História Gatunas! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Piece
Personagens Alvida, Brook, Buggy, o Palhaço Estrela, Coby, Edward Newgate "Barba Branca", Gol D. Roger, Jinbe, Cavaleiro do Mar, Makino, Monkey D. Dragon, Monkey D. Garp, Monkey D. Luffy, Nami, Personagens Originais, Portgas D. Ace, Roronoa Zoro, Sabo, Sanji, Shanks, Tony Tony Chopper, Usopp, Yasopp
Tags Ace, Gatunas, Gaya, Lanny, Luffy, One Piece, Sabine, Sabo
Exibições 46
Palavras 1.297
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Super Power, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, gente! Esta é minha primeira fanfic de One Piece, então se tiver alguma coisa errada é só dar o aviso, ok? ;)

As personagens tem músicas que as definem:
Lanny (a dela é compartilhada com um personagem que aparecerá futuramente) - Cheap Thrills.
Sabine - Just Like Fire.
Portgaya - Unstoppable.
Então eu recomendo que escutem as mesmas em alguma cena de ação em que elas aparecem!

Espero que gostem e que tenham uma ótima leitura!

P.S.: Só lembrando que Luffy, Sabo e os outros já são mais velhos agora e que suas filhas tem dezesseis anos.

Capítulo 1 - Vamos escrever nossas próprias lendas! - Parte 1


Fanfic / Fanfiction Gatunas! - Capítulo 1 - Vamos escrever nossas próprias lendas! - Parte 1

   Era um linda manhã de Sol, o qual invadiu a cabine do navio de Luffy onde as garotas estavam dormindo, mas foram acordadas por seus raios amarelos.

   - Bom dia, Sabine! - Lanny disse e deu um pulo da cama.

   - Ainda esta muito sedo! - resmungou Sabine.

   - Mas o nosso aniversário de dezessete anos é amanhã! Não está animada!?

   Sabine pulou da cama rapidamente e já se pôs de pé.

   - E como! Mas para onde vamos mesmo?   - perguntou.

   - Estamos indo para a Ilha da Base Naval! - Lanny disse e levantou o punho com um enorme sorriso em seu rosto.

   - Ilha da Base Naval!!? Você e seu pai querem nos matar né!?

   - Não. Só queremos convidar o Coby para a festa!

   - Mesmo assim é muito arriscado!

   - Ora, Sabi! Põe logo essa sua roupa e vamos ver o que estão fazendo lá fora!

   Lanny jogou as roupas da amiga na cara da mesma, deixando-a irritada, o que logo passou, pois Sabine já estava ciente da criancice de sua amiga.

   Sabine colocou suas roupas: uma calça de montaria bege, blusa branca com uma pedra e uma "franjinha" de babados também brancos, suas botas da sorte, as quais eram de um tom marrom claro e cano alto e, por fim, sua jaqueta comprida azul.

   Lanny já estava vestida. Ela usava um short jeans azul com barra, uma blusa vermelha sem mangas, chinelos marrons um pouco mais largos do que seus pés que e um colete xadrez verde água e vermelho que ela colocava apenas quando estava muito frio, pois não gostava muito dele (capa da fanfic).

   As duas saíram da cabine e foram até a frente do navio, onde viram seus pais e toda a tripulação de Luffy.

   - Bom dia, meninas! - cumprimentou Nami.

   - Ora se não é o Luffy menina!? - Zoro brincou e bagunçou os cabelos curtos e marrons de Lanny.

   - Para! - ela disse em meio a risos.

   Sabine também riu da situação em que sua "irmã" estava.

   - Oi, filha!! - Luffy gritou do além.

   - Pai? Onde é que você tá? - a garota questionou enquanto procurava pelo pai nos arredores do navio com a mão tapando o Sol.

   Luffy surpreendeu Lanny e Sabine ao se esticar e pular do alto da bandeira de seu navio, pousando no chão com firmeza.

   - Olá! - ele disse e sorriu de orelha a orelha.

   - Já chega de truques, Luffy. - Sabo disse e pós sua mão no ombro do "irmão".

   - Oi, tio Sabo! - Lanny disse e sorriu da mesma forma que o pai.

   - Olá, Lanny. Bom dia, filhota!

   Após algum tempo, finalmente avistaram a Ilha da Base Naval e atracaram o navio ao porto de lá.

   Apenas Luffy, Lanny, Sabo e Sabine desceram do barco e puseram seus pés na ilha, pois os outros tinham muitos afazeres com os preparativos da festa, a qual seria bem ali mesmo.

   - Uhuu!! - Lanny disse e pulou de felicidade.

   - Quem chegar por último é um pirata sem navio! -  Luffy disse e se esticou, lançando-se para frente.

   - Ei!

