História Give Me Love * Min Yoongi * (Suga) - Capítulo 64


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), BEAST (B2ST), Block B, EXO, IKON, IMFACT, K.A.R.D
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V, Xiumin
Tags Bangtan Sonyeondan, Bts, Min Yoongi
Visualizações 381
Palavras 2.412
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fantasia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Drogas, Estupro, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite!! ^.^

Capítulo 64 - Faint


Fanfic / Fanfiction Give Me Love * Min Yoongi * (Suga) - Capítulo 64 - Faint

(...)

Se eu não o amar e se ele não me amar, o que será das nossas vidas juntas? O que será da vida do nosso Bebê? Eu não sei se eu o amo tanto quanto penso amar, será que o melhor seria não me casar?

Bom, tudo de mais sábio que eu poderia fazer no momento era respirar fundo, me acalmar e não pensar em nada de ruim que possivelmente poderia acontecer.

Olhei para o motorista que continuava a dirigir no seu próprio ritmo, com bastante leveza em seus gestos e então soltei um leve sorriso.

Talvez eu pudesse e conseguisse manter uma conversação com ele, já que em todo o tempo que passei na casa do Xiumin, ele me ensinou inglês e eu alcancei um nível nunca antes alcançado por mim, mesmo quando eu ainda estudava.

Limpei minha garganta e respirei profundamente tomando coragem de iniciar uma conversa.

-Hey, olá..._eu disse um pouco baixo.

Vi seus olhos se focarem um pouco no espelho ao teto do carro e ele dar um leve sorriso.

-Olá_ele respondeu calmo-Posso ajudá-la em algo?_ele se focou na estrada novamente.

-O Sr. poderia conversar comigo?_perguntei insegura.

Vi um sorriso em seu rosto enquanto ele continuava focado na estrada.

-Estás nervosa, entendo, bom, é o grande dia da sua vida, não é?_ele tinha a voz calma.

Parei para pensar sobre isso, porque todos tratam o casamento como o dia mais importante da vida de uma mulher? Ela não vive apenas aquele dia. Claro que é um dia marcante, porém não é o único dia marcante.

-Um dos_respondi me sentindo cada vez mais insegura.

-Um dos? Porquê?

-Pois eu não concordo plenamente quando dizem que é o dia mais importante e marcante da vida de uma mulher, afinal, estou me casando com uma pessoa que eu já tinha uma vida de casados juntos; aliás, quando você se torna mãe, cada dia se torna marcante com o seu bebê, então o dia do casamento é muito marcante pelo que estou percebendo, mas não é o único que vai existir nas nossas vidas_respondi com toda a minha sinceridade.

Talvez eu tivesse dito algo além do necessário, pois o moço estava calado há algum tempo e aquilo me deixava insegura de ter sido rude, afinal ele havia me feito apenas uma pergunta inocente.

-Me perdoe se fui rude_eu disse culpada.

-Rude? Senhorita, você foi a mais sensata e sincera consigo e comigo das noivas que eu já levei para algum casamento na vida, e olha que trabalho com esse ramo há muitos anos_havia um sorriso em seu rosto que trouxe alívio para mim.

E então eu suspirei totalmente aliviada.

-Então porque ficou em silêncio?_perguntei confusa.

-Pois eu precisava absorver palavras tão simples e sábias que nunca sairiam da boca de uma noiva como a Senhorita_ele me olhou pelo retrovisor.

-Uma noiva como eu?_perguntei estranhando.

-Sim, alguém tão bem financeiramente, tão bem vestida, que está prestes a se casar com um dos caras mais importantes do mundo, que tem uma beleza angelical e usa todas as coisas luxuosas que pode_ele dizia e eu não entendi seu ponto de vista.

-E o quê tem eu ser assim?_perguntei realmente confusa.

