História Girl Of Camden - Norminah - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alfredo Flores, Ariana Grande, Demi Lovato, Fifth Harmony, Joe Jonas, Justin Bieber, Nick Jonas, Selena Gomez, Troye Sivan, Zac Efron
Personagens Alfredo Flores, Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Joe Jonas, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Nick Jonas, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez, Troye Sivan, Zac Efron
Tags Camren, Norminah
Exibições 210
Palavras 1.657
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - 23. Fim?


Nova Iorque, Nova Iorque
Sábado, dia 05 de Novembro
As 11:47


P. O. V. Narrador


No dia seguinte após Dinah levar sua amiga em casa, ja que a mesma acordou chorando e se auto xingando de idiota e trouxa, e no quanto ela foi burra em acreditar ter algo sério com a Latina.


Já em sua própria moradia, Jane tentava a todo momento falar com Normani pelo celular, até que na Quinta tentativa ela atende.


~Alô? -A voz da Kordei ecoa pela ligação.


- Oi baby -


~ Oi amor, desculpa não atender antes, estava ocupada - ela olhou pra pessoa que estava sentada a sua frente, do outro lado da mesa que olhava ela conversando com Dinah.


Dinah automaticamente sorriu ao ouvir Normani a chamar de amor pela primeira vez, talvez a outra não tenha nem percebido que soltou essa palavrinha, ou se percebeu foi tarde demais.


- Não tem problemas, eu só queria saber se você sabe onde está a Camila, eu estava precisando falar com ela -


~ Ela está aqui comigo tomando café, quer vir nos encontrar? Ai depois podemos fazer alguma coisa juntas.


- Tá bom, vocês estão no lugar de sempre? - A outra respondeu um sim, e Dinah apenas se despediu dela e se retirou do seu quarto e foi para o seu local de trabalho.


Jane se sentou ao lado de Normani e lhe dei um beijo na bochecha, olhou para a cara de Karla com um olhar mortal, e a outra apenas devovel o olhar com um debochado.


- Por que diabos você fez aquilo com a Lauren, Camila? - ela soltou logo de cara, e Normani a olhou confusa e assustada pelo tom de voz raivoso de Dinah.


- Eu fiz o que sua maluca? -


- Não se finja de sonsa, agora me responda, por que você traiu a Lauren ontem na boate? - ela já estava sem paciência alguma.


- Foi coisa do momento, quando eu vi eu ja tinha feito - Normani olhou chocada para a Camila, ela não queria acreditar que sua amiga havia feito aquilo, ela sempre soube desse jeito de Karla, mas ela pensará que ela havia mudado.


- Coisa do momento o caralho, você fudeo com a minha amiga, e se eu te ver chegando perto dela eu não respondo por meus atos. -


- Esta me ameaçando Jane? Você tem moral pra isso? Na verdade, você tem moral de me apontar essas merdas sendo que você faz pior? - Camila olhava para Dinah com um ar de superioridade, e Dinah a pelas engoliu a seco pensando que Camila poderia contar para Normani o que ela fez.


- Do que ela está falando Dinah? - Normani perguntou preocupada.


- Nada, depois conversamos sobre isso. - Camila se levantou da mesa e olhou as duas.


- Tenho que ir, não quero me me ter na DR de namoradas, com licença, e Normani, se ela não lhe contar depois me procure. - Ela saiu deixando Dinah assustada e uma Normani curiosa.


- Dinah me fale logo de uma vez o que ela queria dizer? -


- Depois eu te conto Normani eu preciso ir. - Ela se levantou e saiu do estabelecimento e voltou para sua casa, pois naquela mesmo dia ela teria um café da tarde com o Nela, e mesmo não querendo ir, ela teria que estar presente, pois faltava so um pouco para pagar a mensalidade do hospital do proximo mês.


Normani por sua vez, fez o que Camila pediu, pegou o seu celular e ligou para a amiga que no segundo toque atendeu.


- Camila o que você queria que Dinah me dissesse? -


~ Estou vendo que sua amada não lhe contou. - a Latina soltou uma risada de puro deboche o que deixou Normani mais nervosa do que já estava.


- Fala logo Camila, o que era para Dinah me contar?


~ A verdade Baby.


- Que verdade porra, fala logo.


~ Ela anda fazendo uns trabalhinhos fora, book Rosa sabe? - Normani riu e negou com a cabeça


- Mentira, fala logo a verdade.


~ Mas essa é a verdade, se quiser confirmar veja com seus próprios olhos, esteja na minha casa as sete em ponto que eu vou te levar até a sua namoradinha.


Mesmo não querendo acreditar nas palavras de Camila, Normani confirmou que iria para a casa dela no horário combinado, ela queria tirar a limpo toda essa história, e se fosse verdade, o que ela faria? Era essa pergunta e outras milhares que se passavam nesse momento na cabeça da mulher.


Ela foi para casa, queria se acalmar, ficar sozinha, e passar um tempo com o seu pequeno.


