História Ghost - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 39
Palavras 488
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Mistério, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Mutilação, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Não É Mesmo


[______ Narração]

Hoje se passaram cinco meses desde que entrei nesse presídio.

E seis meses em que eu estou sob custódia da policia de Seul.

As únicas pessoas que me visitam são o Namjoon e o Hoseok. Apenas.

-Se apressa, tem visita. - o guarda falou.

Achei bem estranho, Namjoon e Hoseok sempre vêm juntos, e vieram na segunda, porque viriam de novo hoje na quarta?

Entrei na sala e quase voltei com o que eu vi, porque caralhos a Mei e a Lauren estavam aqui?

-Oi ____. - Mei falou.

-Oque vocês estão fazendo aqui?

-Oi pra você também _____. - Lauren falou.

-Oque vocês estão fazendo aqui? - repeti a minha pergunta. - Vieram ver se eu estou no estado que vocês queriam que eu ficasse? Queriam ver se esse uniforme está servindo? Queriam saber como estava o meu estado? Se o meu cabelo tá oleoso? Se a minha cara tá suja? O meu estado? É isso que vieram fazer aqui? Sério? Podem ir embora. Eu não quero nunca mais ver vocês.

-Sei que você tem ódio de nós, eu sei, eu também teria se fosse comigo, mas deixa a gente falar. - pediu Mei.

-Não, não quero ouvir. Quero que vocês morram da forma mais dolorosa e torturante possível. Eu odeio vocês.

Bati na porta já que eu estava do lado da mesma, nem havia sentado, não queria vê-las, não queria conversar com elas.

-Acabou a visita. - disse assim que o guarda abriu a porta.

Saí dali e fui direto pra minha cela, eu fico na solitária, eu consegui isso, pedi pro Namjoon e pro Hoseok, e eles conseguiram isso, eu odeio dividir 'meu canto' ainda mais com criminosos. Eu não sou uma, eu posso falar assim.

Deitei na minha cama e dormi, mesmo com aquele colchão horrível eu consigo dormir, já ate me acostumei.

-ANDA, ANDA! VAMOS LOGO GAROTA, VAMOS. - o guarda me gritou, que caralhos ele quer?

-Oque está acontecendo?

-Invadiram o presídio, vamos logo.

Eu o segui, ele prendeu o meu pulso com uma algema, e me puxou pelo meu braço.

Fomos para o telhado, la tinha um helicóptero que levaria as detentas até um outro presidio eu acho, na hora que eu iria me colocar lá, o cara caiu, eu olhei pra trás e vi que ele tinha levado um tiro na cabeça, e logo vi Namjoon segurando a arma e sorrindo de lado pra mim.

Fechei a porta daquele helicóptero e antes de fechar eu puxei a Anna, uma menina que dividiu a cela comigo, ela era inocente também, foi acusada por matar o próprio pai, sendo que quem matou foi o namorado por querer transar e ela se recusar.

Assim que o Hoseok ameaçou o piloto, ele se moveu na hora e foi embora com as detentas e aquele helicóptero.

-Eu te disse que ia te tirar daqui. - disse Namjoon.

-Você nunca mente, não é mesmo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...