História Give me a chance - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Doggo, Flowey, Frisk, Greater Dog, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Chara X Asriel, Chariel, Frans, Sans X Frisk
Exibições 184
Palavras 2.284
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Magia, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


MEU DEUS! Nunca foi tão difícil atualizar uma fic, tudo estava contra mim! O bom disso tudo é que vocês vão ter que me aguentar, minha escola foi ocupada e estou sem aula, ou seja, tenho o dia inteiro livre... não sei se isso é bom ou ruim...
(QUERIA AGRADECER IMENSAMENTE PELOS 56 FAVORITOS! SEUS LINDOS QUE FAZEM O MEU DIA)

Bora pro capítulo!

~Boa leitura!

Capítulo 12 - Cachoeira parte 1


*no dia seguinte*

~Frisk

O Sans é um pouco estranho, depois que a gente saiu da enfermaria com o MK ele ficou ao meu lado o tempo todo, ele só saiu quando cada um de nós foi para seu dormitório, eu não sei o que pensar disso, por um lado é fofo e por outro ele mais parece um stalker. O bom de ter ele ao meu lado são as piadas, algumas são engraçadas e outras são tão ruins que chegam a ter graça, vai entender.

Eu acabei pensando nele a noite toda e tive até um sonho estranho onde nós dois éramos casados e tínhamos dois filhos gêmeos, um chamado Vivaldi e outro Verdana,Vivaldi era uma menina e Verdana menino. Juro que queria entender os meus sonhos.

Eu até gosto do Sans, mas pensar nele como marido me deixa nervosa, até que ele é bem bonito pra um esqueleto e ele tem uma coisa que me encanta que é seu super senso de humor, além de ser estranho igual a mim e brincalhão. Será que eu estou gostando do Sans? Acho que sim, mas quer saber, não é tão ruim assim.

- Ei Frisk! Terra pra Frisk! - Chara passou a mão na minha frente, me tirando dos meus pensamentos - Tá dormindo de olhos abertos?

Claro que não! - Eu disse indignada - Ninguém consegue dormir de olhos abertos!

- O Sans consegue! - Asriel disse e apontou pro Sans

Estamos todos no refeitório tomando café da manhã, Chara está do meu lado, Asriel e Sans na nossa frente. Eu olhei pro Sans e ele realmente tava dormindo, as órbitas abertas sem os típicos pontos brancos, ele não está sorrindo como sempre e ronca um pouco além de ter um pouco de baba azul saindo da sua boca.

- rrumm

- Ele tá mesmo dormindo! - Eu coloquei a mão na boca tentando abafar o riso, como alguém consegue dormir sentado numa mesa

- Ei! Saca só! - Chara pegou um floco de cereal e colocou numa colher, a colher é de plastico e por isso Chara conseguiu entortar ela como se fosse uma catapulta

Essa eu quero ver!

Quando Chara soltou a colher o cereal foi em direção do Sans, mas como ele é ninja até mesmo dormindo, pegou o cereal no ar, jogando de volta pra Chara que não conseguiu desviar e foi atingida bem na testa. Eu e Asriel começamos a dar risada, trazendo a atenção de vários humanos e monstro que estão no refeitório.

- Tente não fazer tanto barulho na próxima vez - Ele disse se ajeitando na cadeira

- Estraga prazeres! - Chara disse cruzando os braços e fazendo bico

...

Depois de tomarmos café, Bonbon fez todo mundo ir pra fora, parece que hoje vamos fazer trilha para algum lugar no meio da floresta, eu não sei direito pra onde vamos porque não prestei atenção no que Bonbon dizia, mas seja lá onde for, contanto que você não seja alvo principal de mosquitos não é tão mal, o que não é meu caso e o pior é que nem tem repelente. Pelo menos eu fui inteligente de usar calça hoje... mas os braços não estão à salvo!

- Parece que está passando por um tempo ruim... - Sans disse olhando pro meu braço todo vermelho de picadas

- Nem me diga! - Eu disse fazendo uma força enorme pra não meter as unhas nos braços, principalmente o direito que está queimando

- Aqui! - Sans tirou de dentro do bolso da jaqueta um repelente, como aquilo cabe dentro do bolso?

- Minha salvação! - Eu disse e peguei o repelente, abri e comecei a passar nos braços - Você sabe para onde estamos indo?

- Acho que... estamos indo para uma cachoeira - Ele disse - É um pouco longe então vamos andar bastante 

- Você vem pra cá todo ano? - Eu quero saber mais sobre o Sans, acredite, esse esqueleto é muito interessante 

- É a primeira vez em dois anos mas tudo continua a mesma coisa 

Eu e Sans começamos à conversar e com isso nós nos distanciamos um pouco do grupo, nada muito longe, mas logo a gente não conseguia ver eles e pra piorar encontramos uma bifurcação, a floresta é bem densa e não tem como saber pra que lado eles foram, olhei pro Sans na esperança que ele saiba que caminho temos que seguir.

