História Ginga no Taazan - O retorno do Fantástico Jaspion - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jaspion
Personagens Anri, Jaspion, MacGaren, Personagens Originais, Satan Goss
Tags Daileon, Jaspion, Macgaren, Monstro, Nova Saga, Satan Goss
Visualizações 75
Palavras 4.868
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Saga

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Neste episódio batalhas intensas ocorrem.
Tenham uma boa leitura.

Capítulo 10 - Em busca de vingança.


Fanfic / Fanfiction Ginga no Taazan - O retorno do Fantástico Jaspion - Capítulo 10 - Em busca de vingança.

 No episódio anterior, nossos heróis superaram os desafios na floresta africana. Após derrotar um dos ninjas espaciais, Taazan descobriu instintivamente que o poder para libertar a raça humana da energia negativa está dentro de si. Jaspion e Anri derrotaram mais dois ninjas espaciais e Daileon aniquilou mais dois monstros que ressurgiram pelo poder de Satan Goss

                   Episódio 10
                      Em busca de vingança.

 

  Em uma parte afastada do destruído centro de Tóquio, no subsolo onde se localizava o abrigo construído pela família Nambara, os cinco escolhidos esperavam pela volta dos heróis que haviam desaparecido a alguns dias. Kanoko preocupada comenta com seus companheiros.

- O que será que houve com eles, será que estão bem?

Daizuke com seu jeito despreocupado responde de pronto.

- Não se preocupe Kanoko, afinal de contas é o Jaspion né. Além do mais você viu como o Taazan ficou, ele deve ser muito forte também.

- Vou tentar falar com ele.

Kanoko utilizando seus poderes telepáticos tenta entrar em contato psíquico com nosso herói. Longe dali bordo de Daileon, os três estão a caminho quando frente a eles a imagem do corpo completo de Kanoko aparece, envolvida em uma aura amarelada.
             - Kanoko, aconteceu alguma coisa? Todos estão bem? – Jaspion pergunta.
           - Estamos todos bem, mas as coisas estão meio agitadas lá fora. Daizuke foi verificar e viu diversos soldados de Satan Goss nos arredores do abrigo, e estavam sob o comando de Purima e Gyoru. Será que eles podem nos achar?
            Na parte externa do abrigo alguns soldados de Macgaren que estavam divididos em duas unidades de 10 indivíduos e estavam sobre o comando de cada uma dos Quadridêmos, revistam cada canto do local. Purima utiliza suas bolas de cristal como uma espécie de rastreadores, tentando localizar sinais vitais humanos em meio aquele local de destruição e ruinas tomados por vegetações selvagens e pré históricas.
              - Estou captando sinais vindos daquela direção, vamos por alí. – Purima ordena aos soldados de seu contingente que sigam para esquerda mais à frente.
              - Eles estão se aproximando, vamos tentar atrasá-los, por favor venham depressa. – Kanoko pede ao herói com a voz carregada de desespero e em seguida, sua imagem desaparece.
               Anri olha para Jaspion com ar de preocupação.
              - O que eles farão? Elas estão ainda mais fortes.
              Taazan levanta-se de sua poltrona, e já com suas forças reestabelecidas, toma uma decisão.
              - Pai, Anri, eu vou na frente. Posso chegar mais rápido.
              - Muito bem, vá em frente meu filho que chegaremos em seguida.

             O rapaz olha para seu pai e faz um sinal de positivo com a cabeça, assim se dirige ao hangar das máquinas. A saída do bico da nave Daileon se abre, Taazan corre para ela e nesse momento seus olhos brilham cobrindo todo seu corpo com a energia dourada, ele salta para fora da nave e todo o brilho concentra-se em suas costas, fazendo com que suas asas de energia surjam e se abram em toda a sua envergadura e num bater delas o corpo do rapaz é impulsionado a uma velocidade super sônica, rumo ao local onde encontravam-se os escolhidos.