-Olha senhorita, não me leve a mal, porém olha ao nosso redor, há pelo menos 5 carros de segurança, além das motos de polícia ao nosso redor, as mulheres que tem toda essa segurança, que podem escolher um vestido como o que estás vestida, que usam safiras e diamantes como acessórios e que tem pérolas enfeitando o cabelo, com toda certeza não diriam que o dia de seus casamentos não é o mais marcante e importante de suas vidas, as mulheres com sua aparência se casam com homens de muito poder por interesse em seus patrimônios, elas sonharam com o dias de seus casamentos perfeitos com todos esses luxos desde a infância, com toda certeza elas não concordaria que ter um filho desses homens com quem casam é muito mais importante e marcante, elas não o terão pois querem manter seus corpos perfeitos, só querem o dinheiro do homem com que casam e se vierem a ter um filho, a babá ou governanta com toda certeza vai ser mais mãe da criança; então a Senhorita é uma exceção muito rara_ele dizia com tanta tranquilidade e eu parava para absorver tudo.

Sorri por suas palavras tão sinceras.

-Como sabe tanto sobre esse tipo de mulher?_perguntei calma.

-Como eu havia dito antes, trabalho há muitos anos nesse ramo de dirigir para noivas, são 20 anos ouvindo noivas de homens ricos que só querem se casar, ter a lua de mel na França e depois viverem infelizes mas ricas e em alta sociedade, ou se divorciarem para levarem metade dos patrimônios do cara e ir atrás de outro infeliz, perdão pela expressão_ele disse e eu ri.

-Concordo com sua expressão_disse calma enquanto ria levemente.

-Tens um sorriso bonito_ele disse e eu sorri sem jeito.

-Obrigada_disse olhando para fora da janela.

-Então, qual é o nome do seu guardião?_ele perguntou e eu o olhei estranhando.

-Guardião?_perguntei.

-Sim, com todos esses seguranças e ainda a polícia britânica apenas para lhe proteger, ele é seu guardião, qual é o nome do homem de sorte?_ o moço perguntou de forma tão amigável.

-Min Yoongi_respondi calma.

Vi seus olhos se voltarem para o retrovisor no teto do carro por alguns segundos enquanto ele me olhava.

-Min Yoongi, o Bilionário que tem empresas muito bem sucedidas espalhadas pelo mundo e que sempre está na mídia por alguma polêmica?_ele parecia bastante surpreso.

-Sim_respondi com tranquilidade.

-Como consegue lidar com todas as mulheres que desejam seu futuro marido? Pelo que pude perceber você é muito inteligente, e sua beleza se destaca em meio a multidões, porém deve ser complicado, não?_ele realmente estava conseguindo me distrair.

-Eu apenas tento ignorar, enquanto não o tocam são inofensivas, e eu sei que não podem competir com o quê ele já tem, que no caso sou eu e o nosso filho lindo_respondi realmente segura.

-Com toda a certeza ele seria muito estúpido se trocasse uma mulher como a Senhorita por uma distração_ele sorria verdadeiramente -Então vocês já têm filho?_ele perguntou.

-Sim_respondi e vi uma expressão calma em sua face.

-Garanto que vocês não perderam nem um segundo juntos, não é?_ele disse com simpatia.

Eu apenas sorri concordando calmamente com a cabeça.

-E o filho de vocês já tem quantos anos?_ele perguntou calmamente.

-Ele completou 7 meses recentemente_respondi com um sorriso ao lembrar do meu floquinho de neve especial.

-Ah, então vocês não estão juntos há muito tempo?_ele perguntou confuso.

-É complicada a nossa história_eu disse um pouco sem jeito.

-Entendo, é o usual, todos os casais têm histórias complicadas e únicas...

...

Conversamos o resto da pequena viagem sobre todos os assuntos que iam se encaixando e quando vimos havíamos chegado, foi tão bom ter conhecido ele, Sebastian é seu nome.

Nos despedimos quando eu desci do carro e sorri ao observar a bela fachada do local que o Suga havia escolhido para o nosso casamento.

Logo os flashes me rodearam, mas eu não me importava, apenas sorria enquanto caminhava em direção ao local e percebi Xiumin se levantar do pequeno muro à frente e vir até mim.

Ele estava realmente muito bonito, aquele smoking caia muito bem em seu corpo, lhe dava uma elegância diferenciada.

