História Gêmeas Evans - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Avery (Marauder-era), Charlus Potter, Dorea Black, Euphemia Potter, Fleamont Potter, Lílian Evans, Lucius Malfoy, Marlene Mckinnon, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Órion Black, Petunia Dursley, Pomona Sprout, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Rabastan Lestrange, Regulus Black, Remo Lupin, Rodolfo Lestrange, Rolanda Hooch, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter, Valter Dursley, Walburga Black
Visualizações 59
Palavras 1.804
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi amores! Desculpe a demora... Estou tendo alguns problemas em realizar a história...mas eu fiz esse capítulo e acho que ficou muito bom! Espero que gostem!

Capítulo 16 - Capítulo 16- Sono


P.O.V Ambrose Evans

Lily está estranha. Tenho absoluta certeza. E para comprovar isso eu tenho uma série de argumentos muito bem selecionados para afirmar isso:

1°) Lily está usando batom (gloss) com mais frequência.

2°) Sorrindo mais do que o comum.

3°) Acordando cedo

4°) Bom-humor rotineiro.

Não que minha irmã seja uma bruxa anti-social que não gosta de se arrumar e dorme mais do que o necessário. Nada disso. Apenas uma fase estranha. E acabei indo confrontar a mesma.

-Você está me assustando- sussurrei para ela durante a aula de DCAT.

-Por quê?- questionou ela com os olhos arregalados em minha direção.

-Oras! Não se faça de boba- falei um pouco mais alto do que o previsto recebendo um olhar furioso do professor- sei muito bem de que você está fazendo alguma coisa bem suja e não quer me contar.

-Eu não estou fazendo nada!- disse ela em defesa. Mentirosa.

-Se você não quer me contar, tudo bem- falei relaxando meus ombros- mas como uma boa curiosa, irei descobrir.

-Quem está se fazendo de boba agora é você, cara irmã- avisou ela- não tem segredo algum.

E por sorte da ruiva o sinal tocou fazendo com que os alunos saíssem apressados da sala. Iremos para nossa aula de poções, e o professor não tolera atrasos.

-Amber!- chamou Sirius atrás de mim.

-O que foi Black?- perguntei amarrando meus cabelos em um rabo de cavalo firme.

-Você esqueceu seu livro- disse ele me entregando- posso saber qual o motivo da senhorita estar saindo rápido assim da sala?

-Eu tenho minhas coisas para resolver também Sirius-avisei- não nasci grudada com você e muito menos com os meninos.

-Avisa quando estiver de TPM, para que eu possa me manter bem longe de você- disse ele brincando enquanto se preparava para sair correndo.

-Imbecil- resmunguei descendo a escadaria que dava direto às masmorras do Castelo.

Pela primeira vez eu não estou feliz com a aula de Poções. Eu amo esta matéria porém com a exaustão que eu me encontro...

-Com licença Slughorn, posso entrar?- perguntei dando três batidas na porta.

-Entre Evans- disse ele abrindo a porta e me oferecendo um sorriso gentil.

Me dirigi até o fundo da sala colocando meu material ao lado de Marlene e encostando a cabeça na parede. Não estava com um pingo de ânimo para aguentar essa aula.

-Você está bem?- perguntou ela fazendo um carinho gostoso nos meus cabelos.

-Estou com sono- falei docemente. Marlene causava esse efeito em mim, me acalmava.

-Durma um pouco, quando ele começar a parte prática eu te acordo- disse ela me obrigando a dormir e foi o que eu fiz.

Acordei com cutucadas leves em meu braço e quando eu olhei para frente Slughorn estava me olhando desapontado.

-A sala de aula não é lugar para dormir, Senhorita Evans- disse ele com um misto de sentimentos em sua voz: decepção, ira e raiva.

-Me perdoe Professor, não vai se repetir- falei me sentando na cadeira de maneira correta.

-Mas é claro que não vai- disse ele- saia da sala.

-Slughorn, por favor...

-Agora Senhorita Evans!- exclamou ele me fazendo despertar totalmente.

Juntei meu material enviando um olhar furioso para Marlene que me olhava com culpa. Ela me deveria explicações mais tarde.

-Para onde devo ir?- perguntei parando na porta, meus olhos estavam banhados de lágrimas.

-Sala de Dumbledore, avise-o que você está em detenção- respondeu ele fechando a porta com um aceno nas mãos.

Estava desapontada comigo mesmo. Um dos meus professores favoritos não gosta mais de mim e isso me custaria muito. Caminhei com a cabeça baixa e deixando algumas lágrimas escorrerem. Odiava ser reclamada por qualquer pessoa, principalmente por um adulto.

-Professora Minerva!- exclamei por McGonagall que estava saindo de uma sala.

