História Gift Of A Friend, Our Paradise - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Matthew Espinosa, Taylor Caniff
Personagens Personagens Originais
Tags Flavia Pavanelli, Magcon, Olívia O'brien, Rachael Jouzai
Exibições 4
Palavras 2.109
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


MA OI MA OI TUDO BEM CAMBADA?
VOLTEI COM MAIS UUM
APROVEITEM <3
Amo vocês

Capítulo 6 - Just Can't Get Enough


Fanfic / Fanfiction Gift Of A Friend, Our Paradise - Capítulo 6 - Just Can't Get Enough

"Let me love you down...

Love you love you

Ya you know

You are my demon..."

Julia's POV

Já havia passado 2 dias desde o ocorrido com Rainbow e Taylor. Não sabia o que havia acontecido depois do sermão que eu, Rainbow e Pikachu havíamos dado à ele. Não sabia também se Taylor havia pedido desculpas para Rainbow. Isso é um assunto dos dois, e não quero me intrometer...

Resolvi sair com Skate e os amigos dele: Sammy, Dillon, Johnson e Gilinsky. Pikachu foi junto com a gente também. Rainbow não quis pois não estava no "clima". Deveria estar abalada pelo o que Taylor fez com ela...

- E aí meninas? Saindo com algum boy?- perguntou Dillon

- Se algum prestasse...- respondeu Pikachu

- Ah, cala a boca Jasmine! Todos sabemos que tu tá bem ligada no Dallas, né non gente?- perguntei

- Cameron Dallas?- perguntou Gilinsky 

- Sim ué- respondi

- Tipo, o Cameron Alexander Dallas? Aquele que nós conhecemos?- perguntou Gilinsky 

- O segundo nome dele é Alexander?- perguntou Pikachu

- Nem se atreva a querer mudar de assunto. Mas sim. Ele tem Alexander no nome- disse Gilinsky 

- Voltando, não sabia não dessa tua queda pelo Cameron... TU NEM PRA ME CONTAR NÉ VAGABA?- gritou Skate batendo no Sammy

- AIX! Também não sabia disso não em Jasmy... Eu em. Agressivo...- disse Sammy

- Ainda bem, não sou o único que não sabe- disse Dillon

- Johnson, tu tá muito quieto... Tu sabia disso né?- perguntei 

- Claro né! Ela me conta tudo!- defendeu-se Johnson

- Valeu em Najinha, agora todos já sabem que tenho uma queda por Cameron Dallas- Pikachu disse revirando os olhos

- Queda? Tá mais pra penhasco!- debochei dela. E ela, novamente, revirou os olhos- Não revira esses olhos não! Daqui a pouco vão ficar presos lá em cima!

- E você Juju?- perguntou Sammy

- Eu?- me fiz de desentendida 

- Ah, faça-me o favor Julia! De quem tu gosta filha?- perguntou Gilinsky 

- Am, er, então... Não tem ninguém específico- disse olhando para os lados

Todos me encaravam com uma cara de cu

- Que foi gente? Sou obrigada a ter um crush agora?- perguntei ofendida

- Você não sabe mentir Julia- disse Pikachu séria

- Eeeia! Falou Julia, o negócio tá feio- provocou Johnson

- Cala a boca pivete!- disse Pikachu

- Eu não gosto de ninguém, tá legal?- disse

- Aham... Gente eu tenho o coelhinho da Páscoa! Ele põe ovos de chocolate todos os dias pra mim...- gritou Dillon

- Hã?- perguntou Skate estranhando

- Aah não? Pensei que era pra falar mentiras- me encarou Dillon

- Tá, tá bom! Eu não sei, mas sei lá, AI!- gritei pois Pikachu havia me batido- Viada. 

- Desembucha mulher- disse Pikachu

- Uix, tá! MATTHEW ESPINOSA- gritei

- AHAHAHAHHA SABIAAA- gritou Gilinsky 

- Jack? Tais bem?- perguntou Sammy

- Foi mal, baixou um lado feminino aqui em mim, mas tô bem- disse Gilinsky, jogando seu cigarro fora

- E aí? Já rolou uns pega?- perguntou Pikachu animada, dando uma tragada em seu cigarro 

- Não né? A gente se trata como amigo, normal. Ele nem me vê como algo sério...- disse meio desanimada

Skate se levantou e veio até mim. Me puxou pelo braço, me colocando de pé. 

- AI VIADO- me deu um tapa na cara- POR QUE FEZ ISSO?

- PRA TU ACORDAR

- HÃ?- perguntei curiosa

- Olha pra tu Julia! Tu é linda! Dá inveja em qualquer menina! Até parece que o Matt te vê só como uma "amiga". Nem eu te vejo só como uma amiga!- olhei estranho para ele- Calma que eu não vou te pegar. Relaxa!

- Tá mas, é que ele não vai gostar de uma pessoa assim como eu...

- Assim como?- perguntou Johnson

- Vocês não me conhecem taaanto assim. Não sabem o que eu já fiz- disse cabisbaixa 

- Mas o Matt é diferente. Ele não vai ver seus defeitos...- disse Gilinsky 

- Ai cara. Bem que eu queria...

