História Give Me shelter - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Fifth Harmony, One Direction
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Luke Hemmings, Niall Horan, Normani Hamilton, Zayn Malik
Tags Camren
Exibições 66
Palavras 2.663
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Antes de mais, eu queria pedir IMENSAS desculpas por não ter postado mais cedo. Não tenho tido mesmo tempo. Mas para compensar, esse capitulo veio bem grande, e demorou imenso tempo a passar para o computador...Mas enfim, Espero que gostem...

Capítulo 7 - Capitulo 7 - Mornings and Moments


Fanfic / Fanfiction Give Me shelter - Capítulo 7 - Capitulo 7 - Mornings and Moments

*Pov’s Lauren*

Camila: Lauren! Lauren, acorda Meu Deus, estamos atrasadas!

Lauren: Hm?

Abri os olhos lentamente mais uma vez com uma sensação horrivel. Odiava acordar, e só queria dormir mais um pouquinho. Mas a visão maravilhosa na minha frente foi a única coisa que me deu realmente vontade de acordar. Seus cabelos castanhos caindo sobre seus ombros. Ainda usava a mesma roupa do dia anterior. Seus olhos doces, embora agitados (como sempre) me encaravam, enquanto me abanava tentando acordar. Afinal tudo o que se passou na noite passada não foi um sonho ou algo do género. Porque eu me sentia feliz com isso?

Camila: Lauren! Você tá-me ouvindo? Temos de ir!

Ela falou apressada. Me deu vontade de rir. Porque ela era sempre assim?

Lauren: Relaxa, Camz... São só 8:00... Vem dormir mais um pouquinho...

Falei sorrindo. Não sei o que me passou pela cabeça, mas puxei-a pela cintura e ela acabou caindo na cama outra vez. Abracei-a por trás juntando nossos corpos e fechei os olhos, me preparando para voltar a dormir. Senti seu riso leve, embora fizesse um esforço por ficar séria.

Camila: Você é louca...O que você pretende fazer? Ficar dormindo o dia todo?

Meu Deus, isso era exatamente o que eu pretendia. Principalmente com ela a meu lado. Estava tão gostoso, sei lá...

Lauren: Esse é um ótimo plano. Você alinha?

Falei sorrindo, ainda abraçando sua cintura.

Camila: Você claramente endoideceu. Eu não posso faltar ás aulas.

Ela falou se sentando e calçando os sapatos. Revirei os olhos. Essa garota ás vezes era uma seca total. Mas eu não ia desistir já.
 Me levantei e me coloquei na frente dela, poisando as mãos em seus joelhos.

Lauren: Lembra quando eu falei ontem que você devia aprender a aproveitar a vida, e viver no limite?

Camila: Sim, mas...

Lauren: E que tal começar hoje? É a sua primeira lição.

Falei divertida. Porque eu estava tão entusiasmada com isso?

Camila: Você não planeia “aproveitar a vida” e “viver no limite” passando o dia a dormir, pois não, Lauren?

Ela falou arqueando a sobrancelha e rindo, me provocando. Ela achava que tinha piada, que fofo.

Lauren: Você irá ver. Tenho muita coisa em mente. Você até vai pedir para dormir.

Ela riu. Já falei que ela tinha o riso mais doce que eu tinha ouvido? Mas logo a seguir, vejo-a encarar o chão. Como se não achasse tudo isso boa ideia.

Camila: Por muito que seja tentador (Só que não, tenho medo até)...

Ela falou fazendo uma careta engraçada, e eu não consegui evitar e ri com este aparte dela.

Camila: Eu não posso, Lauren. Não hoje. Temos aulas. Você também tem.

Oh, que saco. Porra de escola. Eu sabia que não ia conseguir fazê-la mudar de ideias, por isso acabei desistindo.

Lauren: Pfe, tá bom. Esta tarde, então?

Falei meia desconsolada, mas pronto. Pelo menos, hoje eu não seria uma “má influência”, vendo pelo lado positivo.

Camila: Se você quiser, e não tiver mais nada de importante para fazer...

Ela falou, meio insegura. Mas porque ela era sempre assim?

Lauren: Claro que quero, se não eu não estaria convidando você. E confie em mim, eu não tenho.

Ela me sorriu mais uma vez. Juro que o seu sorriso tinha agora entrado para o meu top de coisas favoritas.

Camila: Nesse caso está bem, mas vamos andando para a escola!

Ela falou mais uma vez apressada. Ia se levantar para sair á porta, quando eu a impedi.

Lauren: Onde você pensa que vai com a mesma roupa de ontem?

Eu falei rindo e ela me encarou com um pouco de vergonha.

Camila: Eu não tenho outra...

Lauren: Mas eu tenho. Eu posso emprestar algo para você.

