História Gelado. - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yuri!!! on Ice
Personagens Georgi Popovich, Victor Nikiforov
Tags Drama, Tragedia, Yuri!! On Ice
Exibições 14
Palavras 442
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Ato XI


Georgi correu pela corredor vazio do último andar.

Já havia dois dias que ninguém conseguia manter contato com Victor. Nesse meio tempo, Georgi, desgostoso e destruído, se recusou a falar, ver ou mesmo apenas ouvir o nome de Anya. Foi quando Victor ligou em seu celular pedindo que o rapaz viesse se despedir. Georgi sabia que teria que ir embora, partir com Anya para longe, até a poeira baixar. Não se conformava em como Victor aceitou tudo assim e que, naquela mesma noite, antes de deixar a academia, o fez prometer que cuidaria de Anya e do bebe, ao qual fez questão de dizer que tinha certeza absoluta que seria uma linda menina com os olhos tão belos quanto os do pai.

Assim que chegou a porta do quarto onde Victor estava hospedado, segurou a fechadura e pegou as chaves reserva que conseguiu com Lili.

Mas ao girar a maçaneta, a porta simplesmente se abriu. A música tocou e seu coração acelerou.

Georgi entrou no lugar escuro e frio. O aquecedor parecia nunca ter sido ligado, pois o frio ali dentro era bem mais intenso. As cortina estavam todas fechadas, exceto por uma, bem ao centro, onde uma cadeira de madeira estilo medieval fora colocada para que o homem sentado ali, pudesse observar a neve cair lá fora.

Com extremo receio, Georgi caminhou até lá e deu a volta pela cadeira. Victor estava sentado ali. Ele vestia seu belo figurino da última competição em que participou, onde subiu no lugar mais alto do pódio. Por um momento, temeu pelo pior e teve medo de tocá-lo.

“ Mais perto!” o som fraco saiu dos lábios finos. Victor exibiu suas belas safiras, que brilharam com a luz que entrava pela janela. Georgi se ajoelho deitando-se em seu colo e chorando muito. Pediu perdão dizendo que sempre o amou, mais que tudo nessa vida, e que seria a última vez que partiria o seu coração.

Victor sorriu fraco e uma lágrima desceu silenciosa, em seu rosto que permanecia impassível. “ Não se preocupe, meu amor… ” Victor tocou suave os lábios de Georgi puxando seu rosto para um beijo tenro, mas profundo. Georgi se afastou perturbado, sentindo um gosto metálico. “ Não há mais o que se partir dentro de mim!”

Os olhos de Victor estavam moles e se perdiam nos de Georgi. Um frasco, particularmente grande de remédio, caiu das mãos que, agora, perdiam as forças. Seus olhos saíram de foco, antes de se fecharem por completo.

Victor deixou que as palavras saíssem livres pelos lábios gelados, que forçavam um último sorriso.

“ Meu corpo está frio, mas meu amor por você ainda queima.”



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...