História Girl Of Camden - Norminah - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alfredo Flores, Ariana Grande, Demi Lovato, Fifth Harmony, Joe Jonas, Justin Bieber, Nick Jonas, Selena Gomez, Troye Sivan, Zac Efron
Personagens Alfredo Flores, Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Joe Jonas, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Nick Jonas, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez, Troye Sivan, Zac Efron
Tags Camren, Norminah
Exibições 210
Palavras 1.784
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tenho um pequeno avisinho para vocês, leem as notas finais

Boa leitura garera

Capítulo 22 - 22. Hotter Than Hell




Nova Iorque, Nova Iorque
Sexta feira, 04 de Novembro
As 12


P. O. V. Narrador


Já haviam se passado um pouco mais de um mês desde que nossa Hansen voltou do seu evento, que a mesma pensará que fosse um pequeno evento, mas o caso era que sua irmã ligou para ela alguns poucos dias atrás e lhe disse que ela havia estampado em alguma capa de resvista com o Nela.


A resvista não era muito conhecida, mas ela estava com medo de que Normani visse e descobrisse sobre esses trabalhos dela.


Estava tudo ocorrendo bem na vida de Jane, bem até demais o que fazia com que ela estranhasse um pouco tudo isso, sua avó melhorava a cada dia, mas ainda sim não saía do hospital, Nick estava bem melhor, já tinha voltado a escola, Lauren estava firme com Karla, e pareciam estarem felizes, e o mesmo podemos dizer sobre Normani e Dinah, que agora estavam conversando pelo telefone, enquando Hansen tentava convencer a negra para ir na festa de Selena, era seu aniversário e elas iriam comemorar em uma boate.


-


Mas baby vai ser legal, vamos?

~ Eu não estou com cabeça pra isso, e também não quero deixar o Nick com a babá de novo.

- Camila vai estar lá, todo mundo, vamos

~ E por que você acha que a presença de Camila irá me fazer ir?

- Porque ela é sua amiga? duh

~ Mas ela vai ficar com a Lauren, não comigo.

- Eu fico com você, não tem problemas, então topa?

Dinah disse divertida e esperançosa, ela queria mesmo ir a essa festa com a sua garota.

~ Tudo bem, eu vou, te pego as oito em ponto, e sem mais.

Ela respondeu depois de um tempo em silêncio e desligou na cara da mais alta.

- Tudo bem Dinah, vamos ajeitar as coisas. - ela disse para si mesma e começou a arrumar a roupa que iria.

Quando deu duas horas ela foi a um banco depositar o pagamento mensal da quimioterapia de sua avó, e voltando para casa as quatro e meia.

Já pronta para a festa, Dinah escuta a buzina do carro de Normani e logo desce as escadas e corre, mesmo de saltos, e chega o mais rápido possível no carro e entra.

- Olá bebe - Kordei diz assim que Dinah entra no seu automóvel e lhe dá um selinho.

- Vamos logo, as meninas estão nois esperando na porta. - disse inquieta

- Oi Normani, você está bem? Sim estou Dinah. Dinah sabia que Selena trocou a boate? Sim sim, e agora vamos porque elas nos espera, Lauren mandou um beijo para você. - Kordei tentou imitar a voz de Dinah algumas vezes e falhou completamente.

- Desculpa Baby, eu não sabia, vamos então? - Hanesn falou com tédio e logo viu a outra assentir e arrancar com o carro do acostamento da calçada e seguiu o caminho para a boate.

Depois de um percurso de conversas jogadas fora, elas chegaram a boate e saíram do carro, Dinah reconheceu a boate quando veio uma vez com Troye e Lauren, no dia que conheceu Karla.

- O que foi? - Normani para ao lado da maior e a abraça pelos ombros.

- Nada não, vamos? - ela disse meia nervosa.

Normani nada disse e andou com ela até a entrada onde encontrou todos lá.

- Feliz aniversário Selesma - Dinah disse e abraçou o corpo magro de Selena, e logo se afastou para que N ormani fizesse o mesmo.

- MANII - Camila brotou não sei da onde para abraçar a amiga. - Você veio -

- Não, essa aqui é minha irmã gêmea. - Karla revirou os olhos, e logo todas haviam entrado na boate, e por incrível que pareça elas ficaram na mesma mesa da outra vez.

- Vamos dançar amor? - Ally falou com Nick e ele assentiu levantando

- Não vai chamar o resto dos seus amigos não Allyzinha? - Justin disse indignado com a menor

- Se eu não os chamei, é por que eu não os quero na pista de dança enquanto eu estiver com o meu namorado - Ela disse e piscou antes de sair com Nicholas.

- Depois dessa eu pedia minha mãe pra voltar pro útero - Demetria falou provocando o amigo.

- Cala a boca Demi,  vem vamos dançar gente - Ariana os chamou assim todos os amigos foram pra pista.

Todos se separaram com seus devidos pares e começaram a dançar juntos.

- Essa é minha música preferida - Normani sussurrou no ouvido da loira.

Você é meu maná do céu

Todos nós temos que nos alimentar

Pode me dizer que eu sou desejada

Pode me deixar entrar na cabeça

Eu não estou aqui para fazer você se ajoelhar

Mas é louvor que eu vou buscar

Você não vai sair livre menina

Não terminei com você, não

Você pode sentir o calor? sim

Normani sussurrava de uma forma rouca no pé do ouvido da Hansen, enquando dançava junto à maior, ela rebolava levando o corpo de Jane junto.