Ela me encarou surpresa com meu ato. Parecia que não estava habituada a que as pessoas fossem simpáticas com ela, e isso me magoava. Ou então, não estava á espera que eu a tratasse assim. E sinceramente, nem eu. Eu não sou propriamente a “miss simpatia”, mas... Com ela era diferente, não sei porquê.

Camila: Deixa lá, Lauren... Você já fez muito mesmo...

Lauren: Eu não perguntei se você queria. Vem comigo.

Falei lhe agarrando pela mão e a levando a uma pequena cómoda que eu tinha com algumas mudas de roupa, para alguma urgência. Entreguei-lhe uns jeans, uma camisa dos The 1975 e um casaco de ganga também.

Camila: Obrigada, Lauren...Eu, não sei o que dizer.

Que fofa. Porque um sorriso surgiu automaticamente em meu rosto?

Lauren: Não diga nada, vai se vestir, vai!

Falei empurrando-a até a casa de banho e fechei a porta.

*Pov’s Camila*

Eu não sei o que se passava com essa garota. Porque ela era tão querida para mim? Quer dizer, só nos conheciamos a um dia, e ela me tratava tão bem...E eu... Não posso dizer que não gostava. Eu nunca tinha dormido com ninguém, além de minha irmã, e posso dizer que foi...maravilhoso. Ela me aconchegava tão bem, que eu nem me apetecia sair dali. Aquecia meu corpo quando eu sentia frio, e fazia carinhos até eu adormecer. Eu nunca pensei, que isso fosse tão gostoso. Mas era. Para falar a verdade, era das melhores coisas do mundo. Mesmo com essa garota, que era praticamente uma desconhecida para mim. Uma desconhecida que salvou minha vida, e me fazia sentir como se a conhecesse á anos. Eu não sei o que raio se estava passando comigo.

Despi minhas roupas para vestir as que Lauren me tinha entregado. Eram muito rockeiras, e nada o meu estilo. Mas não sei porquê, queria usá-las. Pergunto-me o que eu ia falar para eles. Se eu lhes contasse tudo o que aconteceu, não iriam acreditar.
Ao despir minhas roupas, apercebi-me dos cortes que tinha feito há dois dias. Ainda estavam muito marcados, e bastava alguém tocar ali, que doía imenso. Lembrei-me também dos motivos porque os tinha feito. Um frio me subiu pela barriga. Foi aí que voltei á realidade, e á merda de vida que tinha. Nas últimas horas, Lauren parecia me ter feito esquecer isso. Mas isso não era a realidade, isto é que era. E os meus braços, eram o símbolo disso. Só espero que ela nunca os veja. Eu não iria aguentar. Uma lágrima escorreu pela minha face. Limpei-a rapidamente. Não tinha tempo para isso agora.

Vesti as roupas que Lauren me entregou. Me ficavam um pouco largas, mas eram muito confortáveis. Além disso, tinham seu cheiro. Meu Deus, seu cheiro era tão bom...Era algo com um toque um  pouco masculino, e um leve cheiro a...baunilha? Delicioso mesmo. E porque estava eu prestando atenção a estes detalhes todos? Enfim.

Saí da casa de banho e Lauren estava na cozinha, preparando algo para comer, acho eu. Também já tinha mudado de roupa. Usava uns jeans rasgados, e uma sweater do Nirvana. Virou-se para trás, e estacou, me encarando de alto a baixo. O que...O que eu tinha? Não consegui evitar, e fiquei corada.

Camila: Que foi?

Falei olhando para mim também. Se calhar tinha a roupa suja, ou isso...

Lauren: Na...Nada. Você fica bem com essa roupa, só isso.

Ela falou com simplicidade, e eu corei ainda mais. Nunca ninguém me tinha falado que eu ficava bem em alguma roupa. Bom, além de Ally e Chris ás vezes claro, mas isso era diferente.

Lauren: Eu fiz o café da manhã para a gente. É panquecas e sumo de laranja.

Ela falou sorrindo. Como se gostasse mesmo de cozinhar para mim. E parte de mim, adorava isso. Mas a outra, sentia repulsa de tudo o que fosse comida. Eu não ia conseguir comer aquilo.

Camila: Não temos tempo, já estamos atrasadas.

Falei tentando desviar o assunto, mas como esperava, ela não desistiu.

Lauren: O quê? Ainda faltam 15 minutos para entrarmos...Além disso, você não vai deixar essa panqueca deliciosa aí, né? Me deu muito trabalho a fazer...

Ela falou fazendo olhinhos tristes e beicinho. Meu Deus, porque eu achava isso tão fofo? Não acredito que lhe ia fazer a vontade.

Camila: Okay, mas só um pouco...