- Eu... não me lembro... - Ele disse coçando a nuca (?), estamos perdidos - Acho que vamos ter que ir na sorte... - Eu suspirei

- Direita sempre! - Peguei a mão dele e fui pelo caminho da direita, tomara que seja esse

~Chara

Depois de uma longa caminhada e de mosquitos me comendo viva nos finalmente chegamos no que seria a tal da cachoeira, até que é um lugar bem bonito - é impressão minha ou tem um arco-íris ali?-. Não demorou muito pra um monte de gente maluca pular na água, eu até iria também mas não sei nadar. Olhei em volta procurando uma certa pessoa.

- Asy você viu a Frisk? - Olhei pra trás e vi o Asy tirando a camisa, SANTO PELO. Acabei corando com a visão e pra ele não notar me virei de costas

- Não não vi - Senti ele se aproximar de mim - Você vai entrar?

- N-Não - Meu deus! Por que estou nervosa? Ele é uma cabra não tem nada além de pelo ali

Eu já ia saindo dali quando Asy pegou minha mão me fazendo parar, eu olhei pra ele e tentei não olhar pra baixo. Por que diabos eu estou nervosa com a visão de um monte de pelos?

- Chara não precisa se preocupar, Frisk sem duvida está bem! - Ele começou à me puxar pra algum lugar - Eu conheço um lugar atrás da cachoeira e tenho certeza que você vai gostar!

Hehe... passar um tempo sozinha com o meu namorado

~Sans

Eu e Frisk acabamos andando por um bom tempo, já era pra gente ter chegado em algum lugar mas só árvores. Nós estamos perdidos e o pior disso tudo é que eu não tenho poder o suficiente pra nós teleportar de volta pro acampamento, é muito longe.

- Sans... - Frisk me chamou, ela está com medo isso fica evidente em sua voz - Nós nos perdemos né... - Ela se aproximou de mim, talvez tenha algo bom nisso tudo, tenho ela só pra mim e não tem nenhum Monster kid ou Chara pra atrapalhar... é o momento perfeito

- Frisk... eu tenho uma coisa pra te dizer... - Eu disse meio baixo e sem dúvidas estou corando - Eu gosto muito de você, não como amiga mas como... algo mais... entende o que eu quero dizer? - Ela não pode me rejeitar, Frisk acabou se tornando o amor da minha vida, ela é tipo... a luz no fim do túnel, eu sei que tenho o Papyrus mas ele não vai ficar ao meu lado pra sempre, já eu e Frisk poderíamos formar uma família, eu sei que é cedo demais pra pensar nisso mas eu não posso evitar

- Eu acho melhor a gente voltar... - Acho que ela não me ouviu, será deus dando uma segunda chance

- Frisk! - Ela olhou pra mim - Você ouviu o que eu disse? - Ela levantou um sobrancelha e fez aquele olhar fofo de confusa que só ela sabe fazer

- Não... desculpa, mas... o que disse? - Abaixei a cabeça olhando pro chão

- Nada... - Isso só acontece comigo, como sou um monstro sortudo...

O clima entre nós dois ficou pesado, cara... eu acabei de me confessar pra ela e ela não ouviu, talvez isso seja um sinal de que a gente não de certo, não gosto de pensar dessa forma, mas é o que tudo indica. Nunca vou descobrir se ela gosta de mim do mesmo jeito que eu gosto dela se nunca arriscar...

Vamos lá Sans! Coragem!

- Frisk! - Eu chamei ela e a mesma me olhou com aqueles olhos castanhos mais lindos do mundo - Desculpa por isso - Puxei ela pela cintura e pressionei meus dentes nos lábios dela enviando uma onda de magia. Os lábio dela são tão macios, poderia beija-la pelo resto da eternidade (?), mas infelizmente o beijo não durou nem dois segundos, logo me separei dela e fechei as órbitas, esperando um tapa ou qualquer coisa parecida

Mas nada aconteceu, abri minha órbita esquerda e vi Frisk com a mão na boca, com os olhos arregalados e muito, muito corada.

- Desculpa mas eu precisava fazer isso! Eu gosto muito de vo... - Frisk me interrompeu dando um selinho nos meus dentes

- Eu... acho... que... - Ela deu um pequeno sorriso - Também gosto de você!

Eu senti minha alma se acender, provavelmente está visível agora, quer saber, quem se importa com a minha alma? Este é o dia mais feliz da minha vida. Eu abri um sorriso e puxei ela pra outro beijo.

Quando a gente voltar pra casa vou pedir ela em namoro da melhor forma possível.

