História Girls and Liars - Capítulo 34


Escrita por: ~

Exibições 35
Palavras 1.765
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 34 - Will Be?


Fanfic / Fanfiction Girls and Liars - Capítulo 34 - Will Be?

No capítulo anterior... 

Pulo em seu corpo o pegando em seu pescoço e cruzando minhas pernas em sua cintura e te beijando com a maior força que eu tinha, sentia falta daquele corpo, daquelas mãos, daquelas palavras, daqueles seus olhos, daquela sua língua, daquelas suas pernas, daquele seu cabelo, daqueles seus toques e sua respiração ofegante, daquele seu sorriso, daqueles cliches dele, de todo seu... 

Ele se virou em direção á cama e me jogou na cama com força, logo subiu em cima da cama ficando de joelhos, ele desceu e se curvou sobre mim beijando meu pescoço, minha mão foi ate seus cabelos distribuindo carinhos, seu membro logo deu sinal e vida e digo nervoso e tímido: 

- Epaa, que isso gente! 

- Que foi cara? 

- Nossa família está aqui! imagina agente fazendo barulho aqui e gemendo alto... Vai dar errado! 

Continuo: 

- Aqui também sua irmã está aqui, sua mãe... Deixa eles dormirem... 

- E quando voce vai resolver isto? 

- Espere só... 

Ele se afasta de mim e descemos as escadas... 

POV. Kamille 

Suga não fazia as compras de casa e logo comecei a sentir tonturas, no corredor logo Jimin me ve naquele estado e chama os garotos e as meninas, eles entram em desespero em me ver caída no chão e me socorrem, logo Jimin me coloca no carro, pelo o que eu vi um pouco e vi a expressão de Suga de ciúmes, será que estou deixando Suga pelo Jimin? Fico na dúvida e Laura está me segurando para não cair o banco do carro, quem dirige o carro parecia Jeon-kook, ao chegar no hospital não me lembro de mais nada, apenas me recordo do doutor fazendo a minha ficha e as enfermeiras chegando, isso foi bem rápido porque a infraestrutura do país era boa e o hospital de boa classe e alta... 

Quebra de tempo... 

Acordo em uma sala totalmente vazia mas logo vejo do meu lado o que não se torna mais vazia era Jimin ao meu lado, namorado de Laura e logo penso:

''Desculpa Laura, mas vou ter que te trair porque teu namorado é um puto de um gostoso...'' 

- Oi? 

Disse Jimin, parece que ele ouviu eu sussurrando e digo: 

- Nada não, só pensei alto... 

- Nossa voce é linda... 

Ele me elogia. 

- Coitado, vem não, sou ridícula! 

- É verdade... 

- Ok! Se voce diz assim.

Continuo: 

- O que aconteceu comigo? 

- O doutor disse que voce tinha se envenenado com a comida, mas o estranho é que foi apenas voce, e isto nunca aconteceu com nós... Voce teve uma leve e pequena convulsão mas já se passa bem! 

- Nossa! Que dia saio desse inferno? 

- Talvez amanhã... 

- E cade todo mundo? 

- Em casa preocupados! Quer que eu avise que voce já acordou? 

- Sim! 

- Como se sente? 

- Ótima, só com um pouco de saudade de casa mas foda-se... 

- Que isso gente! 

- Que foi? 

- Nada apenas achei engraçado. 

POV. Anna 

Estava em casa no sofá vendo um programa de TV e dando uma olhada em minhas redes sociais quando uma chamada desconhecida e ativada, logo atendo e vejo que a voz era grossa e totalmente desconhecida, não se dava para perceber bem se era um homem ou uma mulher mas este ser de Deus diz: 

''Fica esperta com a amiguinha... Logo, logo é voce!''' 

''Quem é desgreta?''  

A ligação é desligada e logo o ser manda uma mensagem: 

''Voce e Ariana sabem de mais por serem cúmplices, talvez voce será a próxima! Beijos! - E'' 

Logo fico furiosa mas meu medo era maior, era impossível demonstrar coragem no momento e fico pasma no momento... 

Tres dias depois...

POV. Gabriell 

Os dias se passaram do jantar e aviso para minha mãe que eu iria dormir na casa de Shawn e voltar amanhã, falo á Shawn que ele também deveria avisar á sua mãe que eu iria para lá, ao chegar lá digo á Shawn: 

- Sua mãe já foi dormir e seus pais? 

- Sim! 

- Tem certeza? 

- Lógico! Aqui está o filme para vermos!

- Ok! 

Vimos o filme e quando o filme acaba eram umas 00:49 da noite, fomos dormir e escovamos os dentes, no quarto como não tinha outro colchão tive que dormir junto com Shawn, o que não era novidade nenhuma, ao trocar de roupa digo: 

- Pare que? 

- Ué! Não vamos dormir? 

- Seu besta ta na cara porque eu marquei isto! 

- Nossa! Ata! Que lerdo sou eu... 

Vou ao seus braços grandes e ele começa a me beijar lentamente me fazendo sentir seu gosto, isto era apenas o básico, queria algo á mais, jogo ele na cama e apago as luzes deixando apenas a janela aberta, a porta estava trancada e os pais de Shawn tinham um sono bem pesado, ao deitar em Shawn ele diz: 

- Demorou? 

- Seria meu sonho? 

Digo. 