 

DE VOLTA AO ABRIGO EM TÓQUIO.

 

   Kanoko olha para seus companheiros e diz.
                - Precisamos proteger esse local e as pessoas que aqui estão, temos que sair e levá-los para longe daqui.
                 Hiroshi olha para todos e estalando os dedos de ambas as mãos, diz em seguida.
              - Chegou a hora de descarregar minha vingança sobre esses malditos, vou usar toda a minha força e experiência que adquiri nas lutas clandestinas e vou acabar com todos eles.
                Enquanto ele caminhava para a saída é segurado pelo braço por Kumico.
                - Vou com você, também tenho contas a acertar com eles, você não vai sozinho.
                Hiroshi olha para a amiga e nota uma determinação sem igual em seus singelos olhos, e com um sorriso diz.
          - Vamos em frente Kumico, sei que você também tem motivos de sobra pra enfrentar aqueles monstros e sei que é capaz.  – Imediatamente ele olha para Daizuke.
             - Daizuke, você vem?
             - Claro, você acha que vou perder essa? Esses poderes não foram dados a nós por nada, vou ajudá-los.
– Daizuke concorda.
             - Tomem muito cuidado, como vocês viram eles são muito perigosos. – Kanoko os adverte.

Kumico serrando o punho direito  na altura de seu tórax diz com plena confiança.
             - Faremos o possível pra afasta-los daqui.
              Assim os três dirigem-se até a saída e vão de encontro aos inimigos.

 

DE VOLTA A PARTE EXTERNA EM MEIO A FLORESTA.

 

