História Gelado. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yuri!!! on Ice
Personagens Georgi Popovich, Victor Nikiforov
Tags Drama, Tragedia, Yuri!! On Ice
Visualizações 49
Palavras 813
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Ato III


 Durante o programa curto realizado na China, Georgi estava, mais uma vez, abalado pelo inevitável reencontro com o agora técnico, Victor Nikiforov. Não havia mais motivos reais pra toda aquela agitação. Eles estavam separados definitivamente. Com a distância que Victor vinha mantendo, era fácil fugir do passado. Mas, sempre que seus olhos se cruzavam, as memorias encontravam uma passagem secreta e escapavam por elas. Georgi até pensou em mudar seu tema para este ano, mas com o fim do relacionamento com Anya, não via motivos para despertar nenhum tipo de desconfiança nos colegas de patinação. Sem contar que patinadores devem se espelhar em seu interior para terem uma boa performance. E quando Georgi olhava para dentro de si, um coração partido era exatamente tudo o que lhe havia restado.

O locutor anunciou o russo, e não foi surpresa para ninguém saber que Georgi usaria tal tema, uma vez que, todos ali, ainda comentavam sobre o recente término do namoro dele com Anya.

Mas a música sim, surpreendeu. E não foi o público.

“ Georgi Popovich patinará ao som de “”I Won't Let You Go”, o narrador do evento anunciou sendo seguido por um coro de, palmas e assovios vindos da plateia. Um outro ponto surpreendente, foi o fato de que Georgi não usava maquiagem alguma, e sua roupa se parecia muito com as que vestia nos treinos, tinha poucas pedras, adereços e era bem simples; comparado aos seus antigos figurinos.

Novamente sozinho Georgi se deixou levar pelo passado, onde ele tentava mudar o triste final do fim de um relacionamento que, se as palavras certas tivessem sido ditas, teriam tido um final feliz.

“ Eu quero que você me veja, exatamente como nos aproximamos daquela vez; durante os treinos. Quero que goste de mim como homem, e não como patinador. Que me ame fora deste mundo gélido.” mesmo que suas palavras fossem apenas pensamentos vazios e solitários agora, ele precisava muito se focar, para ser levado pela melodia.

A música começou e logo Georgi foi completamente envolvido por uma onda de sentimentos. Eles transbordavam por todos os lados, fazendo o patinador querer chorar.

Victor, que geralmente passava todas as apresentações dos outros patinadores confortando Yuri, parou no meio do caminho ao ouvir o refrão.

 

“E se for amor, apenas sinta

E se há vida, veremos

Esta não é a hora de ficar sozinha, sozinha

Sim, eu não vou te deixar ir, uh...”

 

Victor retirou as mãos dos ombros do japonês, mas permaneceu ali, ainda de costas, sem nem ao menos se mover. Se deixou levar pela letra, e fechou os olhos. Alguns patinadores que estavam por perto, olharam curiosos o técnico se dirigir até a entrada do ringue, o que não costumava fazer a não ser que o próprio Katsuki estivesse lá.

Georgi teve que usar o triplo da força que possuía para continuar a se mover pelo ringue ao ver Victor ali.

 

“Se o céu estiver caindo

Apenas pegue minha mão e segure-a

Você não tem que ficar sozinha, sozinha

Sim, eu não vou te deixar ir, uh”

 

Neste momento, Georgi passou por Victor estendendo os braços e se ajoelhando no gelo, como pedia a coreografia da música. Seus olhos, mesmo embaçados pelas lágrimas, puderam notar Victor levantar a mão e estendê-la, discretamente, em um movimento tímido e quase que automático para alcançá-lo.

 

“Abra

Abra seu coração para mim agora

Deixe tudo derramar

Não há nada que eu não possa aguentar”

 

E como o próprio Victor mesmo sempre dizia, “patinadores possuem corações frágeis.” No exato momento em que seus olhos mais uma vez se encontraram,Victor derramou uma lágrima e Georgi não aguentou; começou a chorar no meio da apresentação. Perdeu o equilíbrio em dois saltos, indo ao chão no segundo. Com toda a dignidade esperada de um bom profissional, Georgi rapidamente se levantou.

“ Não se abale, eu sei… sei que se você pudesse, você seguraria a minha mão agora.” essas palavras não pareceram assim tão vazias e sem sentido para Georgi, que se lembrou dos tombos do passado, onde Victor foi sempre o primeiro a estender a mão.

De alguma forma Georgi conseguiu terminar seu programa.

“ Georgi Popovich, entrando de cabeça no personagem e emocionando o público com uma linda declaração de amor, ao vivo!”

Georgi olhou ao redor assustado. Será que foi tão óbvio assim aos outros presentes ali, que ele acabou chamando a atenção de Victor? Começou a ficar preocupado com os olhares e comentários que surgiam por todos os lados. No entanto, foi completamente pego de surpresa quando Anya veio correndo e se atirou em seus braços o beijando bem de leve. Rapidamente, o casal foi coberto pelos holofotes e por vários reportes, querendo fazer uma foto com os dois juntos.

Georgi buscou com o olhar qualquer sinal de Victor, mas a última visão que teve, foi a do homem saindo abraçado ao japonês, que parecia consolá-lo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...