Vou me curvando á ele e tirando sua camiseta, ao tirar sua camiseta sua pela branca e meio rosa claro por causa de não pegar muito sol e seu corpo sarado e malhado vou distribuindo beijos em seu abdomen, sua mão grande e forte se passava pelo meu pescoço, ao sentar em sua calça onde seu membro se localizava ele se posiciona suas mãos em minha cintura fazendo massagem e tirando minha blusa em revelação do meu corpo bronzeado por causa do sol e o calor do Brasil, ele sussurra olhando em meus olhos, suas bochechas estavam vermelhas e seus olhos castanho-mel, meio mel, não sabia definir muito brilhavam sobre os meus: 

- Voce é lindo! 

- Nunca! 

- Então fique duvidando! 

Sou um beijo em seus lábios que se encaixavam perfeitamente aos meios, sua mão se encaminhava a minha calça jeans tirando os botões e o zíper, minha mão se encostou á sua ó levando para dentro do meu membro que estava exitado e grande, ele fica assustado com a tamanha grossura da ''anaconda'' fazendo ele rir um pouco, seu sorriso era lindo e tudo que me passava em minha cabela era: 

''Cara, ele era meu amigo até se tornar meu mundo''

Ficamos em movimentos contrários me deixando em baixo, ele entrelaçou nossas mãos suadas e frias, eu estava tímido mas ele estava la´para me proteger, era ele quem eu queria, mais ninguém naquele momento, ele desceu minhas calças revelando minha cueca box preta sua calça também desceu o revelando a expressão de seu membro enorme que me deixava louco, suas mãos geladas que me traziam aos céus e mais desejo á ele foi descendo a minha cueca devagar e com calma, sua respiração começou a ficar mais ofegante e em ritmo ao meu, ele desceu seus lábios beijando o meu peito e pegando com seus polegares me deixando em pré-gozo, seu membro entrou em contato com o meu, seus pés estavam entrelaçados aos meus, suas más fixas as minhas, mas logo minhas mãos vão em suas costas, ele se apoia em cima de mim, ele desce seus beijos indo até meu membro, ate meu membro entrar em sua boca e sentir sua língua escorregadia e rodear as vulgas partes, aquilo era uma delícia, ele massageava minhas coxas ao mesmo tempo me fazendo delirar e gemer baixo para não atrapalhar seus pais á dormirem. 

Começo a gemer e entro em estado de meu ápice fazendo jorrar meu líquido em sua boca com grande velocidade, ao ter feito isso Shawn tem uma leve gemido e arranha minhas coxas um pouco me sentir um pouco de dor, ele se levanta e acabe engolindo tudo, seus movimentos sobem fazendo passar a cabeça de seu membro em minha entrada. 

POV. Shawn 

meu membro começa em estado de entrar na entrada de Gabriell, estávamos de frente um para o outro e logo que vou enfiando digo: 

- Vai doer um pouco! Espero que voce apoie suas mãos em mim, nas minhas costas.

Suas mãos entram em contato com minhas costas novamente ao entrar ele começa a sentir uma imensa dor, eu imagino com deveria ser, estava apenas deixando as coisas rolarem, e eu estava conseguindo, ele começa a me arranhar com mais força cada vez que eu encaixava mais, ao encaixar tudo digo: 

- Pronto! 

Ele apenas não disse nada e começo com os movimentos de vai e vem devagar como somos iniciantes, mas a cada medida os movimentos começam a ser mais fortes e mais rápidos o que faza eu gemer um pouco alto, nossos gemidos se misturavam no quarto, os movimentos de vai e vem faziam Gabriell soltar um pequeno sorriso mas logo depois ele ó retira de seu rosto, minas mãos estavam agarradas nas colunas da cama que faziam á tremer, lo depois de movimentos vai e vem começo a rodar dando mais alivio, com tanta vontade de gozar em sua próstata acabo jorrando meu líquido que foi de uma vez só, sua velocidade foi ágil e menos devagar, ele diz: 

- Sinto prazer em estar aqui! 

- Epa! 

- Tem uma poltrona preta logo ali! 

Indagou ele, no´s nos levantamos da cama e Gabriell sentou na poltrona preta de couro em que tinha em meu quarto, logo ele abre suas pernas dando dois tapinhas de leve em suas coxas fazendo movimentos de ''vem sentar'', sua cara era maliciosa e linda de santo ao mesmo tempo. 

POV. Gabriell 

Sento na poltrona para que Shawn cavalgasse em meu colo e logo cumpre com o que queria dizer eu, so sentar, digo: 

- Vou dizer igual á voce! Voce vai sentir um pouco de dor. 

Ele ri da situação em uma gargalhada em que me dava prazer apenas se olhar em seu rosto e ver que eu tinha tudo aquilo só para mim, ao ver Shawn nu em minha frente ara o mesmo que te ruma visão da porta dos céus, era perfeita e maravilhosa. Ele começa a ''cavalgar'' em meu membro me fazendo gemer alto, mas logo sua mão vai em minha boca e acabo lembendo-a por impulso, aquelo era um delícia, estava em prazer completo e se eu soubesse nunca teria rejeitado em transar com ele, Shawn gemia um pouco baixo e ele começa a rebolar me fazendo chegar em meu ápice e gozar mais do que naquela hora, me senti nas nu´vens, nossas pernas estavam cansadas que não conseguíamos levantar dali para cama, após uns minutos fomos para a cama e deitamos ali de bruços, seu braço grande, forte e musculoso se dava a volta de mime dormimos ali agarradas e com seu membro perto de minha entrada mas não dentro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...