História Girl Crush and I - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mamamoo
Personagens Hwasa, Moonbyul, Personagens Originais, Solar, Wheein
Tags Mamamoo, Moonbyul, Moonsun, Solar
Exibições 83
Palavras 301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Twelve


SOLAR POV 

Cai perto do refeitório. Eu não podia amar a Byul. Minha família nunca aceitaria e me colocariam em um internato na Noruega ou em qualquer outro país longe. E no final, a Byul iria se machucar, caso se apaixonasse por mim.

Comecei a chorar. Eu estava amando, mas eu não podia amar. Eu só queria ser livre e viver a minha vida com a minha Byul. Mas, eu não conseguiria. E se a família dela não me aprovasse? O que eu vou fazer?

Eu queria poder amar, mas meu coração estava dividido entre amar a Byul e em me afastar dela. Porque as coisas tem que ser assim?

- O que você tem, sua dramática? - virei o rosto e olhei para o Eric.

Eric. Ele já não significava mais nada. Ele era apenas um erro do meu passado.

- Não é da sua conta, seu fedelho! 

- A maravilinda da Byul te deu um fora, né? 

Não consegui me segurar e dei um soco na cara dele. 

Ele não ia machucar a Byul. Eu iria protegê-lá daquele cafetão. 

- Eu não esperava isso de você, senhorita Kim. - A diretora falou.

Olhei para trás e percebi que eu iria apanhar de novo.

[...]

- SUA INÚTIL, SÓ SABE FAZER BESTEIRAS! - o meu pai me deu um tapa, enquanto eu chorava sem parar. Eu já estava esgotada. - QUANDO VOCÊ VAI HONRAR A SUA FAMÍLIA AO INVÉS DE FICAR SE FAZENDO DE...DELINQUENTE JUVENIL!?

- E QUANDO VOCÊ VAI PARAR DE ME EXCLUIR DA FAMÍLIA? EU NÃO TENHO AMIGOS, NÃO TENHO NINGUÉM! E TEM MAIS...

Ele me bateu de novo. Se dependesse dele, ele já teria me assassinado a sangue frio.

Fui para o meu quarto, onde eu desabei por completo. As minhas lágrimas, dolorosas, definiam a minha realidade: Fria e traiçoeira.

Adormeci ali, perto da porta, pensando em como reiniciar.


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...