História Girl Crush - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mamamoo
Personagens Hwasa, Moonbyul, Solar, Wheein
Tags Colegial, Esporte, Hwasa, Mamamoo, Moonbyul, Romance, Solar, Yuri
Exibições 42
Palavras 701
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - Capítulo dez


[MoonByul]

-Solar... Eu... -as palavras quase não saiam, mas eu sentia que não poderia segurar isso por muito tempo, eu estava soando frio e aqueles olhos dela quase me derretiam. Eu tentava achar as palavras certas para falar aquilo sem assusta-la. Eu sempre fui ruim com as palavras, mas era pior ainda tentando disfarçar alguma coisa, meu rosto corado transparecia o que meus lábios não conseguiam dizer.
Ela entendeu o que eu queria dizer, aproximando cada vez mais nossos rostos. Ela se aproximou cada vez mais ate que eu pude sentir sua respiração próxima ao meu rosto, eu estava hesitando, a poucas horas ela namorava com a Hwasa, pensei que ela podia não estar raciocinando direito.
Ela se aproximou ainda mais, selando nossos lábios de um jeito delicado e doce, o gentil selar foi se intensificando gradativamente e logo sua língua invadia minha boca de uma maneira sutil e ao mesmo tempo feroz enquanto pedia passagem e eu concedi, eu não conseguia pensar direito sobre o que estava acontecendo, só o que eu sabia era que aquela sensação era incrível.
Suas mãos se direcionaram para minha nuca, acariciando minha cabeça e meus cabelos, enquanto minhas mãos desciam suavemente para seu quadril.
Eu aproximava mais nossos corpos, a pressionando contra o meu. Nossos corações batiam descompassadamente. Eu podia sentir sua pele macia e seu cheiro doce, sentia ela arfar cada vez que eu a apertava mais.
Eu me senti tão bem com isso, saber que ela correspondia o que eu sinto, ou talvez ela só estivesse se sentindo frágil e isso me faria uma pessoa horrível por me aproveitar dela assim. Mas por alguns instantes eu pude sentir que ela era minha. Só minha.
Um pequeno "click" nos interrompeu, pensei que alguém havia entrado, mas logo um cheiro estranho se espalha a rapidamente. Logo eu pude perceber a fumaça, que tomava o ar rapidamente. Eu e Solar trocamos um olhar assustada, como quem diz "temos que sair daqui", a morena me puxou pela mão me arrastando para a porta. Tentamos incessantemente abrir a porta, desferi diversos chutes na tentativa de derrubar a porta, mas sem sucesso, o solido não demonstrava nenhum sinal de que cederia. Alguém havia nos trancado ali e logo tudo estaria em chamas. As toalhas ajudavam o fogo a se propagar e a fumaça invadia severamente nossos pulmões. Algo vermelho reluzente no fundo do vestiário me chamou atenção, pequeno extintor, vi nele a chance de apagar as chamar e poder tirar nós duas dali com vida. Soltei a mão dela, que me observava com medo e curiosidade, enquanto corri para o fundo indo buscar o objeto, ele estava fixado na parede e com toda força o puxei. Lancei um pequeno sorriso para ela prevendo nossa saída, pude ver seu rosto sujo de cinzas, adquiridas devido a fumaça e o suor que escorria de seu rosto.
Apertei o gatilho do extintor esperançosa, uma vez, duas, três, estava vazio. Nada saia e continuávamos presas no vestiário. Jogue-o no chão, era inútil continuar gastando nossas forças com essas coisas, mesmo assim desferi um chute contra o objeto gritando com o mesmo, eu estava realmente irritada.
 Solar puxou uma toalha húmida que estava em cima de um banco e a pressionou contra o rosto, eu fiz o mesmo.
O fogo se espalhava facilmente, gotas de suor escorriam por nossos rostos. Tudo que eu queria era conseguir tirar ela dali. Eu me sentia inútil por não conseguir protege-lá.
A nuvem escura se formava com densidade acima de nós, Solar apertava minha mão na tentativa de me acalmar.
Eu sentia que não conseguiríamos sair, e tudo que eu queria era ter dito a ela o quanto eu gostava dela disso ter acontecido. Talvez assim tivessemos uma chance de ter ficado juntas por mais tempo. Queria ter dito que ela é linda, e o quanto ela é importante pra mim. Dizer que talvez eu a amasse, ou que eu a amo mesmo.
Tudo parecia se fechar ao meu redor, meu peito foi tomado por angustia e fumaça, muita fumaça. Tudo ficava escuro gradativamente, a ultima coisa que pude sentir foram as mãos dela nos meus ombros me sacodindo enquanto dizia palavras que eu não conseguia decifrar.


Notas Finais


Desculpem qualquer erro ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...