- Mas o que aconteceu. Foi grave?- perguntou Dillon

- Olha, eu vou contar para vocês. Mas isso não sai daqui- todos assentiram- Eu perdi meu BV, com 12 anos. Normal até aí. Só que foi com uma menina. Ninguém sabia disso. Então, não sei se foi ela que disse, ou alguém viu, e de um dia para o outro, o assunto corria solto na escola. Não era uma coisa muito normal. Fui chamada na sala do diretor, mas eles não chamaram meus pais. Sofri muito bullying com isso. Só eu, pois nunca mais havia visto aquela menina. Foi nessa época que conheci Rainbow e Pikachu. Elas me viram chorando no banheiro e foram me ajudar. Contei para elas tudo o que aconteceu e elas não me julgaram. Pelo contrário, me ajudaram. Mas desde esse dia, todos só falavam mal de mim pelas costas. Eu comecei a me cortar, entrei em depressão, me tornei bipolar, e várias vezes tentei suicídio. Mas graças à Pikachu, à Rainbow e ao Taylor, eu ainda estou aqui. Essa fase demorou uns 4 anos pra passar, pois ia no psicólogo que Rainbow e Pikachu haviam me dito para ir. Às vezes tenho algumas recaídas, mas nada tão grave. Foi nessa época também que entrei para o mundo das drogas. Na verdade, quem me mostrou foi a Pikachu. Eu não sei de onde ela tirou essa ideia, mas nos ajudou bastante- disse por fim, com lágrimas em meus olhos. Os meninos se levantaram, me colocaram de pé, e me abraçaram. Choramos um monte, todos juntos.

- E você Pikachu? Não tem nenhum drama?- perguntou Dillon

- Eu? É, na verda..- interrompi-a

- A Pikachu? Tipo a Jasmine McNamara? Haha. Claro que não! Ela sempre teve a vida perfeita, sabe? Pai, uma mãe que se importa com ela, um irmão carinhoso...- disse olhando para Dillon

- É mesmo Jasmine?- perguntou Johnson

- É... É sim- disse Pikachu, suspirando 

Depois de termos conversado bastante, sobre como eu vou conquistar o Matt, Skate nos deu carona para ir para casa. Porém, Pikachu pediu para ir em um parque, pois esta precisando "pensar". 

Cheguei em casa, e não havia ninguém... Amanhã iria começar meu trabalho oficialmente. Iria conhecer meu local de trabalho, as pessoas com quem iria trabalhar... Então precisaria estar bem disposta. Resolvi tomar um banho e colocar o pijama para ir direto para a cama. 

Antes de dormir, mandei uma mensagem para Matt: "Boa noite Dino '-' " 

Acordei disposta, já entrando no banheiro, fazendo minhas higienes e saí trocada. Um short jeans preto, um top cropped preto, que mostrava um pouco da minha barriga, e um casaco sem mangas branco longo com um tênis da Adidas. Saí do quarto com minha bolsa, e fui tomar café. Chegando lá, não achei Pikachu, só vi Rainbow, com sua maçã, cabisbaixa...

- Que foi mona?- perguntei preocupada

- Nada não... Nada de importante- disse sorrindo torto

- Olha, sei que não quer falar, não sei por que, nem o quê. Mas, se precisar de um ombro amigo, eu tô aqui- disse colocando a mão em seu ombro, sorrindo sincera 

- Obrigada Najinha- sorriu Rainbow

- Nada... Maaas, agora tenho que ir. Beijos! Não sei que horas volto. Qualquer coisa me liga. E dá um beijo na Pikachu- disse saindo de casa 

- Ela não vai trabalhar hoje!- gritou antes de eu sair, e eu respondi-a com um "OK"

Entrei no carro que Taylor havia comprado para nós três revezarmos e saí indo em direção ao estúdio. Hoje iria ver a música dos Jacks comigo.

Entrei no prédio, entrei no elevador e cliquei no décimo oitavo andar. 

- Olá pessoas!- disse para Dylan e os Jacks quando cheguei.

- Oi Juju- responderam em uníssono 

- Vamos fazer o que hoje?- perguntei curiosa

- Bom, primeiro vamos ver do que iremos falar na música- disse Gilinsky 

- Ou seja, o tema, e a letra- disse Johnson

- Hoje iremos fazer só isso, outro dia iremos ver o resto das coisas- complementou Dylan

- Ookay. 
Ficamos conversando sobre a música e decidimos o que iríamos falar. Iríamos falar que podemos levar a pessoa que amamos paraa ver os lugares do mundo. Sabe como é, para conhecer cada canto do mundo junto da pessoa amada... O nome seria "Flights". Começamos a letra da música, pelo menos. Fiquei bem animada...

Saí do estúdio exausta. Fui ver o horário e era 18:30. Parece que passou tanto tempo...