-Aconteceu alguma coisa, Evans?- perguntou a mesma.

-Eu preciso falar com o Diretor- respondi ainda com a cabeça abaixada.

-Torta de Limão- disse ela voltando para a sala.

Andei mais alguns bons passos até finalmente chegar na sala do Diretor. Falei a senha para a Gárgula que proibia a entrada e subi alguns degraus.

-Professor?- perguntei entrando em sua sala sem ao menos pedir licença. Em minha defesa a porta estava mais ou menos aberta.

-Oh! Senhorita Evans, um prazer recebê-la- disse o velhinho me olhando através dos óculos meia-lua.

A sala de Dumbledore é incrível, ano passado vim aqui algumas vezes e não houve mudança nenhuma. Continuava o mesmo ar sério mas ao mesmo tempo era aconchegante o suficiente para tomarmos chá da tarde conversando sobre os acontecimentos em Hogwarts.

-Desculpe incomodar Professor, mas Slughorn me mandou- falei com vergonha- eu estou em detenção.

-Você também Amber?- perguntou Sirius no canto da sala.

-Merlin! O que você está fazendo aqui?!- perguntei curiosa. Ele deve ter feito alguma coisa muito série para Slughorn ter expulsado ele de sua sala.

-James também está aqui- avisou- nós fizemos a poção de Ranhoso explodir.

-Não fale assim de Severo!- briguei sentindo meu resto esquentar- sabe que eu não gosto desse tipo de brincadeira.

-Desculpe- resmungou ele- enfim, parece que estamos todos encrencados.

-Na verdade Sr. Black- disse Dumbledore atraindo nossa atenção para si- vocês vão ter uma boa detenção.

-Não brinque comigo Tio Dumby- pediu James sacudindo as veste que estavam com alguma poeira.

-A detenção de vocês será na sexta, com Hagrid- disse o Diretor nos fazendo sorrir.

-Graças a Merlin- suspirou Sirius- não suportaria ter a detenção com Filch.

-Sexta-feira que horas, Professor?- perguntei me escorando na cadeira.

-Após o jantar- disse ele- acho que vocês já podem ir para suas salas.

-Até mais Professor- falei abraçando o mesmo. Provavelmente eu o peguei de surpresa, mas desde o ano passado eu tinha vontade de abraçar esse velhinho com óculos meia-lua.

-Até mais Ambrose- disse ele abrindo a porta para a gente.

Sai da sala acompanhada de James e Sirius que faziam brincadeiras atrás de mim. Esses dois não paravam de praticar feitiços, mesmo feitiços que não tivemos aulas ainda. Considero isso uma coisa boa, porém eu já estava furiosa com os cochichos atrás de mim.

-Vocês poderiam por favor, não ficar com esses resmungos atrás de mim?!

-Que bicho te mordeu hoje?- perguntou Sirius me fitando.

-Não estou em um bom dia, Black- falei empunhando minha varinha.

-Abaixe essa varinha Ambrose- pediu James, ou melhor...ordenou- não quero brigas por hoje.

-Quem disse que iríamos brigar, James querido?- questionei sorrindo.

-James! Como pode pensar numa coisa dessa?- falou Sirius colocando a mão sobre o peito em um gesto dramático.

-Odeio vocês- resmungou ele saindo em nossa frente. Nos fazendo rir.

-Temos qual aula agora?- perguntou Sirius jogando os cabelos para o lado.

-Na verdade, Black. Nós temos aula com Minerva- falei puxando seu braço em direção á sala da mesma.

-Ei! Não precisa correr!- exclamou ele.

-Você quer chegar atrasado de novo?- perguntei parando de correr.

-Óbvio que não! Mas eu não quero ficar parecendo um doido correndo de um lado para o outro- disse ele sacudindo as roupas.

-Para quem você quer estar todo apresentado assim?- perguntei. Sirius sempre cuidava de sua aparência, agora deixar de correr pelos andares de Hogwarts é estranho demais- você está afim de alguém?!

-Shiuuu!- exclamou ele colocando a mão sobre minha boca- não grite, louca!

Mordi seu dedo o fazendo ir para trás instantaneamente. Tenho dentes fortes. Sirius me olhou como se eu tivesse cometido a maior atrocidade do planeta.

-Não sabia que você é selvagem, Ambrose- disse ele em uma provocação.

-Você não sabe de nada, Black- avisei sorrindo- voltando ao assunto...qual das meninas você está afim?

-Promete que não vai contar para ninguém?- perguntou ele levantando o mindinho.

-Prometo- falei cruzando nossos dedos.

-Mirian- disse ele em um resmungo.

-Lufana?

-Exatamente

-Loura? Cabelos longos?