-Espero que o noivo esteja tão lindo quanto o padrinho, se não, acho que irei cometer um pecado me casando com o homem errado_eu disse com humor enquanto ele me acompanhava calmamente.

Ele ficou em silêncio por alguns segundos e então me respondeu.

-Estou a sua disposição se quiser deixar o Yoongi_ouvi ele brincar e ri encostando meu rosto em seu braço.

Apenas fomos para dentro do local enquanto eu observava ao nosso redor admirada.

Algumas das primas mais do que invejosas do Suga vieram me cumprimentar e tive que ser educada, afinal é a família dele.

Ainda bem que os organizadores me "advertiram" a não ficar no meio do salão onde o noivo poderia me ver antes do casamento, então me mandaram para uma sala particular onde a noiva fica e apenas pessoas bem próximas podem entrar.

...

O Xiumin estava muito estranho, eu podia sentir na energia que envolvia ele, suas palavras e seu tom áspero comigo estavam me deixando totalmente confusa.

Porém ele saiu para falar com o Suga ou provavelmente se jogar na frente do primeiro carro que passasse pelo nível de estresse que demonstrava estar sentindo.

Fiquei checando meu cabelo por mais uma incontável vez e então vi a porta abrir.

Por ela entrou Maggie, Paola e Jisoo.

-Você finalmente chegou, minha linda_Maggie disse com um sorriso aliviado e veio me abraçar.

-Fiquei sabendo pelas primas do Yoongi que você não foi muito agradável com elas, isso é verdade?_Paola perguntou.

-Eu diria que sim, odeio falsidade para cima de mim, se querem se aproximar de mim que tentem não me igualar ao seus níveis de vadia_disse lhe olhando.

Ela me olhava seriamente e então vi um leve sorriso surgir em seus lábios.

-Você é tão difícil quanto o Yoongi_ela disse arrumando as pérolas em meu cabelo.

-Talvez por isso iremos nos casar_respondi com um sorriso.

-Touché_ela respondeu e eu ri da sua descontraída forma de lidar comigo.

...

Passamos algum tempo conversando, até eu querer um pouco de ar para respirar pois tentei, apenas tentei procurar a Lív e meu bebê, porém aquelas mulheres fofoqueiras e interessadas no meu Noivo não me deixavam dar dois passos sem me pararem para uma entrevista sobre como estava sendo a experiência de me casar com o homem que elas queriam nú na cama delas para lhes satisfazer e trazer café na cama.

Decidi apenas sair daquele local e respirar um pouco na entrada, já que no jardim externo da parte de trás do local, todos estavam e ninguém queria me deixar ser vista pelo Suga e achar a pessoa que estava com a Lív e o meu filho estava se tornando uma tarefa impossível graças as mulheres presentes.

Xiumin estava no mesmo local de quando eu havia chegado, então caminhei até o seu lado e me sentei com todo o cuidado para não estragar o vestido.

Seus olhos estavam bem focados a sua frente e ele parecia muito longe em seus pensamentos, então apenas suspirei levemente, um pouco de paz é tudo que eu preciso agora.

Após algum tempo que eu estava pensativa aqui fora vi ele se mover e então olhou em minha direção, sua face estava paralisada, então eu apenas olhei para frente com um sorriso em meu rosto.

-Não és o único que tem o direito de pensar sobre a vida_eu disse calma com certo humor.

-E porque decidiu pensar sobre a vida agora e aqui fora?_ele me perguntou de modo sereno.

Parei alguns segundos para pensar e não dizer nada rude sobre a minha futura família, que sãos os parentes do Senhor Min, por mais que eles merecessem.

-Eu não sei, eu precisava arejar a mente, as mulheres estão me enlouquecendo com perguntas sobre como é casar com o tão sonhado Min Yoongi em Leeds... Então eu decidi sair um pouco e te vi aqui, pensei que não faria mal pensar um pouco com você_respondi me sentindo um pouco mal em não estar me sentindo tão feliz quanto qualquer outra pessoa para o meu casamento.

-As mulheres realmente parecem bastante invejosas e fofoqueiras_ele disse bastante sincero.

