História Gatuno: O nobre plebeu - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 11
Palavras 810
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - My Lady


O sol tinha começado a surgir preguiçoso. Fiquei olhando o dia vencer o breu pouco a pouco.

_Que bom te ver de pé tão cedo Gatuno. Espero que sua estadia nas celas da arena tenham sido agradáveis.-disse Banthor. Um homem alto,loiro de olhos ambar e uma tatuagem de escorpião na mão direita.

_Sabe por que estou aqui.-falei friamente ainda encarando o céu.

_Sempre tão carismático não é mesmo Gatuno.-debochou.

_Vamos logo com isso Banthor. Quanto antes eu fizer o serviço mais cedo eu me livro de você e do seu irmão!-falei irritado olhando fixamente para ele que riu mais uma vez antes de dar minha tarefa.

Desta vez eu terei de roubar algumas jóias em Andresh. Que maravilha... Sinceramente eu não quero fazer o serviço mas preciso de dinheiro sem contar que estou devendo isso a Aragorn faz um bom tempo. Suspirei audivelmente seguindo de volta para minha casa. Teria de viajar até Andresh que fica depois da Flor de Selva. Uma floresta que transborda perigos. Vou ser o mais rápido possível nessa missão e me livrar dos idiotas de uma vez por todas. Não suporto mais fazer esses serviços,sem contar que eles me pagam muito mal. Não é a primeira vez que vou até Andresh para roubar jóias já que é o reino mais rico dos três lados da Flor.

A Flor de Selva é imensa e tem dentro de si três reinos. Andresh,o mais rico,Longwitch o mais bem armado e Zionbaue,o mais farto por ter mais rios nas proximidades,as terras de lá são mais férteis. Uma pessoa normal leva cerca de duas semanas para atravessar a Flor,Ja eu levo cerca de quatro ou cinco dias. Por que? Ótima pergunta. O segredo é ir por cima. A Flor é traiçoeira e tem lugares que são um lamaçal infinito. Eu prefiro pular de árvore em árvore. Além de ser mais rápido é mais seguro.
 

_______4 dias e meio depois_______

Finalmente consegui chegar a Andresh. Estou morto de cansado e nem pude dormir direito. Tenho menos de duas semanas para retornar a Longwitch com as jóias ou serei caçado pelos três reinos. Aqueles dois malditos iram espalhar calúnias em meu nome é eu não terei como desmentir já que eles tem a confiança do rei. A lua iluminava as ruas vazias enquanto eu pulava por sobre os telhados. Trajava vestes totalmente pretas e um tanto justas com apenas algumas faixas cinza em meus pulsos e na cintura,como sempre usava também minhas botas da sorte feitas de couro marrom bem escuro. Para minha sorte,terá um baile em comemoração ao aniversário de uma bela dama muito conhecida nas redondezas,assim com apenas empregados nas casa fica mais fácil de pegar as jóias já que eles passam a maior parte do tempo na cozinha e lavanderia.

Entrei pela janela da primeira casa e me escondi atas da cortina. A empregada sequer suspeitou da minha presença é continuou a arrumar os vestidos no armário. Assim que ela saiu do quarto, abandonei meu esconderijo e fui até a penteadeira pegando todos os brincos,colares e anéis que encontrei colocando dendo de uma bolsa que eu mesmo fiz. Peguei também uma linda tiara de brilhantes e saltei para fora indo para a próxima casa. E assim seguiu a noite. Eu ia de casa em casa,vasculhava as penteadeiras e armários e depois saia cautelosamente.

Mas em uma das casas havia uma bela mulher,ruiva e de olhos azuis que estava a encarar a rua da sacada do que imaginei ser o quarto da mesma. De repente ela olhou para mim. Que estava no telhado da casa vizinha e sorriu. O sorriso mais encantador que já vi em toda minha patética vida. Não sei o que me levou a me aproximar dela,mas parecia que ela era um imã. Saltei do telhado pousando perfeitamente na sacada ao lado da bela dama que me não parou de me encarar um segundo sequer.

_Não ata tarde para estar aqui fora?-falei um pouco baixo por estar bem perto da ruiva.

_Um ladrão que assalta casas durante a madrugada não tem direito de julgar meus hábitos.-respondeu ela sorrindo.

_Qual teu nome My Lady?-falei deixando um beijo em uma de suas mãos.

_Sou Anne. E tu noturno trapaceiro. Qual teu nome?-disse simples.

_Meu nome não é digno o suficiente para teus labios o pronunciarem. Podes me chamar de Gatuno.

_Gatuno? Não és tu o ladrão que foi jogado na arena por roubar uma baronesa?

_Como podes tu saber tanto sobre mim bela Anne?

_Eu estava presente no dia que te jogaram na terra da arena para lutar contra um brutamontes. Devo admitir que és muito habilidoso.

_Agradeço teu elogio. Mas é aqui que me despeço de tua beleza. Ainda tenho muito trabalho esta noite.-disse eu roubando-lhe um beijo caloroso.-Espero te ver outra vez.-falei agora saltando para longe daquela sacada antes que ela pudesse dizer ou fazer qualquer coisa.


Notas Finais


Espero que que este capítulo tenha agradado a você nobre leitor. Nós encontramos na próxima postagem.

Bjs da maluca aqui o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...