  Purima olha para uma das bolas de cristal e visualiza a leitura de três corpos humanos a alguns metros a frente e imediatamente comanda os soldados que avancem. Cerca de cinco deles vão um pouco mais avançados. De repente Purima percebe que um dos corpos sumiu de seus rastreadores.
               - O quê?
              Eis que um vulto amarelado, brilhante e em alta velocidade passa por entre os soldados de frente, disferindo diversos golpes, que os derrubaram num instante sem mesmo perceber ou ver quem era seu agressor. O vulto então parou bruscamente a frente ao resto do contingente, a luz dourada se desfez e, encarando-os de braços cruzados era Daizuke, utilizando o poder que recebeu da luz divina do universo.
               - Por essa vocês não esperavam, hein?
            Purima sorri e aponta para o rapaz, no mesmo momento em que seus globos de cristal param flutuando um em cada lado de seu corpo na altura dos ombros.
               - Seu garoto idiota, veio procurar sua morte? Acabem com ele! – Ela ordena aos soldados que restaram.
             Mais três soldados correm em direção a ele, mas Daizuke permanece parado de braços cruzados. Os soldados saltam em um ataque simultâneo empunhando suas espadas, porém no último segundo o corpo do rapaz envolve-se novamente na aura dourada, e desaparece em alta velocidade deixando apenas pó para trás. Antes  que os soldados tocassem o solo, seus corpos foram paralisados no ar e seus movimentos bloqueados.
               - O que é isso? – A comandante dos soldados pergunta.
             Ela então olha mais a sua direita e avista Kumico, ela caminhava lentamente em direção aos soldados paralisados com os braços estendidos a frente e suas mãos totalmente abertas, seus olhos emitiam um brilho dourado intenso.
               - Por culpa do reaparecimento de vocês perdi minha mãe... meu irmão... tudo que eu tinha...
               As lágrimas desciam em seu rosto delicado, que ao mesmo tempo expressava um ódio sem igual e com o fechar de suas mãos, os corpos dos soldados foram esmagados como se uma  pressão de diversas toneladas fossem exercidas sobre eles, e em seguida Kumico movimenta seus braços de cima para baixo  fazendo com que os corpos dos soldados choquem-se contra o solo, provocando fortes explosões. Nesse momento o contingente de Gyoru chega ao local onde encontravam-se os demais, os outros dez soldados avançam sobre a garota. Então surge a esquerda dela correndo como uma locomotiva desenfreada o forte Hiroshi, ele entra em confronto corpo a corpo diretamente contra os soldados. Dois deles vinham a frente, Hiroshi posicionou os braços abertos lateralmente como se fossem asas, atingindo os soldados violentamente na altura de seus pescoços fazendo-os rodopiar no ar. Mais três posicionaram-se a sua frente e com o primeiro deles já disferindo um golpe de espada num movimento diagonal de cima para baixo, Hiroshi esquiva-se com rapidez inclinando seu corpo para esquerda fazendo com que o inimigo atingisse somente o ar. No mesmo instante os outros dois o atacam simultaneamente com golpes de espada, o rapaz segura os braços de ambos e os torcem provocando a quebra dos mesmos, as laminas caem ao chão e, com um giro rápido de seu corpo levantando a perna direita atinge a região do pescoço de um dos soldados que com o forte impacto do golpe choca-se com o outro a seu lado, lançando os dois a metros de distância. Ao posicionar novamente sua perna no solo Hiroshi abre levemente os braços colocando os punhos na altura do tórax, imediatamente ele grita a plenos pulmões.
             - SEUS MALDITOS, VOCÊS TODOS VÃO PAGAR PELO SOFRIMENTO QUE CAUSARAM A MINHA FAMÍLIA, VOU DESTRUIR CADA UM DE VOCÊS COM MINHAS PRÓPRIAS MÃOS!!! AAAAAAAAAHHHHHHHH!!!!