Falei me sentando na cadeira e ela sorriu satisfeita. Meu Deus, como eu ia gastar essas calorias? Meti um pouco de panqueca na boca. Estava delicioso, eu não ia negar. Mas naquele momento, senti toda a culpa tomar conta de mim. Eu ia deitar aquilo tudo para fora mais logo.

Lauren: Agora quem está na lua não sou eu...

Ela falou rindo e acordou meus pensamentos. Eu sorri fraco.

Lauren: Em que você está pensando?

Ela falou metendo um pouco de panqueca na boca, de seguida me encarando.

Camila: Nada, só um trabalho que eu tenho para entregar.

Ela fez uma careta do tipo: “Sério?” e revirou os olhos, me fazendo rir.

Lauren: Ai, você se preocupa demasiado. Então, eu vou ensinar para você a lição numero um da vida.

Camila: E qual é?

Falei divertida. Como é que ela me conseguia animar num instante quando eu estava tão embaixo? Eu não sei como ela fazia isso.

Lauren: Hakuna Matata.

Ela falou séria me encarando, e eu não consegui evitar e me ri.

Camila: Hakuna Matata?

Lauren: Sim. Você nunca assistiu rei leão?

Camila: É, eu assisti sim. Mas...

Lauren: Mas nada. Esse é meu lema de vida. E essas duas palavras, devem resolver todos os seus problemas.

Camila: Lauren, isso não é assim tão fácil...

Lauren: Hakuna Matata, é lindo dizer...

Ela falou se levantando da mesa com um sorriso nos lábios. Não...Sério que ela ia cantar? Eu já comecei rindo.

Camila: Lauren...

Lauren: Hakuna Matata, sim vai entender...

Ela falou cantando e dençando ao mesmo tempo. Isso era demasiado engraçado.

Lauren: Os seus problemas, você deve esquecer... Isso é viver, é aprender... Canta comigo, Camz!

Ela falou me puxando da mesa para dançar com ela. Eu acho que nunca estive tão feliz numa manhã.

Lauren: Hakuna Matata!

Ela cantou me dando uma voltinha. Ela tinha uma voz linda, mesmo cantando assim a brincar. Havia alguma coisa que não fosse lindo nessa garota?

Lauren: Ta ti tá, tá ti tá...

Ela cantou fazendo até o instrumental, enquanto me balançava ao som da “música”. Que tontinha, mas fofa ao mesmo tempo.

Lauren: Hakuna Matata, Hakuna Matata, timon e pumba, Hakuna Matata!

Ela cantava como se nada se passasse no mundo, com pura alegria. E para falar a verdade, foi a primeira vez em muito tempo que eu senti realmente pura alegria também. Como se podesse ser eu mesma, com ela.

Lauren: Os seus problemas, você deve esquecer... Canta comigo, Camz...

Ela falou me agarrando pela cintura e juntando seu braço ao meu, nos balançando.

Camila: Isso é viver, é aprender...

Tentei cantar entre risadas. Olhei em seus olhos e ela parecia fora deste mundo. Como se estivesse mesmo se divertindo, e nem se importasse com as figuras que estava fazendo. Como se estivesse sendo ela própria. E foi aí que me apercebi, que essa garota tinha algo de especial. Ela era, diferente... E libertou algo em mim, que me fazia ser eu própria também.

Lauren e Camila: Hakuna Matata...

Cantamos em unissono e terminamos olhando uma para a outra. Ela sorriu. Seu sorriso genuíno, carinhoso, me fez perder os sentidos. Eu não sei o que se tinha acabado de passar.

Lauren: E então, já aprendeu o lema?

Ela falou rindo, ainda pegando em minha mão. Não sei porquê, mas eu tinha adorado esse momento que acabamos de ter. Embora fosse tão simples e trouxa. Mas talvez por isso mesmo.

Camila: Você é louca, Lua...

Falei rindo, tratando-a pelo nome que lhe tinha posto. Ela sorriu, e voltamo-nos a sentar.

Lauren: Se eu ganhasse um dólar por cada vez que você fala isso...

Ela falou e eu ri. É, eu realmente falava isso muitas vezes. Mas isso é porque ela era mesmo.

Lauren: Mas enfim... Você vai lá. Só precisa acreditar nessas palavras.

Eu não acreditava muito nesses lemas. A vida é demasiado complicada para se resolver assim. Mas uma coisa é certa: eu não ia esquecer esse momento. Foi demasiado especial, e tinha ficado marcado em minha memória.

Quando olhei para meu prato, já não tinha nada. Tinha comido tudo, porque estava distraída. Eu tinha mesmo de deitar tudo isso mais fora logo.

Lauren: Hellooo! Terra chama Camila...

Ouvi sua voz interrompendo meus pensamentos. Olhei para o celular, e vi as horas. 8:20.

Camila: Meu Deus Lauren, faltam 10 minutos para a aula começar! Vamos!

