História And - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~MinLumy_BTS

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Yaoi, Yuri
Exibições 11
Palavras 789
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi pra vcs q n desistiram de mim
Tá aí uma fic pra vcs
Espero que gostem
Adeus

Capítulo 1 - Rain


Flora emergiu das águas frias da banheira e tomou fôlego.A água gelada nas feridas era algo acalmante,é ao mesmo tempo,doloroso.A sensação de limpeza ajudava a aquietar o pressentimento ruim que pairava no coração da mulher.Já eram onze horas da noite,e a casa pequena e fria estava silênciosa,logo isso mudaria,ela sabia disso.

Ela se levantou,pegou um roupão vermelho para não morrer de frio e se pôs a andar até o quarto.Caminhou em silêncio completo até notar uma pessoa parada na porta do quarto.Seu filho havia acabado de completar 8 anos,e a criança pálida e tímida dificilmente iria dormir agora.Ele segurava um gatinho de pelúcia velho e vestia um pijama um pouco grande demais para o corpinho magro e pequeno.Flora sorriu e se ajoelhou de frente para a criança,que deu um bochejo longo e sonolento,a mãe segurou sua mão e o levou para a cama,o cobrindo com um cobertor fino,ele logo pegou no sono,via as marcas de agressão também na criança ,ele sofria ainda mais do que ela.Suspirou e caminhou até a cozinha.

Isso teria um fim hoje.

Flora ainda conseguia sentir as bancadas e o sangue escorrendo pela sua pele,e enquanto andava pelo corredor escuro e vazio,lentamente,podia ouvir seu coração acelerar.A porta se abre,Flora já sabia o que iria acontecer.

-Ainda está acordada?-John fala e corta o silêncio que pairava o  local,ela apenas balança a cabeça lentamente.Ele deixa um casaco na cadeira enquanto Flora remexia alguma coisa na pia da cozinha,ela podia sentir as pernas falhando e os pelos do corpo  se arrempiando como se estivesse levando um choque elétrico vindo de dentro para fora.Ele se levantou e falou com uma voz cavernosa.-Onde está o jantar?

Ela congelegou.

Podia ve-lo de relance em pé atrás de si,ela ouviu o barulho de passos vindos do corredor,que logo chamaram a atenção do homem,suas mãos logo descerram até um faca suja na pia.

Flora sentiu o mundo sumir a sua volta,tentou golpea-lo com a faça de cozinha,mas tudo ficou branco por um minuto e ela se vou no chão frio,seu rosto começava a sangrar e sua consciência voltava aos poucos,seu "marido" havia -lhe desferido um murro na cabeça,deixando a mulher sangrar sozinha no chão frio.Ele notou o garoto olhando com horror aquela cena brutal,e antes que John vissesse qualquer coisa,o sangue rubro cobriu ainda mais o chão de cerâmica,sujando as paredes e tornando as cortinas brancas em escarlate.Flora desferiu um golpe certeiro na nuca de John,molhando o chão e a alma de todos naquele maldito lugar com sangue.

Sete anos depois.

Amy observava a chuva castigar a grama e as árvores secas de outono.Era meia-noite e a água escorria pela janela do quarto,enquanto o garoto via o mundo noturno que muitos preferiam evitar.O caos no corredor se contrastavam com o barulho de gotas pesadas no teto,formando uma sinfonia caótica e desenfreada.

Nesta noite chuvosa de novembro,ele completava seus quinze anos de vida.Amy pós uma mecha negra de cabelo atrás da orelha,já estava na hora de cortar.Ele vestia uma camisa um pouco grande demais para o corpo magro e esguio,isso diminuía ainda mais o seu tamanho,o rosto pálido era coberto por sardas e os olhos verdes e profundos se escondiam atrás de uma franja de fios ondulados e negros.Ele suspirou fundo e deitou na cama de solteiro,olhando o teto e se sentindo de uma forma que não conseguia descrever,não estava feliz,como também não estava triste.Pegou o celular e checou as notificações,e como havia previsto,uma mensagem.

feliz aniversáriooooo

desejo muitos anos de vida e que vc desencalhe logo de uma vez

te amo <3 amanhã vou te quebrar num abraço  <3

-Amora 

Amy sorriu com a mensagem de sua "irmã postiça",pelo menos alguém tinha lembrado.Teclou qualquer coisa como resposta e jogou o aparelho na cama.A chuva estava ainda mais forte,Flora só chegaria pela amanhã,e provavelmente tomaria um banho.Amy se levantou e voltou a observar a janela,algumas luzes causadas por relâmpagos iluminavam o céu escurecido,e o barulho dos trovões ecoava pelas ruas.Ele encostou a testa na janela fria,aquela séria uma semana muito longa.

Em outro lugar da cidade

Natan vasculhava uma mochila velha de viagem,enquanto o barulho de chuva cortava o silêncio da casa nova.Seus pais já estavam na cama depois de um longo dia de mudança,e ele sentia que estava voltando no tempo,Brooklyn não mudou muito nos últimos anos.Sua mão tocou em algo metálico e ele logo encontrou o que queria,segurou um pequeno pingente prateado em formato de lua,e seu coração se aliviou.Observou a bijouteria que era a única lembrança de uma pessoa distante,no momento,muito distante.Colocou o colar embaixo do travesseiro e desligou a luz do abajur,as caixas pelo chão criavam uma bagunça que fazia ele se sentir em casa.

O jovem deitou de barriga para cima,observando o teto,é sentindo o cheiro de chuva,o cheiro dele.

 


Notas Finais


Eu reescrevi saporra duas vezes
Obg a todos os envolvidos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...