História Give me love - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Giovana Antonelli, Tainá Müller
Personagens Giovana Antonelli, Tainá Müller
Tags Clarina, Gioná, Giovanna Antonelli, Tainá Müller
Exibições 188
Palavras 841
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - Emoçoes e descobertas


    Pov's Tainá

  Pelo caminho até chegar em casa por um lado estava feliz, por outro triste. Pietro e Antônia tinham me aceitado bem, mas Sofia não gostou nada da noticia. Estava impressionada com a calma que Giovanna reagiu a atitude da menina. 

  Amanhã será a festa do Martin, preciso estar calma. Quando entro pelo portão da casa vejo o carro do meu pai.

- Droga! Tinha esquecido que eles iriam vir hoje. - Digo para mim mesma. Assim que entro na casa sou recebida com a boa e velha boas vindas dos Muller.

- Boa tarde Tata. - Gritam minha mãe, meu pai, Titi e Tuti. Tata era o meu apelido.

- Boa tarde família linda! - Digo. Logo recebendo um abraço de cada um.

- Posso saber aonde a senhorita estava? - Pergunta mamãe toda curiosa.

- Vamos subir. - Digo abraçando as mulheres ali presente.

- Estou me sentindo excluido. - Diz papai fazendo biquinho.

- Senhor Eduardo Muller. Não acha que está um pouco grandinho para fazer essa ceninha? - Digo dando um beijo no rosto dele. Subo as escada logo em seguida com minhas irmãs e minha mãe.

- Preciso que saibam uma coisa. Não quero que amanhã você fiquem chateadas em saber algo pelos outros.

- Fala logo! - Disse Tuti.

- Olhem para o meu dedo. - Digo mostrando a minha aliança.

- Está namorando com quem? -Pergunta Titi.

- Giovanna Antonelli. - Disparo de uma vez só.

  Titi e tuti estavam de boca aberta. Mamãe começou a piscar. Esperei alguns minutos. As meninas estavam cochichando alguma coisa. Mamãe agora foi para a sacada. As meninas começaram a gritar.

- Parabéns louca! 

- Obrigada maninhas. - Agradeço e nos abraçamos.

- Mas quem diria que você estava pegando a dona Giovanna. - Debocha Tuti.

- Idiota. - Digo dando um leve empurrão no braço dela.

- Acho melhor descermos. A tata vai ter que falar com a mamãe. - Aconselha Titi.

- Tudo bem mãe? - Pergunto assim que chego perto dela.

- A vista é linda. - Fala mamãe. Olhando para o lago.

- Ficou chateada? - Pergunto.

- Um pouco filha. Você poderia ter me contado antes. - Diz ela. Com um olhar triste.

- Mãe me desculpa. Eu não queria falar antes de oficializarmos essa situação.

- Tudo bem filha. Eu entendi. - Nos abraçamos.

- Vamos descer. Tenho que contar essa novidade. para um certo senhor.

- Não se preocupe. Seu pai vai aceitar bem.

- Eu sei mãe. Vocês nos criaram para sermos sem preconceito. 

- O que todos os pais deveriam fazer.

- Concordo.

 Contei a história para o meu pai e ele amou. Até disse que iria brigar com a Giovanna por não ter pedido autorização pra ele. 

 Pov's Giovanna.

 Estava no sofá quando Pietro senta ao meu lado e em seguida deita no meu colo. Coisa que a sua adolescência não permitia. Até achei estranho.

- Mãe?

- Sim filho.

- Você está feliz?

- Estou. Porque a pergunta?

- Fiquei sabendo que a Sofia não gostou do seu namoro com a Tainá.

- Quem te contou?

- Antônia.

- Mas já é fofoqueira essa pestinha. - Rimos.

- Então? Como você está em relação a isso?

- Desapontada filho. Sempre criei vocês com tanta ideia de tolerância.

- Pois é. Por isso aceitei tudo de boa. O importante é amar e ser amado.

- Nossa! Que homem. Vai arrasar com as garotas.

- Falando nisso mãe... - Diz ele sentando normalmente.

- Vai me dizer que está namorando?

- Exatamente.

- Serio? Quem é?

- O nome dela é Amanda Drummond.

  Conversamos sobre a possibilidade de encaixar a menina na lista de convidados da festa do Martin. Seria uma otima chance para conhece-la.

  Depois daquele dia corrido precisava de um banho na banheira. Comecei a relaxar quando ouço meu celular tocar. Pego ele e vejo que Murilo estava me ligando.

 Ligação on

- Oi Murilo!

- Gio. Pode falar?

- Posso sim.

- Estou mandando fotos no seu Whatsapp para provar o que estou prestes a te falar.

- Nossa! O que aconteceu?

- Fui em um restaurante aqui da Barra. Adivinha quem eu encontrei?

- Quem doido?

- A sua assessora Danny.

- Nada de anormal. - Digo.

- Mas ela esta com o Henrique.

- Para! Que Henrique?

- Henrique Sauer.

- Ai meu Deus!

- Calma Gio. Vou tentar descobrir o que eles estão falando. Vou molhar a mão do garçom.

- Ok! Qualquer coisa me liga.

- Pode deixar. Tchau.

- Tchau.

                    Ligação off

  Desgraçada! Não acredito que a Danny está de tramoias com aquele animal. Tenho que me preparar. Preciso acertar tudo para demitir ela. Vou imediatamente travar todas as portas para ela. Não quero essa mulher na festa amanhã. Recebo as fotos no Whatsapp confirmando a situação.

  Fico por alguns minutos pensando se conto ou não para a Tainá. Eram 19:00 ainda não estava tão tarde preciso ir pessoalmente falar com ela. Me arrumo e vou para a casa dela.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...