                  Após esse grito de fúria os braços do rapaz envolveram-se em um forte e intenso brilho dourado, desde os punhos até os ombros. O soldado que havia errado seu primeiro golpe novamente o atacou pelas costas com um golpe de espada de cima para baixo, Hiroshi evitou mais uma vez da investida do inimigo com um giro de seu corpo para a direita e nesse mesmo movimento, aplicou um poderoso soco em seu abdômen que com a tamanha potência atravessou o corpo do soldado, que caiu ao chão já sem vida. Hiroshi o chutou para frente com extrema violência, tomando novamente a posição de luta. O corpo do soldado voou por alguns metros pelo ar, mas de repente ele foi dividido em dois ainda no ar e entre eles apareceu Gyoru, que o cortara com a afiada lâmina de sua flauta mágica. Hiroshi, Kumico e Daizuke reuniram-se e ficaram frente a Gyoru que após uns instantes ficou acompanhada de sua companheira Purima, que parou ao seu lado com seus globos flutuando em volta de si, ela então dirige-se a eles.
              - Se vocês estão aqui devem estar protegendo algo, digam, estão com aquele grupo de sobreviventes? DIGAM!
              Gyoru dá um passo a frente e diz a Purima.
        - Calma Purima, vamos nos divertir um pouco com esses três! Aquele fortinho é meu, vou adorar acabar com a vida dele....HAHAHAHAHA!!!
            Nesse momento ela leva sua flauta a boca e começa a toca-la, o ambiente escurece levemente e um tipo de pólem amarelado começa a pairar pelo ar. O som que era tocado possuía uma alta frequência, que fez com que os escolhidos levassem as mãos a cabeça e sentissem fortes dores. Parte desse pólem repousou sobre o corpo de Gyoru, que após brilhar intensamente, transformou-a em uma fera que assemelhava-se a um minotauro, com aproximadamente dois metros de altura, pelagem negra, braços fortíssimos e olhos vermelhos como o inferno. Os três dão um passo para trás enquanto Purima também preparava-se para o ataque, ela ergueu-se do solo a um metro de altura, seus braços estavam estendidos lateralmente na altura de seus ombros e seus globos começaram a brilhar girando em volta de seu corpo. Gyoru em seu formato de besta urra um som estrondoso e grave ao mesmo tempo que de sua boca chamas eram expelidas, após isso ela começa a correr de encontro aos escolhidos e a cada passo um pequeno tremor era sentido no solo. Purima por sua vez comanda seus globos a frente lançando rajadas de energia sobre os jovens, diversas explosões são provocadas  deixando uma espessa fumaça. Gyoru adentra nela buscando Hiroshi, segundos depois a fumaça foi totalmente dissipada por uma onda de choque que fora provocada pela pressão do impacto de um golpe aplicado com o punho direito da besta, que foi bloqueado pelas mãos do escolhido da força do universo, seus braços brilhavam intensamente suportando tamanha intensidade do golpe. Os dois se olhavam enquanto mediam forças, Hiroshi rangia os dentes e mantinha a expressão serrada que mostrava uma determinação e ódio indescritíveis.
           A alguns metros de distância, após um forte movimento de parada que movimentou pó e terra do solo, Daizuke que estava com Kumico no colo reaparece e o brilho dourado que cobria seu corpo dissipa-se, após colocá-la no chão ele coloca as mãos em seus ombros e pergunta:
                - Tudo bem Kumico? Se feriu?
                - Graças a você sim, essa passou perto.
Kumico responde aliviada.
               Os dois olham para frente veem a aproximação do ataque de Purima, vindo pelo ar ela já disfere um golpe com sua afiada adaga de cima para baixo.
                 - CUIDADO!! – Grita Daizuke, que empurrando a amiga, se salva e a salva conseguindo escapar da investida da inimiga.
Purima toca o solo e imediatamente tenta atingir o rapaz com sua arma com um golpe em diagonal, porém estando a lâmina a centímetros da testa de Daizuke o braço de Purima paralisa-se, o rapaz que estava abaixado e de olhos fechados esperando pelo golpe fatal que receberia, abriu somente o olho esquerdo e percebeu que Kumico, que estava com o braço direito estendido a frente, bloqueava os movimentos da inimiga. Após um pequeno sorriso, seu corpo é envolvido com a energia dourada e, levantando-se rapidamente segura o pescoço da inimiga e utilizando sua super velocidade a arrasta por diversos metros, pó e pedras levantam-se do solo devido ao rastro da grande velocidade, Purima não conseguia se mexer com tamanha pressão, com a inércia desse movimento Daizuke a faz chocar-se contra uma parede rochosa, o que provoca o aparecimento de uma pequena cratera além de enormes rachaduras na mesma, após o impacto Daizuke a segura e ela permanece de olhos fechados.
