História GhostStories | VHope - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Ghost, Horror, Hoseok, Jimin, Jungkook, Kookmin, Namjoon, Seokjin, Suga, Sugamonjin, Suspense, Taehyung, Taeseok, Terror, Yoongi, Yoonjin
Visualizações 109
Palavras 619
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - 0.5 - You're all going to die here


Assim que Yoongi deitou Hoseok na maca branca, respirou fundo apenas por estar em um lugar que cheirava a hospital.

O pálido tinha gostos peculiares, um deles era o cheiro estranho de hospital e até mesmo de água oxigenada.

Não o julgue, sabemos que talvez você goste de cheiro de gasolina ou álcool.

Mas enfim, ali estava ele.

- Yoongi... - Hoseok juntou suas forças para puxar seu braço, atraindo a atenção do pálido.

- O quê? O que posso fazer? - Se aproximou, observando Hoseok que se encontrava de olhos fechados.

- Eu quero que você... Vá falar com meu irmão, por favor. Fale que estou... - Naquele momento, o celular de Yoongi tocou, indicando uma nova mensagem.

O pálido olhou pela tela de bloqueio as mensagens que vinham de um número desconhecido.

"Yoongi, estamos em perigo!

Por favor, vá para escola velha.

Por favor!"

- Doente... - Hoseok suspirou, adormecendo.

Logo depois, a enfermeira chegou e pediu que Yoongi se retirasse, e ele mesmo não pensou duas vezes. Ele cortou o caminho para sua classe e virou a esquerda, descendo as escadas e indo para de entrada.

Não longe dali, ele viu que a porta de entrada da escola velha estava curiosamente aberta. O tempo pareceu parar, e ele não ligou se o olhassem da janela, então, apenas andou até dentro do prédio abandonado e respirou fundo.

Ao seu primeiro passo, a porta se trancou e correntes com cadeados se prenderam nas maçanetas, trancando a escola novamente.

Ele não sentiu medo, mas admitiu não esperar por isso.

Ele apenas queria saber: quem era aquele desconhecido?

[...]

- Meu Deus, e agora? - Jimin perguntou assustado. - Estamos presos!

- Não, não estamos presos! - Disse Tae, com uma convicção de ferro.

- Então, a janela está o quê? - Namjoon, com seu sarcasmo intacto, disse.

- Está... Trancada. - Suspirou. - Mas isso não quer dizer que não possamos sair daqui.

- Ele está certo! - Jin se pronunciou. - Viemos aqui por um motivo, não podemos virar as costas agora. 

- Claro, não temos escolha. Fiquem atrás de mim, irei protege-- - Namjoon interrompeu seu primeiro passo quando viu um menino em sua frente.

O menino sorria com um ar psicótico, e o pior foi quando ele deu um passo para frente.

Namjoon gelou, assim como todos os outros.

- Meu nome é Jungkook, qual é o seu? - Ele se balançava para frente e para trás, ainda sorrindo.

- N-N-N-Namjoon! - O loiro gaguejou tanto, seu medo era evidente.

- Nome legal, mas sabe o que é legal mais legal? - Namjoon assentiu devagar para 'não' - Quando tentam correr de mim, não querem tentar? - O menino desapareceu em um sorriso de fundo.

As prateleiras de livros velhos e rasgados começaram a se mexer, alguns deles começaram até a voar.

- Corram! - Namjoon gritou, mas assim que chegaram na porta da biblioteca, ela se trancou. - Não-- 

- SE ABAIXEM!! - Os livros voaram em direção aos garotos, quase acertando-os.

Ficaram de cabeça abaixada, mas Tae a levantou assim que notou passos vindo em sua direção.

O menino estava em sua frente, só que ele estava maior.

- Quanto mais vocês têm medo, mais eu me alimento disso. - Sorriu perverso. - Mas o maior medo de todos, é o seu. - Sorriu para Tae. - Medo da rejeição; medo de ficar sozinho; medo do seu irmão lhe abandonar, de não lhe amar mais. - Ele dizia, e aos poucos, era como se o coração de Tae escurecesse. - Eu me alimento dele faz tanto tempo, e isso me alimenta cada vez mais... - O garoto foi tomando uma forma monstruosa, crescendo aos poucos e se tornando algo muito maior que um simples humano.

Os garotos se levantaram, recuando em passos para trás. A porta se abriu, fazendo todos caírem no chão.

- Vocês vai morrer aqui!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...