História Girls Like Girls - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars, Selena Gomez
Personagens Alison DiLaurentis, Courtney DiLaurentis, Emily Fields, Jason Dilaurentis, Jessica DiLaurentis, Pam Fields, Selena Gomez, Wayne Fields
Tags Romance
Visualizações 4
Palavras 1.555
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Volteiiii

Capítulo 4 - Capítulo 3


Eu não acreditava no que tinha acabado de ver.

Sempre pensei que o casamento era o vínculo de duas pessoas que se amam e que ambas prometiam nunca mais olhar para outro alguém.

Eu sabia quem nem todos os casamentos eram prefeitos mas o que eu não sabia era que o dos meus pai era um completa mentira, pelo menos, para o meu pai.

Eu tinha um fascínio pelo casamento deles, eu os via juntos e sonhava ser como eles.
Eu pensava que eles se amavam.
Sim eles tinham as suas divergências e discussões, mas sempre arranjaram um jeito de se reconciliar.

Mas agora eu vejo que tudo aquilo em que eu acreditava não passava de uma farsa montada pelo meu pai.

-"Filha, não é o que estas a pensar"-disse o meu pai

-"NÃO É? ENTÃO TU NÃO ESTAS NO TEU ESCRITÓRIO COM UMA ESTAGIARIAZINHA, UMA ESTAGIÁRIA QUE PODIA SER TUA FILHA? " gritei

-"Filha, por favor perdoa-me "

-"Não, NÃO TU ÉS UMA LIXO NÃO MERECES PERDÃO, EU SEMPRE OLHEI PARA TI COMO UM EXEMPLO MAS TU NÃO PASSAS DE UM HOMEM SEM ESCRÚPULOS SEM SENTIMENTOS, QUE É CAPAZ DE MAGOAR A PRÓPRIA FILHA A ESPOSA, A MINHA MÃE " digo com a casa lavada em lágrimas

-"Mas, mas..."

-"Eu não quero ouvir não vindo de ti." foi até a secretária olhei bem nos olhos daquela vaca e dei-lhe um estalo " Isto é para aprenderes a meter esse teu pito para quem é solteiro em vez de estragares casamentos" peguei na chave que estava na secretária e segui até a porta. "Eu vou levar isto " e sai

-"Filha , não digas nada a tua mãe " pediu

Sem olhar para trás digo -" Não, eu não vou contar mas tu vais" dou mais alguns passos "E por favor não me chames mais filha, a partir de hoje a nossa relação é estritamente profissional "

......

Quando cheguei a casa reparo que a minha mãe havia chegado.

Entrei e não a vi na sala então decidi ir para o meu quarto a última coisa que quero é me cruzar com ela .

Tomei banho, sequei o cabelo foi até ao armário e peguei num vertido preto simples e uns saltos igualmente pretos.

Peguei no telemóvel já eras 7.30 PM daqui a nada o Justin já esta aqui.

Ouvi uma batida na porta e logo digo:

-"Entre"

-"Estás pronta?" Era o Justin

-"Sim, deixa-me só ir buscar a mala" andei até ao armário e peguei na primeira mala que vi e coloquei o telemóvel na mesma.

-"Já podemos ir" sorri "Vamos onde"

-"O restaurante onde a tua mãe trabalhava quando conheceu o teu pai" olhou para mim .

-"Não podemos ir a outro sítio? " esse restaurante faz-me lembrar do meu pai e isso é a última coisa que quero.

-" Já reservei a mesa" passou a mão pela cabeça "mas porquê que não queres ir lá?  Pensei que fosse um lugar importante para ti"

-"Tudo bem, não é por nada apenas não estava com muito apetite de ir lá "

Entrámos no carro do Justin .

-"Tu não pareces muito bem" diz Justin

-"Eu estou bem apenas um pouco cansada"

-"Isso é o stress do casamento"

-"Sim, provavelmente " Menti

-"Bem chegamos" Ele saiu do carro deu a volta ao mesmo e abriu a minha porta.

-"Muito obrigada" Agradeço

-"De nada Dama" Deu uma gargalhada.

-" Quanta gentileza, realiza" faço uma vénia, entro na brincadeira.

Eu tenho que deixar o assunto do meu pai de lado ele não merece que eu fique assim ele não merece que eu estrague o meu jantar.

Estamos no restaurante, era um restaurante simples de pessoas humildes quando era mais pequena vinha muito para cá brincar com a filha mais velha do dono na altura patrão da minha mãe.

-"Menina Selena" disse Dona Margarita

-"Boa noite D.Margarita "

-"Oh, não me chames assim, tantos anos que mos conhecemos e contínuas a me chamar de dona." deu uma gargalhada -"Como vai a tua mãe? "

-"Vai bem, um pouco ocupada agora ninguém aguenta" ri

-"Então porque menina ? "

-"Eu é que me vou casar mas ela é que nada stressada"

-"Ai menina eu não sabia, muitos parabéns, e este jovem é o sortudo? " olhou para o Justin

-"Muito obrigada, pensei que a minha mãe já lhe tivesse enviado o convite se não então é porque ainda não teve tempo, e sim ele é o sortudo,  este é o justin lembra-se dele?"

