História Gelado. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yuri!!! on Ice
Personagens Georgi Popovich, Victor Nikiforov
Tags Drama, Tragedia, Yuri!! On Ice
Exibições 27
Palavras 290
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Ato IV


Em uma fria manhã, enquanto treinava solitário, recebeu uma ligação. O número não era familiar, mas, a origem da chamada, fez com que o russo a aceitasse automaticamente.

– Georgi?

Assim que ouviu seu nome sendo pronunciado do outro lado da linha, Georgi sentiu que as palavras se perderiam. Mesmo assim, o chamou pelo nome para que, pelo menos, ele soubesse que ainda estava ali.

– Victor…

A ligação foi feita de Tóquio, Japão. Era Victor.

Do outro lado, o ex namorado parecia ter tanta dificuldade para falar quanto ele. Coisas como: “tudo bem com você?”, “como você está?” e “ o que você tem feito ultimamente?” pareciam banais demais para serem usadas na tentativa de quebrar aquele silêncio torturante.

– Estou indo para a Rússia semana que vem… eu posso ir ai te ver?

Georgi sorriu feliz não contendo as lágrimas. Se havia uma coisa das muitas que sempre admirou em Victor, era sua capacidade de ser direto e verdadeiro. Ainda com muitas dúvidas e com o coração cheio de medos, sua resposta se limitou a um simples, “claro, venha!” que foi pronunciado da forma mais indiferente possível.

Georgi sabia perfeitamente que Victor nunca soube ler as pessoas sem olhar diretamente para elas. Victor era do tipo que precisava de todo o contato possível para avaliar alguém; principalmente o visual. Mas, ele, era completamente diferente de Victor. Georgi aprendeu a ler nas entrelinhas. Bastava escutar o timbre da voz, o movimento incomum das mãos, o posicionamento da sobrancelha; uma simples letra escrita no papel. Tudo isso era visto como um sinal de estado emocional para Georgi. E nesse dia, Georgi não gostou do som da voz de Victor. Não que não fosse doce e convidativa o suficiente, mas estava carregada de sofrimento. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...