História Girls and Liars - Capítulo 55


Escrita por: ~

Exibições 13
Palavras 2.359
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 55 - Death


Fanfic / Fanfiction Girls and Liars - Capítulo 55 - Death

No capítulo anterior...

Acordo de manhã cedo e como sempre faço minha higiene bucal e tomo um banho, ontem eu marquei o horário com as meninas sobre que horas devíamos que estar, o local era Ultraticts, uma grande praça meio parque onde pessoas ficavam ali, ali tinha lanchonetes e pistas de skates, algo do tipo de laser, mando uma mensagem para as garotas dizendo que já estava á caminho do local de encontro... 

Esperando elas chegarem por estarem atrasadas, fico vendo alguns garotos andando de skate sentada em um banco ali próximo da pista, meus pensamentos se desviam e logo penso no garoto novo do tenis... Até Anna chegar no local saltitante e Laura vindo atrás cansada... 

- Onde está Kamille? - digo. 

- Elas já estão vindo... - disse Anna. 

Kamille 

- Lucy, voce vai ficar aqui na casa da Fernnanda observando tudo neste laptop! Estou carregando uma camera escondida no meu casaco, ok? - digo á Lucy e Fernnanda. 

- Ok! - disseram as duas. 

Eu já estava atrasada e já fui me despachando da casa de Fernnanda, vou até sua calçada e vejo no relógio que eram 8:23 da manhã ainda, ligo meu carro e vou até o Ultraticts... 

Lucy 

- Ok Fernnanda, vai ligando o laptop e vamos vijiar tudo! - digo com animação e tramando algo. 

- Olha, isto é sério! - disse ela. 

Vejo o celular de Anna tocar em cima do abajur de Fernnanda ao lado de sua cama e aquuilo me chamou atenção dizendo: 

- Fernnanda! A Anna esqueceu o celular dela... 

- Vai lá e pega né filha, atende! 

Pego seu celular e vejo que o número já estava gravado como ''C''. Atendo o telefone dizendo: 

- Alo? 

- Alo! Anna? Está tudo já pronto! 

A voz era masculina e me aparentava ser familiar, como se fosse muito conhecida, mas, o que estava pronto? 

- Olha, ela saiu e esqueceu o celular dela! 

Ele percebeu que quem falava era eu, e que também me conhecia... Logo a ligação é desligada... 

- Bosta! - digo resmungando. 

- O que foi? - disse Fernnanda. 

- Um cara ligou pra Anna, quando soube que era eu desligou na minha cara... 

- Por que não passou pra mim? - disse furiosa. 

- Fernnanda, eu não pensei nisto, agora volta a olhar na camera da Kamille! 

Ela voltou a assistir a cena do laptop que registrava o que elas iriam fazer, ou seja, procurar quem era E, até então estava tudo normal, estava eu e Fernnanda uma do lado da outra com o laptop nas coxas de Fernnanda, vimos Kamille sair do seu carro e chegar ao local onde estava as outras garotas, estávamos observando tudo. 

Laura 

Kamille chegou no local e já digo debochando e irritada: 

- Por que demorou tanto? 

- Tive que colocar gasolina no carro... - ela mentiu, deu para ver. 

- Estamos atrasadas, vamos! - disse Bia já mandando nós irmos logo entrando no carro e indo procurar no antigo colégio.

Ao chegar lá estava com uma faixa amarela dizendo ''interditado''. Passamos por baixo da faixa e entramos na porta do colégio, antes, tinha uma papel dizendo sobre que iria reformar-la e voltar a ser um colégio...

Dentro do colégio fomos procurar no armário do zelador onde descia para o porão, até Anna pegar no braço de Kamille e dizer: 

- Cara, estamos entrando em uma fria... 

Anna estava nervosa, o que me deixaria isso estranho, abrimos a porta do zelador e descemos as escadas, ali em baixo havia uma luz forte e bastante teias de aranha, o incrível que pareça é que aqui o fogo não afetou... 

Entramos numa sala cheia de computadores o que parecia ser do monitoramento da escola, como os vigilantes que vigiavam as cameras de segurança, Beatriz se aproximou de uma gaveta que era banhada a dourado, ao abrir viu um papel escrito: 

''Elizabeth (Lana)'' 

- Cara! Olha isto! - disse Bia mostrando o papel que estava na gaveta. 

Ao olhar para aquele papel eu digo: 

- Ai - meu - Deus, agora tudo bate! Isso quer dizer que E é Lana! Estão vendo?! Elizabeth vem de E... 

Lucy 

Ao escutar aquilo no áudio do laptop digo: 

- OOOOH! OMG, O MEU JESUS CRISTO AMADO. COMO ASSIM? 

- CARALEOOOO, É ESSA VADIA, ELA ESTAVA TÃO PERTO DA GENTE! - disse Fernnadna colocando as mãos na testa e gritando com seus berros. 

Kamille 

- Não é o que parece! - disse Kamille revisando mais a gaveta. 

Até ela acha algo. 

