História Girl In Luv - Imagine (BTS) - Capítulo 70


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bangtan Boys, Bts, Colegial, Drama, Hentai, Imagine, Jungkook, K-pop, Namjin, Romance, Shoujo, Violencia, Yoongi
Exibições 330
Palavras 1.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem a demora, hoje tive vários imprevistos como visitas indesejadas...

Espero que gostem <3

Quem é ela?

Capítulo 70 - A Fuga


Fanfic / Fanfiction Girl In Luv - Imagine (BTS) - Capítulo 70 - A Fuga

Peguei meu celular e liguei para Harp, o celular chamou algumas vezes até que ela atendeu.

*Ligação on*

– Muffin! Tudo bem com você? – falei animada

– _____! Tudo sim e você? – respondeu desconfiada

– Tudo, se lembra dos nossos passeios?

– Me diz logo o que você quer fazer! – riu

Expliquei toda a situação para ela e a mesma me ouviu em silêncio.

– Você pode me buscar na clínica? – perguntei

– Com certeza! Já estou indo, é aquela clínica do jardim enorme? – dizia animada

– Sim, você vai trazer um dos seus parceiros?

– Claro! Estarei aí em cinco minutos, se prepara para correr!

– Obrigada Muffin!

*Ligação off*

Olhei para Joshua que estava visivelmente preocupado.

– O que foi? – perguntei

– Você sabe que essa garota é encrenca! – respondeu com certa raiva

– Você sabe o que ela viveu e ela vai me ajudar á te tirar desse inferno! – tentava me mostrar brava mesmo que sussurrando – Ela nunca me fez mal algum, não tem por que não gostar dela!

– Tudo bem, me desculpa, mas eu não me esqueço daquela cena, minha irmãzinha chorando na delegacia!

– Também não esquecerei certas coisas – seus olhos se arregalaram e seu olhar voltou-se ao chão – Mas estou disposta á passar por cima disso e voltar a ser como antes, você devia fazer o mesmo sabia?

– Você realmente me perdoou?

Fiz que sim com a cabeça e ele me abraçou, senti algumas lágrimas quererem sair, ele acariciou meus cabelos e beijou minha testa. Meu celular vibrou e vi a mensagem de Harp avisando que já me esperava á dois quarteirões da clínica, beijei a bochecha de meu irmão e corri o mais rápido que pude para chegar até o carro. Por sorte ninguém me viu.

– Muito obrigada! – agradeci abraçando Harp e seu amigo

– É para isso que os amigos servem – sorriu retribuindo o abraço – Esse é o Carlão!

– Prazer Carlão, meu nome é _____.

– O prazer é meu! – respondeu com seu vozerão

Eles me deixaram em frente a minha casa, logo que entrei, dei o laudo para meus pais e mandei que ligassem para o doutor, deixaria que Joshua os explicasse sobre tudo que aconteceu.

Eles ligaram para o doutor e o mesmo disse que estaria em nossa casa em dez minutos, fui para o meu quarto e tomei um banho rápido já que estava suada por ter feito tudo aquilo, me vesti rapidamente e desci as escadas.

- Pode me explicar o que está acontecendo? – disse o doutor a me ver

- Eu fui visitar meu irmão na clínica hoje e... – ele me interrompeu

- Por que seu irmão está na clínica? Ele deveria ter saído semana passada! – meus pais o olharam chocado

- Mas o senhor disse que ele havia piorado! – minha mãe se desesperou

- Não, esse é o laudo dele, olhe eu assinei aqui. – ele mostrou o papel na mesa

- Recebemos um laudo falso? – minha mãe dizia enquanto meu pai buscava o laudo que eles haviam recebido

- O enfermeiro nos entregou isso – meu pai o entregou

- Esse documento é falsificado, isso é crime! – ele olhava pasmo – Podem ir agora mesmo buscar o seu filho, eu irei tomar providências sobre esse enfermeiro!

Fiquei muito feliz apesar de ainda estar horrorizada pelo que aconteceu com meu irmão, achei melhor não ir até a clínica por medo do enfermeiro, mas fiquei em casa e preparei uma surpresa para Josh.

Liguei para Harp e a agradeci pela ajuda, afinal se não fosse por ela (e por Carlão), eu não teria conseguido! Preparei a macarronada que meu irmão tanto gosta e preparei um banho de banheira para ele, assim que ele chegou o abracei com carinho e o mesmo me pegou no colo.

- Muito obrigado! – ele dizia em lágrimas – Mesmo depois de tudo que eu te causei, você voltou e me ajudou! Você é a melhor irmã que eu poderia ter, eu te amo muito!

- Também te amo – falei e me aconcheguei na curva de seu pescoço logo chorando com ele – Agora vai tomar um banho decente e depois venha jantar.

Ele me colocou no chão e beijou a minha testa, lhe dei mais um abraço, ele foi para seu banheiro enquanto fui ao meu quarto e fiquei pensando em tudo que aconteceu hoje, eu estava orgulhosa dele e de mim mesma também!

Liguei para Jungkook e conversei com os meninos, lhes contei tudo que eu havia feito hoje e todos ficaram muito felizes em ver que tudo havia dado certo, especialmente Kookie que estava feliz em me ver sem mágoa ou rancor. Despedi-me de todos dizendo que estava morrendo de saudades e eles disseram que o apartamento não é o mesmo sem a minha animação.

Meu irmão entrou em meu quarto e se sentou ao meu lado na cama, ele me abraçou e ficou de cabeça baixa.

- Você realmente me perdoou depois de toda a dor que eu lhe causei? – perguntou

- Você é o meu irmão, eu não tenho nenhum outro, eu preciso de você e hoje aprendi que você também precisa de mim – sorri

- Eu estava drogado naquela noite, eu não seu irmão, eu era um maníaco drogado! – vi uma lágrima escorrer de seus olhos e a enxuguei

- Tem uma frase de Voltaire que eu acho maravilhosa. Os homens erram, os grandes homens assumem que erraram.

Ele ergueu seu olhar e me encarou, um sorriso tímido e talvez envergonhado de seu passado surgiu em seus lábios me causando um sorriso involuntário. Levantei-me e o puxei para jantarmos, ele comeu em silêncio e disse que precisava dormir.

O segui até o quarto e esperei que ele deitasse, apaguei a luz e ele me pediu como quando éramos crianças.

- Não consigo dormir, dorme comigo, por favorzinho! – ele imitou a minha voz me causando um sorriso instantâneo e que provavelmente não sairia do meu rosto com tanta facilidade.

Antes de me deitar com ele, olhei meu celular e vi uma mensagem de Harp.

“O Carlão matou o enfermeiro kkkk”

Fiquei sem reação, mas isso era normal para eles, então deitei com meu irmão e dormi abraçada com ele...


Notas Finais


Espero que tenham gostado, até amanhã!
Beijão da Tia Nina


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...