História Girl let me know about love - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Originais
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jeon Jungkook, J-hope (hoseok), Jimin, Jin (seokjin), Jungkook, Min Yoongi, Namjoon (rap Monster), Park Jimin, Personagens Originais, Suga, Taehyung (v)
Exibições 77
Palavras 1.044
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiee!!! Voltayyyyy
~Eita, dasi run Marcelly.... ~ falo vendo um monte de leitoras correndo atrás de mim, querendo me matar por causa da demora. (KKKK)
Ashaushaushau, não se preocupem gente, eu deixo vcs me matarem okay?! Mas deixa eu voltar de viagem, pode ser? Ashaushaushau
E ai pessoas lindas do meu kokoro? Espero que estejam ansiosas por esse capítulo, pois lá vem um tiro e novas pistas pra vcs desvendarem.
Bem nesse capítulo eu não vou indicar música, mas acho bom vcs lerem ele escutando alguma. Mas próximo cap eu vou indicar ^^
Boa Leitura ><
Obrigada pelos favoritos <3 Eu te amo vcs <3

Capítulo 20 - He knows too much...


Fanfic / Fanfiction Girl let me know about love - Capítulo 20 - He knows too much...

~~Narradora~~

 

 

O garoto segurou na cintura de _______________(S/N), a sustentando. Aquela seria a hora perfeita para se aproximar dela.

 

 

“Vem... Vou te levar pra minha casa...”.

 

 

“Não precisa. Eu consigo ir pra minha sozinha.” – ela fala tentando se sustentar só, mas é em vão.

 

“Aigo! Pare de ser teimosa e me deixe ajudar.”

 

“Okay...” – a mesma suspira.

 

 

Ele sorrir largo quando ela permite que ele a ajude. O mesmo pega ela nos braços e começa a andar em direção a sua casa

 

“Ei! Eu consigo andar. Não precisa me carregar!” - _______________(S/N) resmunga

 

 

“Assim é mais rápido” – ele fala com um leve sorriso nos lábios

 

 

“Aish!” – ela bufa.

 

~~Cho-hee~~

 

 

Eu realmente estava feliz por puder ajuda-la, por pode tocar nela, por estar com ela, por ouvir sua voz, por vê-la bem, eu estava feliz pelo simples motivo dela existir...

 

-Cho...– ela me chama. (eu sei que esse "apelido" tá uma bosta, sorry //).

 

“Um apelido? Já é um começo”. – penso e sorri pra mim mesmo

 

-Hm...?

 

-Sua casa tá muito longe?

 

-Não, pequena

 

-Eu não sou pequena – ela faz bico

 

-É sim! – ri

 

-Affs – ela bufa, o que me faz rir mais.

 

 

~~_____________________(S/N)~~

 

 

“Eu não devia estar confiando em um estranho... principalmente depois do que aconteceu. Mas eu não tinha escolha, eu não consigo andar” – penso enquanto olhava para o nada.

 

-Não fique tão pensativa. – ele fala quebrando o silêncio

 

-Oush... tá né... – ri baixo

 

-Chegamos – o mesmo diz – Fica ai que eu vou procurar a chave. – ele argumenta me colocando sentada em cima de um muro, baixo, que tinha na frente de sua casa. – Onde essa chave se meteu? – Cho diz meio impaciente procurando a chave no bolso da calça.

 

Olho em volta e vejo uma casa simples, a tinta estava gasta, igual a madeira da porta. Seu jardim era pequeno, não tinha flores, apenas grama. Escuto um latido, o que faz com que eu me assuste.

 

-ACHEI! – ele fala quando encontra a chave – Se assustou? – Cho me encara rindo vendo minha cara de assustada.

 

-Não! – nego

 

-Okay, vou fingir que acredito – o mesmo diz ainda rindo.

 

Escuto um latido mais alto e vejo um cachorro correndo em nossa direção

 

 

-AHHHHH grito, assustada.

 

 

Ele ri e pula o muro

 

-Oi pra você também Gaurem – Cho-Hee diz fazendo carinho no animal – Vai me dizer que agora não se assustou? – o mesmo diz abrindo porta de casa

 

-Não! Não me assustei. – faço bico

 

-Ok... ok... – ele ri

 

-Ei! Para de zombar da minha cara e me ajuda. Esqueceu que eu não consigo andar?!

 

-Nossa que estressada. Calma tô indo Cho argumenta vindo em minha direção

 

-Não estou estressada. – reviro os olhos

 

-Mentir não faz bem...

