História Gelobo X Doggo - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Doggo, Frisk, Napstablook, Papyrus, Sans, Toriel, Undyne
Tags Bishounen, Comedia, Ficção, Furry, Hentai, Romance, Shonen-ai, Undertale, Universo Alternativo, Yaoi
Exibições 44
Palavras 949
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lemon, Magia, Romance e Novela, Sci-Fi, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


:/

Capítulo 18 - Lorena se fode


                                                                      P.O.V.: Lorena

 Eu fiquei chocada ao ver o Gelobo bater no Doggo ! Eu fiquei triste também, por que eu pensei que eles iam terminar de uma vez ! Mas eu contatei o Doggo e felizmente está tudo bem.
 O meu relacionamento com Ivan anda muito bem, já faz algumas semanas, a gente já contava alguns segredos entre nós. Mas eu ainda queria saber por que ele fica estranho e começa a correr como se tivesse alguém perseguindo ele do nada. Mas talvez eu descubra, por que hoje eu ia na casa dele pra “assistir um filme” ! Nós marcamos de eu ir lá, e estaremos so-zi-nhos. Eu estava bem ansiosa, mas bem confiante também. A casa dele é quase do outro lado da cidade, que felizmente é uma cidade tamanho média. Eu toquei a campainha da casa dele que é SUPER ENORME e ele abriu imediatamente.

  Ivan: Lori !

  Lorena: Ivy ! *abraça* - Ficamos íntimos o suficiente para nos chamarmos assim. E só pra contar, estávamos com as fantasias.

  Lorena: Você abriu a porta rápido.

  Ivan: Eu estava te esperando... Me segue. – Ele me levou para o seu quarto que era o tamanho do meu apartamento inteiro !

  Lorena: Que casa humilde você tem. Você deve ter várias roupas lega... – Eu abri a porta do armário dele e tinha várias dakimakuras lá.

  Lorena: Ivan, que porra é essa ? AHAHAHHAAHHA. – Ele imediatamente fechou.

  Ivan: Não é nada ! Não me julgue ! – Eu fiquei no chão, chorando de rir. Ele sentou na sua cama, que era de frente a uma TV 4K de 100 polegadas ! Eu nunca vi uma TV tão grande na minha vida ! Eu também sentei na cama.

  Ivan: Então, oque você quer ver ? – Ele abriu a Netflix na TV.

  Lorena: Bem... que tal Toy Story 4 ? Estreiou 4 meses atrás.

  Ivan: AAHAHHAHAHAHAHAHHA – Ele não parava de rir.

  Lorena: Não é filme SÓ pra criança ok ? Não julgue uma boa história pela maneira que é contada. E aposto que você chorou no 3.

  Ivan: Não, não, hehe... eu também gosto de filmes de animação, principalmente Pixar e Disney. É que eu pensei que você ia falar pra assistir um filme meloso como A culpa é das estrelas, ou Crepúsculo. E você acertou, eu chorei no 3. É muito difícil não chorar.

  Lorena: Nah, eu não gosto de filmes assim, prefiro de ação ou comédia romântica. E eu vi a sinopse do Toy Story 4 e parece que o Woody vai tentar reencontrar a Betty, que sumiu no 3.

  Ivan: Parece interessante, então vamos ver. – Nós fomos para trás da cama para nos sentar com o travesseiro atrás de nós, vendo o filme. Foi muito engraçado e claro que teve partes tristes, em uma parte triste:

  Lorena: Meu Deus... acho que vou chorar. – Eu olhei para o Ivan e embaixo dos olhos da fantasia estava molhado, ele estava chorando. – Você tá chorando ?

  Ivan: Não, são essas drogas de ninjas cortadores de cebolas. – Ele colocou sua mão dentro do  pescoço da sua fantasia pra limpar as lágrimas.

  Lorena: Não sabia que você era fresco.

  Ivan: So não, oxi. >:’(

  Lorena: AAHHAAHHA.

 Numa parte romântica:
 Ele colocou seu braço no meu ombro, e me apoiou nele. Eu fiquei vermelha.
 Depois de ver o filme, jogamos um pouco no seu PS5, ele sempre ficava com raiva por que eu apertava apenas um botão e eu sempre vencia. Depois ficamos conversando normalmente. Mas eu queria ver como ele era “de verdade”.

  Lorena: Ei, Ivan.

  Ivan: Hm ?

  Lorena: P-por que você não tira a fantasia... pra eu ver como você é de verdade ?

  Ivan: Oh... bem... tudo bem... mas só se você fazer o mesmo.

  Lorena: Ok.

  Ivan: Eu vou no banheiro tirar e você tira aí enquanto eu estiver lá. – Ele foi tirar, eu comecei a tirar minha fantasia e também comecei a tremer. Eu não ligo muito pras aparências. Mas eu pensei: “E se eu preferir ele na fantasia do que de verdade ?”. Eu tirei completamente.

  Lorena: Você já tirou ?

  Ivan: Sim.

  Lorena: Então pode vim... – Ele saiu do banheiro. Ele era um mulato, cabelo ondulado, com uma pinta no lado esquerdo no nariz. Eu vi algo familiar nele. Ele começou a se aproximar devagar.

  Ivan: E-esses olhos.

  Lorena: Esses cabelos.

  Ivan: Essas sardas na bochecha.

  Lorena: E essa pinta no nariz. – Ele começou a abri os braços e eu imediatamente o abracei.

  Lorena: ZACK !

  Ivan: LORENA !

  Nós: Eu não acredito que é você ! – Acontece que, quando eu era criancinha eu fiz um amigo chamado Zack, com cabelos ondulados, e eu sempre zombava dele por causa da pinta no nariz.

  Ivan: Faz tanto tempo !

  Lorena: Eu senti saudades ! – Ele teve que se mudar meses depois que eu conheci ele.

  Lorena: Aconteceu tanta coisa desde que você se mudou !

  Ivan: Eu sei boba, eu sou Ivan... lembra ?

  Lorena: Oh... sim. – Eu comecei a ficar triste, por que eu percebi que eu preferia ele na fantasia. Também porque eu estava mais acostumado.

  Lorena: Desculpe...

  Ivan: ... Acho que... Eu também prefiro você na fantasia.

  Lorena: ... Eu tenho que ir.

  Ivan: Ahn ?

  Lorena: Eu tenho que ir. – Eu desci as escadas (por que o quarto dele é no segundo andar) e tentei abrir a porta, mas ela estava trancada. Então eu taquei o foda-se e sai pela janela. Eu fui correndo para o meu apartamento. Eu me joguei na cama e comecei a chorar.

  Lorena: Por que eu sou assim ? Por que ? – Meu celular tocou, e era o Ivan, eu fiz algo que nunca fiz antes. Eu REJEITEI a chamada.

                                                                  Continua...


Notas Finais


Por favor, comente o que achou desse capítulo, por que me motiva muito <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...