História Gelobo X Doggo - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Doggo, Frisk, Napstablook, Papyrus, Sans, Toriel, Undyne
Tags Bishounen, Comedia, Ficção, Furry, Hentai, Romance, Shonen-ai, Undertale, Universo Alternativo, Yaoi
Exibições 44
Palavras 1.367
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lemon, Magia, Romance e Novela, Sci-Fi, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Parte final da saga Halloween !

Capítulo 17 - Halloween (Parte 3)


Fanfic / Fanfiction Gelobo X Doggo - Capítulo 17 - Halloween (Parte 3)

                                                         P.O.V.: Gelobo

 Aquela sombra simplesmente desapareceu ! Ele levou o Doggo ! Eu fiquei muito assustado.

  Gelobo: Doggo ?! Onde você está ?! – Mas meu grito não teve resposta. Eu procurei por todo lugar mas NADA ! Nenhum sinal de meu precioso Doggo ;-; . Mas havia uma outra sala que eu não havia procurado, o Ivan decidiu ir comigo, por que a sombra atacará quem estiver sozinho. Eu entrei e era a sala de estar. Tinha lareira, sofás e mesas espalhadas e um quadro perturbador de uma mulher, mas os olhos daquela mulher estava mortos !

  Ivan: Gelobo, a gente nem se conhece direito, mas fica BEM perto de mim ?

  Gelobo: Gelobo acha que é uma boa ideia. – Eu fiquei colado nele. Bem, eu estava procurando alguma pista sobre qualquer coisa, até que ouvi uma moeda cair.

  Ivan: Olha ! Uma moeda ! – Ele se afastou de mim pra pegá-la.

  Gelobo: Ei ! Fica perto ! – Eu ouvi um livro caindo de uma estante atrás de mim. Eu não sabia mais se Deus existia.

  Gelobo: Ei, Ivan, vamos... – Eu olhei pra frente e Ivan não estava lá ! Ele simplesmente sumiu com o vento.

  Gelobo: I-Ivan ?! O-onde você está ? – Eu ouvi algo em cima de mim:

  ?????: até a próxima. – Eu olhei pra cima e tinha uma sombra em cima do lustre ! Aquela sombra era menor que a outra, era super ágil e tinha uma voz mais fina que a outra. Dava pra ver seu sorriso maléfico brilhando na escuridão. Ela pulou para um canto da sala e SUMIU DO NADA. Eu corri para os outros e contei o que aconteceu. Todo mundo decidiu ficarmos completamente colados. Mas alguns davam de idiotas e sumiam ! Uma hora, deu pra ouvir a porta se abrir sozinha. Nós fomos ver e ela realmente abriu ! Mas eu achei suspeito. ASRIEL correu até a porta pra fugir.

  Gelobo: É UMA ARMADILHA ! (IT’S A TRAP) – Ele passou pelas portas e elas fecharam devagar, antes de fechar completamente, deu pra ver uma sombra passando atrás de Asriel, e ele sumiu ! Eu fiquei muito bravo e chocado ! Pegaram a porra do Asriel !
 Depois de alguns minutos, ouvimos vários passos. Na sala ao lado que era a cozinha. Abrimos a porta todos de uma vez e MEU TOBY DO CÉU ! Oque que eu testemunhei ! Era Lorena e Doggo, Lorena estava deitada no chão, com sua barriga aberta, e as entranhas dela saindo do lado dela. Tinha sangue no chão inteiro. E na mesa... estava o Doggo em cima de um prato gigante. Completamente arranhado e sangue por todo lado. Minha garganta secou. Eu vomitei na lixeira que tinha ao lado, e depois desmaiei.
 Depois de um tempo eu fui acordado pela Alphys (ela estava lá). Só estava eu ela na mansão.

  Alphys: Gelobo ! Acorde por favor ! Eu não quero ficar sozinha !

  Gelobo: Ãhn ? Oque ?

  Alphys: Quanto mais pessoas somem, mais rápido é pra sumir alguém, e mais sombras aparecem. Primeiro em dezenas de minutos, depois em alguns minutos, depois um minuto, depois alguns segundos. E só está eu e você aqui !

  Gelobo: A-ai meu Toby. Já sei... ficamos ficar COMPLETAMENTE abraçados pra não nos separarmos e desaparecermos. É o único jeito. – Ficamos na sala de estar, sentados e completamente parados.

  Gelobo: A-Alphys. - *barulho*

  Alphys: S-sim ? - *barulho*

  Gelobo: Gelobo só quer dizer que se ele morrer, ele agradece por fazer as lentes do Doggo. Sem elas, ele não teria uma vida boa com o Gelobo. - *barulho*

  Alphys: Se eu morrer, diga para a Undyne que Anime NÃO é real ! - *algo cai*

  Gelobo e Alphys: ........

  Gelobo: Não....

  Alphys: ... ?

  Gelobo: Gelobo vou lutar contra essas sombras idiotas !

  Alphys: Você vai morrer !

