História Gelado. - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yuri!!! on Ice
Personagens Georgi Popovich, Victor Nikiforov
Tags Drama, Tragedia, Yuri!! On Ice
Exibições 15
Palavras 565
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - Ato X


Um escândalo do tamanho do país!

Praticamente toda a Rússia, naquela noite, ficou sabendo que uma das patinadoras mais promissoras da mais famosa academia de dança no gelo, havia procurado, ilegalmente, realizar um aborto.

Tudo saiu errado, quando Anya não percebeu que foi reconhecida por algumas pessoas do bairro. Colocou as mãos sobre o rosto tentando esconder a estupidez de si mesma. Como podia ter se esquecido deste grande detalhe. Sentada ali, na delegacia, esperava horrorizada pela chegada de Yakov e Lili. Não tinha nem mesmo como agradecer por não ser presa, pois, apesar das autoridades terem liberado muitas mulheres que tentaram voltar atrás, arrependidas, Anya ainda não sabia se colocar os pés na rua agora, seria mais seguro que uma jaula na prisão.

Assim que Yakov e Lili chegaram foram direto de encontro a moça. Anya se levantou quando Lili se aproximou dela. Não esperava um abraço e ouvir um “Vai ficar tudo bem agora!”, mas, um fortíssimo tapa no rosto, também não estava em sua imaginária lista de sermões. Mesmo assim, Lili foi mais gentil que Yakov, que preferiu o silêncio; doloroso para aqueles que o merecem.

Os três foram direto para a academia.

Mesmo entrando pelos fundos dos fundos do prédio, reportes e todo o tipo de paparazzis surgiam em toda parte; parecia que brotavam do nada. Anya nem se deu ao trabalho de cobrir o rosto, como fez Yakov e Lili, na verdade, ela sabia que merecia.

Quando finalmente conseguiram entrar, mais uma vez Anya se arrependeu de estar fora da delegacia. Uma fila de patinadores esperavam a sua chegada; muitos deles carregando malas. Ela viu Yakov e Lili se abraçarem desolados. Não se atreveu a perguntar o que estava acontecendo ali, até mesmo porque não precisava; ela sabia. Com um escândalo desses, os patinadores, principalmente os veteranos, se recusariam a ficar na sua presença.

“Não se preocupem, eu vou embora!” a moça logo se apressou a dizer enquanto não conseguia evitar de chorar. “Eu juro que vou sumir e nunca mais vão ter que me ver de novo.” Ela se assustou quando ouviu um “Você não vai embora; vocês, vão!” enquanto o batucar da madeira sobre o piso, ecoava no silêncio mortífero dos presentes. Victor saia de uma porta caminhando com suas muletas. Seus olhos estavam inchados e vermelhos, além da face estar manchada por lágrimas. Ele parou perto de Anya se apoiando na madeira e a surpreendeu com um abraço, meio desengonçado pela falta de equilíbrio. Mesmo que devesse, não conseguiu corresponder ao abraço de Victor, que pareceu não se importar com isso. Não que não quisesse agradecer pelo único apoio que recebeu, mas, foi justamente por isso. Anya não se sentia digna de tocar em Victor naquele momento. Tudo o que ela pode fazer foi derramar um profundo e realmente sincero, “Perdão!”

“Não me peça perdão, não foi você quem me traiu; nem ele!” Victor complementou a frase se referindo a Georgi. “ O único culpado fui eu, que me iludi, com um amor, que nunca teria um final feliz.” Victor se afastou ajeitando-se novamente e voltando a caminhar.

“ Eu prometo, Victor que um dia vou escrever sobre a sua história de amor!” Anya não se conteve e, essa, foi a única maneira que lhe veio a mente, de tentar agradecer.

“ A minha tragédia você quis dizer.” Victor sorriu minimamente voltando a caminhar saindo do prédio.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...