História Geração Marvel - A espetacular Garota-Aranha - Fase 3 - Capítulo 24


Escrita por: ~

Exibições 8
Palavras 1.118
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Luta, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Este é o início da fase 3. Depois de tanto tempo, estamos de volta sim!

Capítulo 24 - Nova ameaça na sociedade


Fanfic / Fanfiction Geração Marvel - A espetacular Garota-Aranha - Fase 3 - Capítulo 24 - Nova ameaça na sociedade

Começaram as férias para Mayday Parker. Não há mais responsabilidades com a escola, não precisa deixar de fazer rondas na madrugada por precisar acordar cedo. May pode ser a Garota-Aranha por mais horas durante o dia e não se importa com a ameaça do Chefão.

Ainda sem seus lançadores de teia e, curiosamente, sem seu uniforme pois está remendando e lavando, a garota veste um casaco, calça comum, luvas, tênis de corrida - e maiô ao invés de calcinha e sutiã por motivos próprios. Ela manteve sua máscara e usa sempre que possível o capuz sobre a cabeça. Este será seu visual temporariamente enquanto recupera o clássico.

`Pulando de poste em poste, de prédio em prédio e de carro a carro, May chega ao local do crime cometido por um assassino intitulado DarkDevil. Não se sabe exatamente como ele é, as poucas testemunhas que o viram o descrevem como o velho vigilante Demolidor era. Inclusive os símbolos de ambos são os mesmos, D duplo. Geralmente a vítima é encontrada ao lado deste símbolo, que identifica o criminoso.

O local está cercado pela polícia, aparentemente é o departamento de Carlie e do James Hudson. Sorrateiramente a heroína entra na cena do crime e vê os corpos encobertos por lençóis sujos de sangue e deitados cada um em uma maca separada. Ela toca nos lençóis, mas uma voz a assusta e ela se afasta.

-Procurando algo? - May vira-se e vê a detetive Carlie Cooper.

-Caramba! Não faz mais isso! - Reclama May.

-Repetindo a pergunta: Procurando algo?

-Sim. Quero saber mais sobre o DarkDevil, seu modo de operação, o jeito como ele mata as pessoas. Quero ajudar a detê-lo.

-Não pode ficar aqui, está interferindo numa cena criminal. Saia antes que... - Ela olha para os lados antes de continuar - Antes que alguém te veja por aqui.

-Carlie, quero 5 minutos. Por favor.

-Detetive, você... Ei! - James Hudson entra na sala e logo puxa seu revólver.

-Oi, capitão - Diz a Garota-Aranha, pouco intimidada com o revólver apontado a ela - Como vai o Jimmy?

-O que faz aqui? Detetive, o que ela faz aqui? E por que não reage?

-Capitão, acalme-se. Ela já está de saída. - Diz Carlie, olhando para a Garota-Aranha.

-Não até eu conseguir o que quero. Ah, e respondendo sua pergunta, quero pistas sobre o assassino.

-É o último aviso. Saia ou teremos que prendê-la por interferir nas investigações.

-Ok, eu saio. Essa é a gratidão por salvá-los da Besouro na semana passada. E por salvar o filho do capitão das mãos do Consertador. E por revelar que a Roxxon está de volta à ativa nas mãos de um cara chamado Chefão. Mas isso você já sabia antes, não é capitão?

-O quê? - Questiona Carlie, olhando para James. - Como assim?

-Saia daqui ou eu atiro! - Ele eleva a voz. Acuada, a Garota-Aranha enfim obedece a ordem dos policiais. Antes, porém, ela vira-se para a dupla.

-O prédio fica no centro. Recomendo pedirem um mandado de busca o mais rápido possível, pois ele está mexendo os pauszinhos. Ele vai controlar a cidade se não fizerem nada. E eu farei de tudo para derrubá-lo.

...

Em seu apartamento, Reilly olha o noticiário. Não acredita no que está acontecendo. Estão incriminando o DarkDevil. Reilly é o verdadeiro DarkDevil, um vigilante que esteve na ativa por poucos dias e se aposentou pensando no bem de sua vida social. Este novo DarkDevil - se é que existe um novo DarkDevil - está incriminando o original. "Não me importo, não sou mais ele". A detetive Carlie Cooper e o capitão James Hudson estão falando para a imprensa, mas Reilly desliga a TV.

Alguém bate na porta. Ele abre e sua namorada Rox entra. Ela está incomodada com o que a imprensa diz. Somente duas pessoas sabem quem é o verdadeiro DarkDevil: Demolidor e Rox.

-Reilly, o que você vai fazer?

-Nada. - Responde simples. Rox se assusta.

-Como é? Não fará nada? Deixará que sujem seu nome?

-Não sou mais o DarkDevil, Rox - Sussurra - Seja lá quem for esse assassino, não é problema meu.

Rox abraça Reilly e a mulher sussurra em seu ouvido.

-Sei que prometeu parar por mim, mas...  E se eu for a próxima vítima desse novo cara? Alguém precisa impedi-lo e só você pode fazer isso.

Ele não responde. Prometeu parar e foi o que fez. Prometeu parar por ela. Seria irônico retornar às atividades de vigilante pela Rox também?

...

Chefão caminha pelo depósito com cheiro de queimado. É o mesmo depósito aonde Jimmy Hudson esteve mantido prisioneiro pelo Consertador e pela Besouro. E é neste lugar que estão reunidos pela primeira vez os Executores.

Os quatro membros já estão no local. Janice Lincoln, a Besouro, apresenta-se com uma nova armadura, mais resistente e agora com finos  traços dourados.

Sombra, este um velho companheiro de Chefão. Quando o mesmo visitara Eddie Brock logo após sua prisão e pouco antes da Fuga da Ilha Ryker, ele o ajudou a entrar e a sair do local. Sombra possui a Umbracinese, o poder de se teleportar usando as sombras e o detalhe mais interessante do Sombra: Ele foi um herói. Ele é Tyronne Johnson, antigamente conhecido como Manto. Teve sua vida modificada quando sua namorada, a também heroína Adaga, foi morta. Ele se viu sem rumo, se viu literalmente sem sua luz. Até que conheceu Chefão e sua proposta. Desde então Tyronne é leal ao Chefão.

Jean Batroc, o Ricochete. Ele é filho do Georges Batroc, conhecido como o Saltador. Jean Batroc é tão ágil quanto seu pai e por isso recebeu um uniforme leve, branco, com o R em toda a camisa. Ele usa uma jaqueta porque acha estilosa, mas em nada afeta suas habilidades acrobáticas. Batroc aceitou participar dos Novos Executores porque devia um favor ao Chefão. Bom, após a missão, o favor será cumprido.

Estes são os membros dos Novos Executores.

-Sejam bem-vindos, meus aliados. Obrigado por aceitarem meu convite para esta reunião. O motivo é simples: O dia de minha ascensão está cada vez mais próximo. Dias atrás um caminhão foi abordado pelo vigilante que, segundo fontes, é chamado de DarkDevil. Ou era, pois ele não foi visto desde aquela noite.

-Então quem é o assassino em série à solta? - Pergunta Batroc com seu sotaque francês.

-É uma surpresa. Vou apenas me limitar a dizer que ele trabalha para mim. Mas enfim, reuni vocês porque preciso saber quem é o verdadeiro DarkDevil e qual sua ligação com o Demolidor. E se o encontrarem, levem-no até minha sala. Entenderam?

-Sim. - Dizem em uníssono.

-Antes, porém, preciso que invadam a Ilha Ryker. Quero um prisioneiro de lá.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...