  Gelobo: Não vou não. – Eu deixei de abraça-la e levantei, eu virei de costas e ela sumiu. Até que depois de alguns segundos. Todas as sombras apareceram ao meu redor, andando até mim. Eu olhei para a primeira sombra que é a maior.

  Gelobo: Vem até Gelobo ! Ele vai taca-le pau em você ! – As sombras se aproximavam, ficando apenas 2 metros perto de mim, até que eu percebi que eu não poderia lutar contra TODOS eles. Eu comecei a tremer, e ficando sem ar. Eu desmaiei, com as sombras em cima de mim...
 Depois de um tempo. Eu acordei no chão. E as sombras estavam lá em cima de mim, me encarando. Eu me encolhi de lado e comecei a chorar.

  Gelobo: P-Porfavor. Não machuquem Gelobo.

  Sombras: Não, não ! Não vamos mais te machucar. - Eu olhei pra cima, apontando a luz do meu celular e.

  Gelobo: ASGORE ?!?!?!? – A sombra maior era o Asgore, e as outras sombras eram outros monstros.

  Gelobo: OQUE CARALHOS ESTÁ ACONTECENDO ?!!??!

  Sans: Pegadinha da sobrevivência ! Alguns de nós bolamos uma pegadinha pra “sequestrar” os mais expostos, e quando sobrar o último, ASSUSTÁ-LO ATÉ A MORTE ! Mas você desmaiou, e quando alguém desmaia na pegadinha  é porque a porra ficou muito séria.

  Gelobo: Gelobo não acredita nisso ! E a Lorena e o Doggo todos mortos ? Pera... CADÊ O DOGGO-SENPAI ?!

  Doggo: Eu tô aqui. – Eu virei de costas e ele estava lá. Eu o abracei muito alegre de vê-lo.

  Gelobo: Você estava morto !

  Doggo: Já ouviu falar em maquiagem ? Bobão.

  Gelobo: Ugh. *tapa na cara do Doggo* Isso é por você me assustar assim. *tapa* E isso é por que eu estou com raiva. Vamos pra casa logo seu jumento.

                                                                P.O.V.: Doggo

 “CARALHO ! Eu não sabia que ele ia levar a essa forma... eu me sinto um idiota agora.” Eu pensei. Quando ele me deu o primeiro tapa, todo mundo ficou completamente chocado e silencioso. Ele pegou muito forte no meu braço e me levou até a porta da frente. A porta tava trancada, mas mesmo assim ele deu um chute na porta que quebrou a porta como se fosse nada ! Ele fica uma verdadeira fera quando ele tá bravo. Ele me levou para o seu apartamento e imediatamente começou a gritar comigo quando fechou a porta.

  Gelobo: Oque é que você tinha em mente ? Você achava mesmo que Gelobo ia gostar daquilo ? Gelobo te odeio muito ! Você sempre tem essas brincadeirinhas! BLÁ BLÁ BLÁ BLÁ BLÁ ! – Ele finalmente parou de gritar e sentou em seu sofá. Tava saindo fumaça de suas orelhas (não literalmente né). Eu decidi animá-lo, e fazer ele me perdoar. Eu fui atrás dele no sofá e abracei ele.

  Doggo: Você não pode ficar bravo assim comigo.

  Gelobo: AÉ ? E por que não ? – Eu fui na frente dele e o abracei completamente.

  Doggo: Porque você me aaaaaama. – Ele me abraçou também, mas fraco.

  Gelobo: Gelobo ainda te odeia.

  Doggo: Odeia não, você tá falando na terceira pessoa. E eu sei que você não bateu em mim com toda força. – Ele colocou minha cabeça em frente a dele.

  Gelobo: Oh ! Verdade ! Gelobo te machucou ?

  Doggo: Já levei pior. E você está preocupado comigo. :3

  Gelobo: ... *meio-sorriso* Acho que eu não te odeio mesmo *beijo*. Eu te perdoo. Mas não faça mais isso !

  Doggo: Mas eu posso fazer ! A qualqueeeeer momeeeento. *barulho de fantasma*.

  Gelobo: Ahaha. Sai dessa.

  Doggo: Ah, eu era aquela sombra que capturou o Ivan.

  Gelobo: Você ? Você é muito rápido.

  Doggo: Nunca fui o mais forte na Guarda Real, mas eu era o mais ágil e flexível. E também, eu não entrei na festa sabendo que tinha uma pegadinha. O Asgore me capturou e explicou sobre ela no sótão. Foi ele, Toriel e o Sans que bolaram a pegadinha.

  Gelobo: O Asgore ? Gelobo pensou que ele era mais sério que isso.

  Doggo: Não, ele disse que achava tediosa a vida na superfície. Aí ele entrou nessa de pegadinhas com a Toriel e o Sans.

  Gelobo: Vida tediosa na superfície não existe com você ao lado do Gelobo. *morde meu pescoço*.

  Doggo: Ai karai ! *morde o dele*

  Gelobo: Agora você vai virar um lobisomem-vampiro.

  Doggo: E você um vampiro-lobisomem. >:3

                                                                         Continua...


Notas Finais


Por favor, comente o que achou dessa saga ! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...