta.

-Pronto.- Digo.

-Não precisava chutar.- Ele diz com uma gota.

-Cala a boca Zeref! Eu tenho que trabalhar com eles e ainda não posso fazer o que sempre fiz?? ME POUPE!- Digo de braços cruzados.

Ele disse "ok" e explicou a missão aos garotos que ouviam atentamente.

-Quem é o chefe de vocês?- Zeref pergunta.

-Ninguém, simplesmente pegamos os bandidos, ou bandidas.- Eles olham para nós.- E levamos ao governo sem deixar rastros de quem foi.

-Certo, eu acho que como vocês irão trabalhar juntos, devem mostrar quem são.

-TA DE BRINCADEIRA NÉ???-Dissemos juntos.

-Não.

Bufo e todos tiramos as máscaras. Ficamos boquiabertos ao ver quem era quem.

-VOCÊS????

-Oh que bom já se conhecem?

-Já....

-Como é o nome do grupo de vocês?

-Sou Natsu, esse é Jellal, Gray, Laxus e Gajeel.- Ele diz me encarando.- Raven tail.

-Luna, Erza, Juvia, Mira e Levy.- Digo no mesmo tom e o encarando sem ser intimidada.- Fairy Hills.

-Ótimo, o nome de vocês enquanto trabalham juntos será Fairy tail.

-Tanto faz.- Digo fria.

-Tomara que acabe logo.- Natsu diz e nos fuzilamos com os olhos encostando as testas.

-Vocês irão ver sobre isso mas por enquanto irão morar juntos na casa das meninas.

-COMO ASSIM????- Eu e as meninas gritamos.

-Não parece tão ruim.- Os meninos dão de ombros.

-O QUE QUEREM DIZER COM ISSO SEUS PERVERTIDOS????- Gritamos.

-Nada....

-Muito bem, os tigres, que é o nome do grupo deles, estão a procura de um vaso tão caro que nem o olho do diabo pode comprar.- Zeref diz mostrando o diamante que roubamos.- As meninas são ótimas em roubos e vocês são ótimos em pegar os ladrões, juntando isso será uma ótima combinação.

-DE EQUIPE!!- Eu e Natsu dissemos antes que pensassem besteira.

-O vaso fica em Nova York, mas a sabertooth fica aqui em Magnólia. Vocês irão para o museu de Nova York agora, o jato espera. -Ele aperta um botão que faz uma espécie de tubo nos sugar para fora da sala, gritávamos até cairmos na frente de um jato rosa.

-Vou matar ele depois.- Respondo me levantando.

-Por que tem que ser rosa???-Os meninos perguntam.

-POR QUE O JATO É NOSSO E PRONTO!- Levy grita.

-Relaxa baixinha.- Gajel bagunça o cabelo de Levy.

-Se não devia ter feito isso...-Juvi diz.

-Por que?

-VOCÊ ME CHAMOU DE QUE O MONTANHA DE FERRO???? SAIBA QUE EU POSSO ABRIR O SEU ESTÔMAGO E TE VIRAR DO AVESSO DESGRAÇA!!!!-Damos um salto pra trás de medo.

-Levy amor, Vamos, você não precisa matar ninguém.....-Gajeel suspira aliviado.- Agora....

-COMO ASSIM AGORA NÃO????

-Ue meu fi te salvei agora, depois num sei.- Dou de ombros.

-To morto...

Subimos no jato e eu e as meninas sentamos cada um em seu lugar, e comecei puxando o freio (sei lá se tem ou não) depois Juvia apertou alguns botões para ativar e Erza pisou em cima do acelerador. Levy ficou observando os computadores e Mira ficava de olho nas bombas. Puxei o "volante" e levantamos voo, os meninos só ficaram de boca aberta e soltamos uma risadinha. 

Depois de um tempo chegamos em Nova York, já eram nove da noite e já estava fechado o museu, ficamos por cima da sacada, esperando os tigres chegarem. Estávamos com máscaras para que não nos reconheçam, vai saber quem são. Ficamos deitados observando cada detalhe até 10 pessoas chegarem. 5 garotos e 5 garotas eles andavam com armas nas mãos prontos para matar se preciso. Eles também estavam com mascaras tampando partes de seus rostos e entraram numa das salas de antiguidades.

-Qual o plano?-Gray pergunta.

-Plano? Que plano?- Eu e as meninas sorrimos.

-Como vocês fugiam de nós sem plano??- Eles perguntam indignados.

-Quem fazia os planos de vocês?- Mira pergunta rindo.

-O Gray.