-Sim

-Ela é cega por acaso?- perguntei confusa. Ela é linda! Uma das meninas mais bonitas da nossa idade.

-Óbvio que não- disse ele- eu vou falar o que com ela?

-O garanhão por aqui é você Sirius- avisei sorrindo- boa sorte.

-Vou precisar- concordou ele, passando os braços por meu pescoço.

O horário de aula com a Professora Minerva não poderia ter sido melhor. Sua transformação em gato foi incrível! Animagia é o ramo mágico mais interessante e intrigante em minha opinião, até que eu penso em seguir os passos de Minerva.

-Por quê a senhorita não está praticando os feitiços?- perguntou Minerva para Mary.

-Desculpe professora, mas eu estou com muita dificuldade- disse ela me fazendo sentir um pouco de pena.

Mary tem suas dificuldades, isso é notável. Porém nós (as meninas) tentávamos ajudar ela com as suas piores matérias. E Transfiguração é uma delas.

-Eu vou ajudá-la professora- falei trocando de lugar com Marlene (que não tinha paciência nenhuma).

-Boa sorte- disse ela apertando o meu ombro em agradecimento.

-Vamos lá Mary- falei me posicionando- vamos transformar essa caixa em pó.

-Cinerem Vertere- disse ela sacolejando demais a varinha.

-Para! Você vai acabar cegando alguém!- repreendi puxando sua varinha- devagar...só um leve aceno.

-Tudo bem, acho que aprendi- confirmou ela pegando de volta a varinha. O movimento foi bom, porém a pronúncia está péssima.

-Repita comigo: Cinerem Vertere- pedi.

-Cinerem Vertere- disse ela com uma pronúncia melhor.

-Tente agora- avisei.

"Cinerem Vertere" foi o que ela disse com a pronúncia impecável. A pequena caixa de madeira se transformou em pó em poucos instantes. Nos fazendo soltar gritinhos de alegria.

-Vejo que conseguiram- falou Minerva parando em nossa frente.

-Fizemos um bom trabalho- sorri para Mary fazendo um "Hi-5" com as mãos.

-5 pontos para a Grifinória para cada um que conseguiu realizar o feitiço. E, 10 pontos para Ambrose por ter realizado e ensinado para a colega- avisou Minerva para toda sala. Todos ficaram muito felizes com isso. Teríamos a chance de ganhar a Taça das Casas.

-Se continuarmos assim, vamos passar a Soncerina rapidinho- disse Peter após sairmos da sala.

-Assim espero, Petigrew- concordei com o mesmo.

-Os testes de Quadribol são essa semana- avisou James- resumo que praticar mais.

-Pode deixar Jay! Vamos marcar para sexta feira- disse Remo- vocês precisam treinar mais.

-Sexta-feira não podemos- falei abaixando a cabeça, já prevendo a bronca que iremos levar.

-O que vocês fizeram dessa vez?- perguntou ele já com a expressão de decepção tradicional.

-Fomos expulsos da aula de Slughorn- falei- como você não percebeu isso?!

-Eu não estava nessa aula- disse ela constrangido- estava na enfermaria.

-Estava caçando o que lá?- perguntou Sirius nem um pouco discreto.

-Uma dor de cabeça- disse ele- vocês estão me evitando.

-Jamais!- disse James sarcástico.

-Vamos, eu não tenho a noite toda- disse Remo batendo os pés em um claro sinal de impaciência.

-O que você quer saber?!- perguntei já me rendendo.

-Qual foi a detenção de vocês?- pediu ele. Mas parecia mais uma ordem.

-Vamos ajudar Hagrid com alguma coisa, na Floresta- respondi.

-Mas isso é perigoso!- disse ele.

-Pelo menos não é com Filch- disse Peter- ele pendura os alunos pelos pés.

-Ele que tente me pendurar pelo pé!- exclamou Sirius.

-Mas de qualquer forma ele tem autorização de Dumbledore para fazer isso-disse James- não podemos reclamar em nada.

-Que merda!- exclamei- isso deveria ser proibido.

-Olha essa boca!- repreendeu Remo me dando um peteleco na orelha.

-Ei!- repreendi rindo. Remo tem uma cisma com palavrões impressionante.

-Voltando ao assunto, sexta-feira não poderemos treinar- disse Sirius.

-Podemos ir hoje!- exclamei.

-Hoje não posso ajudar vocês- avisou Remo.

-Quais são seus compromissos?- perguntei curiosa.

-Tenho que estudar- disse ele- vocês sabem como prezo pelas minhas notas.

-Sendo assim, tudo bem Remo- disse James- podemos ir amanhã então, e precisamos arranjar tempo.

-Amanhã- confirmei- está combinado. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Estou aberta para sugestões!! 💙💙💕💙💕💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...