 

-Aigo! Mas você é chato!

 

Ele ri. Olho para trás e vejo que o cachorro está nos seguindo, o que me deixa nervosa.

 

-Gaurem, fique no jardim. A madame aqui tem medo de cachorros.

 

Era estranho, parecia que nos conhecíamos a anos, pincipalmente ele, mas era totalmente ao contrário, tínhamos acabado de nos conhecer e parecia que estávamos tão próximos. Algo em mim insistia em dizer que eu já tinha visto Cho, mas não sei de onde.

 

“Como ele sabe que eu tenho um certo medo de cachorros?” - penso

 

-Ela tá meio bagunçada... – ele sorri sem graça – Eu não esperava visitas – o mesmo me coloca em um sofá velho e passa a mão na nuca sem jeito.

 

-Tudo bem. Eu não ligosorri

 

~~Narradora~~

 

Cho-Hee sorri de volta

 

“Eu vou preparar algo pra gente comer. Você deve estar com fome igual a mim. Não vem dizer que não que eu sei que você está!” – Ele diz

 

“Oush... tá” – ela fala estranhando que o garoto tinha acertado - “Ele falou com tanta certeza? Como será que ele sabe? Será que ele é vidente” – a mesma pensa.

 

O garoto se direciona até a cozinha e começa a preparar algo.

 

-Idiota – ele sussurra pra sigo mesmo.

 

Ele sabia muito dela, ele sabia tudo dela, que às vezes nem conseguia disfarça. Por exemplo, ele sabia que ela tem um pouco de medo de cachorro, ele também sabia que ela não se importava com sua casa bagunçada e velha, e também sabia os horários que ela estava com fome... Talvez esse segredo não vá durar muito tempo...

 

“Cho... o que está fazendo?” - _____________(S/N)

 

“Não se preocupe. Não tem ameixas” – ele responde.

 

Mas uma dúvida surgiu na cabeça de ____________(S/N), como ele sabia que ela não gostava de ameixas  (Me desculpa se alguma das minhas leitoras(os) gostam//). Cho-Hee deixa a cozinha e se senta no espaço que sobrou no sofá.

 

“Cho me conte mais sobre você. Pois sobre mim acho que não precisa, pois parece que você já sabe coisa demais sobre mim.” – ela fala sem dar muita importância.

 

Ao ouvir aquilo o corpo do garoto gelou.

 

“Parece é?”. – ele pergunta tentando disfarça e a garota, em resposta, concorda com a cabeça– “ É.... eu gosto de animais, não gosto de estudar, gosto de esportes, tenho 18 anos, meus pais morreram quando eu ainda era novo e... acho que é só isso” – ele encara ela

 

“Ah... desculpe-me eu não sabia” – ela fala se sentando e encostando a cabeça no ombro do garoto.

 

Em certo ponto ela o entendia, pois perdeu seu pai nova, mas pelo menos ainda tinha o apoio de sua mãe. Mas ele que cresceu sem o pai e sem a mãe... Deveria ter sido horrível... não só deveria como foi...

 

“Não tem problema” – ele da de ombros, já tinha se acostumado a viver sem seus pais.

 

Suas respirações estavam próximas, um silêncio tomava conta do local, a mente do garoto já se enchia de coisas impróprias.

 

 

“Me diga, eu preciso saber. Depois tire o meu fôlego e nunca mais o solte. Se você me deixar invadir seu espaço. Eu trarei o prazer. Junto com a dor. E se nesse momento eu morder meu lábio... Baby, então você saberá, que isso é algo maior que nós dois e vai além do êxtase. Me dê uma razão para acreditar. Porque se quiser continuar comigo você tem, tem, tem, tem que me amar mais. E se você realmente precisa de mim você tem, tem, tem, tem que me amar mais...” – aquela letra martelava na cabeça do garoto.

 

O mesmo vai se aproximando da garota...

 


Notas Finais


Oiiiee!! E ai? O que acharam? Espero que tenham gostado, para compensar a demora.
Escutaram alguma música? Se sim, qual?
Me fale onde vão passar as férias, quero conversa com meus leitores ;)
Me desculpe qualquer erro.
Me falem as teorias de vcs, quero saber ^^
Então é isso...
Bjs de purpurina de unicórnio
E até o próximo capítulo
~Unicórnios, unicórnios eu amo unicórnios. Arco- íris, arco-íris eu amo arco-íris - cantando para minhas leitoras, pra ver se distraio elas e faço elas esquecerem de me matar (ashaushaushau)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...