-E vocês ainda perguntam??- Rio.- Não somos de fazer planos, simplesmente agimos e pronto. E é o que vamos fazer.- Digo séria e pego um batom, passo ele e depois o ativo na forma de laser.- Vamos lá.- Começo a "queimar" o vidro em um círculo, pego ele antes que caia e coloco em cima da sacada.- Vamos.- Pulei, seguida de Erza, MIra, Juvia e Levy. Depois os meninos tomaram coragem e pularam, mas não caíram de pé como nós, eles se desequilibraram e tivemos que segurar o riso. Reviro os olhos e saquei a arma e eles fizeram o mesmo. 

Andávamos cuidadosamente até a sala em que eles entraram. A morena ia pegar o vaso, saquei meu chicote e enrolei no vaso o trazendo para mim.

-A procura disso?- Zombo.

-Quem é??- Ela rosna e eles se viram para nós apontando as armas.

-A ninguém importante sabe...- Fico brincando com o vaso. E olho diretamente nos olhos da morena.- Só alguém que vai te dar um belo de um pé na bunda.- Digo natural.- A Fairy tail...- Digo entediosa.

Ela da uma risada falsa.

-Você? Me poupe né.

-É um desafio?-Sorrio psicótica.

-E se for?- Ela sorri igual.

Rosnamos juntas.

-Seria mais fácil se vocês se entregassem e pronto.- Levy diz.

-Como é seu nome mesmo pequinês??- Uma rosada diz

-Mas ela também não é pequena??- Gajeel diz com uma gota.

Só pude ver uma pequena azulada nada feliz.

-DO QUE VOCÊ ME CHAMOU SUA VADIA?? DEPOIS DEU FUZILAR A SUA CARA VEREMOS QUEM É PEQUENA!!!!!

-Pronto a Levy teve um ataque...- Erza murmura.

Uma loira de cabelos curtos saca a arma e dispara e por puro instinto jogo uma faca que pega exatamente na bala, a prendendo na parede. Juro que não sei como fiz isso....

-Como tu fez isso???- Os meninos perguntam.

-Treinamento?- Dou de ombros sem graça.

-Nem a pau!!!

-Sei não....- Vou até a parede e arranco a faca.- Instinto?

-EI ESTAMOS AQUI!!!-Eles gritam.

-A desculpa é que não me faz diferença sabe- Digo indiferente.

-O GAROTA....

-Xiii...- Digo calma com um dedo na boca em sinal.- Não to afim de falar com pragas. Agora continuando...- A mesma loria atira mais uma vez e dessa vez eu SEGURO A BALA COM O DEDO INDICADOR E POLEGAR!!! COMO ASSIM KAMI???- Ta agora nem eu to entendendo mais...- Digo e solto a bala enquanto todos estão de olhos arregalados.

-Ela segurou uma bala. UMA BALA!!!- Todos gritam.

-Não precisa gritar.- Digo colocando o dedo no meu ouvido pra ver se não fiquei surda.- Certo vamos esquecer isso e volta ao que interessa....

-Como vamos esquecer que você segurou uma bala??- O rosado diz.

-O querido vou te dizer uma coisa...- Começo.- SE VOCÊ ME INTERROMPER DE NOVO EU CORTO O SEU "AMIGUINHO"!!!!-Grito e ele gela.- Então como eu ia dizendo vocês vem com agente e...- Dessa vez todos os dez atiram mas acerto todas as balas com minhas facas.- PORRA NÃO ME DEIXAM FALAR CARALHO!!!- Me irrito e saco a arma atiro na coxa de cada um deles que não conseguiram mais ficar de pé. Assopro a arma.- Pronto, agora vamos, cansei.... E não me culpem eu to calma. TO MUITO CALMA!!!

Após levarmos eles pro chefe esperando ele dizer alguma coisa.

-VOCÊS DEIXARAM ELA ATIRAR NELES??- Ainda bem que ele briga com eles não comigo.

-Não temos culpa! Esses idiotas tentavam atirar nela toda vez que ela falava.- Juvia disse.

-Falou certo tentavam por que não conseguia. A garota segurou uma bala, e depois atirou facas nas outras que vieram!!!- Os meninos gritam.

-Me irritei oras...- Digo normal.

-Não são eles.- O chefe diz.

-QUÊ????

-Não são eles, são só mais alguns ladrões medíocres...

-COMO ASSIM???

-Eles são bem mais difíceis de pegar, não são eles.

-Não importa! Eu vou pra casa dormir. To cansada.- Digo com os braços na nuca.- Fui.

-Espera Luna.- O chefe chama.- Como tem mais cinco quartos na casa de vocês, decidi que irão morar juntos lembra?

-Zeref...- Murmuro.- EU TE MATO!!!- Pulo pra cima dele e os nove tiveram de me segurar mas ainda tava difícil, despertei meu lado demônio.

-Ela é sempre assim?- Jellal pergunta.

-Sempre...- As meninas dizem.

Depois de eu me "acalmar" voltamos para casa e eu fui dormir. Missão chata viu? Atiraram em mim várias vezes....

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...