              A alguns metros dali na luta de grandes forças, Hiroshi empurra o punho de Gyoru para trás e aplica um forte soco no abdômen da besta que inclina o corpo a frente e uma onda de choque a atravessa, ele segue golpeando a inimiga e dando passos a frente mostrando grande força e destreza, a face, baço, pescoço  e tórax são atingidos com grande potência mas o enorme monstro não reagia, porém após mais um golpe na face de Gyoru, o monstro firma o pé direito no chão e permanece parada com o punho de Hiroshi afundando-se no lado esquerdo de sua face deixando o rapaz surpreso. Ela ergue seu braço esquerdo e segura o punho de seu agressor tirando- de sua face.
               - O que é isso? Como que... – Hiroshi impressiona-se.
               Gyoru esboçando um sorriso diz ao seu adversário.
           - Você é muito forte garoto, gostei, mas agora já chega, ou você achou que tinha poder o suficiente para me enfrentar.... Hahahahaha!!!
            Com grande força ela torce o braço de Hiroshi e aplica um poderoso soco vidando atingir o seu rosto, o rapaz ergue seu braço esquerdo buscando bloquear o ataque, mas o impacto em seu braço e tão forte que o lança a vários metros de distância levando-o ao chão.
Da mesma forma, Purima que estava sendo segurada por Daizuke pelo pescoço, abre seus terríveis olhos vermelhos e também sorri.
                 - Que belo poder menino, mas acabou sua festinha... Hahahaha!!!
             Com seu braço esquerdo ela tira a mão de Daizuke de seu pescoço com extrema violência e antes de tocar o solo o ataca com um golpe de sua adaga, que acaba atingindo somente o ar pois em milésimos de segundos o rapaz utiliza seu poder, escapando assim da investida mortal de sua inimiga. Purima imediatamente comanda seus globos para que voltem para perto de si e flutuando cerca de meio metro do chão, começa a aproximar-se de Kumico. A detentora do poder mental da telecinese, levanta-se e começa a caminhar em direção a Purima, seus olhos brilharam novamente e com seus braços estendidos a frente de punhos serrados, começa a aplicar golpes com extrema pressão, os que eram imediatamente bloqueados pelos globos de cristal, ondas de choque podiam ser vistos no momento dos bloqueios, a garota fica impressionada com o tamanho poder da inimiga.
              - Como é possível, ela está evitando todos os meus ataques!
               Purima com uma visível arrogância, diz com um ar de riso.
             - Seu poder também é impressionante, mas não faz frente aos novos poderes dados a mim pela poderosa energia do senhor Satan Goss... Hahahaha!!! MORRA!!!
             Então Purima estende o braço esquerdo a frente, seus olhos brilham em negro e púrpura e com este comando uma rajada de energia é lançada sobre Kumico, que coloca os braços a frente do rosto tentando proteger-se.
                  Daizuke que estava muito longe sem possibilidade de alcança-la, vê que sua amiga sofrerá um ataque mortal e grita.
                - NÃÃÃÃÃÃÃOOOO.... KUMICOOOOO!!!
               Segundos antes do ataque mortal alcançar Kumico, um brilhante e veloz rastro de luz interpõe-se entre eles e uma grande explosão é provocada no local onde a garota estava.
               - HAHAHAHAHA... Agora é sua vez garoto ligeirinho! – Diz Purima olhando e apontando para Daizuke.
               De repente em meio a fumaça da explosão um intenso brilho dourado aparece e, com uma onda de choque dourada extingue toda a fumaça da explosão, o que chamou a atenção de todos e após isso um par de asas de energia enormes pôde ser vista.
               - O QUÊ!! – Purima e Gyoru dizem ao mesmo tempo.
            Nesse momento as asas de energia desaparecem e revela o herói por trás delas, Taazan em sua forma civil abaixado e abraçado junto a Kumico, que foi protegida pela poderosa força da energia positiva do universo. Ele coloca as mãos nos ombros dela que ainda está de olhos fechados.
               - Kumico, tudo bem? Está ferida?
               Ela abre seus olhos e percebe que foi salva.
               - Obrigada Taazan!
               - Você é o garoto que lutou contra Zampa e Ikki? Que bom que chegou, vou acabar com você e mostrarei que sou a mais forte dos Quadridêmos. Purima diz olhando para Taazan.
