História Gelado. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yuri!!! on Ice
Personagens Georgi Popovich, Victor Nikiforov
Tags Drama, Tragedia, Yuri!! On Ice
Exibições 26
Palavras 1.067
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Ato VI


Depois de tanto tempo, estar tão próximo assim a Victor mexia completamente com o psicológico de Georgi. Os olhos azuis como o gelo; havia um brilho intenso de desejo neles. Victor parecia dominar a gravidade, pois todo seu corpo o atraia com uma força sobre-humana.

Georgi, apesar de viver grande parte de sua vida preso em contos de fadas, sempre conseguiu separar os sonhos da realidade. Victor não era mais real, ele agora fazia parte de um sonho que passou, e se perdeu no tempo. Se ele acreditava mesmo nisso? Não, mas desenterrar todo o passado de ambos, só traria mais sofrimento. E sofrimento agora, era tudo o que Victor não precisava. Se afastou da investida de Victor, e apenas o abraçou, confortando-o.

– Não precisa mentir para mim, Victor! Eu sei o quanto você sempre amou a patinação.

– Tanto que, mesmo quando você parou de surpreender o público, foi correndo renascer como técnico. - Anya acabou os surpreendendo com sua aparição repentina. A moça, mesmo sendo desagradável a princípio, se abaixou abraçando Victor, que educado como sempre foi, retribuiu a atenção. – Não se preocupe Victor, sempre haverá um lugar para você entre nós.

Para Georgi que aquela frase foi uma uma tentativa irônica de ser educada com Victor.

– Como soube que estaríamos aqui? Georgi não conseguiu guardar segredo? - Victor tentou usar seu tom brincalhão ao se dirigir a Georgi, mas, seu semblante falhou, demonstrando um pouco de frustração.

A moça sorriu enigmática dizendo que Georgi não havia mencionado nada sobre encontrá-lo aquela noite, caso contrario, ela nem estaria ali. Mas, confessou que eles costumavam se encontrar no mesmo lugar e no mesmo horário quando terminavam as apresentações.

Se algum dia na vida, Victor tentasse imaginar como seria levar a picada de uma víbora, se lembraria de Anya. Aquelas palavras entraram feito presas venenosas e se espalharam, causando em Victor, uma onda de fúria.

A moça continuava a sorrir satisfeita pela sutil provocação.

Logo uma gritaria invadiu o local. Yuri Plisetsky, Mila, Yakov e Lili, a nova técnica de Yuri, chegaram apressados, todos querendo muito rever Victor. Foi uma cena típica de drama. Como Lili estava hospedada temporariamente no mesmo hotel que Victor, ela disse que soube como achá-lo. Victor teve que ficar consolando Mila diante a falha tentativa de Yuri ajudá-la a conter as lágrimas, uma vez que o garoto chorava mais que ela. Yakov também não teve muito sucesso em se segurar. Abraçou o ex patinador deixando uma ou outra gota cair. Lili também o abraçou e ficou dizendo o quanto a vida era injusta com os melhores artistas.

Victor queria acabar logo com todo aquele monte de drama. Além de estar frustrado por não poder ficar sozinho com Georgi, ainda tinha o fato de que não queria tocar no assunto do seu pequeno incidente com o pé. Disse que os acompanharia para um drink, em comemoração ao seu retorno.

Todos começaram a sair, tentando acompanhar o ritmo lento de Victor. Era realmente difícil andar naquele tipo de piso com as muletas.

Victor se surpreendeu quando Georgi se aproximou, o apoiando pela cintura. Ele pegou as muletas e as entregou a Yakov. Victor corou muito quando Georgi disse um “deixa que eu te levo!” e o pegou no colo, como se fosse uma das princesas de suas peças. Trocaram um olhar um tanto intenso para dois homens que não estavam sozinhos, em um lugar onde havia a presença de muitos espectadores.

Yakov e Lili trocaram olhares significativos. Yuri apenas corou desviando os olhos dos dois, Mila não conseguiu segurar seu hummmmm, fazendo Victor e Georgi acordarem de seu transe, ambos sorrindo sem graça com a situação. Somente Georgi, por ser um pouco mais observador e por conhecer a inveja no coração da ex, é que notou um brilho de ódio nos olhos de Anya.

Todos beberam, conversaram um pouco sobre a possível volta de Yakov e Lili, que insistiam em dizer que eram apenas bons amigos agora. Anya falava que Lili estava só fazendo charme, e que queria sim, reatar seu antigo relacionamento com o técnico. Ela insistia que relacionamentos poderiam ser salvos quando as duas pessoas vivem em um mundo em comum. Anya lançou um olhar discreto a Victor, e o ex patinador sentiu como se a moça quisesse deixar bem claro que ele não pertencia mais aquele mundo; e isso incluía Georgi. Yuri começava a gritar com Victor perguntando se ele ainda estava criando “leitões”.

Anya comentava sobre seu velho sonho de infância de se tornar escritora e, um dia, poder publicar uma linda história de amor. Georgi riu seco dizendo que o máximo que ela poderia escrever era uma tragédia. Victor riu, mas disse a moça para escrever sobre ele algum dia. “ Um lindo romance quem sabe?” o ex patinador riu arrancando uma carranca da mulher, que o olhou enciumada. “ Ou uma tragédia, quem sabe?” ela continuava a espetá-lo. “Talvez os dois.” Victor olhou para um ponto qualquer perdendo um pouco o foco da conversa.

Como logo o clima começou a ficar desconfortável para Victor e Georgi. Anya, apesar de não beber muito, não parecia ter que contar com algumas doses a mais para se tornar inconveniente. Ela ficou um bom tempo jogando indiretas, não tão indiretas, de que Victor teve outros motivos para ir ao Japão treinar o jovem Katsuki. Mesmo que a moça estivesse tentando causar intrigas, Victor sabia que realmente, havia outro motivo para ele ter ido ao Japão.

Georgi, apesar de insistir em levar Victor até o hotel onde ele estava hospedado não conseguiu acompanhá-lo, já que Lili estava hospedada no mesmo lugar que Victor; ficaria muito na cara que ele estava correndo atrás do ex patinador.

Anya foi a primeira a se separar do grupo.

– Boa noite a todos! - ela se despediu, mas antes de realmente deixar o lugar se virou para Georgi com aquele brilho doentio nos olhos.

– Ah e Georgi, não exagere! Não se esqueça que nós teremos uma apresentação amanhã.

Os sorrisos de todos ali se fecharam dando lugar a uma expressão de desgosto e chateação. Victor até notou isso, mas, resolveu não perguntar o porque de tanto pessimismo com uma competição. Tinha certeza que tudo isso era por causa de sua atual incapacidade, e não queria voltar de novo no mesmo assunto.

Lá no fundo, Georgi agradeceu por Victor parecer não se interessar tanto pela apresentação. Isso evitaria grandes problemas.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...