- Anna, por que mentiu para nós? - disse. 

- Eu não fiz isso. 

- O que significa a sua amizade com a Taylor e Hanna? Sei que não viramos amigos dos nossos inimigos por facilidade, voce tem algo a esconder, acha mesmo que pode passar a perna em nós? Anos de amizade, um elo de nós cinco, por que tanta mentira? 

- Eu já disse que é apenas uma amizade boba do jardim de infancia! Se voces não acreditam em mim o que eu poderia fazer? - disse Anna saindo do local com seu saco cheio subindo as escadas e voltando para o andar inicial do colégio. 

- Anna! - disse Bia gritando seu nome mas logo é ignorada. 

- Cara, ou é a Lana ou é a Anna... - disse Laura.

- Cara, acha mesmo que Anna pode ser? - disse Bia. 

- Cara, ela prendeu a Taylor e Andrey no maior presídio da cidade por terem ateado fogo no colégio sendo que era de Lana o colégio... ELA SABIA DE TUDO! - disse Bia. 

- Anna então vamos descartar... Por amizade boba que já acabou acha mesmo que ainda tem elo nisto? - disse Laura. 

- Eu não sei... - digo. 

- Vamos encaixar as peças... - disse Laura. - Lucy trocou os remédios de Selena por causa de ciúmes do Gabriell com a própria vulgo Selena, Andrey tinha ciúmes de voce e Suga, Kamille! Taylor deve ter mandado tudo e Hanna também antes desse terceiro E, pois Taylor acabava com todos os casais do colégio, lembra? Ela pagou Lucy por injetar uma doença na própria amiga, que amor é esse? Taylor era ex de Andrey, e ainda eram um pouco ''colegas'', duvida quanto que ela mandou Andrey procurar Gabriell por dizer onde voce estava? Ela odeia voce Kamille, Taylor odeia todas nós! Taylor é definitivamente E, coisa que já sabemos. Segundo passo, Andrey mandava as mensagens de E pois odiava voce com o Suga, ele poderia ter jogado um carro na frente de Suga... Ei, espera, e se Andrey tivesse jogado o carro em cima de nós naquele dia achando que o Suga e voce também estavam presenciando a cena do acidente dentro do carro? É provável, tanto que Fernnanda me falou pessoalmente que viu uma certa pessoa com uma bota preta masculina e calça jeans... Conhece isto de alguém? Acho que sim, do seu próprio ex-namorado por não estar satisfeito com nada que estava acontecendo, sabe por que Fernnanda não contou para nós todas? Porque ela estava com um grande trauma e que quase não falou comigo, a sorte que insisti muito, apesar de ela saber de que quem era E estava entre nós e muito próximo, quer saber como ela soube? Foi quando viu a carta que estava na mala de Anna quando estávamos voltando da Coréia do Sul, por isto, a carta dizia sobre E, esta carta dizia que não teríamos tempo suficiente de vida, e que uma de nós iria morrer, lembra da sopa envenenada? O misterioso E estava no jantar na casa dos Bangtan Boys, lembra do acidente em que Fernnanda viu os pés da pessoa? Então, esta pessoa das mensagens tem uma ligação forte com Andrey, sabemos que Lana é tia de Andrey, mas também sabemos que Anna sempre dava conselhos para Andrey se aproximar de voce ano passado no namoro de voces. Sabe daquela carta na poltrona preta do hospital em que Fernnanda estava esses dias atrás? Então, E estava lá, e foi para lá dizendo que Fernnanda iria morrer dias depois. E sobre as botas pretas do suposto cara do acidente, então, Andrey usou as mesmas botos sujas de lama no dia do baile de Halloween, porque eu e Fernnanda estávamos ligadas naquele cara desconhecido que te chamou para um corredor vazio. Terceiro passo, E empurrou Fernnada da escada, ela sentiu mãos femininas jogar ela da escada, não sabemos o motivo, caso se for Lana, ela não tem nada contra nós, por que seria ela? Anna, sabemos que Anna é nossa amiga, e que isto está muito suspeito, mas Taylor ou Hanna podem muito bem ter manipulado a cabeça de Anna, Anna parece ser forte mas aí que nos enganamos, ela pode ser forte por fora, mas não por dentro... Existem falsos amigos Kamille, e eu não dúvido que possam ser uma delas... Desculpe se isto pode ser ofensor para nós quatro em pesar disto, mas a verdade dói... - disse Laura.

- Cara, voce tem razão, eu tenho nojo de ser a pessoa em quem eu era... - digo.

- Cara, tenha orgulho de voce mesma de ter se livrado daquele traste que manipulou todos... - disse Laura. 

Fernnanda 

- Cara estou sem estruturas para isto mano! - digo colocando a mão em meu peito e respirando alto. 

- Ai Jesus toma conta, essa Laura devia ir pro FBI! - disse Lucy. 

Noite... 

- Taylor, Taylor... - cantarolei o nome de Taylor a encarando... 

- O que voce vai fazer comigo? 

- O que deveria fazer faz tempo! 