                Gyoru que estava próxima a Hiroshi ainda caído, diz.
                - Hum o garoto dourado chegou? Só um minuto filho, vou só afundar o crânio desse idiota e já vou te dar outra lição!
              Ela levanta seu punho direito e lança-o em ataque contra Hiroshi, que levanta seu braço esquerdo  colocando-o a frente de si para tentar uma última defesa. Mas antes de Gyoru atingir o rapaz covardemente, seu corpo inclina-se para frente devido a um forte e violento impacto de um soco no abdômen aplicado por Taazan com seu punho direito, que a fez voltar a sua forma original, o poder do golpe era tamanho que uma onda de choque atravessou o corpo da serva de Satan Goss.
              - O... Que?... Como?... Você?... – A inimiga sussurra por ter ficado sem fôlego e também sem entender como ele a alcançou com tanta velocidade. Ela dá três passos para trás com as mãos no local do impacto demonstrando que recebeu um forte dano, então o guerreiro dourado gira seu corpo levantando ao mesmo sua perna direita e atinge em cheio a face da inimiga, o sangue espirra no momento do impacto e a faz girar no ar sendo lançada a alguns metros de distancia, caindo de costas no solo próximo a Purima. Taazan estende a mão para Hiroshi.
                - Você está bem Hiroshi?
                O rapaz dá um tapa na mão do herói e diz:
                - Não preciso da sua ajuda, essa luta é minha!
                Nesse momento Daizuke chega ao lado deles acompanhado de Kumico. Hiroshi se levanta com algumas escoriações.
                - Eu tinha tudo sob controle, eu iria derrotar aquela miserável. Mas você interferiu e tirou das minhas mãos a chance de me vingar.
                  Taazan olha nos olhos de Hiroshi e assume o compromisso.
                  - Por hora agradeço a vocês pela ajuda, mas agora deixem comigo...
             Nesse momento Purima chega próximo a sua companheira, agora acompanhada por mais um contingente de soldados, Gyoru levanta-se e com a mão direita limpa o sangue que escorria de suas mandíbulas de lobo.
                  - Seu moleque, vai me pagar por isso. Vamos acabar com os quatro aqui mesmo. – Diz ela.
                 - Nós encontramos o esconderijo de vocês, vamos matar todos que lá estiverem... Hahahaha... – Purima informa aos seus inimigos.
                 Os soldados começam a correr para atacarem os heróis, Taazan então coloca-se em posição de luta e ao mesmo tempo seus olhos emitem um brilho dourado. Ao lado dele, os três escolhidos também brilham os olhos, Hiroshi olha para seus braços e o brilho neles é ainda mais intenso.
              - Eu estou me sentindo mais forte, o que aconteceu?
               Kumico e Daizuke também sentem o mesmo.
              - Também posso sentir Hiroshi, é muito forte! – Diz Kumico.
               Daizuke que também sentiu um certo aumento de poder olha para Taazan e diz.
              - Deve ser por sua causa Taazan, sua energia de alguma forma está aumentando nossos poderes.
               Então o guerreiro dourado dirigindo-se aos escolhidos diz.
              - Daizuke e Kumico, voltem e ajudem Kanoko e Mika, eu e Hiroshi cuidamos dessas duas, certo Hiroshi?
              O rapaz olha para Taazan sorrindo, coloca-se em posição de luta.
              - Vamos em frente, a cara de lobo é minha.
             No mesmo instante os braços de Hiroshi começam a brilhar ainda mais e a aura dourada torna-se mais clara e densa, seu semblante se fecha e ele está pronto para ir com tudo o que tem, buscando diminuir a culpa que carrega dentro de si pela perda de sua família. Daizuke aproxima-se de Kumico e colocando a mão em seu ombro fala olhando em seus olhos.
              - Me permite senhorita?
              - Hum, vou acabar me acostumando com isso hein!
– Ela sorri olhando bem no fundo dos olhos do rapaz.
           Com as bochechas coradas e depois de um pequeno pigarro em sua garganta, Daizuke a pega no colo novamente, seu corpo ilumina-se com a luz dourada e os dois partem em alta velocidade em auxílio a Kanoko e Mika, deixando para trás apenas pó e uma pequena linha dourada que se desfez segundos após a partida deles.
              - Pronto Hiroshi? – Taazan pergunta.