Voltei para casa e os meninos me chamaram para ir em um restaurante. Fui, pois precisava me divertir depois de um dia como esse. Não vi Pikachu, mas segundo os meninos, ela estava lá em cima, de TPM. E como Taylor não queria deixar ela sozinha, Cameron ficou com ela... Hmm, aí tem coisa... *aquela carinha*

Chegando no restaurante, pensei que Skate iria sentar do meu lado, mas ele sentou na minha frente, e meu lado direito ficou vago, sendo logo ocupado por Matthew Espinosa. Merda! Viado! Estava xingando Skate de tudo quanto é palavrão, estava até jogando umas macumba loca nele, quando sou interrompida por Matt me cutucando

- Oi?- perguntei, o olhando

- Quer parar de encarar o Skate? O cara tá mó assustado- disse rindo

- Aix. Foi mal, tô com raiva dele...- disse meio envergonhada

- Posso saber o motivo?- droga

- Ele... Am, ele pegou meu chiclete- respondi ele

- Ah... Um chiclete?- assenti- Tem certeza disso?

- Absoluta- disse rapidamente 

- Ah, eu compro outro chiclete pra você depois...- disse olhando para fora. Dei uma olhada mortal rapidamente para Skate, e ele retribuiu com um sorriso malicioso... É SÓ UM CHICLETE CARALHO!

- Não precisa não... Depois eu peço pra ele um chiclete- disse sorrindo torto

- Vai recusar um chiclete?- assenti- Mesmo sendo de Matthew Espinosa??- assenti, e ele, fez cara de ofendido- Como assim Jesus?

- Ué? Só recusei um chiclete...

- Vindo de Matthew Espinosa- complementou

- Grandes merda- provoquei-o

- Como ousas??- perguntou me encarando

Ia responder ele, mas a comida chegou. Comemos, rimos, quase morremos, mas tamo aqui ainda...

- Ei- Matt me cutucou- Quer ir em um lugar?- perguntou à mim

- Depende...

- Depende do quê?- perguntou 

- O que vamos fazer?- perguntei simples

- Vai se fuder Julia!- disse me encarando- Tu vai ou não?

- Aix, tá! Eu vou!- disse me rendendo

Saí de lá, sendo seguida por um olhar malicioso de Skate... Idiota.

Fomos para um parque perto do restaurante. Era um parque de criança, mas era muito divertido. Ficamos lá conversando, rindo, brincando... 

- Acho melhor irmos- disse Matt

- Nããããããão- exclamei

- Siiiiiiiiiiiiiiiim- respondeu

- Que horas são?- perguntei

- 23:20
- OI? VAMOS EMBORA LOGO!- gritei, puxando Matt correndo. 

- PARA MEU DEUS!

- CALMA! Pera. Cadê seu carro?- perguntei

- Tava pro outro lado criança!

- Uix... Tá legal- fiz cara de ofendida

Fomos para o outro lado, entramos no carro e fomos para casa de Taylor. 

- Bom, tchau então Juju- disse Matt

- Tchau Dino! Obrigada pela noite!- disse olhando em seus olhos

Ficamos nos encarando por um tempo, fomos nos aproximando, até ouvir batidas no vidro, me fazendo pular. Era Taylor

- Desculpa por isso Matt- sorri torto

- Não, que isso. Tudo bem...- sabia que não estava. Eu queria isso também 

- Bom... É, tchau Dino- disse finalmente, saindo do carro

Esperei Matt sair, e me virei para Taylor com um olhar mortal

- Nem adianta me olhar com essa cara Julia- disse me encarando

- Porra Taylor! Tava quase lá! Sabe por quanto tempo esperei pra ter um cara igual ao Matt do meu lado?- perguntei- SABE QUANTO TEMPO?- gritei

- Estou te fazendo um favor- disse indiferente, me puxando para dentro de casa

- Favor?- puxei minha mão de volta ao chegarmos dentro de casa- FAVOR?

- SIM JULIA! UM FAVOR! SE CONCENTRA NO SEU TRABALHO, E DEPOIS TU PENSA EM NAMORAR- gritou- Por favor, não quero que esse trabalho dê errado e tu volte pro Brasil... Não quero mesmo...

- Desculpa Taylor... Você tem razão. Não posso deixar um cara atrapalhar minha carreira. Não agora- disse abraçando Taylor

- Tudo bem mana. Agora sobe lá e vai dormir filha!- disse enquanto eu subia para o meu quarto

Deitei na minha cama de roupa e tudo, só tirei meu sapato. 

Fui ver meu celular, e havia uma mensagem:

Dino sz (23:42): Boa noite Princesa <3

Respondi-o

Najinha Jr (23:51): Boa noite Dino <3

Dormi com essa mensagem na cabeça...

"Boy I think about you

Every night and day

I'm addicted wanna jump

Inside your love..."

Just Can't Get Enough- Black Eyed Peas

 

 


Notas Finais


Primeiro de tudo: EU AMO ESSA MÚSICA DO BEP
Segundo: Eu amei esse capítulo sz
Terceiro: Quero um shipp pra Julia e Matthew/ Najinha e Matt pra ontem, porque é muito fofo isso! LSJAKJAJAJANXOJSW
O que deu comigo?
Ookaay.
VLW FLW BEIJOS AZUL '-'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...