História Girls of Crime - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~Dezza_B

Exibições 23
Palavras 618
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Cap pequeno mas tudo bem...

Capítulo 7 - Prostituição


Fanfic / Fanfiction Girls of Crime - Capítulo 7 - Prostituição


P.O.V LEXIE

Eu sabia oque estava acontecendo.
Minha irmã estava viciada em drogas e eu depressiva.

Mia estava tentando nôs ajudar e graças a Deus  ela tinha arrumado um emprego de garçonete.

Ta que ela teria que trabalhar de noite. Mais seria melhor pra ela.
Ela não podia adoecer.
E então meu dia foi como outro qualquer.
Lucy não falava mais comigo direito.
Quando não estava dormindo estava drogada.
Eu não tive forças pra conversar com ela, e também no estado que ela tava não valeria a pena.

- Bom dia - mia disse.

- bom dia, já vai trabalhar?

- sim. Mas não demoro, ok  ?

- okay.

Vi ela sair.
Logo depois fui tomar um banho, a água ainda e gelada.
Pois nos não tínhamos pagado a  conta.
Então a água era de poço.

Vi Lucy sair... Não sabia oque ela estava tramando mas também não me importava.
Ela tinha idade suficiente pra saber se ligar nas coisas da vida.

P.O.V LUCY

Acordei e me vestir com um vestido meio preto e branco, já surrado.

Coloquei um chinelo e prendi meu cabelo pra trás.
Eu não ligava muito pra nada.
Só precisava sair e arrumar meu dinheiro pras minhas drogas.

Por alguns dias eu roubei, mas ali todo mundo já estava me marcando e então não roubaria ninguém ali.

Eu roubaria Mia.

Ela saiu e logo eu sai atrás.
Lexie estava no banho.
E então nem falei com ela. Ate porque tinha alguns dias que não dava nem atenção.
Não tenho paciência pra aguentar ela chorando atoa.

  Segui mia e vi ela entrar numa casa de prostituição.
Ta, ela poderia ser  garçonete ali. Mas algo parecia estranho.

Logo vi ela tirar seu sobretudo, e ficar praticamente pelada na  frente daquele puteiro.

- Então é ai que você serve de garçonete né?- disse batendo palmas.

- Oque vc esta fazendo aqui? - ela perguntou nervosa.

- Nada só vim te pedir dinheiro emprestado.
Mas não queria você na prostituição vc sabe.

- Olha Lucy, eu também não queria você nas drogas e vc não esta?
Eu só estou trabalhando pra tentar manter vc e sua irmã.
Coisa que você não esta fazendo.
Espero que você não fale nada a Lexie, ok ?

- Okay. Mas me dá agora o dinheiro.

- Não dou.

Então eu peguei Mia pelos cabelos e a arrastei no asfalto quente.

- para com isso Lucy.- ela gritava.

Um homem veio e me pegou me tirando dos cabelos de Mia.
E então Mia me pegou e me levou ora dentro do puteiro.

Me colocou na cadeira e me prendeu e então eu vi seis homens entrar e parar na minha frente.

Então mia disse:

- Esses são Arthur, Lill Za, Lill Twister,  Khall e Jason Fox.
 
- E ?

Olhei pra cara de Mia e ela continuou:

- essa é uma gang que pode ajudar a gente.
Vc vai querer entrar?

- qual o trabalho?

- prostituta amor.

Eu  não podia dizer não. Pelo menos dinheiro pra drogas eu teria.
Então eu aceitei.
Aceitei mesmo. Mais é claro que eu Não ficaria ali por muito tempo.

   Vi Arthur passar na minha frente e dizer:

- você pode crescer muito.
Só basta largar as drogas.

  - Okay.

E então eu comecei naquele mesmo dia.
Sai dali com dinheiro usei minha droga maravilhosa.

  E foi assim por um mês.
Até que eu já estava totalmente afundada nas drogas que nem conseguia mais trabalhar.
E então cheguei no puteiro, se arrumei e logo fui meter com um velho.

Cheguei no quarto e vi alguns enfermeiros.
Não entendi porra nenhuma.

Quando acordei estava em uma sala branca.
Eu mataria mia, ela não podia ter feito isso comigo.


Notas Finais


Até o próximo amores...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...