              - Vamos arrebentar esses miseráveis!
            Os dois agora correm de encontro aos soldados, eles eram cerca de 20 e todos estavam armados de espadas e lanças. Eles separam-se, Taazan começa a enfrentar os soldados e Hiroshi corre para cima de Gyoru, seus braços e punhos brilham intensamente e ele os posiciona lateralmente ao corpo.
               - Venha, seu monstro!
               - Com prazer!  Purima, não se intrometa! – Gyoru adverte sua companheira.
            Ela novamente leva sua flauta mágica a boca, e depois de duas notas entoadas seu corpo ilumina-se nas cores púrpura e negra sofrendo uma nova transformação. Um monstro em forma de lagarto surge, com braços fortes e uma cauda comprida que ao bater no solo causa uma funda rachadura, ela urra em alto e bom som.
            - Isso não me assusta! – Diz Hiroshi que salta já desferindo um poderoso soco na face do monstro que inclina o corpo imediatamente com a tamanha potência do golpe, coisa que ela não havia sentido antes. Mais dois golpes são aplicados, na face novamente agora com o punho esquerdo e outro no abdômen com o punho direito, sangue e saliva voam ao ar, o rapaz continua golpeando com fúria e sem dar chance de defesa à inimiga. Um último golpe cruzado com o punho direito é dado fazendo com que o corpo de Gyoru gire, mas nesse mesmo instante ela utiliza sua cauda para golpear Hiroshi que é pego de surpresa, e os dois são jogados distantes um do outro e ambos vão ao chão.
             Taazan luta com afinco contra a horda de soldados, dois deles lançam golpes de espada de cima para baixo, o rapaz desvia do primeiro golpe, o segundo é bloqueado com o punho esquerdo, ele torce o braço do soldado deixando a espada estendida a frente, ele então estende o braço direito em direção do primeiro soldado que ainda estava de costas para ele e num fechar da palma de sua mão o inimigo paralisa-se, um movimento de seu braço é feito fazendo com que o soldado venha de encontro a lâmina que está estendida perfurando-o. Ele então gira o corpo e golpeia com o cotovelo direito o pescoço do primeiro soldado com extrema violência, levando os dois ao chão. Os demais soldados correm em sua direção, ele vai de encontro a eles e saltando no ar seu corpo ilumina-se com a energia dourada, ao pousar abaixado em meio aos soldados a energia concentra-se em suas costas transformando-se em suas asas da força positiva que ao abrirem repeliram todos os soldados em volta, elas então se fecham em torno dele vestindo-o com sua poderosa Metaltex dourada.
             Hiroshi continua no combate árduo contra Gyoru, socos poderosos são aplicados pelo rapaz que cada vez provocam mais danos a inimiga, sua força é descomunal devido a presença do guerreiro dourado e isso o colocou no nível de força da integrante dos Quadridêmos, ela não contava com esse tipo de desafio. Hiroshi golpeia mais uma vez a face da inimiga com extrema violência com um impacto poderoso, mas ao mesmo tempo também recebe um golpe em seu rosto levando-o ao chão. Gyoru que também havia caído volta a sua forma original, os dois retorcem-se de dor deitados no solo da floresta. Purima vendo a oportunidade lança-se em ataque contra Hiroshi, que percebe a aproximação da segunda inimiga. Um dos globos avança sobre ele envolvido na energia negra.
               - Não vou perder pra vocês...
           Antes que o globo o atingisse ele levantou seu braço direito, e com um movimento da esquerda para a direita golpeou a esfera repelindo seu ataque, lançando-a longe de si que ao chocar-se contra uma enorme árvore próxima, provocou uma forte explosão que levou a árvore ao chão. Impressionada com a força do rapaz Purima grita.
                 - SEU MISERÁVEL, COMO SE ATREVE!
           Após esse último esforço Hiroshi perde a consciência. O globo que havia explodido volta junto a sua mestra e ela começa a aproximar-se do rapaz que estava desacordado. A alguns metros dali, com último golpe de suas poderosas espadas douradas Taazan derrota os dois últimos soldados, imediatamente olha para onde Hiroshi estava e percebe o ato covarde que será cometido por Purima. A espada de sua mão direita é desmaterializada e com a mesma estendida a frente, lança uma rajada de raios dourados que atingem a inimiga no ombro provocando uma forte explosão, o que a lança a metros de distância atingindo o solo.
