História Gêmeos Irresistíveis - Série Irresistíveis - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cole Sprouse, Dylan Sprouse, Hailee Steinfeld
Personagens Cole Sprouse, Dylan Sprouse, Hailee Steinfeld
Tags Gêmeos
Exibições 41
Palavras 1.010
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente, mais um cap pra vcs... No outro eu recebi um comentario e fiquei muito feliz! Gosto de escrever e digamos q ela é baseada em mim e tudo mais...Bom sem mais delongas espero que gostem...
Bjs BiaXx

Capítulo 12 - Capítulo 12


Infelizmente hoje já é Domingo. O dia está meio nublado, mas está bem abafado. Alguns raios de sol saem pelas frestas das nuvens, mas não chega a ser um dia com muito sol. Meus pais e eu fomos tomar café da manhã na varanda, tinha frutas, pães, geleias, suco e café. Eu estou amando as comidas daqui. Assim que terminamos resolvi falar um pouco com a Ivy para saber mais do Douglas.

Oi...Novidades?

Mandei para ela, que depois de alguns minutos respondeu:

Maya, nem te conto!

Diga logo!

O Douglas me chamou.

Não acredito. O que vocês conversaram?

Ah ele é um fofo. Nós falamos, na verdade ele me falou do relacionamento dele com a outra vaca desmamada, ele disse como se sentia e eu dei uns conselhos bens sábios para ele...

Isso é bem sua cara.

Ele também queria saber mais sobre mim, enfim. Eu só não sei como ele ficou sabendo do meu fetiche...

Ops! HAHAHA

Maya!

Ivy, sério. A cara dele se iluminou quando falei do seu fetiche. Ele gostou de você.

Não. Acho que não.

Não é você mesma que ás vezes diz que é preciso ser primeiro amiga e depois namorada?

Sim...

Então! Agarra essa oportunidade, se não der certo bola pra frente.

Tá, você tem razão, mas com quem você aprendeu isso?

Com você né...

HAHAHA

HAHAHA

Sério obrigada por falar com ele, não sei como você fez isso, mas só sei que você seguiu com a promessa.

Eu falei que iria encontrá-lo, eu sempre tento cumprir minhas promessas, tento até as impossíveis!

É, eu sei. Quando você volta?

Acho que hoje de tarde. Não sei certo.

Ah, mas amanhã já está de volta na escola?

Sim, preciso pegar o conteúdo contigo. Teve algo de avaliação fora do comum?

Não, nada de novo. Só exercícios e algumas explicações, mas fora isso seguiu bem normal.

Ufa!

Você teve sorte.

Pois é. Ivy,e as meninas?

Estão bem, Alice foi no cinema com o Ronésio. Segundo ela eles olharam o filme...E a Emilly veio aqui em casa, então ficamos de bobeira.

Ah eu tinha me esquecido de uma coisa!

O que?

Ainda vai rolar a sessão de filmes?

Claro. Só precisamos pegar os filmes...

Aé.... Os filmes.

Tem certeza que você quer ir lá? Nós podemos olhar pelo Youtube...

Ivy uma hora ou outra vou ter que ver eles. Não dá para fugir.... Infelizmente. Mas a ideia é tentadora!

Eu imagino.

Nós duas ficamos conversando por um bom tempo. Ah a Ivy é única. Não tenho nem palavras para descreve-la.... Desde pequena somos amigas, faz um tempão! Nossa amizade é daquelas onde uma lê o diário da outra, da opiniões em algumas coisas, nos ajuda a tomar decisões, é fiel a amizade, desejamos ser madrinha de casamento uma da outra, planeja fazer muitas viagens juntas, se possível quer que seus filhos namorem quando forem adolescentes, apoia as loucuras, ajuda quando precisa, altos papos, altos passeios, grandes momentos vividos, brigas que nunca duraram muito tempo, acho que apenas 5min.... Gosto dela por isso. Nos conhecemos a tanto tempo que ela já faz parte de mim, do meu cotidiano, da minha vida. É bom sempre ter a Ivy por perto. Tudo bem que ela é bem maluca, mas uma maluca mais outra maluca dá duas malucas infinito ao quadrado. É temos uma fórmula de cálculo, bem louco mesmo. Isso é que é o bom, amizades loucas que jamais se desfazem.

Desci para o saguão do spa e vi meus pais conversando, cheguei perto deles que sorriram quando cheguei.

- Maya, você parece tão diferente. – Sorriu minha mãe.

- Acho que deve ser o Spa. – Respondi.

- Aqui é muito bom mesmo. – Meu pai disse. – Pena que só podemos ficar até o meio dia. Nossa estadia acaba daqui a duas horas. Então temos que arrumar as malas.

- Mas já? – Pedi. – Vou sentir falta daqui.

- Nós também filha. – Minha mãe disse me levando de volta para o quarto. Eu não havia levado muita coisa então foi fácil arrumar minhas coisas. Assim que estava tudo ajeitado levamos tudo para o carro e então fomos almoçar. Comemos algo prático, e então logo fomos para a estrada. No meio do caminho começou a chover, eu ficava olhando pela janela do carro e pensando nas palavras de meu pai, parecia que elas ecoavam em minha mente, esse garoto sente algo por você, o amor surge de maneiras diferentes e inusitadas, não tem hora nem lugar, ele apenas acontece ...

Ele pode estar certo, mas acho que talvez eu possa ter um pouco de medo, não sei o que fazer. Estou com medo de me entregar e depois acabar quebrando a cara como aconteceu antes. Sei que não mandamos em nossos sentimentos, mas isso é um pouco assustador. É realmente bem inusitado tudo isso. Vou ter que falar com o Thomás o mais rápido que eu puder.

E depois desses meus pensamentos acabei pegando no sono, dormi a viagem toda, não era um caminho longo, mas o dia estava cansativo. E eu confesso sou preguiçosa. Acordei apenas quando chegamos na frente de casa. Assim que entramos despejei minhas coisas no chão e me atirei na cama, liguei meu celular e vi que havia uma mensagem. Era uma mensagem do Thomás.

Maya, você poderia vir aqui amanhã? Seria bom se nós conversássemos...

Wow! Nós? Será que vai ser entre mim, ele e o Matheus? Deve ser.... Em seguida respondi:

Claro, vou sim. Tem preferência de horário?

Não, mas se possível venha antes da 17:00.

Okay. Até mais.

Até.

Fiquei me corroendo pelo resto da tarde. O que iríamos conversar? Devia ser da troca deles. Bom é melhor eu parar de tentar adivinhar, só vou saber amanhã. Eu ponho abobrinhas demais na minha cabeça. Mais tarde, lá pelas 21:00hrs tomei meu banho, já havia comido. Optei por um sanduíche mesmo. Quando saí do chuveiro vesti meu pijama e me atirei na cama. Nada melhor do que uma boa noite de sono... Mas que disse que eu conseguia dormir? A insônia é o inimigo de mentes apaixonadas!


Notas Finais


Comentem, favoritem, indiquem pras amigas!!!
HAHAHA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...