Apenas sorri e concordei com a cabeça olhando para a frente enquanto mordia meu lábio pensativa.

-E você o que faz aqui?_lhe perguntei com calma.

-Eu precisava esfriar a cabeça, coisas andam acontecendo muito rápido e eu estou tentando entender_ele respondeu parecendo um pouco pensativo.

Virei meu rosto em sua direção e seus olhos se focaram nos meus, aquilo me trazia alguma segurança.

-Você poderia me contar, sei lá, dependendo do que for, eu posso te ajudar_ofereci tentando lhe ajudar.

Xiumin não me parece bem desde ontem, mas seus amigos homens são estúpidos demais para perceber.

-Você não poderia_ele me disse parecendo lamentar.

-Porque não? Ao menos tenta_eu pedi com calma o olhando fundo nos olhos.

Realmente queria poder ajudar ele, havia algo me deixando inquieta quanto à ele desde ontem, ele estava diferente comigo.

Ele suspirou profundamente ficando em silêncio por alguns segundos enquanto olhava para baixo, mas após algum tempo me olhou novamente.

-Ok... Eu estou...

Ele iria me contar finalmente o quê estava acontecendo, eu sentia, porém não conseguiu terminar de falar porque o Jimin interrompeu a sua fala.

-Hey gente, está praticamente na hora, não podemos desperdiçar tempo aqui fora_Jimin havia dito.

Eu apenas tinha um leve sorriso carregado de culpa nos lábios, não havia o quê fazer, Xiumin provavelmente não iria me falar com o Jimin aqui, então apenas me levantei.

-É melhor a noiva ir se aprontar_Jimin disse calmo para mim.

Beijei sua bochecha com carinho, eu sei que ele não tem culpa de nada, Jimin é um amor, ele não iria interromper por querer eu sei.

Caminhei com calma para dentro e logo os organizadores vieram me arrastar para a sala de noiva, onde eu só não fiquei entediada pois Jisoo, John, Lív e Bonhwa estavam lá para me fazerem companhia.

Mas meu coração estava cada vez mais acelerado e apertado, por eu estar tão perto de me casar e não saber ao certo como seria meu futuro daqui pra frente.

...

Eles passaram o resto do tempo restante comigo, até os organizadores entrarem com todas as damas de honra e madrinhas e começarem a me dizer o quê fazer, como andar, como sorrir.

Os meninos saíram para respirar e já se ajustarem em seus lugares, enquanto eu estava para enfiar um dos meus saltos na bunda dos organizadores que estavam conseguindo me deixar mais nervosa do que eu já estava naturalmente.

...

Finalmente se passaram os incontáveis minutos para a hora do casamento; eu já não podia aguentar toda a minha ansiedade e tremedeira que consumia meu corpo.

Eu estava indo me casar, com Min Yoongi, o homem da minha vida, na frente de todas essas pessoas.

Nossa, eu não havia notado a quantidade de pessoas, são demasiadas, porque o Suga precisa conhecer tantas pessoas? Eu não quero ser o centro de atenção de todos esses seres, parece haver ao menos umas 500 pessoas pelo que eu alcanço ver de onde estou.

Eu não me lembrava de ter ficado tão nervosa por estar na frente de tantas pessoas. Eu preciso não surtar com o meu medo de multidão, não posso deixar o Suga por algo tão patético.

Se aceitei me casar, é mais do que óbvio que haveriam pessoas para assistirem ao evento.

Principalmente as curiosas, invejosas e as que nos amam de verdade.

Um suspiro escapou por meus lábios enquanto eu via as flores em minhas mãos quase soltarem suas pétalas da forma como eu segurava com minhas trêmulas mãos.

Eu não entendia porque tudo a minha volta começava a girar e a minha visão ficar tão turva a ponto de eu não conseguir me manter... consciente.


Notas Finais


Primeiramente peço perdão por não postar por mais de um mês, eu tive um bloqueio criativo muito forte e também minha vida pessoal está uma grande bagunça. Segundamente, se você leu até aqui saiba que eu realmente lhe agradeço por ser essa pessoa maravilhosa e por não me abandonar!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...