-"Justin? Nem o reconhecia, eu sempre disse que a vossa amizade ia acabar em casamento" olhou séria para mim .
Sim é verdade ele sempre disse isso .

-"Eu também lhe dizia mas ela não acreditava" disse Justin

-"Bem, não vos quero empatar mais, a Vossa mesa é a 10 eu vou já lá apontar os pedidos"

-"Obrigada " agradeci

Fomos até a mesa. Isto estava ligeiramente mudado para melhor, já faz algum tempo que não vinha aqui.

Entretanto A uma funcionaria veio recolher os pedidos enquanto a comida não bilha eu e o justin falamos sobre momentos do passado , como nos conhecemos, e as brincadeiras de crianças que tínhamos.

A comida chegou mas continuamos a falar sobre coisas aleatórias até que a minha visão desvia para a porta e vejo Alisson entrar e logo atrás dela Emily ai não sei bem porque mas o meu coração disparou.
Tentei desviar o olhar dela mas não consegui.

Limpei a garganta " Eu vou a casa de banho já venho" levantei-me e foi em direção a casa de banho .
Foi até ao lavatório liguei a torneira e joguei agua na minha cara e logo sequei com papel.

Não sei bem o que de ficar assim talvez porque não gosto que funcionários me vejam a jantar eu sinceramente não sei.

Sai da casa de banho e reparei que elas estavam sentadas mesmo ao lado da mesa onde eu estava, tentei passar por elas despercebida. Mas

-"D.Selena? " Chamou Emily

-"Oh Emily não te tinha visto " menti

-"Não sabia que frequentava este restaurante "

-"Ultimamente não muito mas já passei aqui belos tempos, na verdade os donos são grade amigos meus" sorri

-"Engraçado sou filha dos donos e não sabia da insistência da vossa "amizade" ironizou Alisson

-"Normal, eu vinha brincar com a Elena tu ainda nem sabias o que era o mundo cá fora " sorri torto .

-"Tu também conheces a Elena?" falou Emily

-"Perfeitamente, éramos muito amigas enquanto pequenas e adolescentes mas a carreira nos separou mas continua a ser uma grande amiga "

-"Ela realmente é uma grande amiga"

-"Sim ela é,  bem gostei muito de falar convosco mas eu tenho que ir acabar o meu jantar com o meu namorado "

-"Digo o mesmo,  até amanhã"

Foi para a mesa, o resto do jantar foi muito constrangedor , apanhei a Emily a olhar para mim várias vezes, como eu sei? Porque eu também estava.

Acabamos de jantar, levantamo-nos e fomos pagar a conta.

O Justin perguntou se eu queria ir para casa ou preferia dormir em casa dele eu não queria de todo ir para casa então decidi ir para casa dele.

Quando chegamos fomos logo para quarto dele. Pousei a mala no cadeirão que tinha perto da cama.

-"Amor, vou tomar banho, se quiseres ir tomar banho depois podes ir senão quiseres tens ai uns calções e uma camisola minha para vestires." disse justin entrando na casa de banho.

Tirei os meu sapatos, ainda tentei tirar o meu vestido o o zíper não estava a facilitar, então entrei na casa de banho e foi até ao banheiro .

-"Justin? Será que me podes desapertar o vestido? " disse

Logo vejo  a cabine de banho ser aberta.
Virei-me de costas e senti o vestido ser desapertado, que alívio.
Virei outra vez e dei um beijo no justin.
Ainda pensei duas vezes mas eu desci o vestido e retirei a minha roupa intima e entrei na banheira, Justin olhou para mim curioso mas logo fez uma cara pervertida.
Eu logo ataquei os seus lábios, foi um beijo bem selvagem.
Senti a mão de justin apertar o meu peito e eu logo gemi com o ato.
Ele pegou em mim e entrelacou minha pernas na sua cintura.
Agarrou-me bem e encostou-me contra o vidro gelado da cabine, tudo isso sem descolar os nossos lábios .
Sem aviso prévio senti o seu membro na entrada da minha intimidade e dei um pequeno gemido e de seguida o seu membro entrou dentro de mim, ele fez lentos movimentos de vai e vem. Ele começa a beijar-me o pescoço com pequenos chopoes. Segurou-me bem e saiu da banheira ainda para o quarto. Deitou-me lentamente da cama, espalhou beijos pelo meu meio peito deixando também leves marcas de chopoes. logo de seguida a sua mão massajou um pouco a minha intimidade e logo penetrou dois dedo dentro de mim, gemi baixinho. Fez pequenos movimentos por breves segundos e voltou a retirar, olhou-me nos olhos e atacou os meus lábios, separamos os lábios e ele volta a olhar-me nos olhos e prenunciou "Eu amo-te muito" eu ia responder mas justin voltou a entrar dentro de mim fez movimentos rápidos e selvagens e em segundos ambos tivemos um orgasmo.

-"Eu também te amo" finalmente respondi, e justin deu um breve sorriso


Notas Finais


DESCULPA A DEMORA .

GGENTE É A PPRIMEIRA VEZ Q QQUE FAÇO PPARTE HOT


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...