          Gyoru levanta-se e percebe que sua companheira fora momentaneamente abatida, com sua flauta em punho tenta ferir Hiroshi desferindo um golpe de cima para baixo.
               - Seu moleque maldito, como pôde fazer isso comigo, você vai pagar com sua vida!
               Taazan impulsiona seu corpo a frente em alta velocidade ao mesmo tempo que materializa novamente a espada de sua mão direita.
Antes que a lâmina de Gyoru atingisse o corpo de Hiroshi, é bloqueada pela espada da mão esquerda de Taazan que imediatamente aplica um corte horizontal na altura do abdômen da inimiga causando uma pequena explosão que a lança a alguns metros o que a levou ao chão novamente. Purima levanta a cabeça e percebe a investida dos dois inimigos sobre sua companheira, ela então convoca seus globos que jogam sobre ela uma energia negra, fazendo-a desaparecer do local da batalha.
             Nesse momento Hiroshi desperta e ao abrir os olhos vê Taazan com a mão esquerda estendida em sua direção, segurando-a ele se coloca em pé.
             - Caramba, que força que ela tem! – O rapaz diz passando a mão em seu pescoço.
             Taazan olha para o lado e vê que Gyoru começa a se levantar, Hiroshi por sua vez olha para trás e percebe que Purima desapareceu do local. Os dois então voltam-se para a inimiga que ainda está no campo de batalha e colocam-se em posição de luta. Eles se entreolham fazendo um sinal de positivo com a cabeça e começam a correr em ataque, Gyoru que ainda estava atordoada pelo golpe que havia recebido cambaleava sem perceber a investida de seus inimigos. O braço direito de Hiroshi e o esquerdo de Taazan brilha em azul e dourado com grande intensidade, então lançando um golpe simultâneo os dois bradam.
               - VIOLENT PUNCH!
             O poderoso golpe duplo atinge o tórax de Gyoru o que a lança diversos metros a frente e enquanto desloca-se pelo ar, seu corpo é envolvido pela energia dourada a azul que quando chocou-se com o solo provocou uma enorme explosão, o que destruiu a inimiga por completo. Os dois permaneceram parados por alguns segundos com seus punhos estendidos a frente, então o brilho de ambos extinguiram-se e Taazan voltou a sua forma civil.
              - Precisamos voltar para o abrigo agora mesmo. – Hiroshi diz com semblante preocupado.
             Neste momento o Gaibin Jet passa sobrevoando o local, os dois olham para cima e dele sai uma esfera de energia azulada que voa em direção a eles, ao tocar o solo junto a eles, a esfera azul materializa o corpo de Jaspion em sua forma civil, enquanto o Gaibin retorna para a nave Daileon que também sobrevoa o local, porém em grande altitude.
              - Vocês estão bem? – O guerreiro galáctico pergunta.
              Hiroshi olha para Jaspion serrando seu punho direito na altura do tórax e diz.
              - Eu finalmente consegui consumar parte da minha vingança. A força que consegui perto do Taazan é incrível.
              Jaspion coça a cabeça sem entender e com uma cara de interrogação que lhe é costumeira.
              - Pai, precisamos correr para o abrigo dos Nambara, eles estão prestes a ser atacados por soldados de Macgaren, no caminho te explico o que houve.
           Então os três partem rapidamente em auxilio aos demais escolhidos na proteção do abrigo, eles chegarão a tempo de impedir a descoberta do abrigo?
            A alguns metros antes da entrada principal do local, os soldados de Satan Goss acompanhados de Zampa estão parados em posição de luta  olhando apenas para uma escolhida, Kanoko Nambara, ela estava parada de pé e permanecia de olhos fechados e com as mãos abertas  posicionadas na altura dos ombros, no centro de sua testa via-se um brilho dourado intenso. Ela tentará sozinha conter o avanço dos inimigos, será que conseguirá?

 

CUIDADO KANOKO!
             EM FRENTE TAAZAN!
             AVANTE JASPION!

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Obrigado a todos que acompanham minha história.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...