Como o meu beijo vai descendo por você

Como um tipo de álcool doce

De onde eu estou vindo, sim

É o meu lado mais escuro

Que faz você se sentir tão entorpecido

Porque somos quente como o inferno

Será que queima quando eu não estou lá?

Quando você está sozinho

Sou eu a resposta para suas orações

Eu estou dando-lhe o prazer do céu

E eu vou dar a você

Mais quente do que o inferno

Dinah se arrepiava a cada mordida que Normani dava no lóbulo de sua orelha, ela não aguentou mais a tentação e puxou a negra para um beijo com emergência, o beijo era cheio de malícia, a maior sentia sua língua ser sugada de forma bruta pela outra, elas travavam uma batalha para ver quem ganhava o comando daquele beijo feroz.

Ela ao mesmo tempo sentia fisgadas na sua parte íntima, ela queria ter e ser de Normani ali, na frente de todos, mas ela sabia que não podia.

O ar começou a fazer falta para ambas e Dinah logo percebeu isso, foi parando o beijo aos poucos, a loira abriu os olhos e viu uma das cenas mais lindas que a mesma ja presenciou antes, ela via a Kordei ainda de olhos fechados, com o lábio inferior preso aos seus dentes e em camera lenta ela foi abrindo os olhos e Dinah viu o brilho que se destacava no local de baixa luz que estava naquela pista de dança.

- Eu preciso de você - Normani disse quebrando aquele silêncio que se formou entre as duas.

Dinah pareceu sair de seu transe e mal escutou o que a outra disse.

- O-o q-que? - Ela ouviu por baixos, mas deu para entender perfeitamente.

- Eu preciso de você, eu te quero em mim agora - Mani parecia uma felina no cio, falava com autoridade.

- Mas aqui? Não é melhor irmos para casa? - a loira tentou ao máximo não gaguejar, ela queria tanto quanto Normani, mas ela ainda tinha saniedade, já a outra mulher...

- Cala a boca e vem - a mais baixa puxou a outra pela pista de dança e saiu em disparada para o banheiro, e antes delas entrarem, Normani atacou os lábios da maior em um beijo cheio de pegada, de alguma forma elas conseguiram entrar no banheiro.

Normani puxou Dinah até o balcão da pia e se sentou, deixando a maior entre suas pernas, sem quebrar o beijo em momento algum.

Hansen agarrava a cintura de Normani com jeito, e começava a beijar o pescoço da outra, ela sabia que a qualquer momento alguém poderia entrar ali, mas quem se importava?

A negra mordia seu próprio lábio com força, enquanto sua pele se arrepiava com os contatos da língua de Dinah, que brincava com o seu pescoço, dando mordidas e chupões fortes, mas que de um jeito que não possa machucar Normani.

Dinah começou a puxar a blusa da menor para cima, com intuito de tira-la, mas a porta foi aberta com brutalidade por uma mulher, que com o barulho que a mesma fez ao bater contra a parede, assustou as duas que estavam quase se comendo em cima daquele balcão.

- Desculpa, e-eu não queria atrapalhar v-vocês - ela disse com a voz embriagada, não por conta de bebida, quem dera que fosse, mas era sim pelo choro, Dinah reconheceu aquela voz rouca, que mesmo com o choro por cima ela reconheceria que era a voz de Lauren em qualquer lugar.

Hansen se virou para a morena e correu até ela e a abraçou, aconchegando-a aos seus braços.

- O que houve walz? - ela se asfatou para tentar limpar as lágrimas que corriam soltas pelo rosto de Lauren.

- Me tira daqui, por favor Dinah - ela disse ainda chorando, Dinah por sua vez olhou para Normani que apenas assentiu e logo as duas saíram as pressas daquela boate.

Depois que chegaram ao apartamento de Dinah, e logo após Lauren ter tomado banho, e já estar mais calma, as duas se sentaram na cama, uma de frente para a outra.

- E agora, pode me contar o que aconteceu lá? -

- Como eu pode ser tão trouxa? Tão idiota em acreditar que aquilo tudo era real? - dava pra sentir o ódio na voz de Lauren.

- Como assim? Eu não estou entendo, me conta do início. - a morena assentiu e suspirou antes de começar a se abrir para sua amiga.

- Foi assim, eu estava dançando com as meninas depois que você deu um perdido, a Camila tinha ido pegar umas bebidas pra todos, e eu fiquei lá dançando, ai eu percebi que ela estava demorando demais, quando eu fui até o bar... - sua voz falhou e ela engolia em seco enquanto suas lágrimas voltavam a rolar pela sua face.

- Hey, eu ja entendi, não precisa continuar - ela negou com a cabeça e puxou ar para continuar.

- Eu a vi beijar uma outra menina, e-eu vi ela ir pra cima dela, eu vi ela puxar a garota pro beijo, e-e em momento algum ela parou com aquilo, ela não, não saiu sabe? - a morena já estava em prantos, e sem reação alguma, Dinah, com o ódio que sentia por Karla, ela queria bater naquela vagabunda por fazer sua amiga chorar, por quebrar o coração de sua irmã.

- Vem aqui - Dinah puxou a menor para um abraço e tentou acalmar a amiga, que logo dormiu em seus braços, vencida pelo cansaço. - Eu vou matar Karla Estrabão. -


Notas Finais


Então bb's, eu estou com um projeto novo, ele vai estar no meu perfil, se quiserem passem la para ver se o início ficou legal, deem suas opiniões


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...