História Give Me Love - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Lucy Hale, Ryan Butler
Exibições 46
Palavras 1.769
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiii amores e amoras, espero que gostem desse cap. Espero que comentem também, não esqueçam de serem bem sinceros com o que vocês pensam. OBG!

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A
!

Capítulo 31 - Homem de Verdade


Fanfic / Fanfiction Give Me Love - Capítulo 31 - Homem de Verdade

POV Lucy

- Não quero conversar contigo Chris, ainda to com raiva.

- Mas você não entendeu o que estava acontecendo ali Lucy.

- O que eu entendi foi que você brigou com o Justin depois de você me prometer que não faria.

- Me desculpa Lucy, mas foi ele que começou.

- E você tinha logo que brigar com ele?

- Eu não me segurei baixinha, por favor me deixa explicar o que aconteceu. – Disse Chris pegando na minha mão.

- Não agora, eu tenho que ir pra sala antes que o professor não deixe mais eu entrar na sala. – Digo soltando da mão dele. – Vamos embora juntos mesmo, você aproveita e me explica o que aconteceu.

- Tudo bem, eu espero. – Disse Chris suspirando e eu vou em direção a minha sala sem nem ao menos me despedir dele.

Entro na sala de aula e dou graças a Deus do professor ainda não ter chegado e quase choro quando percebo que essa aula e teria om o Justin. Simples, vou apenas ignorar, isso que eu vou começar a fazer. E sabe o pior? Nenhum dos meninos tinha essa aula comigo, só ele. Me sentei no fundo e senti o olhar dele queimando sobre mim, mas lembra né? Ignore.

- Bom dia alunos. – Diz o professor assim que entra na sala.

- Bom dia. – Respondemos todos em coro.

- Hoje, eu vou passar um trabalho pra vocês, e esse trabalho vai ser em dupla. – Diz o professor fazendo todos gritarem de alegria. – Mas eu vou escolher as duplas. – Diz fazendo todos vaiarem agora. – Parem de drama, nem vai ser tão ruim assim.

Por favor, todo mundo menos ele, por favor, todo mundo menos ele, só dessa vez.

- Primeira dupla vai ser Lucy Hale e Justin Bieber. – Diz o professor fazendo eu quase voar no pescoço dele. Nem prestei atenção quais iriam ser as outras duplas. Só fiquei imaginando várias formas diferentes de matar o professor. Por que logo comigo Deus? – Bom, esse trabalho é pra próxima aula, então vou deixar vocês se juntarem nessa aula pra falarem sobre o trabalho.

Fiquei parada apenas olhando pra parede a minha frente e de braços cruzados, eu sinto alguém arrastando a cadeira que estava ado meu lado pra mais perto e a pessoa senta. Olho pro lado, e Justin estava sentando apenas me encarando, fico encarando o mesmo até que ele se pronuncia.

- Olha, eu sei que você não deve estar querendo olhar na minha cara, mas eu realmente quero me explicar com você. – Diz ele fazendo eu respirar fundo e contar até 10 mentalmente pra me acalmar. – Eu não te trai Lucy, eu te juro, eu nunca iria fazer isso com a garota que eu mais amo.

- Justin, eu não quero saber o que aconteceu, o professor pediu pra nos juntarmos pra falarmos do nosso trabalho, e não ficar falando sobre algo que nem chegou a existir, então será que podemos falar apenas do trabalho? – Pergunto e ele balança a cabeça confirmando.

Ficamos a aula toda conversando apenas do trabalho que iriamos apresentar, tínhamos marcado de eu ir na casa dele hoje pra podermos começar o trabalho. O sinal toca e eu agradeço a Deus por eu poder sair daquela sala e de perto do Justin, eu não aguentava mais fingir que estava tudo bem sendo que não estava. Olhar pro Justin foi a parte mais difícil do meu dia e acho que não pode ficar pior.

As aulas foram passando e quando eu menos espero o sinal tocou mostrando que já podíamos ir embora, fui em direção a saída e percebo que Chris já estava me esperando. Assim que ele me viu, deu um sorriso de lado e abaixou a cabeça.

- Vamos? – Pergunto pra ele.

- Vamos. – Diz me seguindo em direção a nossa casa.

- Então, pode começar. – Digo olhando pra frente e ainda caminhando.

- Lucy, eu realmente não queria ter feito o que eu fiz, eu realmente me arrependo, afinal ele é um dos meu melhores amigos. Mas eu realmente não tive 100% de culpa.

- Me explica do começo, o que aconteceu pra você ter batido nele? – Pergunto sem nem olhar pro seu rosto.

 

POV Chris

 

~Flashback On~

Eu estava indo ao refeitório até que alguém me para, olho e vejo que é o Justin.

- Dude, como a Lucy tá?

- Como você acha que ela tá? Ela vai ficar bem no da que você se afastar. – Digo irritado.

- Eu não vou me afastar dela, eu amo a Lucy.

- Você diz que ama ela e pega outra?

- Eu não fiquei com a Ashley.

- Não? Vocês estavam fazendo o que então?

- Ela que me agarrou do nada dude, eu não tive culpa do que aconteceu.

- E você deve ter odiado né?- Pergunto em tom de deboche.

- Eu sou homem, é claro que eu gostei no começo, mas depois eu empurrei ela e me arrependi.