Asfixiei Taylor, colocando um travesseiro em sua cabeça, ela estrava presa em sua cama do presídio, fiz uma visitinha para ela, esperei ela parar de se contorcer por causa da falta de ar e digo para ela: 

- Por voce ter acabo com tudo sua vadia!

Logo de ter terminado meu serviçinho, saio da cela e chamo os policiais em desespero: 

- POLICIAL, POLICIAL! 

O policial veio até a cela e disse: 

- O que aconteceu? 

- Eu não sei, eu vi ela aqui parada sem dizer nada, chamei ela pelo nome e a balancei mas nada acontece, acho que ela esta... - digo.

- Morta! - disse ele colocando seus dois dedos, um indicador e outro do meio e seu pescoço para ver sua pulsação e em seu peito esquerdo. 

Dia seguinte... 

Kamille

Deixamos Anna ali no colégio, ela estava chorando no banheiro, preferimos deixar ela em paz um pouco. 

Acordo em minha cama tranquila e me despreguiçando, ops, tranquila até receber a mensagem: 

''Anos e anos de zelo, até no final do dia receber sua desconfiança... - E'' 

Cameron 

Shawn abre a porta de sua casa se deparando comigo, vi em seu rosto lindo pela manhã brotar um sorriso, digo contente: 

- Shawn! Bom dia! 

- Bom dia! Cameron... 

- Cara, trouxe vários gibis para nós lermos, voce quer? 

- É sobre o que? 

- Capitão América! - digo. 

- Os que eu mais amo cara! 

Subimos até seu quarto e sentamos na lateral de sua cama encostados nela, escolhemos algumas, ao pegar uma e começar a ler e dizer alguns spoilers das novas coleções, me passava pela cabeça sobre o quanto nos aproximamos depois do seu namoro com aquele Gabriell, afe, Gabriell estava com ele por força, Gabriell gostava mesmo de tangerina, aquilo eu não duvidava. 

Eu observava Shawn falando e como sua boca era uma delícia, ele mordicava um lado da boca e as vezes umedecia ela com sua língua, o que me encantava, seus olhos direcionados ao meus, nem parecia que eu estava ali, por grande encantamento, eu não estava prestando bem atenção no que ele falava ao certo, parecias ser de algum spoiler...

Camila 

Ally estava fazendo o café da manhã até chegando na cozinha dando um grito para assustá-la, estava toda desarrumada por ter acordado agora, a cama era macia como seda, uma delícia! 

- BUUUUUUUUU! - grito! 

Ally deu um pulinho de susto gritando e deixando um prato cair no chão espalhando alguns caquinhos no chão... 

- AHHHH! SUA DEMONIA! TÁ VENDO O QUE FEZ? SATISFEITA? - disse.

- Nossa que drama amiga! Quer um fluoxetina? - ri. 

- Falou a dramática aqui que precisou tomar suas cápsulas das minhas pílulas... Agora me ajuda aqui para catar isto! 

Ajudei ela a catar tudinho e fui até o banheiro escovar meus dentes, e logo depois ajudar ela nas tarefas de cozinha ao som de umas músicas de corna, Ally era uma pessoa legal, era maluca e doida, era daquelas que não ligava para a opinião das pessoas, ao contrário, era só foderem naquele lugar e tudo estava resolvido, escutava músicas de corna(o) e cantava de um péssimo jeito, mas apenas era zoação e drama. 

Kamille 

- E aí mãe? Como foi seu encontro? 

- Filha! Senta que lá vem história! - disse animada. 

- Conta tudo! Tudo mesmo! - digo. 

- Então, rolou! - fez aquela carinha maliciosa e safada. 

- AI, MENTIRA! SÉRIO MIGA? - digo. 

- Ai, eu beijei ele! Aquela boquinha dele, aquele corpo dele! Aqui a foto dele em meu celular, stalkeio ele 24 horas por dia e ai dessas falsianes querendo meu boy, ele sempre da Amei nas minhas fotos do Facebook!

Ela me mostro a foto dele e digo: 

- Mãe! Me empresta ele sexta-feira a noite! O suga não vai ficar sabendo, prometo! 

- Eu não te ensinei a ser piranha filha! 

- Uma vez não mata ninguém mãe! - digo. 

- A Mariah, sabe? Aquela falsiane que adora cuidar da minha vida? 

- Sim mãe! O que aquela puta fez de novo? 

- Ela ta comentando nas minhas fotos assim ''cuidado pra não perder o boy miga!'' Coitada dela, to cheinha de contatinhos, quando um crush não colabora eu já tenho outra na minha lista! 

- Mãe, voce parece estar na juventude! - ri. - Faz um tempo que voce não era assim... 

- E quem disse que não sou jovem ainda filha?Aqui reina 17 anos, beijinho no ombro, as recocadas chora e as amigas corre! 

Ela me contou mais sobre o assunto, pelo visto ela mesmo conseguiu flertar... 

 

 

 


Notas Finais


me desculpem pelos erros! Boa noite!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...