~Chara

Asy me levou num tipo de caverna atrás da cachoeira, é bem escuro e o barulho da água caindo é muito alto.

- Asy o que você quer me mostrar aqui? - Eu falei quase gritando por causa do barulho da água

- Só queria ficar um tempo sozinho com você! - Quem diria que a cabrinha é pervertida

- Olha aqui! Se você acha que pode ir chegando desse jeito e fazer aquilo saiba que comigo o negócio é diferente! - Eu fiquei nas pontas dos pés e dei um beijo na bochecha dele, o mesmo levantou uma sobrancelha, sem dúvida ele não entendeu o que eu disse

- Sua mente poluída! Não é disso que eu tava falando! - Ele levantou o meu rosto com um dedo (?) e me deu um beijo, eu fechei meus olhos aproveitando a sensação, eu até abraçaria ele pelos ombros mas não dá... isso que dá namorar um gigante, isso mesmo, eu não sou baixinha ele é que é um gigante

- REEE! - Meus olhos se arregalaram e eu empurrei Asriel com uma certa brutalidade, ele acabou caindo no chão - Tu tá aqui! - Eu olhei pra trás e vi uma figura ruiva usando um biquíni pra lá de minúsculo da cor vermelha - Ree... o que está fazendo no chão - Asriel se levantou

- Eu cai... - Asriel disse meio nervoso, ele não sabe mentir

- Ah sei... oi Chara - Ela disse meu nome de uma forma estranha ou é impressão minha - Então Ree eu tava te procurando!

- Pra quê?

- Então... - Vanessa se aproximou  de nos dois, especificamente de Asriel - A gente poderia ir nadar que nem nos velhos tempos - Velhos tempos é minha faca no teu peito!

- Claro! - Asy pegou minha mão - Vem Chara! 

- Er... eu não trouxe roupa de banho! - Ao contrario de Asriel eu sei mentir, claro que não quero deixa-los sozinhos, mas tenho que procurar Frisk, além do mais eu confio no Asriel, quero dizer, ele não é idiota o suficiente pra me trair

- Que isso fofa! - Tô me irritando com essa guria - Não tem nada ai! Pula nua mesmo! - Eu cerrei os punhos e respirei fundo tentando manter a calma

- Desculpa querida - Disse o “querida” com nojo - Mas eu tenho que procurar a minha irmã!- Sai daquela caverna batendo o pé, sei que sou uma tábua mas não precisa ofender.

Se é guerra que essa Vanessa quer é guerra que ela terá, mas antes de começar a terceira guerra mundial eu tenho que achar a minha melhor aliada, Frisk.

Tenho quase certeza que ela está com aquele esqueleto...

~Frisk

Ai meu deus! Eu estou namorando o Sans, não, quero dizer, quase namorando, ele ainda não me pediu em namoro, mas já é meio caminho andado. AHH eu estou tão feliz, será que a gente vai ter dois filho? Talvez o meu sonho tenha sido uma visão do futuro... ou não.

- Vem Sans - Eu disse e comecei a puxar ele pela mão - Vamos voltar! Talvez a gente encontre o resto pessoal

- Sim sweetheart, mas antes eu preciso de uma coisa! - Sans me puxou pela cintura e me beijou de novo, eu senti aquela onde de magia que percorre o meu corpo me fazendo estremecer, vou ficar viciada nos beijos dele desse jeito. Nós nos separamos por falta de ar, ele encostou a sua testa na minha - Te amo! - Isso foi um pedido de namoro indireto?

- Também te amo saco de ossos! - Eu disse sorrindo - Vamos voltar antes que Chara mate nos dois!

...

Depois de um tempo de caminhada nos chegamos na quela bifurcação, dessa vez fomos para a esquerda, talvez nesse caso a direita não tenha sido a direção correta. Eu e Sans andamos de mão dadas e ele não parece querer soltar a minha mão tão cedo.

Nós andamos pelo caminho de terra no puro silêncio até ouvirmos um grito.

- FRISK! - Senti um peso extra em cima de mim e acabei caindo pra trás, é Chara me abraçando como se tivesse acontecido um tragédia  - SUA MALUCA ONDE VOCÊ TAVA???!!!

Depois que ela resolveu me soltar nos levantamos, Chara olhou pra Sans com aquele olhar maligno e assassino dela.

- Você! Sequestrador de irmã! - Ela partiu pra cima do Sans

Não é nem meio dia ainda e já está acontecendo um monte de coisa.


Notas Finais


Eu revisei o capítulo, mas os erros podem ter passado despercebidos, então peço desculpa desde já!
Eu sei que frans está se endireitando agora mas vai acontecer muitas coisas pra esse pobre casal, chariel não fica atrás!
Eu tinha alguma coisa pra falar (escrever) mas não me lembro agora, então boa noite meus queridos!

~See ya!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...