- E a Lucy é uma mulher, você deveria saber que ela tem um coração frágil, que ela sempre foi do tipo que se fez de durona mas era uma bonequinha de porcelana que qualquer movimento que fizesse ela cair, ela iria quebrar. Mesmo assim você decidiu magoar ela, e o pior, com a menina mais baixa dessa escola, com a menina mais rodada. Eu esperava mais de você cara, eu realmente esperava mais de você, mas você erra e isso acaba machucando todos que estão a sua volta. Dessa vez você machucou a Lucy, mas eu não vou deixar você fazer isso de novo.

- A vida é da Lucy, quem tem que querer algo é ela e não você.

- E você tem que parar de agir como uma criança e começar a agir como homem. – Digo firme.

- Engraçado, homem como você? – Pergunta Justin de maneira debochada.

- Sou mais homem que você, isso você pode ter certeza. – Digo. – Eu nunca iria pensar em machucar alguma garota como você fez com a Lucy, homem de verdade não é idiota a ponto de falar que ama uma garota e depois pega outra, você nunca vai ser homem de verdade pra Lucy.

- Engraçado, você fala que é homem de verdade, mas não foi nem capaz de segurar sua própria namorada, ou você esqueceu da Megan? – Antes que eu pudesse perceber eu já tinha dado um soco no Justin e estávamos rolando no chão.

~Flashback Off~

 

- Me desculpa Lucy, eu realmente me descontrolei quando ele falou aquilo. – Digo suspirando.

- Quem era Megan? – Pergunta Lucy me encarando.

- Ano retrasado, eu conheci uma menina, a Megan, ela era a garota mais perfeita do mundo, ela era a mulher da minha vida, pelo menos era o que eu achava, eu estava completamente apaixonado por ela, eu pedi ela em namoro e ela aceitou. Estávamos namorando, era e melhor coisa do mundo, eu fazia de tudo por ela, até que começaram a vir boatos que ela me traia, mas ela sempre me disse que estavam mentindo e tentando inventar coisas sobre ela pra poderem nos separar, isso fez com que eu acreditasse nela, eu estava realmente cego de amor. – Digo sentindo as lágrimas já aparecerem. – Até que um dia ela me chamou pra ir na casa dela, eu ia fazer uma surpresa pra ela, tinha comprado as flores favoritas dela e eu fui. Chegando lá, a porta da casa dela estava aberta, então eu entrei e fui em direção ao quarto dela, quando eu abri a porta do quarto dela, eu vi ela transando com outro cara. Meu coração se quebrou, e ela ainda estava querendo inventar uma desculpa. Depois disso, ela se mudou pra outro lugar bem distante daqui e nunca mais tive noticias dela. – Digo com as lágrimas escorrendo pelo meu rosto. – Depois que o Justin falou aquilo, eu não me aguentei, quando eu menos esperava, já tinha dado o primeiro soco.

- Nossa Chris, eu não sabia, me desculpa. – Disse Lucy me abraçando.

- Não tem problema baixinha, eu realmente queria que você entendesse que eu fiz aquilo por impulso. – Digo ainda abraçado com ela.

- Eu não acredito que ele foi muito idiota falando essas coisas pra você. – Disse Lucy me olhando nos olhos.

- Eu sei que ele não fez por mal, só estava irritado. O Justin é assim mesmo, fala coisas sem nem pensar, mas depois ele volta atrás e pede desculpas. – Digo fazendo carinho no rosto dela.

- Tomara que ele volte atrás e te peça desculpas, caso contrário eu nunca mais vou querer olhar na cara dele. – Disse minha pequena.

- Não se preocupe com isso pequena, depois tudo se resolve. Agora vamos embora por que eu preciso chegar em casa e ir comer, eu estou morrendo de fome. – Digo a fazendo rir e concordar. Fomos o caminho conversando e rindo.

 

POV Lucy

Me despeço do Chris e abro a porta de casa pra eu entrar, fecho em seguida e vou subindo as escadas, assim que eu entro no meu quarto, jogo minha mochila em no chão e vou em direção ao banheiro tomar um longo banho, depois de 30 minutos eu saio enrolada na toalha, ou em direção ao meu closet, coloco minha lingerie branca, em seguida uma blusa cinza regata e um short jeans, coloco uma blusa de frio verde por cima e colocou meu All Star cinza. Já estava pronta pra ir pra casa do Justin. Escuto meu celular tocando em cima da minha cama, atendo o mesmo sem nem ver quem era.

 

~Ligação On~

- Lucy?

- Justin?

- Oi... É... Eu só queria saber se o trabalho aqui em casa estava de pé?

- Está sim, já estou indo pra ai.

- Tudo bem então.

- Tchau.

- Tchau.

~Ligação Off~

 

Se meu coração bateu rápido quando eu ouvi a voz dele? Imagina, só quase sal pela minha boca. Como eu não estava com fome, vou pra casa do Justin sem almoçar mesmo, pego minha mochila e o meu celular e saio de casa.

Vou o caminho todo escutando música, passo por perto de um parquinho e não tive como não sorrir vendo uma garotinha brincando com seu amiguinho, os dois estavam correndo e de mãos dadas, isso me fez lembrar de quando eu era pequena e brincava com os meninos, minha vida era a melhor.

Continuo o caminho até a casa do Justin, quando finalmente chego, vou em direção a porta e aperto a campainha. Poucos minutos depois, a porta de casa é aberta e uma figura baixinha com cabelos escuros e olhos azuis me atende. 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...