   Lanny saiu correndo atrás do pai, deixando Sabo e Sabine parados sem dizer uma palavra sequer. Mas o silêncio fora quebrado quando Sabo disse: - Não vamos ficar de fora, vamos?

   - Pode apostar que não! - Sabine respondeu.

   Os dois foram correndo atrás de Luffy e Lanny por cima das casas, assim não atrapalhariam as pessoas e teriam mais liberdade nos movimentos, pois não perderiam tempo se desviando delas. Os dois acabaram chega do primeiro e ficaram à espera de seus amigos.

   Enquanto isso, do lado de dentro, Coby e um garoto conversavam:

   - Pai, tem um navio gigante com uma bandeira pirata lá no porto! - o garoto de cabelo lilás disse ao pai.

   - Silêncio, Toby! Já disse para não me interromper! - Coby disse em reprovação e voltou a olhar pela janela. - Continuando, eu e Luffy não nos vemos desde aquele dia!

   Daí um grito fora ouvido do lado de fora, e era do Rei dos Piratas.

   - Tô chegando!!! Gomu Gomu Foguete!! - Luffy gritou e se lançou alto de mais.

   Ele foi tão alto que acabou dando de cara na janela por onde Coby olhava e o fez dar um grito: - Aaaahhh!!!! Luffy!!!

   Luffy foi escorregando e caiu no chão, mas logo se levantou e viu que Lanny já tinha entrado na torre.

   A garota foi até a sala onde Coby e Toby estavam e escancarou a porta.

   - Para com isso, Luffy!! - Cobi gritou, assustado. - Ei, espera, você não é o Luffy, mas é bem parecida com ele. Quem é você?

   - Eu sou Monkey D. Lanny, a filha do Rei dos Piratas! - ela disse e deu um enorme sorriso.

   Luffy, Sabine e Sabo entraram logo em seguida e riram da situação, pois Coby ainda estava sem entender nada e - muito - surpreso.

   Luffy explicou tudo para Coby e apresentou seus amigos com calma, fazendo com que ele se tranquilisasse um pouco.

   - Então estas são suas filhas? É um enorme prazer conhecê-las! Este aqui é Toby, meu filho! - Coby apresentou seu filho com orgulho.

   - Iai? - disse Toby. - Como vocês se chamam mesmo?

   - Monkey D. Lanny! E essa é a Sabine, nós somos meio que irmãs! - esta apresentou-se novamente, mas desta vez com sua amiga inclusa.

   Luffy deu um convite para Coby e pediu para que ele fosse à festa de aniversário de sua filha e levasse Toby. Os dois aceitaram de bom grado.

   Os quatro piratas logo voltaram ao navio para ajudar Nami e os outros com os preparativos.

   Quando tudo estava finalmente pronto, Sabo e Luffy mandaram que todos, inclusive suas filhas, fossem dormir para terem forças para se levantar bem cedo.

   Mesmo com a ordem do pai, Lanny não conseguia dormir, pois estava muito animada e curiosa com o que receberia de presente de seu pai, o que era sempre uma surpresa para ela, já que agora seu pai era o Rei dos Piratas e o dono de uma imensa fortuna.

   Com a falta de sono, ela começou a irritar Sabine.

   - Sabi, você tá dormindo? - disse.

   - Agora não mais! - Sabine respondeu de forma grosseira.

   - Legal. Você não está animada para saber o que vai ganhar de presente amanhã!?

   - Aposto que não tanto como você, irmãzinha! Até mais porque meu aniversário já foi à três dias!

   Sabine, por mãos que parecesse frias às vezes, amava sua "irmã". Ela era três dias mais velha do que Lanny, mas as duas sempre faziam suas festas de aniversário no mesmo dia. Desta vez seria diferente: convidaram todos seus amigos e até os amigos de Luffy para a festa, pois no final do dia, Luffy deixaria que as duas saíssem pelos mares em busca de, bom, alguma coisa.

   - Para mim o que importa é a aventura! O que você gostaria de ser? - Lanny perguntou.

   - Acho que navegadora! E você? - Sabi respondeu; ela parecia estar feliz com a escolha que fizera.

   - Não sei, mas se eu for a capitã, prometo que vou nomeá-la imediata!

   A outra riu e logo disse, fazendo posição de soldado: - E eu aceitarei, Capitã Lanny!

   Então as duas, após conversar durante um bom tempo, resolveram ir dormir.


Notas Finais


Então é isso! Espero que tenham gostado do primeiro capítulo e que saibam que estou aceitando críticas e elogios!

Só mais uma coisinha: quem vocês querem que sejam as mães delas? Eu não iria citá-las, mas se vocês quiserem que elas apareçam, mandem aí!

Obrigada por lerem até aqui! ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...