Falei tentando-me apressar e levantei-me rapidamente, me dirigindo á porta.

Lauren: Ahaha, calma... Você nem sabe o caminho...

Ela falou rindo, completamente descontraída. Por acaso tinha razão. Eu não fazia a minima ideia onde estava, nem como sair daqui.

Camila: Então, o que tá esperando? Vamos!

Falei e ela riu finalmente se levantando, me acompanhando até á porta.

Fomos andando até á escola. Afinal não era assim tão distante, 5 minutos a pé. Ela veio reclamando o caminho todo como ainda estava com sono, e queria ter ficado em casa. Essa garota era demais. Mas finalmente chegamos á escola. Seus amigos estavam no parque de estacionamento da escola. Estavam também mais 2 garotas. Uma com o namorado...Era molata, e muito linda. A outra era meia loira, e também era bem bonita. Seus amigos de ontem, Luke e Zayn, correram em direção a nós. Não sei porquê, mas senti-me intimidada. Era demasiado timida para falar com quem quer que fosse pela primeira vez.

Luke: Onde você andou? Nós tentamos ligar para você tantas vezes...

Ela sorriu descontraída, não ligando a minima para o que o loiro tinha falado.

Lauren: Eu estou aqui agora, não vê?

Seus amigos reviraram os olhos. Pareciam já estar habituados a estas atitudes dela.

Zayn: Que piadinha, Lauren... É que havia uma festa ontem, você devia ter ido...

Uma festa? Lauren ia a festas? Ela era mesmo o tipo de garota popular que todos os garotos queriam. Mas o que eu conheci dela até agora, ela não parecia o género de garota arrogante e fútil...Muito pelo contrário.

Lauren: Estive ocupada, já não posso?

Ela falou, com o toquezinho de rebelde que tanto a caracterizava. Retirou da bolsa um maço de cigarros e acendeu um. Ela...fumava? Eu não sei porque me surpreendia com essas coisas. Afinal, eu só a conhecia desde ontem, e não sabia praticamente nada sobre ela. Bem, nada além de que ela salvou minha vida, e cuidou de mim até agora como se eu fosse uma pedra preciosa.

Luke: Pois, claro... E quem é sua amiga?

Ele falou me encarando e o moreno seguiu o exemplo. Não eram olhares de julgamento, apenas...curiosidade. Acho que foi a primeira vez que se aperceberam realmente da minha presença.

Lauren: Essa é...Camila.

Ela falou com naturalidadee, não se adiantando mais, e não me olhando sequer.

Camila: Oi...

Foi tudo o que consegui falar, tentando não parecer mal educada, e muito menos nervosa. Mas a verdade é que estava. Mas eles sorriram normalmente, me deixando mais confortável.

Luke: Oi, sou o Luke, e ele é o Zayn.

O loiro falou sorrindo, e o moreno sorriu também. Seu piercing no lábio sobressaía naquele ar todo de bad boy. Ele era bem bonito, e via-se que sabia disso.

Luke: Então...você anda aqui na escola?

Camila: Sim, estou no 11º ano.

Luke: Maneiro...Nós estamos no 12º, pela segunda vez...

Ele falou rindo e Zayn também riu. Lauren é que não parecia lá muito divertida com a conversa. Não entendia essa garota. Era bipolar, ou o quê?

Lauren: Você não tinha de ir para as aulas, Camila?

Ela falou, meia seca. Ela estava...tentando correr-me dali? Juro, não entendia mesmo. Eu tento-me dar bem com os amigos dela, e ela age assim? Enfim.

Camila: Pois, na verdade eu tenho...Até logo!

Falei me despedindo, e Lauren deu um txau sexo. Zayn e Luke falaram txau também, mas pareciam até mais animados do que ela. Eu não sei o que raio se tinha acabado de passar, e honestamente, não queria saber. Essa garota e as suas mudanças de humor eram a última coisa que me ia preocupar agora.


Notas Finais


Então? O que acharam dessa Lauren? Ciumes, hein? kkk
Eu acho que esse capitulo ficou grande demais, e talvez chato, mas eu queria dar mesmo uma prespetiva da Camila porque acho que tenho andado a fazer muito Lauren.
Ah, talvez uma coisa que eu me esqueci de falar, e não sei se vocês já repararam: Sou Portuguesa, por isso se não entenderem algo falem que eu explico melhor kkk
Então, agora vou andar meia ocupada porque...BEM PORQUE VOU A UM CONCERTO DAS MENINAS, este Domingo! Eu ainda nem tou acreditando, e a ansiedade vai me matar antes de eu conseguir, eu sei...
Mas enfim, se eu sobreviver ao show, prometo que atualizo logo... Muito obrigada e POR FAVOR me digam o que tão achando!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...