Dinah estava acabando de se arrumar, já era cinco e vinte, e o Nela iria a buscar as cinco e meia para a "reunião" que iria acontecer em um restaurante, ele disse a ela que iria ser coisa rápida, eles iriam tomar café com a família do dono de uma marca de carros que queria fechar um negócio com o Otukolo.




(...)


Depois de algumas horas ela ja estava de volta para casa, o carro de Nela estava estacionado em frente a pensão, e ele saiu do mesmo para poder abrir a porta para Jane.


- Obrigado


- Que isso, quem tem que agradecer sou eu, obrigado pela dica que você deu ao Renato, agora meu contrato com ele serámais extenso e mais maislucrativo.


- Não precisa agradecer, eu não fiz nada demais.


- Que isso, precisa sim, você foi maravilhosa hoje, e por isso eu vou depositar um dinheiro a mais para você, e se não for muito incômodo eu queria lhe convidar para um jantar, aceita?


- Ela não aceita não, ela não vai ir.


Normani do nada apareceu do lado dos dois, e se não fosse pela pele bronzeada de Dinah, diria que ela estaria fazendo um cospaly da Elza de tão pálida que ela se encontrava depois desse susto.


- Quem é você garota?


- Não te interessa, então era essa a sua ocupação Dinah? O que você estava fazendo no carro desse homem?

- Você é namorada dela? ou alguma coisa do tipo?

Ele ignorou a fala de Normani e voltou a questiona-la

Dinah olhava ao redor e viu um carro estacionado no acostamento da calçada e estreitou os olhos apurando sua visão para logo enxergar Camila com um sorriso diabólico nos lábios vendo toda aquela cena de camarote, então foi dispensanda de seus pensamentos quando Normani voltou a falar

- Eu achei que tinha alguma coisa especial com essa aí.

E como espadas, as palavras da mulher a frente cortou o coração de Dinah em vários pedaços.

- Mas nós temos alguma coisa especial Mani...

- Não temos não, porque se tivéssemos você não iria estar dentro de um carro com um homem desse fazendo sabe se lá o que.

Ela falou com a voz alta e exaltada, quase que gritando no meio da rua

E Nela agora que entendeu o que estava acontecendo, resolveu ficar calado, não queria se envolver com alguma coisa que pudesse manchar seu nome e sua imagem também.

- Você está insinuando o que Normani?

Dinah disse ja com a voz trêmula e já a beira de começar a chorar.

- Eu não estou insinuando nada, apenas esclarecendo os fatos de você estar dando pra outros homens por dinheiro enquanto me chamava de amor, então era pra isso que você vivia la na agência? Falando sempre com Karla pra arrumar homens ricos para eles bancar todo seu luxo?

A essa altura Dinah ja estava chorando, pois a mulher em que ela amava estava lhe chamando de puta, mas mesmo assim ela não iria abaixar a cabeça.

- Eu estava trabalhando, e eu nunca fui na agência para arrumar homens ricos...

A negra riu sem humor e negou com a cabeça, o que fez com que Dinah se calasse.

- Então quer dizer que fazer booke rosa é trabalho agora? Dar pra mais de não sei quantos homens é trabalho agora?

- Chega Normani, eu não vou ficar quieta enquanto você fica me chamando de puta ou de qualquer outra coisa do gênero, eu não dormi com homem algum por dinheiro, desculpa se eu não tenho um trabalho tão bom quanto o seu, desculpa se eu não tive chance na vida pois meus pais foram pra puta que pariu me deixando sozinha em casa sem comida, sem dinheiro, sem luz, e ainda com uma irmã mais nova que só tinha seis anos de idade, que chorava de fome por não ter o que comer, tive que sair na rua, aceitando qualquer trabalho para conseguir dinheiro pra ir para casa da única pessoa da sua família que conhecia, e mesmo assim ela morava do outro lado da cidade. Eu fim sim o booke rosa, e faria de novo se fosse pra ver minha avó viva e com saúde, ver minha irmã sempre de barriga cheia, e sustentar as duas, se isso é ser luta pra você, eu seria puta essas e outras milhões de vezes pela minha família.

Quando a loira percebeu ter cobrado sua história pela primeira vez para alguém, ela pensará que a primeira a saber disso seria Lauren, ja que ela é sua melhor amiga, mas agora ela ja havia falado alto o suficiente para todos que passavam ali naquela rua escutasse

- Dinah eu... eu

- Normani não se desculpe, a culpada foi eu por tentar salvar a vida da minha avó, mas eu só lhe pesso uma coisa, vai embora, não me procure mais, por favor.

E sem deixar alguém dizer mais algumas coisa, ela se virou de costas para eles e saiu correndo para o seu quarto, trancando a porta e se sentando encostada atrás da mesmo, abraçando suas pernas e se permitindo chorar, chorar a dor que ela estava sentindo pela cicatriz que voltou a se abrir.



Notas Finais


Desculpem o Cap meio bosta, eu tive que reescrever pois o bagulho aqui apagou.

Obrigado a todas a visualizações, eu sei que é pouco pra uma fic Norminah e escrita por uma bosta que nem eu, mas mesmo assim eu agradeço


Amo vcs bb's sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...